OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"O que seus antepassados viram de errado em mim para que se afastassem tanto de mim,e seguissem ídolos sem valor, e se tornassem eles mesmos sem valor? Os que lidam com a Lei não me conheceram,os pastores se rebelaram contra mim,os profetas profetizaram em nome de Baal e foram atrás daqueles que não podem ajudar ninguém. Por isso continuarei a fazer acusações contra vocês diz Jeová,E farei acusações contra os filhos dos seus filhos". Jeremias 2:1-37

sábado, 30 de novembro de 2013

Pinheiro diz que escolha de Rui Costa não foi consensual; 'O diretório fez sua escolha', disparou

Se alguns consideraram que a escolha do secretário da Casa Civil Rui Costa (veja aqui) para concorrer ao governo da Bahia foi consensual, para o senador Walter Pinheiro, que também pleiteava a indicação e disse que iria "abraçar" a escolha do partido (veja aqui), o assunto não foi decisão da maioria. “Não houve consenso, mantivemos nossa candidatura; porém o diretório fez sua escolha, chamando pra si também a responsabilidade. Se ontem o governador me tirou da lista dele, hoje o diretório me tira da lista do PT”, disparou o senador sobre o resultado da reunião, que aconteceu, a portas fechadas, no hotel Fiesta, em Salvador. Pinheiro relembrou ainda da indicação ao senado em 2010 que, segundo ele, foi disputada em dois encontros com mais de 300 delegados. “não me sinto derrotado, mesmo esta decisão tendo saído com um apenas um encontro do diretório”, declarou. Mesmo descontente com o rumo da decisão petista, Pinheiro não pretende tensionar mais a situação e disse que vai se empenhar na campanha. “A partir de agora, vou me integrar totalmente na campanha da nossa frente, da nossa aliança, para a gente fazer a sucessão do companheiro Jaques Wagner, para fazer na Bahia a reeleição da companheira Dilma e eleger a maior bancada de deputados estaduais e deputados federais”, finalizou.

Família de Kátia Vargas contrata Ricardo Molina para cuidar do caso

O perito Ricardo Molina foi contratado pela defesa da médica Kátia Vargas, suspeita de provocar a batida que matou os irmãos no bairro de Ondina, em Salvador. Nesta sexta-feira (20), ele esteve na cidade para avaliar o carro da oftalmologista, a moto em que estava as duas vítimas e o local do fato. O perito não esteve na audiência de instrução, a primeira do caso, que ocorreu pela manhã, e já retornou para São Paulo. "Só trabalho em casos que eu acredito. Eu precisava ver o carro, a moto e o local do acidente. Fui ao DPT [Departamento de Polícia Técnica] hoje [sexta, 20]. A câmera [de segurança, que filmou parte da situação] não mostra o momento do acidente, não dá para inventar. Não há evidência material completa de que o carro bateu na moto", afirma ele, que analisou algumas imagens antes de aceitar a proposta. Molina atuou em casos como Chacina de Vigário Geral, CPI do Narcotráfico, Fernandinho Beira-Mar, Eldorado de Carajás, Eloá, Suzane Richthofen, Roriz, Paulo Maluf, entre outros. Antes de entrar no caso, em conversa com o G1, o perito falou sobre o papel da perícia em um processo como o que está em curso. "A perícia trabalha com a verossimilhança. É o princípio da perícia. O testemunho, em um acidente, é a coisa mais aleatória que se pode imaginar. As pessoas acham que viram. A coisa acontece muito rapidamente e a pessoa cria uma memória do futuro. Estimativas de velocidade estão quase sempre erradas. As pessoas não conseguem avaliar a velocidade subjetivamente", aponta.

Kadu segue para o Braga de Portugal

O zagueiro Kadu está de malas prontas para deixar o Vitória ao término do Campeonato Brasileiro. Apesar do interesse da diretoria em manter o jogador para a próxima temporada, o defensor tem um pré-contrato assinado com o Braga de Portugal e já confirmou a transação com clube português.

Após a saída de Gabriel Paulista, Kadu chegou ao Leão sob desconfiança para suprir a ausência do defensor da divisão de base rubro negra. No entanto, com partidas convincentes e atuações seguras o zagueiro ganhou espaço no time e tornou-se peça importante no esquema do técnico Ney Franco.

Ao que tudo indica a defesa titular do Vitória no Brasileirão deste ano não permanecerá para a próxima temporada. Além de Kadu, o capitão Victor Ramos também deve seguir para a Europa, já que pertence ao Standard de Liège, da Bélgica.

Romaria a presídio foi um equívoco, diz Dilma a petistas

Apesar de ter determinado silêncio no governo sobre as prisões dos condenados do mensalão, a presidente Dilma Rousseff reprovou o regime privilegiado que permitiu visitas fora de hora aos petistas presos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Ela considerou um erro a romaria de políticos que foi à cadeia visitar os petistas na primeira semana de detenção. E vê o risco de que outros presos e seus parentes fiquem revoltados com a situação.

Em viagem a Fortaleza no dia 22, Dilma discorreu sobre os três anos em que ficou presa durante o regime militar e, diante de ministros e congressistas, falou sobre o que a experiência lhe ensinou para evitar problemas na prisão.

Além de auxiliares do primeiro escalão, estavam a bordo do avião presidencial o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), irmão do deputado José Genoino (SP), preso na Papuda com o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro petista Delúbio Soares.

Dilma recomendou aos petistas que as visitas sejam breves para não irritar os familiares dos demais presos, com acesso mais restrito às áreas de segurança e sempre submetidos a controle rígido para conseguir entrar no local.

O mandato assegura aos congressistas visitas fora dos dias convencionais. Mas a caravana de políticos irritou familiares dos presos que formam filas nas madrugadas dos dias de visita e gerou críticas. Para Dilma, episódios assim podem gerar animosidade desnecessária na Papuda contra os petistas presos.

"Eu estive lá, sei como é", disse a presidente, conforme relatos de participantes da viagem a Fortaleza, relembrando seus anos na Torre das Donzelas, apelido da ala onde ficava no antigo presídio Tiradentes de 1971 a 1974.

Dilma afirmou que a regra básica no cárcere é conquistar a confiança dos outros presos. Também é "fundamental saber cozinhar", aconselhou a presidente durante a conversa no avião.

Para ela, além de garantir a qualidade da comida, o trabalho na cozinha ajuda a matar o tempo e pode funcionar como terapia. No regime semiaberto ao qual estão submetidos os petistas, é possível ser selecionado para trabalhar na cantina da cadeia.

"Os presos comuns e os carcereiros eram nossos aliados", disse. Na ditadura, os carcereiros costumavam comprar livros encomendados pelos presos políticos. Assim como os outros detentos muitas vezes transportavam bilhetes trocados entre os homens e mulheres detidos por se opor ao regime militar.

Em seguida, conforme contaram alguns dos presentes durante a viagem a Fortaleza, Dilma classificou como "tremenda bola fora" a exibição de tratamento diferenciado.

Apesar das críticas, a presidente manifestou, mais uma vez, preocupação com a saúde de Genoino. Operado para uma correção na artéria aorta recentemente, ele teve um pico de pressão e foi hospitalizado. Agora aguarda decisão sobre seu destino na casa de um parente. Duas juntas médicas consideraram que seu quadro não é grave.

João Araújo, pai do Cazuza, morre aos 78 anos no Rio de Janeiro

O produtor musical João Araújo, 78, morreu neste sábado (30), vítima de uma parada cardíaca, em sua casa no Rio de Janeiro.  A informação foi confirmada por uma funcionária da ONG "Sociedade Viva Cazuza".

O velório será realizado neste sábado a partir do 12h, na capela 1 do Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio. O enterro está marcado para às 17h.

João Araújo foi um dos executivos da gravadora Som Livre, das Organizações Globo, durante 38 anos. O produtor laçou discos do Djavan, da Xuxa, Caetano Veloso, Lulu Santos e foi convencido a deixar seu filho, Cazuza a cantar e gravar um disco com a banda Barão Vermelho. No filme "Cazuza - O Tempo Não Para" (2004), João foi vivido pelo ator  Reginaldo Faria.

João foi eleito presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD) em 2007, mesmo ano em que recebeu o prêmio Grammy Latino, um dos mais importantes na área musical.

O cantor Cazuza será homenageado nesta noite, em um show no Parque da Juventude, em São Paulo. Cazuza--que morreu 32 anos em 1990 em decorrência do vírus HIV-- entrará em cena em forma de holograma, frente à 40 mil pessoas que são esperadas para o espetáculo com entrada gratuita. Serão 20 minutos de presença virtual, que poderá entrar no Guinness World Records de recorde mundial por tempo de atividade de um holograma no palco.

Reajuste da gasolina e do diesel foi calculado pela Fazenda e não descarta nova alta

Conta de chegada O cálculo que resultou no reajuste de 4% para a gasolina e 8% para o diesel, anunciado ontem, foi feito pelo Ministério da Fazenda e apresentado em encontro entre Guido Mantega e Graça Foster na quarta-feira, em Brasília. Na quinta, a presidente da Petrobras concordou com os percentuais, inferiores aos que a empresa pretendia e que não incorporam o gatilho proposto por ela. Não está descartado, no entanto, um novo reajuste, em valor menor, no primeiro semestre de 2014.

Até a borda Na matemática do governo, chegou-se à conclusão que conceder reajuste de 5% para a gasolina (o mercado queria 6%) faria com que estourasse a meta de inflação de 5,8% para 2013.

Varejo Fernando Pimentel (Desenvolvimento) dará duas palestras sobre oportunidades de negócios no Brasil para executivos em Nova York na terça-feira. Dilma quer buscar investidores estrangeiros diante do mau humor de empresários brasileiros.

Quem manda As manobras da Câmara que irritaram o governo têm como pano de fundo a insatisfação do comando da Casa e de líderes da base com o acúmulo de projetos em regime de urgência mandados pelo Executivo.

Cabresto Parlamentares dizem que o Palácio do Planalto tenta "controlar a pauta do Congresso". Nesse cenário, a alteração feita na tramitação do Orçamento impositivo é vista como um recado dos deputados ao governo.

Rompimento Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Renan Calheiros (PMDB-AL) discutiram aos gritos no Congresso na quinta-feira, depois que o presidente da Câmara indicou que prorrogaria o prazo para apresentação de emendas ao Orçamento.

Travou O Planalto já admite que pode não conseguir a aprovação do Marco Civil da Internet este ano. O governo não contava com tanta dificuldade em obter acordo.

