OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE
ARENA SHOPPING SERRINHA. Muito boa a iniciativa de trazer mais uma opção de lazer para a nossa cidade, além de valorizar mais o local onde se encontra o referido empreendimento!!!!

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Foi em vão que golpeei os seus filhos.Eles não aceitaram a disciplina.A própria espada de vocês devorou os seus profetas,Como um leão destruidor. Vocês desta geração, prestem atenção à palavra de Jeová. Será que eu me tornei para Israel como um deserto ? Ou uma terra de densa escuridão? Por que eles, o meu povo, disseram: ‘Estamos andando livremente. Não voltaremos mais para ti.Será que a moça se esquece dos seus enfeites,Ou a noiva das suas faixas? No entanto, não é possível contar os dias em que o meu próprio povo se esqueceu de mim". Jeremias 2:1-37

quarta-feira, 31 de março de 2010

SAUDADES...SAUDADES!!!


nesta quarta-feira todos nós sentiremos o gosto amargo da ausência de pessoas amadas por todos nós.jamais esqueceremos o "velho GRILO",homem destemido,honesto e gente muito boa,vai ser complicado olhar tudo em volta e não ver o pai dos pobres desta cidade.o que dizer da falta terrivel que sentiremos de JUCELIA,uma maravilhosa pessoa,meiga,competente e ser humano da melhor qualidade,eu particularmente vou sofrer
muito com a falta dessa ótima amiga,aquele cantinho onde ela trabalhava vai ser dela para sempre,não importa quem irá substitui-la.espero em DEUS que a única vitima que conseguiu escapar da morte possa recuperar a saúde e retornar ao convivio dos seus familiares e amigos,CLAUDIA,sentimos muito sua falta,pessoa amiga e atenciosa.claro que houve muitas baixas,mais a vida deve continuar,sei que para DILTON,HERIQUETA,
CARLA,ROSE,GILDO AMADO,PÉ DURO,e todo pessoal de apoio,antigos colegas,esta quarta-feira será um teste de dor e muito sofrimento.tenho certeza que para Justino junior,
ao contrario do que muitos pensam,a experiência será traumatica,Justino era muito querido por GRILO,eram amigos de confidências.acho que para meu amigo Jorge Gonçalves,prmeiro secretário,a dor da perda do colega será imensa,Jorge era braço direito e "conselheiro"do velho politico.não sei qual será a reação do público que via em João Grilo tudo aquilo que gostariamos de ser,o vereador levava alegria a platéia,que ia a loucura com suas frases de efeito,ditas com amor e verdade.não espero encontrar rostos sorridentes na sessão desta quarta -feira,mais iremos buscar
forças lá do fundo da alma para continuar-mos vivendo,tudo que Grilo desejava era união entre câmara e imprensa,não temos o direito de desaponta-lo.

ÁRBITRO SERRINHENSE VAI ATUAR EM MAIS UMA PARTIDA DO BAIANÃO


O Serrinhense Ariedson Cordeiro de Oliveira (na foto entre Ednaldo Rodrigues e Jorge Luiz da Silva) está sendo
prestigiado mais uma vez pelo departamento de arbitragem da Federação Baiana de Futebol, por ter mostrado competência nos jogos anteriores,
quando esteve prestando serviço a Entidade maior do futebol da Bahia.
Ariedson Cordeiro atuou em vários jogos do Campeonato Intermunicipal do ano passado e assumiu a condição
de Árbitro Central em um dos jogos do atual Baianão, categoria Júnior, na fase preliminar.
Na foto ainda a presença de Wilson Paim e Alfio Pinto Neto, de Conceição do Coité.

Vitória recebe o Náutico em busca da vaga na Copa do Brasil

O objetivo principal do futebol é a bola na rede. Porém, as vezes evitar um gol se torna mais importante, dependendo do contexto. No caso do Vitória, não levar bola na rede do Náutico, nesta quarta-feira, 31, às 21h50, significa a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil. Tudo graças ao suado triunfo na partida de ida, por 1 a 0, em Pernambuco.
Se depender da cozinha rubro-negra, o Timbu vai sair da Toca eliminado. Após sair derrotado para o Bahia de Feira, por 2 a 0, o Vitória não sabe mais o que é pegar a bola dentro da sua própria meta. São quatro jogos com a defesa invicta, contando três pelo Baianão e uma pela Copa do Brasil.

No ano, os números são melhores. Em 19 jogos, foram 14 gols sofridos, média de 0,7 tentos, por duelo. Destes, em apenas três oportunidades o Leão acabou sofrendo um placar que seria eliminado caso se repetisse logo mais.

Entretanto, nesta quarta a dupla Wallace e Anderson Martins não será repetida, pois o último está machucado. Mas a perda não será tão sentida, pois Reniê, seu substituto, está mostrando competência nos treinos e foi eficiente também na última partida contra o Conquista.

Para o atleta de 20 anos, a tarefa será executada. “Se a nossa defesa não leva gol há 4 jogos, se depender de nós, vai ficar mais. É um grande desafio, mas estou preparado para isto”, disse Reniê, que tem apoio total do técnico Ricardo Silva. “Não tenho nenhuma preocupação com o garoto. Só preguei que é preciso atitude e tranquilidade na zaga. Ele fará um bom papel. Tenho certeza”, ponderou.

Bahia tenta reverter vantagem do Atlético/GO para seguir na Copa do Brasil

O Bahia não divulgou o número de ingressos vendidos até esta terça-feira, 30, mas espera-se grande público para o jogo desta quarta, 31, às 21h50, contra o Atlético/GO, pela 2ª fase da Copa do Brasil.

O time volta a jogar em Pituaçu após um mês fechado para reforma e a diretoria fez promoção de R$ 15, preço único. Mas a grande motivação é mesmo a necessidade que o Esquadrão tem de reverter a vantagem dos goianos. Na primeira partida, fizeram 2 a 0 e, para se classificar, o Bahia precisa de três gols de diferença.

Assim, o torcedor que irá a Pituaçu vai exigir maior ousadia do técnico Renato Gaúcho, que escalou apenas um atacante e três volantes no primeiro duelo. O time desta quarta será mais ofensivo, com dois homens de frente e dois armadores, mas o técnico defende sua escolha na ida.

“A Copa do Brasil é jogada em 180 minutos. Fora de casa, é preciso se prevenir um pouco mais. O esquema que usamos lá foi muito bom, mas vacilamos nos gols deles”, resumiu.

"Amanhã tem Monterrey contra um monte de gay..."


O filho do presidente Lula, que é funcionário do Corinthians, Luiz Cláudio Lula da Silva, postou no seu twitter, na madrugada de segunda-feira (29) uma piada ofensiva aos jogadores do São Paulo, que ganhou o noticiário nesta quarta-feira (31). “olha contaram uma piada p mim... eu não achei graça mas vou passar: Amanhã tem Monterrey contra um monte de gay... que pecado rs rs”, postou. Silva é auxiliar de preparação física do time do pai, mas já trabalhou para o São Paulo. "Não entendi a ira de alguns comigo. Não fui eu quem fez a piada. Eu nem a entendi, por isso contei aqui. Fiz uma piada. Quero pedir desculpas a quem não aceitou", argumenta. O vice-presidente de futebol do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, reprovou a brincadeira: "Foi uma brincadeira de mau gosto. O problema da piada é de quem faz, e não de quem é vítima”. Mimetizando o pai, Lulinha reclamou de perseguição da mídia: “Em ano de eleição, a imprensa tenta achar pêlo em ovo, e eu fui muito infeliz em colocar uma piada besta no Twitter (...), Paciência. Vivendo e aprendendo. Mais uma vez desculpa a todos os torcedores do São Paulo ou a quem ficou ofendido". Informações do colunista Josias de Souza, da Folha de S. Paulo.

Ricky Martin diz se sentir "mais forte" após assumir que é gay


O cantor porto-riquenho Ricky Martin agradeceu nesta terça-feira (30) o apoio recebido um dia depois de anunciar ao público que é homossexual.

"OBRIGADO, minha gente! Sinto o carinho! Estou aqui, adorando suas mensagens. Eu estou muito bem. Mais forte do que nunca! Sigamos em frente", escreveu o músico, de 38 anos, em sua página na rede social Twitter.

O cantor de sucessos como La Vida Loca e María anunciou que é homossexual em uma carta divulgada em sua página oficial na internet e afirmou que a confissão foi parte de "um processo muito intenso, angustiante e doloroso, mas também, libertador".

A declaração de Martin provocou um congestionamento em seu site e até esta terça-feira (30) continuava sendo reproduzido no Facebook, no Twitter e na imprensa hispânica um grande volume de reações de astros do mundo do espetáculo, que de forma unânime aplaudiram "a coragem", "a valentia" e "a honestidade" do cantor.

O cantor e compositor espanhol Miguel Bosé escreveu em seu Twitter: "querido Ricky, se é que é possível, a partir de hoje gosto mais ainda de você do que já gostava. Um homem e tanto. Abraços fortes".

A cantora mexicana Sasha Sokol, com quem Ricky Martin manteve um relacionamento após atuarem juntos na novela "Alcanzar una estrella", publicou que "não se trata de ser tolerantes ou intolerantes. Trata-se de respeitar a dignidade insubstituível de cada um. Quem nos atrair ou com quem decidirmos compartilhar nossa vida ou ir para a cama não deve ser tema de debate público".

O músico colombiano Juanes escreveu: "todo o meu respeito e carinho para ti, Ricky. Você é um cavalheiro".

Também no Twitter, a atriz Eva Longoria considerou Martin "inspirador e belo".

Em uma declaração intitulada "sobre a saída do armário de Ricky Martin", Jarrett Barrios, presidente da Aliança de Gays e Lésbicas contra a Difamação (GLAAD, na sigla em inglês), disse que "quando alguém como Ricky Martin sai do armário, centenas de milhões de pessoas agora têm uma conexão com um artista, uma celebridade e talvez o mais importante, um pai que é gay".

"Sua decisão de ser um exemplo de abertura e de honestidade pode levar a uma maior aceitação de incontáveis pessoas gays nos Estados Unidos, na América Latina e no mundo", destacou o ativista do movimento radicado nos Estados Unidos.

Por 13 pontos, Brasil segue atrás da Espanha no ranking da Fifa


Confira os 20 primeiros:

1. Espanha - 1602 pontos.
2. Brasil - 1589
3 Holanda - 1261
4. Portugal - 1214
5. Itália - 1118
6. Alemanha - 1115
7. - Inglaterra 1112
8. França - 1107
9. Argentina - 1075
10. Croácia - 1105
11. Grécia - 1032
12. Rússia - 1009
13. Chile - 974
14. Egito - 967
15. Sérvia - 950
16. Estados Unidos - 948
17. México - 921
18. Uruguai - 902
19. Austrália - 898
20. Camarões - 887

Governo aponta abuso na prescrição de emagrecedor


Relatório divulgado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sugere um desvio de prescrição em relação às drogas anorexígenas ---medicamentos usados para emagrecer, como a sibutramina, que teve a venda controlada ontem.

O documento mostra que, entre os dez maiores prescritores de sibutramina no país, está um especialista em medicina do tráfego --médico que realiza ações e estudos relacionados à promoção da saúde e à prevenção de acidentes no trânsito. É esse profissional, por exemplo, que faz os exames para obtenção da carteira de habilitação.

Entre os dez que mais receitam anfepramona (outro tipo de anorexígeno) estão um ginecologista e um gastroenterologista. O maior prescritor do femproporex (outra droga do tipo) é um dermatologista. No caso do mazindol, outro da categoria, há um pediatra entre os que mais receitam.

