OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Estou cumprindo as minhas palavras contra esta cidade, para a calamidade dela, não para o bem; e naquele dia você verá isso acontecer.Mas eu vou livrá-lo naquele dia, diz Jeová, e você não será entregue aos homens de quem tem medo. Pois eu certamente o livrarei, e você não cairá à espada. Você terá a sua vida como despojo porque confiou em mim,diz Jeová". Jeremias 39:1-18

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Caixa, Banco do Brasil e Santander prometem desconto de 90% em renegociações


O Banco do Brasil, o Santander e a Caixa Econômica Federal definiram parâmetros para a semana de educação financeira e renegociação de dívidas em atraso, anunciada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e pelo Banco Central no último dia 21.
O Santander e a Caixa prometem descontos de 90% no valor da dívida. O BB diz que abaterá até 92%. A ação, batizada de Semana de Negociação e Orientação Financeira, será realizada de 2 a 6 de dezembro.

O BB diz que todos os clientes pessoa física com operações de crédito vencidas há mais de 30 dias poderão participar. As condições incluem desconto no valor do débito, parcelamento em até 120 meses e carência de até 180 dias para iniciar o pagamento.

Nos dias do mutirão de renegociação, 57 agências em capitais e no Distrito Federal funcionarão com horário estendido para esse atendimento. As operações de negociação poderão ser feitas também pelo site e aplicativo do BB. O banco diz que terá também juros menores e redução de até 14% nas taxas.
A Caixa afirma que as condições para renegociação dependerão do perfil do cliente. Para os clientes jurídicos com crédito comercial em atraso, haverá a possibilidade de unificar os contratos e fazer um parcelamento só para todas as dívidas, que ainda poderão ser pagas em até 96 vezes.