Aqui não 1 Representantes do Ministério da Justiça e da Justiça Federal, de um lado, e do Ministério Público Federal e da Associação Nacional dos Procuradores da República, de outro, divergiram sobre a redação final do relatório da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro.

Aqui não 2 O segundo grupo pretendia incluir uma menção ao julgamento do mensalão como exemplo de combate à corrupção, mas foi rebatido pelos representantes do governo. O texto acabou sem a referência.

Sabadão Além de receber caciques do PMDB e do PP hoje, Dilma e Lula se reunirão também com a cúpula do PDT, partido que, embora esteja no primeiro escalão, ainda flerta com a candidatura de Eduardo Campos.

DDD Jaques Wagner (BA) colocou o candidato do PT à sua sucessão, Rui Costa, para falar no telefone com a presidente e o antecessor logo após sua escolha, ontem.

Axé O resultado fortalece o governador --que bancou seu secretário da Casa Civil contra o senador Walter Pinheiro e o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli-- para pilotar a campanha de Dilma no Nordeste.

Tempo... Em reunião de secretariado, Geraldo Alckmin (PSDB) pediu para que os auxiliares "readequem as agendas" e corram para montar cronograma de entregas e inaugurações no primeiro semestre do ano eleitoral.

... é dinheiro Além do calendário, Alckmin demonstrou preocupação com as receitas do governo, que não terão o incremento do programa de parcelamento do ICMS, que rendeu R$ 5 bilhões extras neste ano.

FONTE:www1.folha.uol.com.br

Presos por corrupção são apenas 0,1% no Brasil

Os condenados por corrupção no julgamento do mensalão, como o ex-ministro José Dirceu, o empresário Marcos Valério Fernandes e os deputados Valdemar Costa Neto (PR-SP), Pedro Henry (PP-MT), João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP), vão reforçar uma estatística reveladora do sistema penitenciário brasileiro. Das 548 mil pessoas que superlotam as unidades prisionais do país, somente 722 estão lá acusadas de terem praticado corrupção. Isso equivale a 0,1% do total de presos no Brasil, entre aqueles que já cumprem algum tipo de pena ou aguardam o julgamento na prisão.

Ou seja, 99,9% da população carcerária respondem por outros tipos de crime, segundo o último relatório do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, divulgado em dezembro de 2012. Levantamento do Congresso em Foco nos relatórios estaduais do Depen mostra outra curiosidade: em seis estados simplesmente não havia nenhum preso por corrupção no final do ano passado: Acre, Alagoas, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Por outro lado, na mesma época, 38 mil pessoas (7%) acusadas de praticar furto, que é a subtração de coisa alheia sem uso de violência ou ameaça, dividiam a cela com criminosos violentos, como estupradores e assassinos. Na avaliação de juristas ouvidos pelo site, os dados oficiais indicam que o Brasil encarcera muito, mas prende mal. Encarcera pessoas acusadas de crime de menor potencial ofensivo e deixa de fora denunciados por crimes violentos e de roubar o dinheiro público.

A pesquisa anual do Depen, que deve ser atualizada em janeiro, escancara como o Estado brasileiro ainda tem dificuldade para punir os crimes contra a administração pública, dos quais a corrupção e o desvio de dinheiro público fazem parte. Os crimes contra a administração são responsáveis por levar à prisão apenas 2.703 pessoas – o equivalente a 0,5% de todos os presos do país. Ainda assim, houve um crescimento de 133% nas prisões por essa categoria de crime nos últimos quatro anos.

Distrito Federal

Em dezembro do ano passado, apenas seis pessoas estavam presas no Distrito Federal por corrupção passiva (funcionário público que recebe propina) ou peculato (desvio ou apropriação de recurso público por servidor em razão do cargo que ocupa), outra modalidade de crime contra a administração pública. Mais seis eram acusadas de corrupção ativa, ou seja, de ter tentado corromper um agente do Estado. Esse número mais que dobrou nos últimos dias, com a prisão dos condenados no processo do mensalão.

Entre os 25 réus considerados culpados pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento, 19 foram condenados por corrupção (oito por corrupção ativa e 11 por passiva). Nove deles estão presos em Brasília: José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Marcos Valério, Cristiano Paz, Ramon Hollerbach, Simone Vasconcellos, Romeu Queiroz e Jacinto Lamas.

Também foi condenado pelo crime o ex-diretor do Banco Central Henrique Pizzolatto, atualmente foragido da Justiça. A ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello e o ex-executivo da instituição José Roberto Salgado também estão detidos. Mas cumprem pena por outros crimes (lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, evasão de divisas e formação de quadrilha). Veja as penas dos condenados no mensalão

Contra o patrimônio

Eles, porém, são exceção. Quase metade dos presos brasileiros (49%) é acusada de ter cometido crimes contra o patrimônio, como furto, roubo, extorsão, estelionato, latrocínio e apropriação indébita. Outros 24% estão presos por tráfico de drogas, e 12% são acusados de crimes contra a pessoa, como homicídio e sequestro. “Continuamos prendendo muita gente errada. Apenas o criminoso violento tem de estar lá. O sistema penitenciário só ensina a pessoa a ser violenta”, critica o ex-juiz e ex-promotor Luiz Flávio Gomes, professor de Direito Penal e Processo Penal. “Muita gente não precisava estar na cadeia, mas está. Vai explodir o sistema carcerário brasileiro”, acrescenta.

Para o coordenador da Comissão Pastoral Carcerária, padre Valdir João Silveira, a prisão de políticos abre caminho para que o país conheça a realidade trágica do sistema carcerário. “Conhecer os porões dos cárceres é novidade para a sociedade mais alta, mais rica, mas não para os pobres”, diz o coordenador da entidade ligada à Igreja Católica.

Luiz Flávio Gomes diz que o baixo índice de prisões por corrupção no Brasil é histórico. “Esse crime sempre teve privilégio porque envolve pessoas com status, não envolve o pobre. Nunca foi diferente”, afirma o especialista. Ainda assim, o número de presos por corrupção pode ser considerado “o maior da história” do país, avalia. “Nunca foi mais do que isso.”

Condenado a empobrecer

Como solução, o ex-magistrado defende uma posição polêmica: em vez de irem para a cadeia, os condenados por corrupção no Brasil deveriam ser condenados à miséria, na opinião dele. “A corrupção não é um crime violento e nunca deveria dar cadeia. Nunca. Deveria existir uma pena de empobrecimento, deixar o corrupto pobre. Hoje, o corrupto é preso e continua rico”, critica. “Corrupção não provoca temor. Gera indignação. A sociedade não tem medo do corrupto”, reforça.

Coordenador do Movimento Paraná Sem Corrupção, o promotor Eduardo Cambi defende que os crimes contra a administração pública sejam tratados como hediondos, ou seja, passíveis da punição mais rigorosa possível. Segundo ele, a falta de punição para os casos de corrupção e desvio de dinheiro público servem de estímulo para novas fraudes ao erário, retirando recursos de áreas essenciais, como saúde e educação.

“O Brasil não é o país da impunidade. Mas aqui não se pune com regime fechado os crimes mais graves. Se não mudarmos esse perfil, os sistemas judiciário e policial brasileiro vão trabalhar para fazer controle social do pobre”, afirma.

Sistema seletivo

Integrante da Associação Juízes para a Democracia (AJD), Luís Carlos Valois também entende que a punição é seletiva no Brasil. “O sistema prisional está abarrotado de gente pobre. Todos os traficantes presos são pobres. São bodes expiatórios para a população achar que o sistema prisional resolve. Eles estão misturados com homicidas. É um absurdo”, critica o juiz, titular da Vara de Execuções Penais em Manaus e defensor da descriminalização das drogas.

Para ele, o país precisa discutir um novo modelo de punir seus cidadãos. Mas não pode depositar as esperanças de resolver problemas sociais no Direito penal. “Daqui não vai sair solução alguma de problema social. Direito penal é consequência de uma falta de estrutura. Só ameniza uma situação negativa. É como tomar remédio pra dor de cabeça, é só analgésico”, compara Valois. O magistrado defende a maior aplicação de penas alternativas para desafogar o sistema penitenciário e favorecer a reinserção de pessoas acusadas de crime na sociedade.

“A prisão é a pior das soluções. É deletéria, destrói o cara, que sai de lá pior. Hoje é utópico falar em fim da prisão, que faz parte do sentimento popular. Mas o sistema penitenciário não serve para nada, nem aqui nem em lugar algum do mundo. Ninguém vai aprender em viver em sociedade preso. Ninguém vai aprender jogar futebol treinando em elevador”, avalia Valois.Fonte:congressoemfoco.uol.com.br

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Secretário Rui Costa é escolhido pelo PT para ser candidato em 2014

O secretário-chefe da Casa Civil Rui Costa foi escolhido como o nome do PT para concorrer ao governo do estado nas eleições de 2014. A decisão foi tomada pelo diretório do PT baiano em encontro no Hotel Fiesta, na tarde desta sexta-feira (29).
Rui Costa era o nome preferido do governador Jaques Wagner. Nas disputas internas, outros nomes eram o senador Walter Pinheiro e José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras e atual secretário do Planejamento.
Ontem, Pinheiro fez um discurso emocionado nas tribunas do Senado. Com voz embargada, disse que mesmo fora da lista do governador, continuava no páreo petista.  “A decisão que foi anunciada é uma decisão que o partido deve se debruçar. Agora é a hora do PT da Bahia dizer com que roupa vai e como vai chamar os aliados para, nessa caminhada, escolher a roupa. Se o meu manequim não couber, não há nenhum problema. Vou contribuir com o meu partido, seja lá que decisão for. Estou preparado para amanhã (hoje)”.

* Com informações da repórter Clarissa Pacheco(Correio da Bahia)

Fabiana Ferrari:"Prefeito Osni pisou na bola dessa vez"

Olá meus Amigos! espero que todos tenham um ótimo final de semana,saúde e paz para todos nós.Vamos aos fatos,aos acontecimentos.

ENTREVISTA DO PREFEITO OSNI NA RÁDIO REGIONAL:Para a colega Fabiana Ferrari,o prefeito
"foi infeliz",ao responder algumas indagações dos repórteres."Você ouviu isso José Ribeiro?primeiro o prefeito disse que pediu para Luizinho não ir a Câmara,e depois,diz que pobre recebe a casa do governo e depois vende,pode uma coisa dessas?",Lembrou a 'Dama da Comunicação'.Para a locutora,essas colocações feitas por Osni,serão exploradas por adversários políticos já na próxima eleição.