As informações integram o primeiro relatório do Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). O sistema, implantado em 2007 e 2008, monitora eletronicamente as vendas de medicamentos controlados. Antes, o controle era manual.

Os dados também revelam que, em 2009, foram vendidas quase seis toneladas de anorexígenos no país. A sibutramina responde por quase duas toneladas e a anfepramona, por três.

No caso da sibutramina, considerando que a dose diária definida é de 10 mg, isso significa que, no ano passado, foram consumidas aproximadamente 186 milhões de doses --é como se todo brasileiro tivesse ingerido um comprimido do remédio em um dia no ano.

"Embora não seja proibido, não é coerente que um médico prescreva tanto um medicamento que não está diretamente relacionado ao seu campo de atuação", diz a farmacêutica Márcia Gonçalves, coordenadora do SNGPC. A Anvisa pretende encaminhar os dados ao Conselho Federal de Medicina.

"O dado pode ser um indício de exagero. Vamos encaminhar as informações aos conselhos regionais e, com isso, será possível abrir sindicâncias para apurar possíveis irregularidades", diz Desiré Carlos Callegari, primeiro-secretário do Conselho Federal de Medicina.

A Anvisa também identificou os estabelecimentos que mais comercializam tais substâncias e deve tomar medidas de averiguação contra eles.

Entre os anos de 2004 e 2006, o Brasil foi campeão mundial no consumo de psicotrópicos anorexígenos como anfepramona, femproporex e mazindol, segundo um relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entopecentes. Em 2010, o país caiu para a quarta posição.

"Isso se deve, em parte, ao maior controle desses remédios", diz Gonçalves. "Mas precisávamos fazer o monitoramento dessas substâncias."

"São medicamentos muito baratos e acessíveis e também são encontrados facilmente no mercado negro", diz a endocrinologista Claudia Cozer, diretora da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica). "Orientamos as pessoas a procurar um endocrinologista para o tratamento da perda de peso", afirma.

terça-feira, 30 de março de 2010

STF e Congresso: Semana Santa começa na 4ª

São pequenos costumes que confirmam a regra e a percepção geral sobre a ineficiência dos Poderes da República.



Eis uma nota no site do STF (Supremo Tribunal Federal):



“Em virtude do feriado, STF não realizará sessões plenárias nesta semana”

“Em razão do feriado da Semana Santa, o Supremo Tribunal Federal não realizará sessões plenárias nesta quarta e quintas-feiras (...) Com isso, os prazos processuais que se iniciam ou se encerram nesses dias serão automaticamente prorrogados para a segunda-feira, 5 de abril, quando a Corte volta a funcionar normalmente”.



A nota do STF menciona também a lei que dá o benefício aos integrantes do Judiciário, que já gozam de 60 dias de férias por ano, fora os feriados. No caso da Semana Santa, a lei 5.010 (de 1966!) que organiza a Justiça Federal tem uma determinação fantástica no artigo 62:



“Art. 62. Além dos fixados em lei, serão feriados na Justiça Federal, inclusive nos Tribunais Superiores:

I - os dias compreendidos entre 20 de dezembro e 6 de janeiro, inclusive;

II - os dias da Semana Santa, compreendidos entre a quarta-feira e o Domingo de Páscoa;

III - os dias de segunda e terça-feira de Carnaval;

IV - os dias 11 de agosto e 1° e 2 de novembro”.



Note o internauta dois aspectos. Primeiro, a lei é um despautério e uma afronta a todos os outros trabalhadores que não têm esses benefícios. Segundo, os magistrados vão além e fazem uma interpretação elástica da legislação. O que está dito é que a moleza dos juízes começa na Quinta-Feira Santa (até porque está escrito de maneira clara que haverá folga nos “dias da Semana Santa, compreendidos entre a quarta-feira e o Domingo de Páscoa”. Ora, se é entre a 4a feira e o domingo, é óbvio que 4a feira é dia de trabalho. Para que a 4a feira fosse também de folga a lei deveria dizer “a partir de 4a feira”.



Mas, quem somos nós para discordar dos juízes? Eles interpretam a lei como bem entendem.



Já no Congresso, não existe uma lei prevendo a moleza. Mas os deputados e os senadores saem em debandada de Brasília. Para eles, Semana Santa tem de ser completa.



Nesta semana, apesar de pauta do Senado e da Câmara estar repleta de projetos para serem votados, os congressistas só têm compromisso em Brasília de 9h às 21h de hoje (30.mar.2010). Depois, “tchau e bença”.



Segundo reportagem de hoje do “Correio Braziliense”, a semana quase não trabalhada custará “R$ 3,2 milhões apenas em subsídio proporcional a ser pago aos 594 senadores e deputados”.



Em resumo, Brasília é uma festa na Semana Santa. Uma festa com o dinheiro público, claro.

Anvisa restringe venda de emagrecedor

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) endureceu as regras para prescrição e venda de drogas para emagrecer que contêm sibutramina. A partir de hoje, elas deixam de ser vendidas com receita branca (de controle simples) e passam a ser vendidas com receita azul (de controle especial).



Assim, a sibutramina deixa de constar da lista de medicamentos de controle comum (que inclui cerca de 200 substâncias) e passa a ser classificada como droga anorexígena (que atua no sistema nervoso central), junto com outras três: dietilpropiona (anfepramona), femproporex e mazindol.

Alguns remédios que contêm sibutramina são Reductil, Plenty, Saciette, Biomag, Vazy, Slenfig, Sibutran e Sigran. A sibutramina é uma das drogas para emagrecer mais vendidas do país, principalmente depois que caiu sua patente, em 2007, quando seu consumo aumentou de dez a 20 vezes, segundo o endocrinologista Márcio Mancini, presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Síndrome Metabólica.

Segundo a endocrinologista Cláudia Cozer, diretora da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), a sibutramina atua em duas regiões do sistema nervoso: no centro do apetite e no da saciedade.

Ela age diminuindo a recaptação do neurotransmissor responsável pelo apetite e do que promove a sensação de saciedade. "É a única que atua nos dois centros ao mesmo tempo. Além de o paciente ingerir menos alimento, ele terá sensação de saciedade", explica Cozer.

A decisão, publicada hoje no "Diário Oficial da União", foi tomada pouco mais de dois meses depois de a Europa suspender a venda da substância, com base em um estudo que ligou o remédio ao maior risco cardíaco em pessoas propensas.

Outra decisão da agência é que seja ampliado o alerta de segurança sobre o risco de problemas cardíacos na bula.

Não é a primeira vez que um emagrecedor é associado a doenças cardíacas. "Na década de 90, a fenfluramina e a dexfenfluramina foram suspensas mundialmente", diz Mancini.

Receita azul

Com a nova norma, os medicamentos com sibutramina não poderão mais ser vendidos com receita branca -que era impressa pelo médico na gráfica em duas vias, sendo que uma delas era retida na farmácia.

Agora os médicos deverão usar a receita azul, que é entregue pela Vigilância Sanitária e tem numeração controlada.

"Para ter direito ao talonário azul, o médico assina um termo de responsabilidade, o que evita a venda abusiva", diz Elmo Santana, coordenador de produtos controlados da Anvisa.

Para Mancini, a decisão foi acertada. "Não havia motivos para proibir o uso da sibutramina, pois ela é uma droga bem tolerada. Agora, com a restrição, talvez ela passe a ser indicada apenas por especialistas."

O cardiologista Maurício Scavanacca, médico-assistente da Unidade Clínica de Arritmias do InCor, também considerou a decisão positiva. Ele disse que, quando bem prescrita, a sibutramina é eficiente.

"Ela é eficaz no controle da síndrome metabólica. Se o paciente for selecionado cuidadosamente, se houver uma boa análise clínica e se os riscos forem menores que o benefícios, ela pode ser útil", diz.

segunda-feira, 29 de março de 2010

VALDOMIRO SILVA: Fabinho perde condição de secretariável, com ação penal no STF


Ainda que não admita publicamente, vontade não falta ao deputado Fernando de Fabinho de tornar-se secretário, ainda este ano, do governo Jaques Wagner. E a recíproca seria verdadeira.

O governador, até pela necessidade de acomodar o deputado federal Jairo Carneiro, gostaria que o ex-aliado de José Ronaldo deixasse Brasília já. Assim, seria mantida a vaga do suplente Jairo, que com a desincompatibilização do secretário de Infra-Estrutura, João Leão - este retornará à sua cadeira na Câmara, para que possa concorrer à reeleição - deve perder o mandato.

Acontece que, não bastassem as reações de dirigentes do PP, o partido de João Leão, que não admite o futuro militante Fabinho ocupando uma das vagas do partido no secretariado, o deputado feirense tem agora contra si o fato de que responde, na condição de réu, a uma ação penal no Supremo Tribunal Federal.

Como amplamente divulgado, o STF abriu a ação penal acusando Fabinho de desvio de verba federal destinada a obra de saneamento básico quando ele era o prefeito de Santa Bárbara, no final dos anos 90.

Responder a uma ação penal no STF não impede que um político seja nomeado ou mesmo possa concorrer a cargo eletivo. Mas é algo que atrapalha, e muito, os planos de qualquer homem público. Afinal, não é nada confortável, a um governante, indicar para uma função de relevância na administração pública alguém que está na condição de réu junto ao Supremo Tribunal Federal. Seria mais que constrangedor.

E não seria diferente com Fabinho, que, dentro deste raciocínio lógico na politica, somente poderá habilitar-se novamente a uma função no governo de Wagner - especialmente se o petista for reeleito e contar com mais quatro anos no poder, a partir de 2011 - se conseguir se livrar da acusação, ou seja, caso seja considerado inocente pelo STF, quando do juulgamento final.

Segundo texto da Agência Brasil, a defesa do deputado alega que as obras foram concluídas, ainda que fora do prazo, e que não há provas de que Fernando de Fabinho tenha desviado, em benefício próprio ou de terceiros, os recursos repassados pela Funasa. Para a defesa, sem provas, o Ministério Público pretende fazer da ação penal a via da investigação.


Abaixo, a íntegra de um texto publicado pelo site do Supremo Tribunal Federal, sobre o assunto.

O TEXTO DO STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu ação penal contra o deputado federal Fernando de Fabinho - que aderiu ao governo petista na Bahia -, suspeito por desvio de dinheiro da União na época em que era prefeito do município de Santa Bárbara. O crime de desvio de verbas é previsto no artigo 1º do Decreto-lei 201/67.

A decisão do Plenário de receber o inquérito (INQ 2684) e transformá-lo em ação penal foi unânime e, a partir de agora, o parlamentar passa da condição de investigado para a de réu em processo penal.

Ele é acusado de crime de responsabilidade por ter, supostamente, desviado recursos públicos federais repassados no convênio 3094, da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) com a Prefeitura para uma obra de saneamento básico no bairro de Nossa Senhora do Rosário. A obra, avaliada em R$ 113.600,00 não teria sido executada pela empreiteira contratada.

Inspeções da Funasa e auditorias do Tribunal de Contas mostraram que a empreiteira recebeu à vista e em sua totalidade um dia depois do fim da licitação, e que o prazo para a entrega das obras foi ultrapassado sem que elas sequer fossem iniciadas. Quando, finalmente, houve a execução, foi feita diretamente pela Prefeitura, sem a participação da empreiteira contratada. Além disso, há irregularidade na emissão de notas fiscais da empreiteira.