VEREADORES COMEÇAM A ASSUMIR UMA NOVA POSTURA:Foi legal ouvir os pronunciamentos dos nobre Edis
ontem na tribuna da Câmara.Pela primeira vez este ano,eles demonstraram independência,e não
se intimidaram com "certas ameaças" vindo do executivo.Na linha de frente,estiveram:
Trabuco,Reis,Laílson,Gerinaldo,Flávio,Deca e Reges.Pena que o representante dos
evangélicos na câmara,vereador kalipitichó,ficasse em cima do muro.

RADIALISTA POLÍTICO:A opção é livre,mais é imoral.Na minha opinião,locutor não pode pertencer a grupos políticos,pode sim,trabalhar em órgãos públicos,até em prefeitura,mas,
sem essa de sair em defesa de prefeito e etc.Diante do microfone,o sujeito tem que ser
imparcial,nada de se comportar como se fosse ASSESSOR,este comportamento não condiz com nossa profissão,e é muito feio.

TITULO DE CIDADÃO:Ontem,na sessão da Câmara,os vereadores Gerinaldo Ferreira e Laílson Cunha,fizeram uma referencia a este repórter.Explicaram que por diversas vezes tentaram
me dar a honra de receber o titulo de cidadão Serrinhense e eu não aceitei.Bem,deixa eu explicar.Já me considero filho dessa terra desde que cheguei aqui,por volta de 1971.
Na verdade,na condição de radialista,faço tudo por amor ao próximo,e isso para mim é o bastante.Ter o respeito e o carinho dos meus ouvintes é o máximo para mim.


BONS MOMENTOS:Um dia desses,tive o prazer de saborear uma boa galinha caipira,com o nobre colega Renílson Souza da Morena FM(Cruz no peito)) e mais alguns CONVIDADOS.O problema,meus amigos,é que ele não parava de lamentar a ausência do secretário de governo,o cidadão que tem a 'alcunha' de Edvaldo do Banco.Sempre que tinha uma trégua,Rosa,como é chamado pelos colegas,vinha com suas lamentações:"Porra Zé,aqui era bom com Edvaldo né?e ai,vamos chama-lo na próxima?".Dava um tempo,e la vem o pouca telha de novo;" Edvaldo é que vai gostar disso aqui viu!muito verde...sem ninguém pra falar sobre política,vai ser uma beleza não é"(hahah].Eu tenho uma boa notícia para o velho pouca telha:Já marquei com o secretário...e nada de penetras.



Reginaldo Rossi está internado em Unidade de Terapia Intensiva

Reginaldo Rossi está na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Memorial São José, no centro do Recife. O cantor foi internado na manhã desta quinta-feira, dia 28.
A família não informou o motivo de Rossi ter sido levado ao hospital.
Segundo a assessoria de comunicação do hospital, Reginaldo Rossi está na UTI e, apesar de seu quadro ser estável, não há previsão de alta.
Reginaldo, nasceu na capital pernambucana em 1944, o cantor e compositor é conhecido como o Rei do Brega. Entre os seus maiores sucessos estão "Garçom", "A raposa e as uvas", "Em plena lua de mel" e "Leviana". Rossi tentou se eleger deputado estadual de Pernambuco pelo PDT, mas não obteve êxito e continua fazendo shows pelo Brasil. Nos dias 21 e 22 de novembro deste ano, Rossi se apresentou no Manhattan Café Teatro. Com informações do G1.

Wagner tenta esfriar ânimos usando redes sociais

Após a confusão armada, petistas de cabelo em pé, processo antecipado (ainda mais) e muita informação disparada a esmo, o governador Jaques Wagner resolveu tentar amaciar os ânimos do PT,  exaltados desde o começo do dia. Para isto, o mandatário estadual recorreu às redes sociais.

Usando sua conta do Instagram, Wagner publicou uma defesa de sua escolha pelo secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, para indicar à disputa de governo ano que vem. Porém, iniciou oi texto apaziguando climas, afirmando que respeita todos os outros petistas envolvidos no processo. Entretanto, tem seu preferido e disse o porquê.

“Rui é uma pessoa que eu conheço. Tem a Bahia na palma da mão, conhece todas as dificuldades, todos os projetos do Estado e sua capacidade já impressionou até a Presidenta Dilma. Temos muita coisa feita e quero que isso continue para o bem dos baianos e para o bem da Bahia. O povo não julga você pelo problema, julga você pelo que está fazendo para resolver o problema, e temos feito muito”, justificou.

Para Wagner, aparentemente até o dia de sexta-feira (29) tudo estará perfeitamente decidido dentro do partido para que a caminhada siga reta em busca da manutenção do grupo no poder. “Espero trabalhar, fazer uma bela campanha e ganhar a eleição para continuar esse projeto”, finalizou. Na imagem de ilustração do posto, um recado: A riqueza do PT é sua diversidade. E sua força, unidade”.

Band reduz salários da Renata Fan, Neto e Milton Neves, entre outros

Todos os diretores da Bandeirantes, incluindo os vários vice-presidentes, foram obrigados a concordar com as reduções dos seus vencimentos, usando como anteparo de tudo os estudos realizados pela McKinsey, empresa de consultoria. Média de 20%. Não teve choro nem vela.

Informa-se agora que o mesmo procedimento se estendeu para os contratados da casa, aqueles considerados os maiores salários. Neto, Milton Neves, Luciano do Valle, Téo José e Renata Fan, entre eles. Todos foram chamados e, segundo se informa, acabaram concordando em diminuir os seus recebimentos mensais, mesmo porque não foi colocada outra opção. Era isso ou isso.

A Record só agora irá definir o elenco de "Vitória", a substituta de "Pecado Mortal", em reunião da autora Cristianne Fridman e o diretor Edgard Miranda com o comando da sua teledramaturgia.

A exceção é o ator Bruno Ferrari, que já foi convidado para protagonista. Um paraplégico.

Festa de alegria
O fim de ano da Globo, sempre repleto de atrações  interessantes – Roberto Carlos, Virada, Retrospectiva, Didi etc, está sendo anunciado, em suas chamadas, como "festa de alegria".

Se alguém conhecer alguma festa de tristeza, por favor, avisa.

Desinteresse
Curioso o que acontece com a Copa do Brasil. A Bandeirantes desistiu da sua transmissão no ano que vem e nenhuma grande rede comercial veio a se interessar por ela. Pelo menos até agora.

SBT e Record, consultadas, não quiseram, e a Rede TV!, por causa da igreja, não pode fazer.

A opção...
E aí, como novidade, aparece a TV Cultura. Já existe uma negociação bem encaminhada, que poderá culminar com o retorno desta emissora aos campos de futebol.

Ainda no dia de hoje deve acontecer uma reunião para tratar deste assunto. O acordo está próximo.

O humorista Rafael Bastos

O nome do Rafinha Bastos apareceu em uma lista de prováveis, no início dos trabalhos da escolha de elenco da série "Doutora Priscila", escrita por Aguinaldo Silva, com estreia na Globo em março do ano que vem.

Globo veta Rafinha – 2
A ideia, a princípio, foi bem recebida por toda a equipe da série, até pelo barulho que a sua contratação fatalmente iria causar. Não fosse isso, Rafinha hoje está numa outra e em um momento bem diferente da sua carreira.

Mas a direção da Globo achou que ainda não era a hora. No caso dele, Rafinha, entendeu-se que é preciso esperar um pouquinho mais e deixar que algumas coisas do passado caiam definitivamente no esquecimento.

Social
Na terça que passou, Luciano do Valle reuniu 50 amigos no restaurante Bela Sintra, em São Paulo, que foram importantes nos seus 50 anos de carreira.

Lá estiveram, entre outros, Teti Alfonso, Johnny Saad, Emerson Fittipaldi, Rivellino, Carlos Alberto Torres, Neto, Pelé e Raul Boesel.

Levando assim

O "Domingo da Gente", pela ordem, será apresentado por Scheila Carvalho neste domingo e já tem gravados o segundo da Adriane Galisteu, Chitãozinho e Xororó, Daniela Cicarelli, além de possivelmente outro com Ticiane Pinheiro.

Por enquanto, é isso. Mas ainda resta definir os demais para completar os 13 ou 15 programas prometidos.

Retorno à base
José Luiz Datena, ainda em férias na Europa, retorna neste fim de semana ao Brasil. Já na segunda-feira, ele reassumirá o comando do "Brasil Urgente". Datena também tem propostas para voltar a fazer rádio... Fora da Bandeirantes.

Bate – Rebate
•       Ratinho entra em férias no SBT no começo de janeiro, mas vai deixar os seus programas gravados.
•       Aliás, essa mesma ordem foi distribuída para todas as produções. Tem que ser tudo inédito. Nada de arquivo.
•       Já disse e repito: Gugu Liberato não tem nada fechado com emissora nenhuma...
•       ... E nem mesmo existe conversa encaminhada com qualquer uma delas...
•       ... O apresentador que está aproveitando esse tempo fora do ar para botar uma série de coisas em dia, só pretende cuidar deste assunto no ano que vem...
•       ... Ou mais exatamente quando retornar de uma viagem de estudos, em janeiro, na Inglaterra.
•       Globo está mandando bala nas gravações das vinhetas do Carnaval...
•       ... Glenda Kozlowski e Luiz Roberto, mais uma vez, irão transmitir os desfiles do Rio de Janeiro...
•       ... E o Cleber Machado, outra vez também, em São Paulo...
•       ... Falta apenas definir na companhia de quem. Flávia Freire é um nome cotado.

C'est fini
Taís Araújo vai conceder nesta sexta-feira uma entrevista a Marina Person que será exibida pelo "Metrópolis", da TV Cultura, no domingo, às 20 horas. O espetáculo "Caixa de Areia", em cartaz no Cit-Ecum, em São Paulo, é o foco principal.

Fonte:Uol
Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

* Colaboração de José Carlos Nery

IBGE: na "geração canguru", mais jovens de até 34 anos moram com os pais


O carioca Guilherme Fortins(foto), 30, diz que nunca pensou em sair de casa para morar sozinho. "Só se for para casar ou mudar de cidade", afirmou ele, que trabalha em uma agência de marketing esportivo. O relato de Fortins é retrato de uma tendência nacional, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta sexta-feira (29).

Há cada vez mais jovens de 25 a 34 anos, a chamada "geração canguru", morando com os pais. Em dez anos, houve aumento de quase quatro pontos percentuais --de 20,5% para 24,3% entre 2002 e 2012. Desses, 60% são homens.

A "Síntese de Indicadores Sociais", levantamento baseado em números da Pnad 2012 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), revela que os jovens que moram com os pais --independentemente da motivação, isto é, o estudo não avalia porque esses jovens não saíram de casa-- possuem maior escolaridade média em relação aos demais.


De acordo com a coordenadora da pesquisa, Ana Lúcia Saboia, esse dado indica que opção de viver na casa dos pais pode estar ligada à "maior dedicação aos estudos". Na "geração canguru", a proporção de jovens que estavam na condição de filhos e que continuavam estudando foi de 14%, enquanto para os demais indivíduos de 25 a 34 anos foi de 9%.

ESCOLHA VOLUNTÁRIA

A decisão de morar com os pais pode se basear em justificativas e explicações diversas que envolvem desde questões financeiras (desemprego, custo habitacional), às questões psicológicas (comodismo) e mesmo sociodemográficas, envolvendo diferentes graus de dependência econômica e familiar. Porém, a questão central que recai sobre essa nova 'geração' é que a opção de morar com os pais é feita de forma voluntária, considerando que a maioria possui condições econômicas de se sustentarem e seguirem com 'suas próprias pernas'

Trecho do artigo "A geração canguru no Brasil", de Ana Lúcia Saboia e Bárbara Cobo
Para Fortins, o único ponto negativo no fato de ainda morar com os pais é a questão da privacidade. "Existe sempre um incômodo. Não é a sua casa e você não pode fazer o que você quiser", disse. No entanto, o jovem acredita que teria uma queda em seu padrão vida caso saísse de casa.

"Há uma mistura de coisas. Tanto o apego com os pais, o costume de já tê-los ali perto de mim, como também a questão do padrão de vida. Sozinho, você vai ter menos dinheiro para sair, para gastar com uma namorada ou com quem quer que seja. Não é apenas virar e falar: "Cansei daqui". Como se eu estivesse trocando de roupa. Isso tem que ser uma coisa pensada porque envolve um compromisso mais sério", argumentou.

"Além disso, tem a questão do preço dos imóveis. Atualmente, eu não vou achar preços acessíveis no bairro onde eu moro [na Tijuca, na zona norte da cidade]. Não vou conseguir um lugar para alugar por menos de R$ 1.500. Dentro de casa você vai ter que bancar tudo e o seu padrão acaba mudando. Às vezes vale mais a pena você manter o padrão e ficar na casa dos pais", completou.

O jovem contou ainda que a maioria de seus amigos se encontra na mesma situação, e que nunca houve por parte de sua família qualquer tipo de pressão para que ele saísse de casa.

"Nunca aconteceu comigo, mas já ocorreu de um amigo meu ter que lidar com brincadeiras da mãe dele, que era aposentada e queria curtir a vida. Ela dizia que ele seria expulso de casa quando se formasse, e o pressionava a casar logo. Mas se formou, não casou e continua lá", disse.

A Pnad é uma pesquisa feita anualmente pelo IBGE, exceto nos anos em que há Censo. No ano passado, a pesquisa foi realizada em 147 mil domicílios, e 363 mil pessoas foram entrevistadas. Há margem de erro, mas ela varia de acordo com o tamanho da amostra para cada dado pesquisado.

Os jovens da "geração canguru" também se destacam pela maior escolaridade. O grupo tem uma média de anos de estudo de 10,8, enquanto a média dos demais jovens foi de 9,6 anos. O destaque é a região Sudeste, onde os jovens que ainda moram com os pais estudam, em média, 11,4 anos.

O estudo mostra ainda ser mais comum encontrar "cangurus" nas famílias que têm rendimentos mais altos, em especial nas que ganham de dois a cinco salários mínimos (15,3% delas possuem jovens de 25 a 34 anos na condição de filhos) e mais de cinco salários mínimos (14,7%).

Já nas famílias cujo rendimento per capita se dá até meio salário mínimo, a presença de "cangurus" é baixa: 6,6%. Considerando o total de famílias, cerca de 11,5% possuíam filhos na faixa etária de 25 a 34 anos.

Cangurus por região
A maior incidência de jovens na faixa etária de 25 a 34 anos que continuam morando com os pais ocorre na região Sudeste (26,7%), onde houve crescimento de 3,6 pontos percentuais em relação a 2002.

Já o Nordeste tem 24,3%, enquanto o Norte apresenta o menor índice (18,5%). As regiões Sul e Norte registraram taxas de 22,5% e 20,6%, respectivamente.

A variação mais significativa ocorreu entre os jovens sulistas, região que, em 2002, abrangia 17,3% da "geração canguru". Dez anos depois, esse índice foi de 22,5% --aumento de 5,2 pontos percentuais.

30,2% dos idosos vivem com os filhos
A "Síntese de Indicadores Sociais" também mostra ser mais comum encontrar idosos morando com os filhos acima de 25 anos --com ou sem presença de outro parente ou pessoa agregada.

ARRANJO DOMICILIAR DE PESSOAS COM 60 ANOS OU MAIS

Sozinho  14,8%
Casal sem filhos  25,7%
Sem filhos e com outros  11%
Com filhos menores de 25 anos  10,6%
Com filhos de 25 anos ou mais  30,2%
Outros  7,8%

A proporção constatada pelo IBGE foi de 30,2%, enquanto o índice de pessoas de 65 anos ou mais que moravam com filhos menores de 25 anos foi de 10,6%.

Entre os idosos que moravam sozinho, por exemplo, a proporção foi de apenas 14,8%; já os idosos casados e sem filhos, 25,7%; isto é, uma em cada quatro pessoas.

Na análise territorial, as maiores concentrações de idosos morando com filhos de 25 anos ou mais estavam nas regiões Sudeste e Nordeste, ambas com proporção de 31,9%. Por outro lado, a região Sul concentrou a maior proporção de pessoas de 65 anos ou mais morando sozinhas: 18,1%.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Rui Costa é o candidato do PT ao governo

Sem novidades, o governador Jaques Wagner anunciou, na manhã desta quinta-feira (28), que o secretário da Casa Civil, Rui Costa, é o candidato do PT ao governo baiano. Antes da confirmação, ele se disse democrático, entretanto,  afirmou que  “não ia perder  a liderança na condução de um processo eleitoral”.

A escolha por Rui não é nenhuma novidade. Todos sabiam da preferência do governador. Ainda assim, os outros três petistas – José Sérgio Gabrielli, Walter Pinheiro e Luiz Caetano – investiram em encontros grandes para mostrar a força que cada um tem entre a militância. Mas não adiantou. O governador democrático, foi, desta vez, monocrático.

Apesar da confirmação em entrevista a Mário Kertész agora há pouco, está mantido o dia 30 como o ‘grande dia', quando o nome de Rui será oficializado, em encontro do partido e posse da nova executiva do PT. Um dia antes, amanhã, os quatro petistas vão se reunir no diretório estadual para debater o que já está definido.

Militância unida

Segundo Jaques Wagner, a sigla vai marchar unida, independentemente das paixões. “Depois do nome escolhido todo vão para as ruas. Em janeiro, vai haver encontro de delegados e lá Rui vai se colocar, se apresentar (como o candidato)”.

Wagner confirmou que Gabrielli era, sim, o candidato da preferência do ex-presidente Lula. "Quando ele deixou a Petrobras, o presidente Lula me chamou e fez a sugestão. Eu disse que não podia prometer nada porque em política tem fila".

Sobre a preferência por Rui, dentre tantos adjetivos, Wagner citou que o partido precisar criar novas lideranças. "Temos que apostar em uma geração que tenha entre 40 e 50 anos. E Rui tem 50".

Com a confirmação de Rui na cabeça de chapa, o quadro está quase todo fechado, faltando apenas a indicação para a candidatura a vice-goverandor, já que o atual, Otto Alencar, é cotada para o Senado.

Wagner afirmou que tem mantido conversas com os demais partidos da base e afirmou que ontem esteve com o presidente nacional do PTB, Benito Gama. O partido deve aderir a base. O que está sendo ofertado ain da está no campo da especulação: uma secretaria.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

PT pode decidir dia 30, mas encontro vai acontecer

A posse da nova direção estadual do PT e a subsequente reunião agendas para o próximo sábado podem definir que encabeçará a chapa majoritária da base governista de 2014. O favoritismo de Rui Costa, secretário-chefe da Casa Civil, não pode ser atribuído exclusivamente à preferência do governador e “timoneiro” do processo Jaques Wagner.

Embora diversas forças internas sustentem as prés pré-candidaturas de Walter Pinheiro e José Sérgio Gabrielli, outras que se equivalem defendem Rui Costa. Dificilmente antes da reunião algum petista cravará o nome ou ainda se a decisão será tomada neste fórum. O que se sabe é que o estatuto só prevê a escolha de um candidato via diretório em caso de consenso ou de unidade.

Ainda que não haja, à primeira vista esta harmonia, a reportagem do Bocão News apurou com deputados estaduais, vereadores e outras lideranças que a probabilidade de o nome sair é grande. Isto porque Pinheiro já externou inúmeras vezes que não deseja ir nem para o encontro do partido, nem para as prévias. Gabrielli convocou durante a plenária do senador, que aconteceu no último sábado (23) um encontro estadual.

O próprio Wagner reconheceu a possibilidade de a decisão ser levada para a segunda instância (encontro) partidária. Na sexta-feira (22) em conversa com jornalistas após a inauguração da nova fábrica do Grupo Petrópolis em Alagoinhas, o comandante afirmou que se houver necessidade que seja realizado ainda em dezembro.

A reportagem deste site apurou que os petistas de fato estão preparando o encontro. Até o momento, duas datas estão sendo trabalhadas para a realização do evento. A primeira seria ainda em dezembro, no dia 20, no entanto, a proximidade das datas comemorativas do final do ano e os compromissos dos diversos quadros podem impedir. A segunda data é o dia 10 de janeiro de 2014.

A ideia é que seja consagração do nome de Rui Costa para a disputa de 2014. O partido tem tradição em disputas acaloradas intramuros. Estes debates, comuns dentro PT, não provocam necessariamente rupturas entre os quadros, principalmente, os históricos como estes que pleiteiam a indicação.