“Fica patente que os pagamentos foram feitos à empreiteira sem que houvesse a necessária, indispensável e imprescindível contraprestação da execução dessas obras”, resumiu o procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel, opinando pela abertura da ação penal.

O relator do Inquérito 2684, ministro Marco Aurélio, explicou que no caso há referência a repasse de verbas a uma empresa da qual o deputado era sócio. “Em síntese, os fatos narrados na denúncia configuram, se procedentes, o tipo penal comum próprio aos prefeitos”, afirmou.

VALDOMIRO SILVA-JORNALISTA (FOTO)

Serrinha: Dirigentes participam de reunião para o Campeonato dos Amigos


A Liga desportiva rural da região do sisal (LIDERES), realizou a segunda reunião para a 12ª edição do Campeonato dos Amigos de Serrinha, neste sábado (27), pela manhã, em sua sede, na Avenida Senhora Santana.
Vinte e quatro dirigentes de clubes participaram desta reunião: Água Boa, Alto Alegre, Alto da Bandeira, Alto da Contenda, Aparecida, Bela Vista, Cajueiro, Campo Limpo, Campo Redondo, Caseb, Chapada, Izabel de Ijo, Juazeirinho, Lagoa de Fora, Licurituba, Malhada do Alto, Matinha, Salgado, Sítio Oliveira, Subaé, Sucupira, Três Estradas, União do Campo Redondo e Vila Nova.
Cada equipe já pegou as fichas de inscrições dos atletas e para inscrever o jogador será necessário a apresentação da Xerox da carteira de identidade, duas fotos 3x4 e a assinatura na referida ficha.
A próxima reunião está marcada para o dia 10 de abril, às 9:00h da manhã, na sede da Lideres. Segundo o presidente da entidade, José Carlos Mota, “o pensamento é começar o campeonato dia 16 de maio, porém existe a pretensão de fazer a abertura no primeiro domingo de maio, com um jogo isolado”. “Em princípio a competição terá 24 clubes, mas este número pode aumentar na última reunião, em abril”, frisou o presidente da Lideres.
A competição é realizada com atletas da zona rural de Serrinha e aqueles jogadores da cidade que não tiveram oportunidade no campeonato da zona urbana, no entanto, por solicitação dos times, foram abertas 3 vagas para quem está disputando o serrinhense deste ano.
Por Cival Anjos – de Serrinha

Jornalista Armando Nogueira morre de câncer no Rio


O jornalista e cronista esportivo Armando Nogueira morreu nesta segunda-feira, aos 83 anos, vítima de câncer, no apartamento onde morava na Lagoa, bairro da Zona Sul do Rio. Nascido na cidade de Xapuri, no Acre, Armando trabalhou durante 25 anos na TV Globo, onde foi responsável pela implantação do jornalismo em rede nacional e pela criação do Jornal Nacional e do Globo Repórter. Em 1950, o jornalista foi trabalhar na cobertura esportiva do jornal Diário Carioca, onde permaneceu durante 13 anos. Armando Nogueira foi pioneiro na televisão brasileira, ao trabalhar, a partir de 1959 na primeira produtora independente do país, dirigida por Fernando Barbosa Lima, onde escrevia textos para o locutor Cid Moreira. Ele escreveu dez livros, todos sobre esportes.

Vitória bate o xará de Conquista com gol no fim


O Vitória passou por 1 a 0 pelo o Vitória da Conquista neste domingo, 28, em jogo válido pela quarta rodada da 2ª fase do Baianão 2010. Com o resultado, o time rubro-negro chegou aos nove pontos e garantiu a classificação antecipada à semifinal da competição.

No primeiro tempo, os jogadores do Vitória não demonstraram muito empenho e deixaram o Conquista chegar com mais facilidade no ataque. Logo no começo do jogo, aos 12 minutos, o ataque conquistense chegou com força ao gol com Mica e, depois, com Brau, em chutes de fora da área, que deram trabalho para Viáfara.

Os 45 minutos finais do jogo foram de mais emoção, com os dois times mais ofensivos. O primeiro lance de real perigo saiu antes do gol saiu dos pés de Júnior aos 7 minutos, que depois de invadir a área do Conquista, bateu cruzado no gol, acertou a trave e botou a bola para rolar em cima da linha do gol de Marcão.

O gol que garantiu o triunfo rubro-negro saiu dos pés do zagueiro Wallace, aos 42 minutos do segundo tempo. Depois de bela jogada de Neto Berola, a bola foi rolada para trás e Wallace mandou um balaço, que acertou a trave antes de balançar a rede do Conquista.

O Vitória volta a jogar pelo Baianão no próximo domingo, 4, no confronto com o Atlético de Alagoinhas, antes, porém, pega o Náutico, pela partida de volta da Copa do Brasil, na quarta-feira, 31, às 21h30, no Barradão.

Bahia empata e desperdiça chance de vaga antecipada


O Bahia não conseguiu garantir a classificação antecipada para a semifinal do Campeonato Baiano. O tricolor ficou no empate por 3 a 3 com o Camaçari neste domingo, 28, no Armando Oliveira, e deixou a decisão de assegurar a vaga para as duas últimas rodada da 2ª fase.

De quebra, o time comandado por Renato Gaúcho perdeu os 100% de aproveitamento nesta etapa da competição. Os gols da equipe tricolor foram marcados por Matheus, Rafael e Rodigo Gral. Eder, Sylvestre e Diogo fizeram para o time do Pólo.

Com o resultado, o Esquadrão permanece na liderança do Grupo 4, chega aos 10 pontos e mantém série invicta. Agora são 11 partidas (oito vitórias e três empates) sem perder no Estadual. Já o Camaçari segue na lanterna. O Feirense, que venceu o Fluminense por 3 a 2, assumiu a vice-liderança.

O Bahia não demorou para abrir o placar no primeiro tempo. Aos 23 minutos, após cruzamento de Rafael, de voleio, Mateus balançou as redes. Aos 41 minutos, o Camaçari empatou. Éder driblou três e tocou na saída de Fernando.

Na etapa complementar, aos 15 minutos, o lateral tricolor Rafael cruzou e Marins fez contra. Aos 20 minutos, Rodrigo Grahl marcou o terceiro, de pênalti. O Camaçari não se entregou. Aos 22 minutos, Sylvestre diminuiu. Aos 39, o empate com Diego.

No próximo domingo, 4, o Bahia enfrenta o Fluminense, fora de casa. Mas antes encarar o time de Feira, o tricolor duela contra o Atlético-GO, na quarta-feira, 31, em Pituaçu, às 21h50, pela partida de volta da Copa do Brasil.

MORRE DÉCIMA VÍTIMA DA MENINGITE EM SALVADOR

Marcos Alberto de Araújo Nazaré, 19, morador do bairro de Valéria, é a décima vítima mortal da meningite meningocócica, tipo C, a manifestação mais grave da doença. Marcos Alberto morreu na manhã deste domingo (28). Segundo a secretaria estadual da Saúde (Sesab), outro morador de Valéria, Lucas Barbosa Santos, 22, morreu na madrugada de domingo com sintomas semelhantes aos da meningite, mas a infecção ainda não foi confirmada. Marcos Alberto amanheceu com febre na última sexta-feira (26). A mulher dele, Graça Santos Lima, conta que o levou para o posto médico do bairro por volta das 7h30, quando ele foi medicado e recebeu soro com suspeita de dengue hemorrágica. “De noite, ele passou mal de novo e levamos ao posto médico de Cajazeiras II, depois foi encaminhado ao Couto Maia, onde morreu na noite de sábado”, conta Graça. Ele era Auxiliar de serviços gerais em uma academia de ginástica. Um adolescente vizinho de Marcos Alberto permanece internado no Hospital Couto Maia com suspeita da doença. Um primeiro exame deu negativo, mas os médicos vão realizar novos testes durante esta semana.

A popularidade recorde de 76% do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se fragmenta quando se trata de eleger o seu sucessor. Embora seja de oposição,

A popularidade recorde de 76% do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se fragmenta quando se trata de eleger o seu sucessor. Embora seja de oposição, José Serra (PSDB) está empatado com Dilma Rousseff (PT) entre os eleitores que consideram o governo Lula ótimo ou bom, segundo a pesquisa Datafolha.



No levantamento realizado nos dias 25 e 26 deste mês, Dilma registra 33% de intenção de votos entre os eleitores que dão 76% de aprovação ao governo Lula. Já Serra obtém 32% dos votos nesse segmento. Ciro Gomes (PSB) recebe 11% dos votos dos eleitores que aprovam Lula, e Marina Silva (PV), 7%.



Eis os dados:







A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.



Esses números do Datafolha mostram que ainda está longe de se concretizar a transferência automática dos votos de Lula para sua candidata. Também fica mais nítida a estratégia de Serra, cujas declarações públicas têm sido elogiosas em relação ao atual presidente.



Outro dado relevante é o desempenho de Dilma entre os que consideram o governo Lula apenas regular (20% dos eleitores). Nesse grupo de eleitores não há empate: o Datafolha detectou uma grande vantagem de Serra, que recebe 51% das intenções de voto, contra apenas 9% da petista. Com 10% cada um, Ciro e Marina estão numericamente à frente de Dilma.



Entre os 4% que consideram o governo Lula ruim ou péssimo, Serra lidera com folga, atingindo 48%. Nesse segmento, Marina vem a seguir (11%), seguida por Ciro (8%) e Dilma, que está em quarto lugar (5%).



O Datafolha mostra também que Dilma não se ressente mais de ser uma pessoa pouco conhecida dos eleitores: 87% já dizem conhecê-la de alguma forma, ainda que apenas de ter ouvido falar a seu respeito. Ou seja, não é por ser desconhecida dos eleitores que a petista estaria impedida de melhorar sua taxa de intenção de votos.



Serra tem um percentual mais alto, com 97% dos eleitores dizendo conhecê-lo. Ciro tem 93%, e Marina, 52%.



Um fato a contribuir para Dilma estar agora estacionada na pesquisa é que só 58% dos eleitores sabem que ela é a candidata de Lula; 5% acham que o atual presidente apoia Serra. Esses percentuais pouco se alteraram de dezembro para cá.

Brasil começa a discutir um "SUS" para a educação nesta segunda-feira

Começam, nesta segunda-feira (29), os debates para a criação de um "SUS" da educação. Eles fazem parte da Conae (Conferência Nacional de Educação), que ocorre em Brasília, até o dia 1º. Devem participar 2.500 delegados eleitos em municípios e Estados e mais 500 observadores. A Conae vai elaborar o PNE (Plano Nacional de Educação) para a próxima década que será apresentado pelo MEC (MInistério da Educação) ao Congresso Nacional.

A ideia, defendem alguns especialistas, é criar um sistema que integre os governos municipal, estadual e federal -- assim como o SUS (Sistema Único de Saúde). Wagner Santana, oficial de projetos da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Brasil é um dos engrossam o coro por uma rede que integre os três níveis de governo.

Coautor do livro “Educação e Federalismo no Brasil: Combater as Desigualdades, Garantir a Diversidade”, Santana concedeu uma entrevista por e-mail sobre o sistema nacional de educação. Ele é enfático sobre o que o país precisa no campo das políticas para o ensino: "É fundamental o estabelecimento de metas realistas e ao mesmo tempo desafiadoras, que sejam monitoradas e avaliadas constantemente e com amplo controle social".

domingo, 28 de março de 2010

Mesmo faltando ainda uma rodada para o término da 1ª fase da VIII Copa Masters, o escrete do Rec já se despediu prematuramente da competição.