Não causara surpresa, portanto, se uma vez escolhido o pré-candidato, todos os outros engulam a “derrota” e partam para campo em busca de engrossar as fileiras do “projeto”. O problema é saber o quanto o partido terá sangrado até lá e o quanto a oposição poderá aproveitar deste sangramento.Fonte:Bocão News

Maxi pretende ficar no Vitória, se diz fã de Romário e fala de Messi

Fica no Vitória em 2014?
Não tem nada definido. Tem que ver os próximos dias como vão acontecer as coisas.

Mas qual sua intenção?
Sempre falei que queria ficar. Mas depende de várias coisas.

Teve proposta do Palmeiras?
Tem várias propostas. Por isso falei que tem que esperar. O Vitória tem a prioridade. Tem que fazer primeiramente aquela proposta pra mim e vamos ver se chegamos a um acordo.

E essa relação com Cáceres e Escudero? Vocês curtem sempre as folgas juntos...
Com Cáceres, já éramos rivais no Paraguai, mas nunca tivemos uma relação de amizade. Com Escudero, nos conhecemos aqui. Fizemos uma relação muito boa, uma amizade mesmo. Isso faz com que, quando você joga junto, faz com que tenha... Como é que se diz mesmo? Uma afinidade (risos).

Quando você chegou aqui, era visto como primo do Messi. Essa associação está mais distante?
O parentesco que tenho, infelizmente, aparece de todas as partes. Mas eu sei aquilo que posso dar e aquilo que não... Pra mim, Messi não tem nada a ver com essa história. Se a torcida gosta de mim, é porque estou fazendo um bom trabalho.

Você acha que o Brasil te olha diferente depois desse ano?
Eu não fico pensando como o Brasil me olha. O campeonato que o Vitória fez foi mencionado no Brasil todo. O que me deixa feliz é fazer parte disso.

A comparação com o primo é algo que te incomoda?
Não. Tô acostumado. É uma coisa muito normal.

Como é sua relação com ele?
Hoje, estamos bem distantes. Falamos na Copa das Confederações, se não me engano... Não, desculpa, foi no nascimento da minha filha (Vittoria), que ele me deu os parabéns. Somos muito parecidos nesse sentido. Não somos de ficar mandando mensagem... Mas tomara que sejamos parecidos ali dentro do campo, né? (risos).

Já chegou a falar algo sobre o Vitória pra ele?
Ele sabe... a gente não fala muito de futebol, mas ele segue sempre as ligas onde estou, a do meu irmão. Ele tá sabendo o que acontece...

E esse amor pelo Newell’s?
A família é doente. Meu pai me levava aos jogos desde criança. Rosário é uma cidade bem futeboleira (sic)... Ou é Newell’s ou é o outro time que nem quero lembrar (Rosário Central). Então, sou Newell’s, felizmente...

Quem é seu ídolo no futebol?
Eu gostava muito de Ronaldo. E Romário, por causa da minha altura e porque era um craque mesmo... Ronaldo alcancei. São dois brasileiros...

Os argentinos vão ficar com ciúmes, hein?
Não, não... Deixa eu falar dos argentinos (risos). Tem vários que gostava. Gostava do Ortega. Hoje, sem dúvida, é Messi, mas não é ídolo assim.

E Maradona?
Maradona também... Só que não vi muito jogar. Não tenho um ídolo assim. Gosto de ver jogadores pra aprender. Mas Maradona não tem comparação. Pra gente, Maradona sempre vai estar acima de tudo.

Qual seu grande sonho?
Já me perguntaram isso. Como vou falar.... Sonho, sonho mesmo é jogar na seleção argentina. Aquele sonho difícil de alcançar. Mas tô vivendo um momento bom. Primeira coisa que quero é ficar no Brasil por muito tempo e fazer história nesse país. É um sonho também...

Argentina é favorita à Copa?
Acho que a argentina tem o melhor ataque e para trás não é tão forte. O Brasil tem um time mais competente. Mas a Copa é muito difícil. A gente foi disputar 2002 com Marcelo Bielsa e acho que a Argentina tinha o melhor time. Jogava muito e ficou fora na primeira rodada.

Tem pressão pelo fato de não ganhar uma Copa desde 1986?
Naquelas seleções tinha mais pressão. Nessa agora, os jogadores são mais moleques. É uma geração que no futuro será mais forte. Pressão mesmo tem o Brasil por jogar em casa...

Neymar está no nível de Messi?
Neymar surpreende pela adaptação em tão pouco tempo no Barcelona. Sabíamos que ia fazer sucesso lá, mas esperava que demorasse um pouquinho. E ele tá voando. Estamos falando de um craque mesmo. Mas isso de comparação com Messi, acho que não tem que existir. Neymar fará seu caminho e será um dos melhores do mundo.Fonte:Correio da Bahia

Serei eternamente agradecido a Nilton Santos, diz Pelé

Ex-jogadores da seleção brasileira, entre eles Pelé, lamentaram a morte do lateral esquerdo do time nacional Nilton Santos nesta quarta-feira.

"Eu tenho uma lembrança que jamais esquecerei: quando fui convocado para a Copa Roca em 1957, tinha 16 anos. Depois dos conselhos do meu pai, Dondinho, o Nilton Santos foi o jogador que, com mais experiência, antes do treino me chamou e me encorajou para que eu não tivesse medo e jogasse o meu futebol", afirmou o ex-jogador do Santos.

Nilton Santos entrou para o folclore do futebol com lendas e histórias reais
PVC: o futebol brasileiro é Nilton Santos acima de tudo
"Depois estivemos juntos por vários anos na seleção brasileira e ele continuou me dando conselhos, até que na Copa de 1958 eu acabei me tornando o mais jovem campeão do mundo."

Pelé também ressaltou as qualidades do ex-lateral fora de campo.

"Além de Nilton ter sido um craque, ele foi um grande exemplo e eu serei eternamente agradecido pelo que ele fez por mim. Mais um grande brasileiro que deverá ser sempre lembrado por todos."

Coutinho também lamentou a morte de Nilton Santos.

"Perdemos um grande cara, um amigo e um dos melhores laterais que este país já teve. É uma pena, mas esta é a única verdade da vida. Há pouco tempo perdemos também o Gylmar e o Djalma Santos. O Nilton me incentivou muito nas minhas convocações para a seleção brasileira", afirmou o ex-jogador do Santos e da seleção.

Para Valdir Joaquim de Moraes, sua imagem não condizia com quem era. "Eu não preciso nem ressaltar as qualidades de Nilton como jogador. Muitas pessoas achavam que ele era carrancudo, mas ele era na verdade muito alegre e estava sempre incentivando os outros", disse o ex-goleiro do Palmeiras e da seleção.

"Perdemos um pouco da nossa história e eu, um de meus ídolos. Não joguei com Nilton, mas sempre o admirei. Ele era elegante dentro de campo e muito inteligente, por isso era chamado de 'enciclopédia'", afirmou Edu, ex-Santos e seleção brasileira.

Nilton Santos, bicampeão mundial com a seleção, tinha 88 anos e estava internado com insuficiência respiratória desde dia 23 de novembro, no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), de um hospital do Rio. Ele sofria da doença de Alzheimer e passou os últimos anos em uma clínica para idosos, com auxílio do Botafogo.

Segundo o boletim médico, Nilton morreu em decorrência de pneumonia comunitária, prejudicadas pela doença de Alzheimer e por insuficiência cardíaca grave.

Não tenho dinheiro para pagar multa de R$ 720 mil, diz Jefferson

O ex-deputado Roberto Jefferson, delator do mensalão, afirmou nesta quarta-feira (27) que não tem "de onde tirar dinheiro" para pagar a multa de R$ 720 mil estipulada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Jefferson está com a mulher há mais de duas semanas em sua casa de campo em Levy Gasparian (a 140 quilômetros do Rio de Janeiro), aguardando o Supremo expedir seu mandado de prisão em regime semiaberto.

Toda a prisão é desonrosa e faz do preso um zumbi, diz Jefferson sobre Genoino
PT se diz 'prisioneiro de sistema eleitoral que favorece a corrupção'
Juiz de execução penal do mensalão é substituído por Barbosa
Jefferson diz que venceu câncer, mas saúde ainda inspira cuidados

O ex-deputado foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por ter recebido R$ 4,5 milhões do mensalão quando fazia parte da base de apoio do governo Lula no Congresso. Além disso, foi condenado a devolver R$ 720 mil aos cofres públicos.

Questionado o que seria feito, então, já que alegou não ter dinheiro, Jefferson disse que o pagamento da multa é algo para se pensar mais adiante. "[Não] Tenho não. Isso é coisa para se pensar [depois]. Não tenho de onde tirar [essa quantia]", disse.

PRISÃO

Jefferson conversou rapidamente com os jornalistas que fazem plantão na porta da sua casa. Sua esposa, sempre que ele se dirige à imprensa, faz de tudo para que o marido não se estenda na conversa.

Da sacada do imóvel de muro alto, Jefferson respondeu em tom de brincadeira quando uma jornalista perguntou se a imprensa iria passar o Natal na porta de sua casa, já que o presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa não expediu ainda o mandado de prisão para o ex-parlamentar.

"Que castigo para vocês [passar o Natal aqui]. Essa [Polícia] Federal que não chega", disse para depois soltar uma gargalhada. "Ela [a jornalista] tá torcendo para a Federal chegar. Eu vou descer direto para a superintendência [da Polícia Federal, no centro do Rio]. Vocês querem moleza? Não vai ter não."

Sobre a oferta de emprego que José Dirceu recebeu de um hotel de Brasília, Jefferson afirmou que torce para que o ex-ministro possa ter uma ocupação fora da prisão. "Tomara que ele possa sair do presídio para trabalhar. Eu torço por todos eles. [Imagina] um burocrata cuidando da sua vida? Não há prisão honrosa, vocês sabem. O homem vira um zumbi, disse.

"É uma desequilibrada. Nunca deu justificativa", disparou o Carvalho,

Dennis Carvalho, 66, diretor da Globo, ainda não superou a saída de Ana Paula Arósio da novela "Insensato Coração", em 2010, pouco antes da estreia.

A atriz deixou a equipe plantada em Florianópolis e não foi gravar o folhetim de Gilberto Braga e Ricardo Linhares. Acabou sendo substituída por Paolla Oliveira e teve seu contrato com a emissora rescindido.

"É uma desequilibrada. Nunca deu justificativa", disparou o Carvalho, em entrevista à revista "Veja Rio".