Mesmo faltando ainda uma rodada para o término da 1ª fase da VIII Copa Masters, o escrete do Rec já se despediu prematuramente da competição.
A partir do dia 18/04 começa a segunda fase com as 10 equipes que mais pontuaram, divididas em cinco grupos de duas. Ficando classificadas para a terceira fase as cinco vencedoras dos confrontos e mais três dentre as perdedoras que fizerem melhor campanha.
No próximo dia 04/04, domingo de páscoa, conforme o que foi decidido e aprovado por unanimidade, antes do início do certame, não haverá rodada.


RESULTADOS DOS CONFRONTOS DA 6ª RODADA (28/03) 08h30
Jogo: Equipe A Placar Equipe B Local: Árbitro Central:
26 Guanabara 1x3 Sukatão Germanão Lourival Silva
27 Lagoa de Fora 0x0 Sucam Kelezão Neicrécio Mendes
28 Trem d´Alegria 2x1 Alto da Bandeira Estação do Trem Rubenilson José Reis
29 Cajueiro 1x0 REC Cajueirão Adenilso Leite
30 Copo 3x1 ACEC Barrokão Ariedson Cordeiro
Folgou: Baú

* No domingo de Páscoa (04/04) não haverá rodada por vontade dos próprios dirigentes.


PRÓXIMOS JOGOS * DOMINGO, 11/04 (08h30) 7ª rodada
Jogo: Equipe A Placar Equipe B Local: Árbitro Central:
31 BAÚ x Guanabara Estrelão A Definir
32 Lagoa de Fora x Trem d´Alegria Kelezão A Definir
33 Cajueiro x Copo Cajueirão A Definir
Folgam: Acec, Alto da Bandeira, Rec, Sucam e Sukatão

CLASSIFICAÇÃO GERAL:

Class: Equipes Jogos P.G. P.P. Vit: Emp. Der. GM GS SG CA CV AI Aprov.Tec
1ª Sukatão 6 16 2 5 1 0 9 1 8 14 1 0 -17
2ª Trem d´Alegria 5 13 2 4 1 0 11 4 7 14 2 1 -25
3ª ACEC 6 10 8 3 1 2 18 10 8 17 1 0 -20
4ª Sucam 6 10 8 3 1 2 10 4 6 10 1 0 -13
5ª Copo 5 9 6 3 0 2 11 6 5 7 1 0 -10
6ª Alto da Bandeira 6 8 10 2 2 2 10 11 -1 6 0 0 -6
7ª BAÚ 5 7 8 2 1 2 9 5 4 10 0 0 -10
8ª Lagoa de Fora 5 5 10 1 2 2 3 8 -5 6 0 0 -6
9ª Guanabara 5 4 11 1 1 3 5 11 -6 7 0 0 -7
10ª Cajueiro 5 3 12 1 0 4 4 15 -11 14 1 0 -17
11ª REC 6 0 18 0 0 6 2 17 -15 12 0 0 -12
Média de Gols: 3,07 30 85 95 25 5 25 92 92 0 117 7 1 -143

RAIO X

Jogos Realizados: 30 Vitórias da Casa 13 Total Público: 11.070
Gols Marcados: 92 Vitórias Visitantes: 12 Média de Público: 369
Média de Gols: 3,07 Total de Vitórias: 25 Maior Público: 1000
Gols Mandantes: 46 Cartões Amarelos: 117 Menor Público: 120
Gols Visitantes: 46 Cartões Vermelhos: 7 Jogadores Inscritos: 270
Empates: 5 Atos de Indisciplina: 1

GOLEIRO MENOS VAZADO:

Nº Nome Completo Apelido G.S. Jogos Média Equipe
1 Renildo Pinheiro da Costa BARRÃO 1 6,0 0,17 Sukatão

PRINCIPAIS ARTILHEIROS:

Nº Nome Completo Apelido Gols Equipe
1 Gérson da Silva Mota CATINHA 6 BAÚ
2 Jorge Campos Coutinho JORGE Coutinho 5 ACEC
3 Édson Matos dos Santos NENGA MATOS 4 ACEC
4 José Carlos Nascimento da Silva ZÉ KARLOS 4 ACEC
5 Bento Palma Duque BENTO 4 Copo
6 Eufrosino Alves da Costa COSTA 4 Trem d´Alegria

RAIO X DOS ÁRBITROS:

Nº Árbitro Central: Atuações: C.A C.V. A.I. Público: Reuniões
1 Adenilso Leite 3 17 1 0 800 6
2 Ariedson Cordeiro 3 11 1 0 1.000 6
3 Feliciano Viana Filho 3 10 0 0 1.700 6
4 Lourival Silva 3 5 0 0 1.100 6
5 Neicrécio Mendes 3 10 1 0 1.900 6
6 Rubenilson José Reis 3 11 1 0 1.020 6
7 Antonio Batista de Almeida 2 6 0 0 500 6
8 Cleilton Ramos Lima 2 10 2 1 550 6
9 Joel Pereira dos Santos 2 9 1 0 450 5
10 José Sidnei F. de Jesus 2 4 0 0 500 6
11 Romilson José Reis 2 15 0 0 800 6
12 Willian de Oliveira F. Lima 2 8 0 0 750 6
30 116 7 1 11.070 71

Emec suspende atendimento pela Sul América, Procon vai multar


Desde o dia 13 deste mês, os beneficiários da Sul América não estão sendo atendidos no Hospital Emec, em Feira de Santana, apesar de continuar em vigor uma liminar em favor do plano. O caso está na Justiça desde 2004 e agora o Procon também vai entrar na briga, prometendo multar o plano ou o hospital, de acordo com a responsabilidade pelo prejuízo do conveniado.

Em entrevista ao Acorda Cidade, na manhã de hoje (27), o gerente de convênios do Emec, Ricardo Fernandes, confirmou a suspensão do atendimento aos conveniados do plano Sul America. Ele admitiu que a liminar que garante o atendimento continua em vigor, mas assegurou que a suspensão dos serviços tem um suporte do Jurídico.

De acordo com Ricardo Fernandes, a Sul América foi avisada da decisão, através de correspondência enviada em 9 de fevereiro, “mas não houve retorno, apenas uma ligação oficiosa”. O pedido de descredenciamento foi um chamado para conversar. “Temos hoje um passivo considerável em aberto, mas isso não foi colocado na mesa de discussão”, lamentou.

A questão já dura há seis anos. Os motivos do desentendimento entre o hospital e o plano são muitos. Dentre eles, a glosa de material e serviços e os reajustes que não eram concedidos às unidades de saúde. “Em 2004 o Emec entrou com o pedido de descredenciamento e o plano entrou com liminar.Continuamos o procedimento por conta de liminar judicial”, contou o gerente de convênios.

Até hoje o mérito da questão não foi julgado. Portanto, não houve decisão nem contra nem a favor do plano de saúde. “Tecnicamente falando não temos mais credenciamento desde 2004 e não há possibilidade de retornar o atendimento aos conveniados do Sul América, em nenhuma hipótese”, afirmou Ricardo Fernandes.

Pulseiras do sexo viram moda nas escolas do interior da Bahia


As pulseirinhas coloridas usadas por estudantes infanto-juvenis, de 8 a 16 anos, deixaram de ser um inocente modismo e tornaram-se um grande problema sócio-educativo no ambiente escolar. No interior da Bahia, as pulseiras viraram febre em vários municípios. Nas cidades de Itabuna e Vitória da Conquista, o uso das pulseiras virou febre nos braços dos adolescentes.

O costume tem origem na Inglaterra, onde estudantes criaram um jogo, o Snap, em que cada cor de pulseira corresponde a uma ação, que vai de um abraço até o ato sexual. O objetivo do jogo é romper a pulseira do (a) colega sugerindo a realização da ação correspondente à cor da pulseira rompida.

As cores das pulseiras seguem o seguinte código: Amarela – abraço, Rosa – mostrar o peito, Laranja – dentadinha de amor, Roxa – beijo com a língua, talvez sexo, Vermelha – dança erótica, Verde – chupões no pescoço, Branca – a menina escolhe o que quer, Azul – sexo oral a ser praticado pela menina, Preta – fazer sexo com quem arrancar a pulseira, Dourado – fazer todos os citados acima.

Os pais e mestres estão preocupados com a brincadeira, a medida que em várias, instituições de ensino já foram flagrados adolescentes praticando sexo dentro das escolas. Em uma escola da rede privada de Vitória da Conquista estudantes foram flagrados praticando sexo dentro do banheiro da escola. A solução encontrada para o problema, foi o aprofundamento das aulas de educação sexual e uma reunião com os pais para esclarecer sobre o significado das pulseiras. Na rede pública municipal e estadual os professores também estão preocupados com a situação.

CHAPA DE WAGNER É DOSE PRÁ LEÃO

Complicou, no escurinho do cinema, a chapa de Wagner, que já não estava fácil. Existe uma conspiração - e é fato - para tirar Otto Alencar da jogada e, em seu lugar, entrar João Leão, ficando a vice com Lídice. Na verdade, o que se pretende são dois candidatos considerados de direita, ou seja, Lídice jamais, porque os votos seriam descarregados na esquerda e o candidato de direita iria para o beleléu. Aliás, a essa altura, a vice já é a preferência de Alencar, em razão de seus problemas de saúde. E Lídice? Dizem, no breu das tocas, que César Borges está no arame, na base do balança mas não cai, ou seja, teme ser cristianizado no processo. Traduzindo. Considera que numa chapa com ele e Lídice (Otto na vice), os petistas tenderiam a descarregar votos em Lídice rifando a segunda senatória. Para complementar, os dois, Otto e César, não se bicam desde a época do carlismo. De outro modo, Otto, para entrar na chapa de Wagner, quer fazer Plínio Carneiro Filho conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, em sua vaga. Coloca até como condição. Os petistas consideram a pretensão dose para leão entregar a ele uma vaga na chapa e mais uma vaga de conselheiro. Já que é dose prá leão, o Leão político articula a segunda vaga do Senado para ele, que teria o apoio de César e o cristanizado passaria a ser Otto ou Lídice, que queria ser senadora, mas aceita ser vice e anda mais calada do que uma estátua de mármore. Evidentemente que há um complô montado em torno de Wagner. Enfim, existe uma rifa política na história que, a princípio, pode ser complicada mas, com um pouco de reflexão, tudo fica fácil de entender. E toca o bonde prá Lapinha.

Mulheres devem se exercitar pelo menos 1 hora por dia para ficar em forma


As mulheres de meia idade e que gozam de boa saúde devem realizar pelo menos uma hora diáira de atividade física para se manter em forma, revela um estudo publicado nesta quarta-feira, nos Estados Unidos.

A pesquisa foi realizada de 1992 a 2007 com uma mostra de 34.079 americanas de uma média de 54 anos e com uma dieta alimentar normal.

No início da pesquisa e ao longo dos anos, estas mulheres comunicaram aos pesquisadores suas atividades físicas e seu peso.

Os autores do estudo analisaram a atividade física e a mudança de peso das mulheres a cada três anos em média.

Entre as mulheres que tiveram alimentação normal, a atividade física se associou a um menor aumento de peso ao longo dos 13 anos que durou o estudo, principalmente entre as que tinham uma cintura normal no início do estudo, enfatizam os autores desta pesquisa do hospital Brigham and Women e da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard em Boston (Massachusetts, nordeste).

O estudo foi publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA).

As mulheres engordaram 2,6 kg em média durante o estudo.