Conhecido por sua pontualidade, o diretor relembrou à publicação ter deixado o elenco do "Sai de Baixo" esperando uma hora até que parassem de discutir para retomar a gravação do humorístico. "Pareciam crianças. Dei um castigo."

Dennis Carvalho comentou ainda seu passado com a cocaína.

"É difícil aceitar a doença e vencer a vergonha de que você precisa de tratamento", disse ele, que consumiu a droga desde os 24 anos, passou 30 dias internado e frequentou por três anos diariamente os Narcóticos Anônimos para se livrar do vício.

Comunicador filho de Valente,vai receber título de cidadão Serrinhense

Olá meus amigos!Quero parabenizar o colega Clériston Silva da Rádio Continental,que irá receber a grande honra de ser um cidadão Serrinhense.Justa esta indicação do vereador conhecido como Alex da saúde.Não canso de elogiar o trabalho do jovem comunicador,dono de uma voz muito bonita,cara talentoso e bom colega.Clériston é na verdade um talento do rádio dessa terra,comanda um programa de muita audiência,chefia a equipe de jornalismo da Continental com muita ética,dono um dos sites mais visitados na região,(Cleristonsilva.com.br).Então meus amigos,fico muito feliz em ver que o meu conterrâneo,filho de Valente-Ba,se destacar em sua profissão,por ser um cara honesto,trabalhador e amigo.Só faço uma observação:"Clériston,sem essa de dizer que Queimada do Curral,onde eu nasci,é mais feio que Santa Rita de Cássia,me faça uma garapa viu meu filho?!Sua terra só é conhecida porque eu falo no nome lá na Regional AM."Ôh povo feio aquele lá,viu".(hahahah).

Arena Fonte Nova teve ágio 289%. Mais caro do país.

O valor gasto para a construção dos 12 estádios da Copa do Mundo no Brasil em 2014 é 78% maior que o previsto na Matriz de Responsabilidades assinada em 2010. Em valores absolutos, o orçamento subiu de R$ 5,3 bilhões para R$ 9,6 bilhões - incluindo os estádios privados bancados pelos clubes, mas financiados com dinheiro Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que já cedeu R$ 871,9 milhões aos clubes. As informações foram atualizadas pelo Ministério do Esporte na segunda-feira.

No entanto, essa não é a conta feita pelo Ministério do Esporte, que compara a elevação atual dos gastos com o último balanço das obras, divulgado em dezembro do ano passado, período no qual se verifica uma elevação de quase R$ 900 milhões com estádios. Se for comparado com o previsto em 2010, o orçamento subiu R$ 4,2 bilhões. Também não é incluído na conta do governo o R$ 1,6 bilhão que será pago pelo Estado da Bahia à concessionária responsável pela Fonte Nova, dividido em parcelas anuais de mais de R$ 100 milhões, durante 15 anos.

Se for levado em conta apenas os gastos de governos estaduais e Parcerias Público-Privadas (PPPs) para a construção dos nove estádios, o aumento no orçamento foi de 68% desde 2010. O valor previsto incialmente para a construção do Mineirão (Belo Horizonte), do Estádio Nacional (Brasília), da Arena Pantanal (Cuiabá), do Castelão (Fortaleza), da Arena Amazônia (Manaus), da Arena Pernambuco (Recife), do Maracanã (Rio) e da Fonte Nova (Salvador) subiu de R$ 4,8 bilhões para R$ 8,1 bilhões.

O estádio mais caro é a Fonte Nova. O custo previsto incialmente em R$ 591,7 milhões subiu para R$ 689,4 milhões, somada a já citada contrapartida - criticada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) - que eleva o total R$ 2,2 bilhões, 289% acima do previsto.

Isso acontece porque a escolha da empresa responsável pela reconstrução da Arena Fonte Nova foi feita com base na contraprestação que seria paga governo do Estado. Ainda assim, o governo baiano comemora a economia de aproximadamente 0,2% (R$ 4,5 milhões) do total da obra porque pagará R$ 107,3 milhões anualmente, menos que os R$ 107,6 milhões previstos no edital.

O Estádio do Mineirão teve a segundo maior variação de orçamento com aumento de 63% do valor em relação aos R$ 426 milhões previstos em 2010, mas é uma PPP, financiada com empréstimo de R$ 400 milhões do BNDES feito pelo governo do Estado. Entregue em fevereiro de 2013, o estádio mineiro custou R$ 695 milhões. As autoridades responsáveis pela obra justificam que quando foi assinada a matriz de responsabilidades, ainda não tinha sido feito um projeto que contemplasse todas as exigências necessárias.

O segundo estádio mais caro foi o Estádio Nacional de Brasília, que custou mais de R$ 1,4 bilhão, 88% acima dos R$ 745,3 milhões previstos incialmente. Além disso, o governo do Distrito Federal arcou com todos os cursos sem recorrer a financiamento do BNDES.

O TCU classificou o estádio como um dos “elefantes brancos” da Copa. A justificativa das autoridades é de que o estádio se tornará uma arena multiuso. Em maio foi disputado no local o jogo entre Santos e Flamengo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, que gerou a renda recorde de R$ 10 milhões. No entanto, o governo do Distrito Federal cedeu o estádio por uma taxa de apenas R$ 4 mil.

Confira a variação de custo de cada
estádio da Copa do Mundo de 2014:

ESTÁDIO VALOR EM 2010** VALOR EM 2014** VARIAÇÃO

Mineirão (Belo Horizonte) R$ 426.100.000,00 R$ 695.000.000,00 63%
Estádio Nacional (Brasília) R$ 745.300.000,00 R$ 1.403.000.000,00 88%
Arena Pantanal (Cuiabá) R$ 454.200.000,00 R$ 570.100.000,00 26%
Arena da Baixada (Curitiba) R$ 184.500.000,00 R$ 326.700.000,00 77%
Castelão (Fortaleza) R$ 623.000.000,00 R$ 518.600.000,00 -17%
Arena da Amazônia (Manaus) R$ 515.000.000,00 R$ 669.500.000,00 30%
Arena das Dunas (Natal) R$ 350.000.000,00 R$ 400.000.000,00 14%
Beira-Rio (Porto Alegre) R$ 130.000.000,00 R$ 330.000.000,00 154%
Arena Pernambuco (Recife*) R$ 529.500.000,00 R$ 532.600.000,00 1%
Maracanã (Rio de Janeiro) R$ 600.000.000,00 R$ 1.050.000.000,00 75%
Fonte Nova (Salvador) R$ 591.700.000,00 R$ 2.298.900.000,00 289%
Estádio de São Paulo (São Paulo) R$ 240.000.000,00 R$ 820.000.000,00 242%
TOTAL R$ 5.389.300.000,00 R 9.614.400.000,00 78%

Fonte:Bahia Já

Wagner minimiza o efeito Eliana Calmon

Em meio ao estardalhaço que a entrada da ministra do Superior Tribunal de Justiça ao PSB vem causando, o  governador Jaques Wagner optou por minimizar o fato. “Evidentemente alguém que foi ministra do Superior Tribunal de Justiça tem currículo habilitado para se apresentar a qualquer outra função pública. Eleitoralmente, sinceramente, não sei avaliar se isso vai ter um impacto muito grande porque os critérios pelos quais o povo escolhe seus representantes passam por muitas coisas, além da própria qualificação da pessoa” , disse em entrevista ao A Tarde.

Para Wagner, Eliana Calmon tem "musculatura", mas nada garante que isso se reflita em votos. “Do ponto de vista da candidatura do PSB, trata-se de alguém com musculatura. Se isso vai ter impacto positivo na questão eleitoral, acho que é muito precipitado (analisar agora)” .

A própria eleição de governador é incerta, segundo Wagner, quando analisada hoje. “Todos que acharam que eleição é uma barbada quebraram a cara. Uma eleição é uma corrida de longa duração, não é de 100 metros. Então, a pessoa sai agora com 50%, depois de amanhã está com 40% e chega ao final da campanha com10%. Gosto de dar mil exemplo sobre isso. O caso da presidente Dilma Rousseff, que começou lá embaixo; o meu caso; o do prefeito Fernando Haddad... ” .Fonte:Bocão news

Geddel aparece liderando pesquisa 'DataNilo'

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (PDT), vem fazendo pesquisa dia sim e o outro também. Desde que pôs na cabeça que quer ser candidato a governador, os levantamentos têm sido constantes.
Segundo a coluna Tempo Presente, de Levi Vasconcelos, o DataNilo entrou em campo mais uma vez. A novidade, desta vez, é a liderança do ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB). Ele aparece com 21% desbancado Paulo Souto, com 19%. A senadora Lídice da Mata a(PSB) aparece ostentando 12%. Nilo, 6%; Rui Costa, 5% e Otto Alencar, 2%.
Em outro cenário, troca-se Rui Costa por Walter Pinheiro, que aparece com 9%.

Democratas pressionam por definição de Paulo Souto às eleições de 2014

O simbolismo dos resultados positivos nas últimas eleições municipais, quando o Democratas conquistou as maiores prefeituras da Bahia, a de Salvador e Feira de Santana, animou o partido na busca pela retomada
ao poder no Estado e elevou o nome do ex-governador Paulo Souto para o cenário das especulações de candidaturas ao governo em 2014. Esse ambiente tem mobilizado a sigla que pressiona o ex-gestor a aceitar o desafio de se colocar oficialmente como pré-candidato. Embora haja resistência do próprio, lideranças do partido estariam nos bastidores incitando-o a acolher o desejo majoritário dos democratas de lançá-lo na cabeça de chapa. Tem sido cogitado, até mesmo, um possível empurrão de lideranças nacionais, do DEM, a exemplo do presidente da legenda, senador Agripino Maia, e do senador e pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves. Os tucanos costuram a parceria com o DEM na eleição para o Planalto e nos estados.

Mas, o presidente nacional do partido do DEM, senador Agripino Maia, negou ontem para a reportagem da Tribuna uma ofensiva da parte dele para que Souto seja candidato. Segundo o senador, não existe nenhum encontro agendado com o senador mineiro, o prefeito ACM Neto e o ex-governador, a quem ele considera “um dos melhores quadros do partido” para discutir a chapa baiana.  “Não existe nada disso”, restringiu.

No DEM baiano há quem diga que essa conversa em torno de Souto pode se intensificar, mas a situação ainda não está clara e o objetivo é que em meio à articulação, as relações com outros partidos não sejam melindradas, a exemplo do PMDB.

Apesar da suposta pressão, o entendimento, entretanto, é de que Souto tem tempo para decidir por situar-se bem nas pesquisas e ser um nome com potencial eleitoral firmado no Estado. “Ele ainda está numa posição de indefinição. Essa questão só vai clarear em fevereiro, a não ser que o cenário exija alguma antecipação”, disse o presidente estadual do DEM, Paulo Azi.

Faça as contas: confira quais são os cálculos para o Tricolor não cair

Será assim até o dia 8 de dezembro, quando os corações tricolores esperam descansar aliviados com a permanência do Bahia na Série A. Mas, até lá, não tem jeito:  é olhar a tabela, fazer prognósticos dos jogos dos adversários na briga contra o rebaixamento e, claro, torcer. Que torcedor nunca fez exercício de futurologia?

Por isso o CORREIO resolveu facilitar a vida da nação tricolor nesta reta final do Brasileirão. A tabela concentrada no Esquadrão e seus concorrentes diretos está ao lado, pronta pro torcedor recortar, preencher e consultar durante as próximas duas semanas.

Facilidade que o time certamente não encontrará nas duas rodadas restantes. O adversário de domingo é o Cruzeiro, no Mineirão, em partida que marcará a entrega das faixas ao campeão brasileiro. Isso tudo logo após a polêmica envolvendo Júlio Baptista, que disse “faz logo outro” ao zagueiro Cris, do Vasco, quando perdia por 2x0, sábado, no Maracanã. Na última rodada, o Bahia receberá o Fluminense, concorrente direto.

Dois dos seis times listados ao lado certamente disputarão a Série B em 2014. O Internacional, com 46 pontos e em 12º lugar, também corre risco, embora apenas de 0,5%, segundo os matemáticos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  Os gaúchos enfrentarão Corinthians (fora) e Ponte Preta (casa).

A Ponte, vice-lanterna com 36 pontos, ainda tem uma mínima chance de escapar da queda. Mas ficou fora da relação ao lado porque não pode mais alcançar o Bahia, que tem 45. O Náutico já caiu.

Os matemáticos da UFMG indicam 10% de chance do Bahia ser rebaixado, bem abaixo dos 71% dados ao Vasco, dos 51% do Coritiba e dos 36% reservados para o Fluminense. Mas vale lembrar que o cálculo varia a cada rodada.

A preocupação do técnico Cristóvão Borges é no campo. “Depois do jogo do Cruzeiro, temos outra decisão. É um jogo de festa, de entrega de faixa, último jogo no Mineirão, todos os ingredientes favoráveis. Vamos lá ver se a gente estraga a festa”, disse.

Com cachê de até R$ 200 mil, ruivo de comercial irá estrear novela na Globo

Aos 18 anos, o ator João Côrtes viu seu cachê saltar de R$ 10 mil para cerca de R$ 200 mil por propaganda em menos de um ano, após estrelar em comerciais de uma operadora de celular ao lado da atriz Grazi Massafera. Além de estrear na série "Os Experientes, de Fernando Meirelles, na Globo, ainda em 2014, o ruivo deve participar da próxima novela das sete, "Geração Brasil", de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira - os mesmos autores de "Cheias de Charme".

"Recebi o convite para participar da novela 'Geração Brasil' essa semana e estou muito feliz. Se tudo der certo, meu personagem será o Mosca, um comediante preguiçoso, meio bobão, que não faz nada da vida. O apelido dele é Mosca porque dizem que um dia ele engoliu uma mosca", adiantou João em entrevista ao UOL.

João é filho de um produtor musical e de uma coordenadora escolar. Começou a fazer teatro aos 12 anos e desde então decidiu que queria investir na carreira artística. Atualmente, o ator participa da peça infantil "O Segredo dos Dois Pinóquios", que fica em cartaz até janeiro em São Paulo.

"2013 tem sido um ano muito bacana. Renovei meu contrato com a Vivo (operadora de telefone) até junho do ano que vem. Gravei o filme 'Os Lascados', com a Paloma Bernardi. Teve o convite para série 'Os Experientes' e para novela 'Geração Brasil'. Estou adorando", disse o jovem.

João tem mesmo o que comemorar, afinal não é sempre que se tem a oportunidade de contracenar com Beatriz Segall – a atriz participa da série "Os Experientes", no episódio "O Assalto".  "Fiquei morrendo de medo de gravar com a Beatriz [Segall], afinal ela é a Odete Roitman (personagem de 'Vale Tudo'), mas aos poucos ela me tranquilizou, deu muitas dicas e foi um prazer. Ela é uma figura", contou João, com seu jeito brincalhão.

"Supremacia ruiva"
"Fósforo", "bafo de Fanta", "boneco de Olinda", "mariposa", "água de salsicha", são alguns dos apelidos que o jovem teve que ouvir dos colegas dos 11 aos 13 anos, pelo fato de ser ruivo. Encarado pelos colegas de escola como um "ser excêntrico", o tipo físico de João tem sido seu grande aliado na teledramaturgia.

"O fato de eu ser ruivo é um marco do início da minha carreira. Esse foi um dos motivos de eu ter sido escolhido para participar do comercial. Ser ruivo é um diferencial no mundo da televisão, da publicidade, do teatro. Talvez essa característica agregue algum valor, mas tenho medo de afirmar isso e parecer metido", afirmou João, aos risos.

Assediado nas ruas, chamado de "ruivinho do comercial", João conta que as pessoas o param na rua e começam a rir. "Talvez essa seja a imagem que eu passo, do cara engraçado. Estou feliz com essa repercussão, é uma honra protagonizar os personagens dos comerciais. Claro que, com o tempo, quero ser reconhecido como o João Côrtes, o ator, e não mais como o ruivinho", declarou.

"Está mais barato comprar casa na Disney do que no Brasil", diz Luciano

Zezé Di Camargo e Luciano prestigiaram a gravação do "Show da Virada", ocorrida em São Paulo nesta terça (26) no Citibank Hall. Os sertanejos conversaram de maneira descontraída  com a imprensa.

"Agora comprei uma casa num condomínio dentro da Disney", falou Luciano. "Usei minhas filhas como desculpa e consegui convencer minha mulher a comprar a casa. Hoje está mais barato comprar uma casa na Disney do que no Brasil".

"Sou uma sanfona, passo seis meses gordo e seis meses magro", continuou Luciano, que estava visivelmente com menos peso. Ele disse que perdeu 10 quilos em 4 meses com uma dieta à base de líquidos.

Quando perguntado sobre o que comeria no fim do ano para manter a forma, o sertanejo brincou: "Como a minha mulher na virada pra passar o ano todo fazendo sexo pesado e direto", disse aos risos. "Tem que fazer amor, eu sou do tipo que faz amor e sempre com a mesma mulher".

sem calcinha

"Quem mandou dormir sem calcinha?", brincou, antes de contar que visita o neto José Marcus duas vezes por semana, mas que não aguenta o pique do garoto.

"Ele é o primeiro neto e muito mimado. A vó vem dos Estados Unidos e traz presente, a tia traz presente, e o Marcus e a Wanessa adaptaram a sala toda pra ele, virou parque de diversões", falou. "Ali ele me derruba, sobe em cima de mim, não aguento mais de meia hora."

Sobre o rumor de que sua filha Camila estaria namorando o recém-separado Fábio Assunção, Zezé disse: "Conversei com ela logo em seguida e ela estava chateada, porque só deu carona para ele. Aí já saíram falando que estavam juntos. Já passei por isso demais", disse o cantor, que se declarou solteiro.

"Já estou com 51 anos, não estou mais preparado pra aventuras não. O meu negócio é cuidar de neto".

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Serrinha: Pré-Candidato Deputado Estadual Adriano Lima fala sobre sua expectativa para 2014 e cita a Saúde do Município e sucessão do Governo do Estado

É preciso tratar a política como uma coisa séria e sobre tudo com total responsabilidade  para com o seu povo, foi assim que  o ex-vice prefeito de Serrinha Dr. Adriano Lima começou a falar do processo político de Serrinha e do Estado da Bahia.

Sobre o  projeto de sua pré-candidatura em 2014 Adriano  Lima filiado recentemente no DEM  afirmou com todas as fichas, participarei sim do processo político em 2014  competindo as eleições para deputado Estadual e concertesa se eleito for, defenderei  Serrinha e o nosso Estado, questionado pelo site ODiaNews quais foram os acordos para seu ingresso no DEM Lima minimizou mas deixou claro que existe um forte apoio do Prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho e do Prefeito de Salvador Acm Neto e outros, ele ainda disse que  as negociações em torno de alianças para as chamadas dobradinhas já estão sendo articuladas.

  Adriano Lima é Médico oftalmologista e não tem medido esforços em atender o cidadão,   seja qual for o local

Ao perguntar o que ele acha da administração do prefeito Osní Cardoso , Adriano respondeu, estar aí todo mundo ta vendo um descaso principalmente na área da Saúde.

Ao ser questionado sobre as suas relações no campo político Estadual Adriano disse estar tranqüilo, o mesmo afirmou ter boas relações com o vice-Governador Otto Alencar, ele é meu amigo de muito tempo desde que gostamos do esporte de cavalos o qual Otto é um grande admirador como eu, ele ainda disse ter participado do Aniversario de Otto ainda este ano em Salvador.

Amante do esporte de Vaquejada Adriano Lima esteve este ano prestigiando a Vaquejada em Barrocas no Parque David Cordeiro

Perguntado como ele ver os nomes da oposição ao grupo do Governador Wagner em 2014 Adriano disse que  o nome que ainda tem grande  forças para  disputar as eleições para Governo é o de Paulo Souto DEM e Gedel  PMDB entre outros mas disse que as oposições terá um nome  que parta da opinião do povo Baiano disse Lima.

Seedorf "corneta" Paulo Henrique Ganso e crava: "não jogaria na Europa"

A boa fase de Paulo Henrique Ganso começa a empolgar torcedores do São Paulo, jornalistas e o técnico Muricy Ramalho, que já fez umas espécie de "lobby" pela presença do meia na seleção brasileira para a Copa do Mundo no Brasil. No entanto, uma personalidade do esporte não parece muito encantada com o momento do camisa 8 tricolor.

Durante participação no programa "Bem, Amigos" na última segunda-feira, o meio-campista holandês Clarence Seedorf, jogador do Botafogo, criticou a falta de velocidade no futebol de Ganso e afirmou que o atleta do clube paulista não teria espaço na Europa.