"Houve uma interação importante entre o índice de massa corporal (o IMC equivale ao peso dividido pelo quadrado da altura da pessoa) e o grau de atividade física nas mulhres com um IMC inferior a 25", enfatizaram os investigadores.

Em compensação, esta relação de causa e efeito não se deu entre os participantes cujo IMC era superior a 25.

No total, 4.540 mulheres (13,3%) do conjunto e cujo IMC era inferior a 25 no início do estudo conseguiram manter um aumento de peso inferior a 2,3 quilos ao longo de todo o estudo.

A duração das atividades físicas de média intensidade durante esse período foi de 21,5 horas por semana, ou seja, cerca de 60 minutos diários.

Pai do cantor Buchecha é encontrado morto a tiros em São Gonçalo (RJ)

O pai do cantor Claucirlei de Souza, o Buchecha, foi encontrado morto na noite de sábado (27) em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo informações da Polícia Militar, o corpo de Claudino de Souza Filho, 61, apresentava marcas de tiros.

Ainda de acordo com a corporação, o crime aconteceu por volta das 23h no bairro de Mutuá. Policiais do 7º Batalhão de PM, que atenderam a ocorrência, disseram que o corpo estava na Estrada da Conceição e apresentava quatro marcas de tiros: um na cabeça, dois na região do tórax e um no braço.

O corpo de Claudino foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Tribobó, e a ocorrência registrada no 72º DP. Segundo a polícia, a vítima foi assassinada após uma discussão com um grupo em um bar em Mutuá. Claudino teria deixado o local depois da briga e ido para casa. Depois, teria resolvido retornar ao bar e, no caminho, foi baleado.

Em seu bolso foi achado um cronograma de jogos de corrida de cavalos. A polícia investiga se há ligação com o crime.

Até as 18h, nenhum suspeito havia sido identificado. O corpo foi sepultado na tarde deste domingo.

Sarney vai passar por cirurgia nesta terça-feira em São Paulo


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), vai passar por uma cirurgia para retirar um sinal no lábio superior --espécie de tumor benigno-- na próxima terça-feira (30) em São Paulo. O parlamentar vai completar 80 anos no dia 24 de abril.

A informação foi confirmada pelo filho do senador, José Sarney Filho, o Zequinha Sarney, neste domingo. Segundo ele, o presidente do Senado já está na capital paulista e escolheu a data para poder se recuperar durante o feriado da Semana Santa.

"Acho que é uma cirurgia bem simples. Na segunda-feira (5) ele deve voltar a trabalhar", afirmou Zequinha. A assessoria de imprensa do Hospital Sírio-Libanês, provável local da cirurgia, não confirmou o agendamento da operação do senador.

Zequinha não informou desde quando o senador sabe do problema no lábio superior nem se a cirurgia exigiria a remoção do bigode de Sarney.

Popularidade de Lula bate recorde, mostra Datafolha


A nove meses de deixar o governo e em campanha aberta para eleger Dilma Rousseff sua sucessora, o presidente Lula atingiu a sua melhor avaliação desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2003: 76% da população consideram seu governo ótimo ou bom.

A informação consta em reportagem publicada na Folha neste domingo e disponível para assinantes do jornal e do UOL.

Trata-se de um recorde para um presidente desde que o Datafolha iniciou o levantamento, em 1990. Realizada entre 25 e 26 de março, foi a terceira pesquisa seguida de oscilação positiva. Nos últimos sete anos, os resultados coincidem com a melhora nos indicadores socioeconômicos.

A pesquisa ouviu 4.158 pessoas em 168 cidades em todas as regiões do país. O número de registro no TSE é 6.617/2010.

Disputa eleitoral

Outra pesquisa Datafolha, publicada na edição de sábado da Folha, mostrou que o pré-candidato à Presidência do PSDB, José Serra, abriu nove pontos de vantagem sobre Dilma.

Segundo o levantamento, o tucano tem 36% e a petista 27% das intenções de voto. Na pesquisa realizada em fevereiro, Serra tinha 32% e Dilma 28%. Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os 8% obtidos no mês passado.

Kennedy Alencar: Onda de popularidade de Lula ainda pode atingir Dilma


A pesquisa Datafolha divulgada neste domingo mostra que Dilma Rousseff (PT) possui 33% de intenção de votos entre os eleitores que dão 76% de aprovação ao governo Lula. Já José Serra (PSDB) registra 32% dos votos nesse segmento. Ciro Gomes (PSB) recebe 11% dos votos dos eleitores que aprovam Lula, e Marina Silva (PV), 7%.

Segundo Kennedy Alencar, colunista da Folha Online e repórter especial da Folha em Brasília, em uma avaliação apressada pode-se dizer que a capacidade o presidente Lula de transferir votos para a ministra da Casa Civil está esgotada.

Porém, segundo ele, deve-se observar que, entre os 87% dos eleitores que dizem conhecer Dilma, apenas 58% sabem que ela é a candidata do presidente Lula.

"Em uma avaliação mais inteligente pode-se dizer que já houve uma primeira onda de transferência do prestígio de Lula para Dilma e há forte possibilidade de haver uma segunda onda -- que se confirmada, poderá levar a petista à liderança", diz o jornalista neste podcast.




A pesquisa, feita nos dias 25 e 26 de março, ouviu 4.158 pessoas em 168 cidades em todas as regiões do país. O número de registro no TSE é 6.617/2010. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

kennedy alencar-folha de são paulo(foto)

sábado, 27 de março de 2010

Os Hormônios, Os Odores e o Sexo


Apesar do sexo envolver todos os sentidos na maioria dos animais, os odores que emanam dos parceiros atuam como sinalizadores químicos que permitem identificar não somente a presença dos indivíduos do sexo oposto nas redondezas como a sua localização. Como os odores característicos das fêmeas das diversas espécies são mais intensos no período da ovulação, a presença de uma fêmea que se encontre nessa fase é percebida a distância maiores, alcançando e atraindo assim um número maior de machos.

Nos mamíferos, os odores que emanam das fêmeas são fundamentais, pondo em dúvida a afirmativa do poeta que pede perdão às feias ao propor a beleza como fundamental. Na realidade a anatomia responsável pela beleza por si só não conduz ao sexo se o odor não for adequado. Nos animais domésticos e nos primatas subumanos que praticam o sexo à vista de todos pode ser constatada essa verdade biológica.



O cão se aproxima de uma cadela e com seu focinho cheira o corpo da fêmea em toda a sua extensão. Depois de cheirá-la, o cão toma uma de duas alternativas de ação. Ou vai embora ou tenta copular. Se o cão vai embora, distanciando-se, indiferente àquela cuja anatomia e leve odor a identificam como fêmea da sua espécie é porque ao cheirá-la nada lhe aconteceu. Se, entretanto, após a cheirada, o seu pênis sofreu vasodilatação e desenvolveu uma ereção, ele tenta esfregá-lo no corpo da cadela, porque o pênis ereto provoca comichão.

Ao apoiar as pernas dianteiras nas costas da cadela, ela faz uma corcova e levanta a cauda (fenômeno que só ocorre no pico estrogênico durante a ovulação). Para o cão (ou para o gato) a beleza está longe de ser fundamental. Gata sem cheiro de gata ou cadela com um odor exótico, por mais linda que seja aos olhos dos seus parceiros quando os atraem pela anatomia se revelam propaganda enganosa na hora da prova.



Ainda mais importante para o homem porque mais próximos antropologicamente estão os primatas subumanos cujo comportamento sexual é mais ou menos intermediário entre aquele dos quadrúpedes e os seres humanos. Os machos de espécies como o chimpanzé e o gorila preferem se masturbar a copular com uma fêmea que não esteja no cio e por mais bela que seja aos seus olhos. Através do estímulo manual, o macho consegue uma ereção melhor do que se esfregando numa fêmea sem o mágico cheiro de macaca no cio. Quando uma chimpanzé entra no cio todos os machos a procuram para copular.


Os estímulos quimio-sensoriais que governam as relações entre os indivíduos da mesma espécie começam a atuar sobre os receptores olfativos e gustativos do feto humano entre quatro e seis meses da gravidez quando o líquido amniótico começa a fluir livremente por via nasal. Os estímulos variam de acordo com a alimentação da mãe cujo líquido amniótico é exclusivo e terá odores e gostos específicos para cada indivíduo, permitindo não somente a identificação como afinidade entre mãe e filho. Durante o nascimento, os milhares de receptores na mucosa nasal e no órgão vomeronasal são expostos de maneira intensa aos componentes das secreções vaginais da mãe que se encontra sob forte influência estrogênica indispensável para iniciar e sustentar a atividade contrátil do útero.


A exposição dos receptores nos momentos iniciais da vida imprime de modo indelével as características odoríferas da vagina materna nas narinas do filho de tal forma que para o resto da vida o indivíduo é atraído para os corpos dos quais emanem os referidos odores que caracterizam o "cheiro de mulher". A intensidade do "cheiro de mulher" aumenta sob a influência dos estrogênios e é por isso que alcançam o seu pico durante o período peri-ovulatório e durante o período expulsivo do trabalho de parto quando cessa o efeito bloqueador da progesterona (progesterone block). Na menopausa, quando os estrogênios ficam muito baixos, a vagina fica desprovida de secreções e conseqüentemente do seu cheiro. Nesse caso a reposição hormonal com estrogênios e testosterona devolve tanto as secreções quanto o odor característico da vagina normal.


A testosterona é transformada no corpo da mulher em estradiol graças à ação da aromatase. Os níveis de testosterona são cerca de dez vezes mais baixos na mulher do que no homem, mas, apesar disso, a testosterona também colabora para o "cheiro de mulher".

O cheiro de homem, ao contrário do cheiro de mulher, não atrai a mulher para ele, mas aumenta a receptividade da fêmea à aproximação e penetração pelo macho. No homem, os níveis elevados de testosterona, resultantes da percepção da proximidade da fêmea, aumentam a sua agressividade e sua aptidão para a cópula. Ereções mais rápidas e mais firmes se desenvolvem em machos que aumentam seus níveis de testosterona na presença de uma fêmea estrogenizada.
As ereções espontâneas que ocorrem nas primeiras horas da manhã também coincidem como o pico diário da testosterona.


As emanações estrogênio dependentes que despertam o desejo do homem podem ser reduzidas e até eliminadas por excesso de higiene íntima, banhos repetidos, desodorantes e perfumes exóticos, razão pela qual devem ter o seu uso eliminado quando a mulher quer despertar o desejo do homem.

DR.ELCIMAR COUTINHO(FOTO)

6 dicas para uma mulher esconder a sua ressaca


A noite ontem não podia ter sido mais fantástica. Você dançou, bebeu e brindou a tudo o que lhe propuseram. Mas agora são 8h da manhã, mal consegue abrir os olhos e sente-se como lhe tivesse passado um comboio por cima. O que fazer para disfarçar estes sintomas?






1. Lave a cara
Comece por lavar bem a cara e eliminar vestígios de que teve uma noite complicada. Use água morna e uma loção neutra para remover restos de maquilhagem. A seguir, passe para água fria e salpique a sua cara algumas vezes sem medo. A baixa temperatura ajuda a reduzir os inchaços e fecha os poros. O efeito é temporário mas deverá durar o suficiente para se aguentar a primeira reunião da manhã.

2. Hidrate-se
Apesar de toda a gente já saber isto, nunca é demais dizê-lo. O álcool desidrata o organismo – uma ou duas bebidas é basicamente o equivalente a fazer uma viagem de avião. Por isso, depois de uma noite agitada, beba muitos líquidos, de preferência bebidas com electrólitos – uma mistura especial de sódio e minerais que ajuda o organismo a reter os líquidos. Uma boa escolha é água de coco.






3. Aplique um creme hidratante
Esta dica é valiosa e pode mesmo fazer a diferença por isso não a ignore. Use um creme hidratante 100% natural e notará resultados imediatos. Estes cremes penetram na pele e retiram o ar pálido e morto resultado de uma noite de excesso de bebida e pouco sono.

4. Tome aspirina
Se está com dores de cabeça, tome aspirina. Melhor do que alguns remédios supostamente específicos para a ressaca, a aspirina tem propriedades anti-inflamatórias. Isto significa que a aspirina ajuda a reduzir os olhos inchados e a vermelhidão na sua cara.

5. Disfarce-se com blush
Um toque de blush traz vida à sua cara, fazendo-a parecer mais acordada e saudável. Complemente com um batom sóbrio e ninguém notará que teve uma noite violenta!

6. Acorde as suas sobrancelhas
Sobrancelhas trabalhadas e bem torneadas realçam os olhos, fazendo-os parecer maiores. As maçãs do rosto irão também parecer mais elevadas e esta combinação dá à cara uma expressão mais forte e jovem. Se usar preto, os brancos realçarão. Mas tenha cuidado: não se pretende ficar com o mesmo look que tinha na noite anterior

Matéria de Samoel Cunha sobre a Copa Masters


Olha temos muito que parabenizar a todos que realizam e disputam a oitava Copa masters de Serrinha, pois os experientes estão demonstrando disposição a cada jogo e promovendo emoções a competição.

E os números comprovam que para ser o Campeão deste ano, o suposto contemplado terá que manter a força de seus atacantes e implantar um sistema eficiente na defensiva. O fato é que os goleadores, estão precisos nas conclusões o que exige uma melhor resistência dos defensores de todas as equipes.

A média de gols é maravilhosa o líder é o Sukatão com 13 pontos, trazendo na segunda posição, Trem d´Alegria e ACEC, empatados com 10, em quarto está a equipe Sucam com 9, mais a briga continua acirrada, pois Alto da Bandeira, Baú e Copo, estão muito próximos e vão com certeza lutar bastante para não permitir fugas aos lideres.

Esta Copa é exemplo para os que se colocam como desportistas, pois ela mantém em atividade, cidadãos que sempre honraram o desporto pela Região.

Samoel Cunha

SAÍDA DE OTTO GERA DISPUTA PELA SUCESSÃO


A saída do conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Otto Alencar, já desencadeou uma disputa pela sua vaga. Otto quer o técnico do Tribunal Plínio Carneiro Filho, funcionário concursado, como seu seucessor, mas, a vaga já foi reivindicada pela Associação Nacional do Ministério Público de Contas (Ampcon). A entidade defende que o corpo de conselheiros deve ter um membro oriundo da carreira de procurador de contas. O substituto será indicado pelo governador e sua aprovação tem que ser votada na Assembleia Legislativa. Segundo o deputado estadual, Ângelo Coronel (PP), interlocutor próximo do conselheiro, após a renúncia, Otto e o governador se reunirão com os líderes das bancadas para apresentar o nome indicado à sua sucessão, buscando o apoio da maioria. A saída de Alencar está prevista para segunda-feira (29).

ACM NETO JÁ PROCURA DESCULPAS PARA SUA VOTAÇÃO


O deputado ACM Neto espalhou que pretende dividir o seu patrimônio eleitoral com candidatos a deputados federais do DEM. Coisa nenhuma! O parlamentar obteve, nas eleições passadas, a maior votação da Bahia: cerca de 450 mil votos. Houve um movimento à época do então PFL para concentrar votos em Neto para demonstrar a força do grupo. Depois do desmanche do carlismo, ele perdeu a eleição para a Prefeitura de Salvador, sequer foi para o segundo turno e, certamente, perderá mais de uma centena de milhares do votos em outubro. Talvez fique pela casa dos 200 mil e tantos. Assim, ao dizer que vai "distribuir votos" a generosidade pode ser traduzida, na verdade, como queda de votação, escolhendo, desde há, uma desculpa pelo processo de queda, de decadência eleitoral, natural em política. Portanto, a deculpa não cola e não convence o mais abobalhado dos eleitores.

Condenados, pai e madrasta de Isabella podem obter semiaberto a partir de 2018


Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, condenados na madrugada deste sábado (27), respectivamente, a 31 anos, 1 mês e dez dias de prisão, e a 26 anos e oito meses de reclusão, ambos em regime fechado, poderão deixar a prisão pela primeira vez em 2018 e 2020. Até lá, pai e madrasta de Isabella Nardoni continuam em presídios de Tremembé (147 km de São Paulo), onde já estavam presos desde 2008, cumprindo a pena aplicada pelo homicídio triplamente qualificado da menina, imposta após um júri popular que durou cinco dias no Fórum de Santana, zona norte da capital paulista.

Casal Nardoni é condenado pela morte de Isabella; sentença é comemorada com fogos
5º DIA: Pai de Isabella é condenado a 31 anos de prisão por matar a própria filha; madrasta pega 26
4º DIA: Nardoni afirma que encostou na janela do apartamento com filho no colo para procurar Isabella
3º DIA: Pai de Anna Carolina Jatobá reafirma inocência do casal Nardoni no Fórum de Santana
2º DIA: Peritos falam e fotos de corpo chocam
1º DIA: Ana Oliveira chora e relata ciúmes de Jatobá
Pelo Código Penal, o condenado tem direito ao semiaberto após cumprir dois quintos da pena no caso de crimes hediondos, como o homicídio.

Como o casal já está há dois anos preso, Alexandre pode pedir a progressão de pena daqui a dez anos. Com uma pena menor, Jatobá poderá requerer o benefício em oito anos.

Os Nardoni, porém, podem ter o mesmo destino de Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais em 2006, que teve o semiaberto negado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Ao dar a sentença ao casal Nardoni, o juiz Maurício Fossen, do 2º Tribunal do Júri do Fórum de Santana, decidiu manter a prisão levando em conta a gravidade do crime e a repercussão que causou no meio social.

“Portanto, diante da hediondez do crime atribuído aos acusados, pelo fato de envolver membros de uma mesma família de boa condição social, tal situação teria gerado revolta à população não apenas desta capital, mas de todo o país (...) daí porque a manutenção de suas custódias cautelares se mostra necessária para a preservação da credibilidade e da respeitabilidade do Poder Judiciário, as quais ficariam extremamente abaladas”, escreveu na sentença.



O homicídio qualificado foi incluído na lei dos crimes hediondos graças a uma campanha da autora de telenovelas Glória Perez, que perdeu a filha Daniela assassinada a golpes de tesoura pelo ator Guilherme de Pádua e a mulher dele, Paula Thomaz. Esta semana, Glória compareceu a quase todos os dias de júri dos Nardoni.

Novo Datafolha acentua a lulodependência de Dilma


Saiu do forno uma nova pesquisa do Datafolha. Expõe dois fenômenos: a resistência de José Serra e a lulodependência de Dilma Rousseff.



No intervalo de um mês, a dianteira de Serra, que havia se reduzido a quatro pontos percentuais, foi dilatada para nove pontos.



Dilma, que percorria curva ascendente, estacionou. É a primeira pesquisa na qual ela não pontua para o alto.



O candidato tucano foi de 32% para 36%. Retorna aos patamares de dezembro, mês em que amealhara 37%.



A presidenciável petê escorregou um ponto percentual. Oscilou de 28% para 27%. Manteve-se abaixo do patamar historicamente atribuído ao PT: 30%.



A margem de erro da pesquisa é de dois pontos –para mais ou para menos. Significa dizer que Serra teve crescimento real. E Dilma ficou onde estava.



Os dados são quentes como pães do dia. Os pesquisadores do Datafolha foram às ruas na quinta (25) e na sexta (26).



A sondagem do mês passado deixara nos lábios do petismo o doce sabor da perspectiva de ultrapassagem.



Ficara-se com a impressão de que, carregada por Lula e superexposta nos pa©mícios, Dilma estava na bica de assumir a dianteira.



O petista mais pessimista dava de barato que Dilma obteria na pesquisa seguinte, no mínimo, o empate técnico. Deu-se o oposto.



A despeito de frequentar uma vitrine menor –de dimensão estadual— e de ter demorado a assumir-se como candidato, Serra recuperou terreno.



A sete meses da eleição, os números ainda prenunciam uma briga renhida. Serra vai ao ringue armado de sua biografia. Dilma sacode o manto da continuidade.



Na próxima semana, o embate ganha novos ares. Os contendores terão de deixar os cargos de governador e de ministra.



A nova fase tende a estabelecer um cenário de paridade de armas. Gradativamente, Dilma terá de descer dos ombros de Lula.



No dizer do próprio presidente, a candidata terá provar-se capaz de “caminhar com as próprias pernas”.



Surge, então, a pergunta: conseguirá Dilma livrar-se da “lulodependência”? O sucesso está atrelado à resposta.



Parecer da Advocacia-Geral da União autoriza Dilma a manter os pés nos pa©lanques até junho, quando sua candidatura será aprovada em convenção. Porém...



Porém, a Justiça Eleitoral, normalmente cega, emite sinais de que achou a lente de contato. Já impôs a Lula um par de multas: R$ 5 mil e R$ 10 mil.



Há ainda três ações da oposição pendentes de julgamento no TSE. Na semana que vem será protocolada uma quarta.



A manutenção da tática de converter atos oficiais em pantomimas eleitorais impõe, além do custo monetário, o risco da desmoralização política.



O PT esboça reação. Ameaça inundar o TSE com ações contra Serra. Mas já assimilou a ideia de que terá de refrear o escracho.



Lula não vai esconder a musculatura. Usará, nos limites do possível, o tônus da popularidade para erguer sua candidata.



Emerge, então, a segunda pergunta-chave: até onde vai a capacidade de transferência de prestígio do líder superpopular?



Em conversa com o repórter, um dirigente do PT foi buscar na oposição argumentos para sustentar o raciocínio de que Dilma está como que condenada a crescer.



Chamou a tese de “efeito Gilberto Kassab”. Disse: “Na eleição de 2008, o prefeito do PFL [DEM] tinha 3% nas pesquisas e uma gestão bem avaliada...”



“...À medida que a campanha foi avançando, o percentual do candidato encostou no índice de avaliação do prefeito. E ele venceu a eleição...”



“...Pelas mesmas razões, o percentual de intenções de voto da Dilma tende a se aproximar dos índices de aprovação do governo Lula”.



O argumento, por lógico, não é negligenciável. Mas parece esbarrar, por ora, numa diferença: na sucessão presidencial, a candidata é Dilma, não Lula.



Por mais que o cabo-eleitoral ajude, a candidata terá de socorrer a si própria, livrando-se do vício da dependência.



De resto, só o tempo dirá se vai funcionar a estratégia de Serra. Está escorada em dois pilares: o confronto de biografias e o reconhecimento do óbvio.



A segunda estaca passa pelo reconhecimento dos êxitos de Lula. Serra dirá: o que é bom será mantido. E tenho mais experiência para aperfeiçoar e avançar.



No mais, é preciso saber que jogo pretende jogar Ciro Gomes (PSB). Em dezembro, tinha 13%. No mês passado, cravou 12%. Agora, dispõe de 11%.



Se Ciro abandonar o ringue, crescem as chances de uma definição em primeiro turno. Terá mais chances quem for capaz de capturar-lhe os votos.



Quanto a Marina Silva (PV), estacionada em 8% desde dezembro, parece fadada ao papel de figurante.

"O amor impossível é o verdadeiro amor"


Outro dia escrevi um artigo sobre o amor. Depois, escrevi outro sobre sexo.

Os dois artigos mexeram com a cabeça de pessoas que encontro na rua e que me agarram, dizendo: "Mas... afinal, o que é o amor?" E esperam, de olho muito aberto, uma resposta "profunda". Sei apenas que há um amor mais comum, do dia-a-dia, que é nosso velho conhecido, um amor datado, um amor que muda com as décadas, o amor prático que rege o "eu te amo" ou "não te amo". Eu, branco, classe média, brasileiro, já vi esse amor mudar muito. Quando eu era jovem, nos anos 60/70, o amor era um desejo romântico, um sonho político, contra o sistema, amor da liberdade, a busca de um "desregramento dos sentidos". Depois, nos anos 80/90 foi ficando um amor de consumo, um amor de mercado, uma progressiva apropriação indébita do "outro". O ritmo do tempo acelerou o amor, o dinheiro contabilizou o amor, matando seu mistério impalpável. Hoje, temos controle, sabemos por que "amamos", temos medo de nos perder no amor e fracassar na produção. A cultura americana está criando um "desencantamento" insuportável na vida social. O amor é a recusa desse desencanto. O amor quer o encantamento que os bichos têm, naturalmente.
Por isso, permitam-me hoje ser um falso "profundo" (tratar só de política me mata...) e falar de outro amor, mais metafísico, mais seminal, que transcende as décadas, as modas. Esse amor é como uma demanda da natureza ou, melhor, do nosso exílio da natureza. É um amor quase como um órgão físico que foi perdido. Como escreveu o Ferreira Gullar outro dia, num genial poema publicado sobre a cor azul, que explica indiretamente o que tento falar: o amor é algo "feito um lampejo que surgiu no mundo/ essa cor/ essa mancha/ que a mim chegou/ de detrás de dezenas de milhares de manhãs/ e noites estreladas/ como um puído aceno humano/ mancha azul que carrego comigo como carrego meus cabelos ou uma lesão oculta onde ninguém sabe".

Pois, senhores, esse amor existe dentro de nós como uma fome quase que "celular". Não nasce nem morre das "condições históricas"; é um amor que está entranhado no DNA, no fundo da matéria. É uma pulsão inevitável, quase uma "lesão oculta" dos seres expulsos da natureza. Nós somos o único bicho "de fora", estrangeiro. Os bichos têm esse amor, mas nem sabem.

(Estou sendo "filosófico", mas... tudo bem... não perguntaram?) Esse amor bate em nós como os frêmitos primordiais das células do corpo e como as fusões nucleares das galáxias; esse amor cria em nós a sensação do Ser, que só é perceptível nos breves instantes em que entramos em compasso com o universo. Nosso amor é uma reprodução ampliada da cópula entre o espermatozóide e óvulo se interpenetrando. Por obra do amor, saímos do ventre e queremos voltar, queremos uma "reintegração de posse" de nossa origem celular, indo até a dança primitiva das moléculas. Somos grandes células que querem se re-unir, separados pelo sexo, que as dividiu. ("Sexo" vem de "secare" em latim: separar, cortar.) O amor cria momentos em que temos a sensação de que a "máquina do mundo" ou a máquina da vida se explica, em que tudo parece parar num arrepio, como uma lembrança remota. Como disse Artaud, o louco, sobre a arte (ou o amor) : "A arte não é a imitação da vida. A vida é que é a imitação de algo transcendental com que a arte nos põe em contato." E a arte não é a linguagem do amor? E não falo aqui dos grandes momentos de paixão, dos grandes orgasmos, dos grande beijos - eles podem ser enganosos. Falo de brevíssimos instantes de felicidade sem motivo, de um mistério que subitamente parece revelado. Há, nesse amor, uma clara geometria entre o sentimento e a paisagem, como na poesia de Francis Ponge, quando o cabelo da amada se liga aos pinheiros da floresta ou quando o seu brilho ruivo se une com o sol entre os ramos das árvores ou entre as tranças da mulher amada e tudo parece decifrado. Mas, não se decifra nunca, como a poesia. Como disse alguém: a poesia é um desejo de retorno a uma língua primitiva. O amor também. Melhor dizendo: o amor é essa tentativa de atingir o impossível, se bem que o "impossível" é indesejado hoje em dia; só queremos o controlado, o lógico. O amor anda transgênico, geneticamente modificado, fast love.

Escrevi outro dia que "o amor vive da incompletude e esse vazio justifica a poesia da entrega. Ser impossível é sua grande beleza. Claro que o amor é também feito de egoísmos, de narcisismos mas, ainda assim, ele busca uma grandeza - mesmo no crime de amor há um terrível sonho de plenitude. Amar exige coragem e hoje somos todos covardes".

Mas, o fundo e inexplicável amor acontece quando você "cessa", por brevíssimos instantes. A possessividade cessa e, por segundos, ela fica compassiva. Deixamos o amado ser o que é e o outro é contemplado em sua total solidão. Vemos um gesto frágil, um cabelo molhado, um rosto dormindo, e isso desperta em nós uma espécie de "compaixão" pelo nosso desamparo.

Esperamos do amor essa sensação de eternidade. Queremos nos enganar e achar que haverá juventude para sempre, queremos que haja sentido para a vida, que o mistério da "falha" humana se revele, queremos esquecer, melhor, queremos "não-saber" que vamos morrer, como só os animais não sabem. O amor é uma ilusão sem a qual não podemos viver. Como os relâmpagos, o amor nos liga entre a Terra e o céu. Mas, como souberam os grandes poetas como Cabral e Donne, a plenitude do amor não nos faz virar "anjos", não. O amor não é da ordem do céu, do espírito. O amor é uma demanda da terra, é o profundo desejo de vivermos sem linguagem, sem fala, como os animais em sua paz absoluta. Queremos atingir esse "absoluto", que está na calma felicidade dos animais.

jornalista - ARNALDO JABOR(FOTO)

TENHA UMA VIDA SAUDÁVEL


Para se ter uma vida saudável, não é necessário ter muito dinheiro ou fazer algo que seja espetacular. Para se ter uma vida saudável, é necessário que você leve a vida de um jeito saudável e leve. As dicas são muito simples, e se resumem em três tópicos:

Tenha uma alimentação balanceada: coma frutas, verduras e legumes diariamente. A ingestão recomendada é de 7 porções por dia, mas pelo menos invista num café da manhã com muitas frutas e cereais, e no almoço e no jantar coma mais verduras e legumes do que qualquer outra coisa. Deixe as comidas gordurosas e calóricas para o fim de semana com a família, ou para festas. E no dia-a-dia, coma saudavelmente. Não se esqueça de tomar muita água durante todo o dia.
Pratique exercícios físicos regularmente: faça exercícios 5 vezes por semana. Se não puder freqüentar uma academia, troque o elevador pela escada, caminhe sozinha ou com o(a) companheiro(a), ou vá de bicicleta para o trabalho. Se o problema for não gostar de academia, pratique esportes ou danças. Jogue vôlei, tênis, futebol, basquete, natação ou faça aulas de dança. Mas mexa-se sempre! Exercícios trazem melhorias no corpo e na saúde, mas também trazem bem estar mental.
Cultive o bem estar psicológico e mental: fuja do stress e tenha uma vida feliz. Leve a vida com calma, não se prenda a problemas e tensões, e não viva com pressa. Aproveite os detalhes da vida como um pôr-do-sol, uma lua cheia, a chuva ou um dia de calor. Olhe como a natureza é bonita, e reflita sobre como é bom viver. Não pense apenas no dinheiro, faça boas ações, seja simpático e procure encontrar um grande amor. Pessoas felizes atraem felicidade. Tanto mental quanto física.

Aulas da Escola de Ciências de Serrinha começam na segunda-feira

Morador do bairro Novo Horizonte, antigo Matadouro, habitado em sua maioria por remanescentes do Quilombo Flor Roxa, na periferia de Serrinha, a 190 km de Salvador, o menino Felipe Ferreira da Silva, de 12 anos, aluno da 5ª série da Escola Estadual Carlos Freitas Mota, não cabia em si de contentamento. Ele foi o primeiro dos 400 alunos da rede pública sorteados na última quarta-feira de um grupo de 1,6 mil inscritos para estudar no Centro de Educação Científica do Semiárido, implantado naquele município do Território do Sisal, cujas aulas começam na próxima segunda-feira (29).

O Centro de Educação Científica do Semiárido foi construído com o apoio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), com recursos do Programa Estadual de Incentivo à Inovação Tecnológica (Inovatec). O valor total do projeto foi orçado em R$ 5 milhões, para a implantação e operacionalização pelo prazo de 18 meses, já concluídos.

Chamado popularmente de Escola de Ciências de Serrinha, o Centro, instalado no Colégio Estadual André Negreiros, cedido pela Secretaria Estadual da Educação, em regime de comodato e reformado para abrigar o empreendimento, foi concebido nos moldes do Instituto Internacional de Neurociências de Natal, Edmond e Lily Safra (IINN-ELS), no Rio Grande do Norte. Ele tem um padrinho de peso e renome internacional, o médico paulista Miguel Nicolelis, um dos mais renomados cientistas da atualidade, coordenador do laboratório de neurociências da Universidade de Duke, nos Estados Unidos e diretor do IINN-ELS.

Na manhã desta quinta-feira (25), a escola recebeu a visita do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Eduardo Ramos, que foi inspecionar, no local, os preparativos para o início das aulas. Na visita, Ramos conheceu Felipe, que, como outros jovens estudantes carentes de Serrinha, têm na Escola de Ciências a grande oportunidade de estudar numa escola de excelência e construir um futuro melhor.

Pesquisa - O objetivo do Centro é incentivar as atividades de pesquisa e desenvolvimento e a produção e disseminação do conhecimento científico e tecnológico. Para isso, implantará oficinas e laboratórios de Ciência e Tecnologia, Ciência e Meio Ambiente, Ciência e Robótica e Ciência e Arte. A escola vai atender a 400 alunos da 6ª à 8ª séries, num período mínimo de um ano, de 23 escolas da rede estadual e municipal de Serrinha, dez das quais localizadas na zona rural.

Quem também não escondia a alegria com o Centro de Educação Científica do Semiárido, que contará também com o Instituto Internacional de Biotecnologia e Bioprospecção, em Feira de Santana, para dar suporte aos pesquisadores, foi a diretora da escola onde Felipe estuda, Meryone de Oliveira. "Na minha escola foram cinco sorteados, que terão uma grande chance para desenvolver o conhecimento científico e construir uma carreira futura", comemorou Meryone.

Já a professora Viviane Pinheiro também tinha muito o que comemorar, a sobrinha dela, Aires Souza, de 14 anos, aluna da 7ª série Escola Municipal Fernando Climério da Silva, também foi sorteada. Ela conta que a sobrinha vinha apresentando um baixo rendimento escolar, pois não enxergava direito a lousa, até que passou a usar óculos. "Agora, ela vai poder desenvolver melhor o seu potencial, valorizar seu conhecimento e aumentar a auto-estima".

Outro satisfeito era Érico Lima dos Santos, de 14 anos, sorteado entre os alunos da Escola Municipal Rubem Nogueira. "Vou agarrar esta chance de crescer e aprender, como a maior oportunidade em minha vida, até agora" promete. A ansiedade pelo início das aulas é grande também entre os professores. "Não vejo a hora de começar a dar aula", afirmou o coordenador da Oficina de Ciência e Arte, André Sacramento. "Há uma grande expectativa também entre os professores", acrescentou a assistente pedagógica Verônica Prado.

Cientista Miguel Nicolelis é convidado a dar aula magna

Na visita do secretário Eduardo Ramos, ficou acertado que o cientista Miguel Nicolelis dará uma aula magna na Escola de Ciências de Serrinha, na segunda quinzena de abril. Ramos saiu entusiasmado com o projeto pedagógico do Centro e disse que tentará passar a mesma energia para o governador Jaques Wagner. "Com esta escola, o Governo da Bahia cumpre mais uma etapa do compromisso de dar chances iguais para todos, na busca de reduzir as desigualdade sociais na Bahia", ressaltou.

A professora Dora Montenegro disse que os alunos vão aprender a pesquisar, para poder continuar aprendendo, por conta própria, a vida toda e com autonomia. Ela informou que as salas de aula vão abrigar grupos heterogêneos de alunos, meninos e meninas de idades diferentes e escolas diferentes, com o objetivo comum de aprender e fazer ciência. O prefeito de Serrinha, Osni Cardoso, acredita que a Escola de Ciências vai impactar a educação no município, melhorando a qualidade do ensino, e que os alunos do Centro vão influenciar positivamente os colegas de outras escolas.

Papa Bento XVI permitiu volta de pedófilo, diz jornal


O papa Bento XVI estava mais próximo de um caso de abuso sexual praticado por um padre na Alemanha do que se pensava, segundo o jornal The New York Times. Reportagem afirma que Joseph Ratzinger, quando arcebispo de Munique em 1980, foi incluído entre os destinatários de um memorando que informava a retomada das atividades pastorais de um padre que iniciara um tratamento psiquiátrico para pedofilia. O padre Peter Hullermann fora transferido a Munique dias antes, para fazer a terapia. Anos depois, foi condenado por molestar crianças.

Documentos divulgados no início do mês haviam responsabilizado o secretário pessoal de Ratzinger, Gerhard Gruber, pelo retorno do padre ao trabalho. No entanto, o documento citado pelo jornal, cuja existência foi confirmada por duas fontes da diocese, sugere que Ratzinger estava a par do retorno do padre.

Quanto interesse o papa mostrou no caso do padre pedófilo não ficou esclarecido. De acordo com o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, Ratzinger não soube da decisão de reintegrar o sacerdote. Segundo ele, qualquer outra versão é "mera especulação" e está havendo uma "ignóbil campanha" em vários locais para atingir a qualquer custo o papa. Lombardi disse que Gruber assumiu "total responsabilidade de sua própria e equivocada decisão de reintegrar o padre Hullermann na pastoral paroquial". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Em entrevista, Collor pede desculpas à população pelo bloqueio do dinheiro


Vinte anos depois do Plano Collor, o ex-presidente Fernando Collor de Melo pediu desculpas à população pelo bloqueio do dinheiro e falou sobre o seu governo, um dos momentos mais marcantes da história do país.


"Peço desculpas, as mais sentidas e as mais humildes, aos brasileiros que passaram por constrangimentos, traumas, medos, incertezas e dramas pessoais com o bloqueio do dinheiro. Lamento que tenha acontecido. Hoje, não faria de novo". Assim o senador Fernando Collor (PTB-AL) se manifesta hoje sobre o empréstimo compulsório que deixou apenas 50 mil cruzados novos (equivalente a R$ 6 mil) nas contas correntes, cadernetas de poupança e demais investimentos em 16 de março de 1990, dia posterior à posse do primeiro presidente eleito após o regime militar.

- Mas a minha agenda macroeconômica prevalece até hoje, quebrou tabus como a abertura da economia, a Lei da Informática, as reservas de mercado, as privatizações, o não-calote da dívida externa. Tudo isso era parte do plano de estabilização, mas hoje só falam no bloqueio do dinheiro - lamenta Collor.

O hoje senador, que renunciou à Presidência da República em dezembro de 1992, na reta final do processo de impeachment, garante que sua queda foi "orquestrada pelo grande empresariado", que não aceitou a perda de privilégios, reservas de mercado e não absorveu a competição com produtos estrangeiros decorrente da abertura de mercado.

- Minha queda começou na Avenida Paulista, ainda em 1990, pouco tempo depois da posse - disse Collor, que tem pronto um livro em que conta detalhes de todo o período, com conversas e conspirações, mas que não sabe ainda quando será lançado. Fernando Collor concedeu a seguinte entrevista à Agência Senado e à Rádio Senado:

Vejas trechos:

Em que momento da campanha o senhor sentiu que a vitória era mais do que provável e, a partir daí, começou a montar uma equipe, escolher cada um, elaborar o Plano Brasil Novo, com uma inflação já de 84% ao mês?

Desde a campanha, sabíamos que os problemas na economia que iríamos enfrentar eram de uma magnitude nunca vista no Brasil do século passado. Por isso, pensamos em um plano que aproveitasse os erros e acertos do Plano Cruzado, para ter chances de êxito. Quando a candidatura começou a ganhar musculatura, a ter resposta nas ruas e nas pesquisas e o segundo turno parecia certo, iniciamos então a preparação do programa de governo, que teve a coordenação da economista Zélia Cardoso de Mello.

E como o senhor chegou ao nome da Zélia? Já a conhecia?
Sim, eu a conheci quando eu era governador de Alagoas e ela, assessora do então ministro da Fazenda Dílson Funaro, que a designou para acompanhar o meu governo, o ajuste fiscal e as reformas que fazíamos para equilibrar as contas do estado. Quando o ministro Funaro deixou o governo, a doutora Zélia continuou a trabalhar conosco, eu a contratei, ela formou uma equipe e nos prestou assessoria. Quando, já candidato a presidente, comecei a elaborar meu programa de governo, eu a convidei para coordenar o trabalho.

Ainda na campanha, o senhor garantiu que a poupança seria preservada.
Eu nunca afirmei isso. Ao contrário, em um dos debates eu disse que o meu adversário é que iria confiscar as poupanças, justamente para evitar que a pergunta me fosse feita. O fato é que, quando todos da minha equipe viram que as contas correntes e a poupança receberam enormes aportes, concluímos que não bastava bloquear os títulos, não seria suficiente. E posso garantir que todos os candidatos tinham a mesma intenção. O PT, o PMDB. Tanto é verdade que, dois dias depois, economistas e políticos do PT paulista, alguns ex-colegas da ministra Zélia na Universidade de São Paulo (USP), a procuraram e disseram: "Era este exatamente o programa que queríamos aplicar. Só que, no nosso caso, o governo cairia no dia seguinte". Então, todos trabalhavam com essa saída. A grande surpresa foi o volume dos ativos, ninguém esperava tanto. Mas nós precisávamos de um tempo para respirar e dar os passos seguintes, como renegociar a dívida externa; restabelecer a confiança dos credores internacionais, abalada com a moratória de 1987; reiniciar as linhas de crédito; acenar com o programa liberal, mas com preocupações sociais.

Voltando a falar do bloqueio de ativos: como se chegou ao valor de 50 mil cruzados novos? Há muita especulação, e chegou-se até a falar em sorteio com papeizinhos, que teria sido na base do improviso...
Decidimos com base na caderneta de poupança. Porque não queríamos atingir o pequeno poupador, o típico aplicador em caderneta, que vive de salário, pensão ou aposentadoria. Tiramos uma média e vimos que 50 mil cruzados novos (NR: o equivalente, na época, a US$ 1.300) era a média dos aplicadores em caderneta de poupança. No entanto, houve uma corrida para a poupança de grandes aplicadores. Hoje, quando se fala no Plano Brasil Novo, fala-se no bloqueio, fala-se em confisco, esquecendo-se de todo o conjunto do plano, e de que o dinheiro foi devolvido 18 meses depois, em 18 parcelas, com juros de 6%, acima do que pagava a poupança. Ao contrário de outros empréstimos compulsórios, como o das viagens ao exterior, no governo Geisel, e o da gasolina, nos anos 80, de que ninguém nunca mais teve notícia, não recebeu o dinheiro de volta e nem sabe quanto perdeu.

E por que deu errado? O impacto do bloqueio do dinheiro teria sido tão grande que levou a população a ficar contra o governo e o plano?
Não, a população não sabotou. Ao contrário, uma pesquisa logo depois do plano mostrou que tínhamos 67% de aprovação. Erramos em uma série de pequenas coisas, que se tornaram grandes. Por exemplo, na administração da liberação do dinheiro no que chamávamos de "torneiras". Todo dia nos deparávamos com uma surpresa. Nossas reservas cambiais eram atacadas no mercado, e nós precisávamos delas. Muitas frentes estavam abertas, mas a grande resistência veio da Avenida Paulista, como disse, dos grandes industriais e empresários brasileiros, que não gostaram de perder suas reservas de mercado. Em nenhum momento tivemos problemas com sindicatos de trabalhadores ou partidos de oposição, embora o PT já fosse uma oposição forte e ativa.

Quem sabotou foram os que queriam manter privilégios, aumentar preços e tarifas, a burocracia, os que se envolviam com a Cacex (Câmara de Comércio Exterior do Banco do Brasil, que estabelecia tarifas de importação e exportação). Enfim, era a mesma gente que me apoiou no segundo turno, que defendia a medidas que adotei. Mas logo percebi que defendiam as medidas em relação ao vizinho, mas não aceitavam que fossem adotadas em relação a eles próprios. Tanto que, quando o então presidente da CUT, Jair Meneguelli, foi ao Palácio falar sobre greves e movimentos contra o plano, eu lhe disse: "Não se preocupe, porque vocês, os trabalhadores, não desestabilizam o governo, mesmo com greves. Quem está realmente causando problemas são os seus patrões, os industriais".

E a perda do apoio congressual, principalmente no Senado?
Só mesmo depois de 1991, quando tomou posse um novo Congresso. Tanto que, em 1990, todas as medidas foram aprovadas no Congresso Nacional e até pelo Judiciário. A perda de apoio no Senado só aconteceu um ano depois, porque eu peguei na posse o Congresso anterior, do cruzado, foi uma eleição solteira para presidente da República. No ano seguinte, em 1990, aí sim, veio a eleição para o Congresso e, em 1991, tomou posse um Congresso Nacional que se defrontou com o desgaste do governo, renovou-se a Câmara dos Deputados e dois terços das cadeiras do Senado. E veio uma oposição forte, ainda sob os efeitos do segundo turno da eleição presidencial e do desgaste do governo com o plano econômico.

O bloqueio do dinheiro provocou dramas pessoais, mexeu com a vida de milhões debrasileiros, havia viúvas que viviam dos rendimentos da poupança, foi traumático. Como o senhor vê hoje de uma perspectiva histórica tudo isso?

Eu peço desculpas, as mais humildes e sentidas desculpas, a todas as pessoas e todas as famílias que sofreram constrangimentos, medos, inseguranças, contrariedades, viveram dramas pessoais, e tenho a dizer que lamento muito que isso tenha acontecido. Acho que, mais tarde, todos devem ter percebido que não tomei aquela medida por gosto, mas porque eu queria salvar o país e a população do flagelo da inflação, esse imposto draconiano que corroia salários. Eu lamento que tenha acontecido, foi um sacrifício muito maior do que eu teria imaginado.