Na opinião do holandês, a falta de movimentação e intensidade do jogador são-paulino comprometeria o seu sucesso no futebol do Velho Continente.

"Eu acho que o Ganso tem muito talento. Mas, para mim, anda um pouco devagar dentro do campo. E com esse ritmo, não vai dar na Europa. Com o talento que ele tem, se coloca um pouco mais de intensidade no jogo, com a condição que possui, aí sim será um jogador diferenciado", afirmou.

Apesar da crítica, Seedorf fez questão em destacar o talento do são-paulino e disse que o camisa 8 tricolor sempre foi muito elogiado na Itália, onde jogou por muito anos pelo Milan

"Falo isso porque já são anos que a gente fala dele na Itália. Temos muita admiração pelo talento que ele tem. E acho que ele também está precisando sair daqui ", comentou.

Ganso e Seedorf se enfrentaram neste domingo, no empate por 1 a 1 entre São Paulo e Botafogo, no estádio do Morumbi, pela antepenúltima rodada do Brasileirão deste ano.

Papa defende reforma da Igreja Católica para diminuir desigualdade

O papa Francisco defendeu a reforma da Igreja Católica e a inclusão de iniciativas que diminuam a riqueza e a hierarquia do Vaticano, em sua primeira exortação apostólica, divulgada nesta terça-feira pelo Vaticano. No texto, o pontífice ainda defende a posição contra o aborto e critica a "tirania" do capitalismo.

Francisco convidou o clero a fazer uma reforma profunda das instituições eclesiásticas, de modo que a Igreja "se torne mais fiel ao sentido que Jesus Cristo quis dar-lhe e às necessidades atuais da evangelização". Ele disse estar aberto a sugestões de reforma para o que chamou de "conversão pastoral".

"Prefiro uma Igreja Católica arranhada, ferida e suja porque veio das ruas que uma instituição doente por estar confinada e agarrada à sua própria segurança", disse, criticando ainda a insistência de sacerdotes em expor as doutrinas e a centralização do Vaticano que, para ele, atrapalha o trabalho missionário.

Francisco defendeu as reformas como uma forma de aumentar a ação eclesiástica para diminuir a exclusão social e a desigualdade. Para o pontífice, ambas situações geram violência no mundo e podem provocar uma explosão.

"Até que não se revertam a exclusão e a iniquidade dentro de uma sociedade e entre os distintos povos será impossível erradicar a violência".

Governo resiste a gatilho para a gasolina

Preocupada com o impacto inflacionário, a presidente Dilma Rousseff resiste a autorizar uma fórmula de reajuste automático para a gasolina e diesel nos moldes defendidos pela Petrobras.

Interessada em uma solução rápida, a presidente da estatal, Graça Foster, tem tentado, sem sucesso, uma reunião com Dilma e o ministro Guido Mantega (Fazenda).

O governo federal, sócio majoritário da Petrobras, não gostou da forma como o reajuste automático foi proposto. Presidente do conselho de administração, o próprio Mantega se surpreendeu com a iniciativa. A presidente Dilma, conforme relatos, também ficou contrariada e, desde outubro, só encontrou Graça em inaugurações.

No Palácio do Planalto e na Fazenda, a grande preocupação é que uma fórmula de reajuste automático da gasolina se transforme numa referência de indexação para outros setores, que passariam a aumentar seus preços seguindo o modelo que viesse a ser adotado para a Petrobras.

Segundo a Folha apurou, o governo está disposto a conceder um reajuste neste ano dentro da regra atual -por volta de 5% para gasolina e próximo de 10% para o diesel. Mas já fala em deixar para o ano quem vem um tipo de mecanismo que dê mais previsibilidade à geração de caixa da companhia.

Nos bastidores, auxiliares presidenciais afirmam que a fórmula proposta pela diretoria da Petrobras está descartada. O esforço agora é para encontrar um meio-termo que, de um lado, contemple a necessidade da previsibilidade e, de outro, mantenha na órbita do Executivo alguma autonomia sobre a decisão de reajustes futuros.

O Ministério da Fazenda tem dúvidas sobre uma fórmula que permita reajustes automáticos e, por isso, pediu que a estatal refizesse seus cálculos.

Para a área econômica, também não é prudente definir uma nova política de reajuste em um momento de alta volatilidade do dólar.

Sempre que toca no assunto, Dilma afirma que, se a Petrobras tivesse cumprido sua meta de elevar a produção, o "fator dólar" não seria um problema como agora, pois a estatal teria sobra de produção para exportar e, assim, compensar o gasto com a importação de gasolina e diesel.

Até 2010, a petroleira exportava gasolina, mas passou a importar o produto com o aumento da demanda no mercado interno.

A companhia previa elevar sua produção para 2,3 milhões de barris/dia, mas acabou caindo para menos de 2 milhões de barris/dia neste ano. Em 2014, a empresa acredita que conseguirá elevar sua produção com a operação de novas plataformas.

Segundo assessores, Dilma compreende a posição da Petrobras, que precisa reforçar seu caixa para bancar seu plano de exploração do pré-sal, mas argumenta que não pode adotar fórmulas que pressionem a inflação, sobretudo em ano eleitoral.

O tema será debatido na reunião do conselho da estatal, adiada da última sexta para a desta semana, porque não havia consenso entre a Petrobras e a Fazenda.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

PREFEITO Serrinha diz que está pronto para ser candidato a dep federal


O prefeito de Serrinha, Osni Cardoso, PT, afirmou ao BJÁ neste final de semana que decidirá até o final deste mês se disputará uma vaga de deputado federal pela legenda, em 2014. "Estou me organizando nesta direção mas dependo de decisão do diretório estadual do partido", destaca Osni entendendo que a conversa tem evoluido, porém, ainda falta contornar algumas arestas.

   Osni é prefeito de Serrinha em segundo mandato e caso deixe a prefeitura para se candidatar a deputado federal assumirá a sua vaga o vice Gika Lopes, do PSB.

   Até onde o BJÁ pode pesquisar junto a segmentos petistas que detém o controle partidário e analisa a lista dos prováveis novos nomes para deputado federal, estaria havendo resistência de alguns segmentos dentro do PT para que Osni não viabilize sua candidatura, deixando a região do Sisal para outros nomes que já atuam no território, mas, não são filhos da terra.

  Osni hoje é, além de prefeito de Serrinha, presidente da Consisal, uma ação de prefeitos de municípios da região do Sisal e que detém, além de poder nas questões administrativas, um manancial de votos enorme. Ademais, os três mais importantes municípios dessa região são governados por prefeitos do PT: Serrinha, Coité e Valente.

   Para Osni é importante que Serrinha, sede desta região, tenha uma liderança em Brasília como deputado federal, exatamente para ter um olhar mais de perto aos municípios que a compõe. Osni é ligado politicamente a Rui Costa, cuja avó materna é de Serrinha, e com quem vem vontando desde 2006 para deputado federal.

   Também em conversa com o BJÁ durante o Encontro dos Amigos de Serrinha, no último sábado, Rui disse que Osni é um bom nome para disputar o pleito a deputado federal e destacou que o partido certamente saberá analisar essa questão com bom senso.

   RUBEM NOGUEIRA

   O último deputado federal (e único) de Serrinha até hoje foi Rubem Nogueira, isso na década de 1960. Depois de Rubem, nenhum outro nome do município conseguiu eleger-se. Na região do sisal, o último deputado federal eleito pelo território foi Aroldo Cedraz, de Valente, hoje, ministro do TCU.

Cientista mostra exoesqueleto que pode abrir Copa de 2014


O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis divulgou nesta segunda-feira, 25, em seu perfil no Facebook imagens do exoesqueleto para paraplégicos que espera demonstrar na abertura da Copa de 2014, no dia 12 de junho, em São Paulo.
O aparelho é controlado pela mente e deverá ajudar pacientes paralisados por lesões medulares a andar. As fotos divulgadas por Nicolelis foram feitas em Paris. As imagens são de um manequim usando o exoesqueleto. Um vídeo de poucos segundos mostra a perna do manequim fazendo um leve movimento para a frente.
O aparelho exoesqueleto vai passar por teste clínico na AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). Dez pacientes com lesões medulares de diversos graus vão testar o aparelho e treinar para dar o pontapé inicial na Copa do Mundo.

Serrinha -Mercadão de verduras: O sofrimento agora,também é para os Animais.

Olá meus amigos!desejo um bom início de semana.Quero mandar um grande abraço para o ex-colega de rádio,hoje,Policial Militar,Sargento Berg Borges,que comanda a PM na cidade de Biritinga.

MERCADÃO DA RODAGEM: Estive por lá no sábado passado,confesso que fiquei triste com o que vi. Os feirantes da zona rural precisam se adequar o mais rápido possível a vida na cidade.Esse negócio de vir para os mercados e barbarizar,está por fora,isso ninguém aceita mais.Alguns aposentados,saem de suas casas na "roça"e vem beber pinga nos mercados,além de gastar todo o dinheiro com prostitutas.Resultado,são extorquidos,agredidos fisicamente e retornam para suas casas totalmente bêbados.
Será que este idosos não tem família?Alguém que possa orienta-los!


AINDA NO MERCADÃO DE VERDURAS:Tá certo que melhoraram as coisas por lá,tem menos sujeira,
isso ninguém pode negar.Só,que,por causa da alta temperatura,que chega a 40 graus,e sem nenhuma ventilação,o sofrimento por lá é triste.As aves(frangos)vivos,vendidos por lá,não suportam o calor e morrem de sede e fome.Os bichos ficam expostos no cimento,chegam por volta das 5 horas da manhã,os que não são vendidos,morrem de desidratação,é uma cena muito triste de se ver.Espero que alguma alma caridosa possa dar um fim nisto.

A APAS VAI FECHAR AS PORTAS:Pelo que sei,apenas o ex-vereador Justino Júnior e sua esposa
Quita,além da minha amiga Célia e Karina,ainda estão mantendo este órgão protetor dos animais.A
verdade é a seguinte:A prefeitura municipal não está nem ai para os bichinhos.Podem sofrer a vontade no meio das ruas,basta ver o que acontece no centro da cidade,é meio mundo de cachorros perambulando atrás de alimento.Alguns estão portando doenças graves,desnutridos
e abandonados pelos donos.Agora,meus amigos,eu pergunto;será que "a primeira dama"deste município,não poderia também assessorar o pessoal da APAS?]Onde está o lado social e humano!.Edvaldo..por favor,tenta sensibilizar o coração duro do prefeito Osni.

Para refletir: