OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE
ARENA SHOPPING SERRINHA. Muito boa a iniciativa de trazer mais uma opção de lazer para a nossa cidade, além de valorizar mais o local onde se encontra o referido empreendimento!!!!

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Foi em vão que golpeei os seus filhos.Eles não aceitaram a disciplina.A própria espada de vocês devorou os seus profetas,Como um leão destruidor. Vocês desta geração, prestem atenção à palavra de Jeová. Será que eu me tornei para Israel como um deserto ? Ou uma terra de densa escuridão? Por que eles, o meu povo, disseram: ‘Estamos andando livremente. Não voltaremos mais para ti.Será que a moça se esquece dos seus enfeites,Ou a noiva das suas faixas? No entanto, não é possível contar os dias em que o meu próprio povo se esqueceu de mim". Jeremias 2:1-37

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pente-fino na folha mostra que mais de 3 mil servidores ganham acima do teto

Auditoria sigilosa, recém-aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), identificou que quase 3,4 mil servidores públicos recebem acima do teto do funcionalismo, 90% deles na Câmara e no Senado. A corte fez um pente-fino em fichas financeiras fornecidas por 299 órgãos e entidades da administração pública federal, ao analisar salários pagos a funcionários da ativa, aposentados e pensionistas entre setembro de 2011 e agosto de 2012. Nesse período, os vencimentos além do previsto na Constituição somam R$ 107,6 milhões. A despesa pode ser ainda maior, já que, na fiscalização, não foi levado em conta o histórico mais amplo de pagamentos. O teto do funcionalismo corresponde ao salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de R$ 26.723, mas o valor foi reajustado e passou para R$ 28.059 em janeiro deste ano. Na lista dos supersalários, 91 receberam acima do teto por acumular empregos em órgãos de um mesmo poder, mas 3,3 mil pessoas foram remuneradas por uma única instituição ou entidade federal, sendo 2,2 mil (68%) pela Câmara e 714 (21,5%) pelo Senado. Nas duas Casas, R$ 83,5 milhões foram pagos além do limite constitucional no período analisado, segundo a auditoria.

Números atualizados apontam 88% dos municípios baianos inadimplentes

Diferente dos números coletados no dia 16 de maio e divulgados nesta quinta-feira (30) em reportagem do jornal A Tarde, a Bahia possui atualmente 88% dos municípios adimplentes, portanto, aptos a receber recursos federais e estaduais por meio de convênio. O jornal traz nesta sexta (31) a atualização dos últimos 15 dias do Cadastro Único de Convênios (Cauc) e informa que o Estado mais que dobrou o número de cidades em situação de adimplência, ao saltar de 24 para 50. Estão na lista Lauro de Freitas, Feira de Santana, Eunápolis e Paulo Afonso, alem de municípios menores como Cravolândia, Caculé e Tanquinho. Entre os 14 fatores que podem levar uma cidade ao Cauc, dez são de caráter administrativo e quatro de caráter financeiro.
Uma mulher foi presa em Itabuna quando tentava vender a filha de dois meses por R$ 2. O caso aconteceu em um posto de gasolina, entre as avenidas Princesa Isabel e Kennedy, no bairro São Caetano, na madrugada desta sexta (30). Conforme informou a Polícia Militar (PM), Luciene Gomes Barbosa, aparentemente transtornada, procurou algumas pessoas no estabelecimento e ofereceu a criança para compra. Com a chegada de equipes da PM e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), um dos policias conseguiu retirar a criança do colo da mãe enquanto era amamentada. Ambas foram levadas para o Hospital de Base de Itabuna para exames e avaliações. Segundo o delegado de plantão da cidade, Jackson Silva, nenhuma queixa foi registrada contra a mulher. "Ela tem problemas mentais e disse que o companheiro a abandonou", contou. Segundo informação do A Tarde, populares informaram aos policiais que ela falava sozinha e conversava também com um cachorro, como se oferecesse a criança ao animal.
Um asteróide cinco vezes maior que um navio transatlântico vai passar, nesta sexta-feira (31), a 5,8 milhões de quilômetros da Terra, uma distância curta em termos astronômicos, informou a agência espacial norte-americana (Nasa). O corpo celeste, denominado 1998 QE2, só poderá ser observado por meio de telescópios e radares. Cientistas e pesquisadores norte-americanos usarão aparelhos de alta tecnologia e esperam obter "imagens de alta resolução que podem revelar muita coisa sobre as características do asteróide", disse o astrônomo Lance Benner. Se seguir a trajetória calculada pela Nasa, o 1998 QE2 atingirá, às 21h59 (hora de Lisboa, 1h59 no Brasil), o ponto mais próximo da Terra e só voltará a aproximar-se dentro de cerca de 200 anos. Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (30), a Casa Branca informou que seguirá com atenção o trajeto do objeto estelar, uma vez que a administração dos EUA aposta em convencer o Congresso a libertar mais verbas para vigiar os objetos que se aproximam da Terra. "Temos que encontrar os asteróides antes que eles nos encontrem", recomendou o assessor de Política Espacial da Casa Branca, Phil Larson.
Dois integrantes da Igreja Jesus Cristo dos Últimos Dias foram presos, nesta quarta-feira (29), em São João do Meriti, na Baixada Fluminense. Lucio Oliveira Camara Filho, de 52 anos, e Daniel Candeias da Silva, 29, são acusados de ameaçar testemunhas durante a investigação do pastor Marcos Pereira da Silva, líder da igreja, preso desde o início do mês sob suspeita de estupro e ameaças a fiéis. De acordo com agentes da 64ª DP (São João de Meriti), a dupla passou a noite na delegacia e deve ser transferida, nesta quinta-feira (30), para um presídio. Após entrar com pedido de habeas corpus, a defesa do Pastor Marcos apontou falhas na investigação contra o religioso, mas teve a solicitação negada pela Justiça do Rio na última segunda-feira (27). FONTE:BAHIA NOTICIAS

Após segunda hemorragia cerebral, quadro de Netinho é considerado estável

Depois de sofrer a segunda hemorragia cerebral em menos de uma semana, o cantor Netinho continua internado em estado grave na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com quadro estável. Na quarta-feira, o cantor teve "uma nova e pequena hemorragia cerebral e obstrução do fluxo de líquor", de acordo com um boletim divulgado pelo hospital. Um novo boletim publicado na noite de quinta informou que o cantor foi levado ao Centro Cirúrgico do hospital para a lavagem de coágulos e troca de cateteres, procedimento que já havia sido realizado na quarta. De volta à UTI, Netinho ainda está sob efeito de sedativos, mas estável e "seguindo a mesma rotina de tratamento", ainda de acordo com o boletim. Trata-se da segunda hemorragia que o cantor sofreu em menos de uma semana. No último sábado, ele foi submetido a uma cirurgia para retirar um coágulo cerebral. Anabolizantes: De acordo com especialistas entrevistados pelo "Fantástico", da Globo, Netinho pode ter feito uso de anabolizantes que prejudicaram sua saúde. Segundo Jorge Bastos, cirurgião do cantor, há "prescrições médicas, de médicos fora da Bahia", com produtos do tipo direcionados ao artista. Para Bastos, "é provável que tenha [havido] o uso de algum medicamento que inclusive já havia sido prescrito para ele para estimular o crescimento muscular, como hormônios anabolizantes. Várias substâncias que são utilizadas para a fisicultura. E eventualmente algumas que são utilizadas também supostamente para reverter ou deter o envelhecimento".

Jornais britânicos se mostram incrédulos após "caos" na liberação do Maracanã

A imprensa britânica se mostrou incrédula nesta sexta-feira diante da decisão da Justiça brasileira de autorizar o amistoso entre Brasil e Inglaterra no estádio do Maracanã horas depois de ter proibido a realização do mesmo por questões de segurança. A partida, que será disputada neste domingo e supõe a inauguração oficial do estádio após três anos de obras, foi cancelada ontem depois de uma ação civil pública iniciada pelo Ministério Público Estadual, que denunciou a ausência de "laudo de vistoria de engenharia, de prevenção e combate de incêndio, de condições sanitárias e de higiene". Posteriormente, essa mesma decisão foi revogada "mediante a um recurso do Governo do Estado com a apresentação do laudo da PM que comprova o cumprimento de todas as regras de segurança no Maracanã", apontou a nota da administração estadual. A veloz contra-ordem foi qualificada como um "caos" pelo jornal britânico The Times, principalmente pela proximidade da Copa das Confederações, que será realizada no país entre os dias 15 e 30 de junho. Citando fontes ligadas à federação inglesa de futebol, o jornal britânico destaca que o detonante desta decisão não foi tanto um suposto problema técnico do estádio, mas um "conflito local" entre dois políticos por "questões de tramitação de papéis". The Guardian, por sua vez, foi mais duro em sua análise, na qual assegura que a inicial suspensão do amistoso "desperta os piores temores do país sobre os preparativos do Copa do Mundo de 2014". "A decisão no último minuto de suspender o que se supunha ser uma partida profissional se acrescenta a uma lista de atrasos, controvérsias e faltas de respeito que os anfitriões insistem em realizar", aponta o jornal. De acordo com The Guardian, se o cancelamento fosse mantido teria suposto "a humilhação e a frustração" dos torcedores da seleção brasileira que, através do pagamento de seus impostos, financiaram a reforma do Maracanã, agora com capacidade para receber até 78 mil pessoas. "Brasil-Inglaterra seguirá após uma nefasta tramitação de papéis", intitula o sensacionalista The Sun, que também exibe uma foto na qual se mostra as obras nos arredores do estádio. Em sua análise, o jornal destaca que o descumprimento dos prazos se transformou em algo "vergonhoso" para as autoridades locais, brasileiras e para Fifa, que esperava que os trabalhos "estivessem encerrados em dezembro de 2012".

Revoltadas, ex-chacretes podem processar a Globo

A novela “Amor à Vida” (Globo) não exibiu ainda nem metade das polêmicas previstas na trama e pode já ganhar um processo judicial. O motivo da confusão envolve a personagem Márcia, ex-chacrete vivida por Elizabeth Savalla, que vem recebendo elogios pela atuação. O problema é que as ex-dançarinas do programa de Chacrinha não gostaram nada da “homenagem” do autor Walcyr Carrasco, uma vez que Márcia fala sem rodeios que se prostituiu nos áureos tempos de chacrete. Após reclamarem na emissora e com o diretor da novela, Wolf Maya, algumas ex-chacretes pretendem levar a história adiante. A Folha apurou que elas estão se reunindo e estudam processar a Globo e o autor se Márcia continuar a falar que “foi garota de programa”. Elas dizem que esse tipo de citação na novela deprecia a imagem das dançarinas de programas de auditório. Mas Carrasco, que vê Márcia como uma personagem isolada, não pretende pegar leve com o passado tumultuado da ex-chacrete, que vai aprontar muito na novela. Para compor a personagem, o autor conta ainda com apoio de Rita Cadillac, famosa dançarina dos palcos do Velho Guerreiro, Chacrinha. Rita deve, em breve, até fazer uma participação especial em “Amor à Vida”.

Pesquisa mostra que 37,2% dos brasileiros não aceitariam filho homossexual

Você aceitaria com tranquilidade o fato de seu filho ser homossexual? A pergunta foi feita pelo instituto Data Popular a 1.500 pessoas em cem cidades brasileiras: 37,2% disseram que não aceitariam, de forma alguma, a situação. Às vésperas da realização da Parada Gay de SP, uma das maiores do mundo, outros 38% disseram que são contrários a que casais do mesmo sexo tenham os mesmos direitos que os heterossexuais. A tolerância é maior entre os jovens: entre os entrevistados de 16 a 24 anos, o índice dos que não aceitariam ter um filho homossexual cai para 26%, contra 46,3% dos que têm 50 anos ou mais. As mulheres também são mais flexíveis, em relação à eventual orientação dos filhos, do que os pais.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

CEF e o Bolsa Família – Moral da fábula dilmo-petista: os inocentes eram culpados, mas os culpados são inocentes

O ridículo, no caso que envolve a Caixa Econômica Federal e a bagunça gerada pelo pagamento dos benefícios do Bolsa Família, parece não ter fim. Nesta quarta, a presidente Dilma Rousseff, imaginem vocês!, emitiu uma nota oficial para afirmar que nada muda na direção da instituição financeira e que a “a diretoria é formada por técnicos íntegros e comprometidos com as diretrizes da CEF, com seus clientes e com os beneficiários de programas tão importantes para o Brasil, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida”. Ah, bom, se é assim… Façamos, pois, uma síntese da história, à qual Dilma, finalmente, empresta, então, uma moral. E a moral da história é a seguinte: quando não se conhecia a origem da confusão, a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) houve por bem culpar a oposição, com aquela clarividência que, a gente nota, ela traz, de hábito, estampada na testa. Já o ministro José Eduardo Cardozo, o Garboso, e a presidente Dilma preferiram apontar uma conspirata. Para a governanta, o responsável, além de “desumano”, era também “criminoso”. Muito bem! Agora já se sabe — embora seja frenética a busca de um bode expiatório — que foi a própria CEF a responsável pela confusão. Menos do que o boato do fim do benefício, o que pegou mesmo foi a informação — e se tratava de um fato parcialmente verdadeiro — de que havia um “dinheiro a mais” na conta… E havia: a antecipação do pagamento de maio. Com a informação em mãos — apurada pela imprensa (reportagem da Folha), não pelo governo ou pela própria CEF —, os “desumanos” e “criminosos” de antes viram heróis. E não pode haver, convenham, melhor síntese do petismo do que essa. Esse episódio, já que tem uma moral da história, assume mesmo o tom de uma fábula — do subgênero perverso. E sua síntese é esta: “Os inocentes, se nossos inimigos, são criminosos; os culpados, se nossos aliados, são virtuosos”. Ou ainda: “Os adversários são sempre culpados, mesmo quando inocentes; os aliados são sempre inocentes, mesmo quando culpados”. Quem estranha? Voltemos ao caso do mensalão e dos mensaleiros, que estão por aí, para escândalo do bom senso, atacando o Supremo Tribunal Federal. A impressão que se tem é que o país não foi vítima do maior escândalo da história republicana; os protagonistas dos atos criminosos é que teriam sido vítimas, coitados!, de um tribunal de exceção. Se bem que, convenham, a coisa faz sentido: aqueles que, no fundo, odeiam o processo democrático acabam se sentindo perseguidos por suas regras e por suas leis. É um vexame!FONTE:VEJA- Por Reinaldo Azevedo

Marcelo Rezende coloca Percival em perigo


Marcelo Rezende, de propósito ou não e entre outras propostas de tornar as coisas mais leves, transformou o "Cidade Alerta" quase num circo. E o pessoal que dele faz parte, Percival de Souza e o piloto Hamilton, em alguns dos seus personagens. E assim vai indo.
Em praticamente todos os programas é inventada uma brincadeira diferente, com o Percival, por exemplo, transformado num alguém com muito dinheiro, dono de iate, casa de alto padrão, e até de um carro de luxo, uma limousine branca, apresentada como sua condução de todos os dias.
Está tudo muito bom, tudo muito bem. O problema é a bandidagem, que também vê o Marcelo, entender de maneira diferente e levar tudo isso a sério. Aí é que vai ser. Como explicar que não é bem assim.
Convém, por vias das dúvidas e para se evitar qualquer surpresa mais desagradável, cercar o Percival de seguranças. E depois, sim, brincar com ele mais à vontade, sem correr maiores riscos.

Vamos combinar

É preciso haver um maior cuidado entre as produções da Globo, principalmente dos programas da manhã, sobre a coincidência dos assuntos colocados em questão. Ontem, o tema obesidade ou perda de peso foi discutido, primeiro no "Bem Estar", e depois no "Encontro", da Fátima Bernardes. Tudo em sequência.

O problema...

É que mesmo dentro de uma mesma emissora, não importa a bandeira – Globo, SBT, Record e companhia bela, os programas concorrem entre si. Um fica encobrindo as coisas do outro, para não ser copiado. Agem tão às escondidas que no fim acontecem coincidências do tipo.

Tudo muito esquisito

Quanto ao "Bem Estar" e ao "Encontro", não foi a primeira vez que aconteceu e nem será a última, se não houver algum tipo de comunicação entre os dois. E não bastassem eles, no "Mais Você", da Ana Maria Braga, colado no "Bem Estar", o assunto saúde, com convidados, também tem aparecido com certa frequência.
 
  • Reprodução
    Dani Calabresa no "CQC"
Dois pontos

1º - Já existe um produtor designado para o novo "CQC", que deve começar produzir matérias imediatamente, para estrear na segunda semana de junho.
2º - O futuro de Dani Calabresa no "CQC" é incerto. Hoje, dentro da Band, é difícil encontrar alguém que aposte na sua permanência. Parece que não agradou. O problema todo é encontrar, segundo comentários internos, uma saída olímpica para o seu caso.

Me ajuda aí

Na busca de um jornalismo mais ágil, com maior eficiência e interatividade, algumas emissoras lançaram páginas nas redes sociais, com o objetivo de unir ideias e propostas de reportagens diárias. É quase uma reunião de pauta virtual. O pessoal do "Jornal da Band", no Rio, tem se especializado nisso.

Havia esse papo...

Alguns setores, dentro da própria Record, davam como certa a saída de Paulo Henrique Amorim, agora na metade do ano. Alguns nomes, inclusive, chegaram ser cogitados para substituí-lo na apresentação do "Domingo Espetacular". Mas nada. O seu contrato acaba de ser renovado por mais dois anos.

O mesmo caso

Patrícia Maldonado também acaba de renovar contrato, mas com a Band e por mais um ano. Aliás, o interesse pela sua permanência sempre foi muito grande. Patrícia acabou se colocando como peça imprescindível, tanto na apresentação dos telejornais, mas também em coberturas especiais. É, por exemplo, o caso da Copa das Confederações que vem por aí.

Tudo confirmado - 1

Vildomar Batista não é mais diretor do "Programa da Tarde", na Record. O seu afastamento foi decidido numa reunião, ontem cedo, na sede da Barra Funda. A temperatura interna, informa-se, chegou a níveis bem preocupantes.

Tudo confirmado - 2

Ainda não se sabe o que será do Vildomar a partir de agora. Se irá cumprir seu contrato na Record até o fim, porque ainda existem alguns meses pela frente, ou se aceitará o chamado de uma outra emissora. Rede TV!, por exemplo. A Record, ontem, no fim da tarde e em meio a esta crise, anunciou a criação de um Núcleo de Variedades, com Detto Costa, Bruno Gomes e Carlos César Filho.

Bate – Rebate

•       Janine Borba, da Record, já é mamãe de gêmeos, desde a semana passada.
•       A Record está prometendo anunciar, nessas próximas horas, uma série de reformulações na sua produção...
•       ... É como se fosse uma preparação de terreno.
•       Já existe a certeza que novas demissões devem acontecer no decorrer dos próximos dias.
•       Estreia no dia 10 próximo, pela Globo Internacional -  África, a novela "Porto dos Milagres", exibida aqui em 2001...
•       ... Com Luiza Tomé, Flávia Alessandra, Antonio Fagundes e Marcos Palmeira nos principais papéis.
•       O "Balanço Geral – Manhã", carioca, do Luiz Bacci, ontem empatou com a Globo na liderança, 5 a 5.
•       Está sendo intenso o ritmo de ensaios das mulheres, que estreia domingo na "Dança dos Famosos"...
•       ... São quase duas horas de trabalhos puxados, todos os dias.

C´est fini

Yula Rocha, correspondente do SBT em Nova York, e que estava de licença-maternidade, retorna à ativa nesta próxima segunda-feira.

Na Rede TV! não existe mais nem luz vermelha para acender. Nenhum dos seus programas consegue chegar a pelo menos na marca de 1 ponto de audiência.
E a perspectiva de alguma melhora é nenhuma.FONTE:UOL

Até esta quarta, 82 agências bancárias foram assaltadas na Bahia

Em levantamento realizado pelo Sindicato dos Bancários da Bahia, até esta quarta-feira (29), foram registrados 82 ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos em Salvador e cidades do interior do estado. Nesta quarta, três casos foram registrados - na capital baiana e em Camaçari, na região metropolitana. No bairro do Garcia, uma agência do Banco do Brasil foi assaltada. Vítimas foram mantidas reféns e dinheiro foi roubado do cofre. Ninguém ficou ferido. No bairro do Cabula, também em Salvador, um caixa eletrônico foi destruído por explosão. O mesmo ocorreu com um equipamento bancário que fica em Abrantes, na cidade de Camaçari.

Com futebol eficiente, Vitória vence Náutico nos Aflitos em noite de Maxi Biancucchi

Sem dar espaços ao Náutico, o Vitória venceu a equipe pernambucana nesta noite de quarta-feira, por 3 x 0, no estádio dos Aflitos, em partida válida pela segunda rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Com este resultado, o rubro-negro chegou aos quatro pontos na competição e, na próxima rodada, no sábado, vai encarar o Vasco da Gama, no Barradão, às 18h30.
Pouco mais de 4 mil torcedores contrariaram o movimento Público Zero. Não adiantou a torcida. Quem foi ao Estádio de Pituaçu na noite desta quarta-feira (29), mais uma vez, não viu um triunfo do Bahia. Contra o Coritiba, apesar  da luta da equipe, o tricolor amargou um simples empate sem gols.

Câmara aprova projeto de combate às drogas no país

A Câmara Federal concluiu a votação do projeto de lei que muda o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas (Sisnad) para definir condições de atendimento aos usuários, diretrizes e formas de financiamento das ações. O texto aprovado terá que passar ainda pelo Senado. Conforme proposta, haverá aumento da pena mínima para o traficante que comandar organização criminosa que, neste caso, passa de cinco para oito anos de reclusão. A pena máxima permanece em 15 anos. O texto define como organização criminosa a associação de quatro ou mais pessoas com estrutura ordenada para a prática de crimes cujas penas máximas sejam superiores a quatro anos. Para tentar evitar a aplicação de pena de tráfico a usuários, foi aceita a inclusão de novo atenuante na lei, prevendo que, se a quantidade de drogas apreendida “demonstrar menor potencial lesivo da conduta”, a pena deverá ser reduzida de 1/6 a 2/3. Uma das votações mais agitadas foi a de um destaque do PT que queria excluir do texto todo o artigo sobre mudanças de penalidades estabelecidas na Lei 11.343/06. Segundo o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), no Brasil se prende usuário como traficante. “Há estudos que indicam que 2/3 dos presos fizeram isso sem ajuda de outros e sem armas. Na cadeia, ele entra como usuário e sai criminoso. A interpretação feita pelo policial classifica o pobre e negro como traficante, e o branco e rico como usuário”, argumentou. Para o autor do projeto, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), o aumento da pena é fundamental para coibir a distribuição da droga. "Senão haverá cada vez mais gente doente. Um único traficante precisa viciar 20 jovens para se manter, e a maior parte dos consumidores de crack morre em cinco anos”, afirmou.

Prefeito de Barrocas rebate acusação de deputado sobre morte de político

O prefeito do município de Barrocas, Almir de Maciel (PR), disse que é “o principal interessado” no resultado das investigações sobre o assassinato do suplente de vereador Reginaldo Oliveira da Silva (DEM), nesta terça-feira (28), qualificado pelo alcaide como “crime bárbaro”. Em entrevista ao Bahia Notícias, o republicano criticou as declarações do deputado estadual Bruno Reis (PRP), que atribui o crime a motivações políticas, ao afirmar que Reginaldo fez “graves denúncias, com fartas provas, contra a atual administração da cidade”. O gestor de Barrocas disse que Bruno Reis foi “infeliz” e fez afirmações “irresponsáveis”. Acompanhado pelo também deputado estadual Cacá Leão (PP), Almir de Maciel informou que estava em Salvador nesta quarta-feira (29) e se dirigia à Secretaria de Segurança Pública com o objetivo de pedir “mais efetivo policial” ao titular da SSP, Maurício Barbosa. Apesar de não ter agendado previamente a audiência com o secretário, o prefeito de Barrocas estava otimista sobre o atendimento a seu pleito. “Tenho certeza que o secretário vai ser sensível e mandar mais policiais para o nosso município”, disse ao BN, ao informar que pediria também o “aprofundamento das investigações” sobre o assassinato do suplente de vereador.

Na Câmara, telefônicas prometem melhoria nos serviços e cobram desburocratização

Pressionados para melhorarem os serviços prestados aos consumidores e pela ameaça de criação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) para investigar o setor, representantes das empresas telefônicas se comprometeram nesta quarta-feira (29) a prestar esclarecimentos à Câmara dos Deputados, a cada 60 dias, sobre investimentos e melhoras na prestação do serviço. Em debate conjunto das comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra), as operadoras e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) minimizaram as críticas sobre a má qualidade do serviço e reclamaram do excesso de leis que inibem a expansão da instalação de antenas. De acordo com o presidente da Anatel, João Batista de Rezende, mais da metade das queixas contra as operadoras é relacionada a pagamentos ou falta de informação sobre contratação de serviços. Isso ocorre também, segundo ele, devido ao crescimento do número de usuários. Segundo informações da Agência Brasil, o deputado Jerônimo Goergen (PP) frisou, no entanto, que a abertura de diálogo com as operadoras não representa que os pedidos de criação de CPIs estão descartados. “É obvio que, estando aqui quem comanda a telefonia, há uma sensação de respeito. Se sentirmos que tudo foi esclarecido, a CPI passa a ter um papel secundário. A reunião nos esclareceu muitos pontos que queremos aprofundar com o diálogo aberto com as operadoras”, declarou.

Familiares e amigos de vítimas protestam contra liberdade de envolvidos em incêndio na boate Kiss

Familiares e amigos de vítimas do incêndio na boate Kiss, que causou 242 mortes, realizaram no final da noite desta quarta-feira (29) um protesto no Centro de Santa Maria, cidade que fica na região central do Rio Grande do Sul. Manifestantes protestavam contra aliberdade dos quatro acusados de homicídio no caso, concedida na tarde de quarta pela Justiça do Rio Grande do Sul. Segundo estimativa do Corpo de Bombeiros, havia entre 50 e 60 pessoas no ato. A liberdade aos sócios da casa noturna Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann e os integrantes da banda Gurizada Fandangueira, o vocalista Marcelo dos Santos e o produtor Luciano Bonilha Leão, foi concedida dois dias depois que o incêndio completou quatro meses.
A cúpula do PSDB entrará nesta sexta-feira (31) com um mandado de segurança na Justiça Federal para ter acesso ao inquérito conduzido pela Polícia Federal (PF) que investiga os motivos dos boatos que provocaram uma onda de saques dos beneficiários do Bolsa Família. A ação deverá ser apresentada pelo líder do partido na Câmara, deputado Carlos Sampaio (PSDB). No entendimento de Sampaio, o partido passou a ser parte integrante do processo no momento em que a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, disse, nas redes sociais, que os boatos sobre o fim do programa tinham sido espalhados pela oposição. Essa compreensão, segundo o tucano, teria sido confirmada pelo próprio diretor-geral da PF, Leandro Daiello, em reunião realizada nesta terça-feira (28) em que lideranças da oposição cobraram agilidade nas investigações. No encontro, Sampaio chegou a apresentar o advogado do partido para ter acesso aos documentos. Na ocasião, Daiello não teria feito objeção. Ao retornar à PF, nesta quarta-feira, o advogado não chegou nem a ser recebido pelo diretor-geral. "Vou recorrer à Justiça para assegurar um direito que me foi confirmado, do próprio delegado Daiello", disse o delegado Sampaio ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.
O cantor Netinho, internado há mais de 20 dias em São Paulo, piorou durante a madrugada desta quinta-feira (30). O músico baiano sofreu o segundo derrame cerebral em menos de uma semana e precisou ser operado mais uma vez no Hospital Sírio-Libanês. A hemorragia foi estancada. O artista voltou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele estava sedado e voltou a respirar com ajuda de aparelhos. Segundo médicos que acompanham o caso, o uso de anabolizantes para enrijecer a musculatura pode ter contribuído para a dificuldade do organismo se recuperar sozinho e estancar essas hemorragias.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Os fatos, na realidade, apontam para a clássica combinação de incompetência!

Depois de insinuar que foram propositais os boatos sobre a extinção do Bolsa Família, que levaram multidões a agências da Caixa Econômica Federal em 13 Estados no penúltimo fim de semana – quando, em meio a filas e tumultos, R$ 152 milhões foram sacados em cerca de 900 mil operações eletrônicas -, o governo e o banco oficial continuam devendo uma explicação convincente para o ocorrido. Enquanto isso, robustecem-se as evidências de que a presidente Dilma Rousseff não sabia o que dizia quando afirmou que o rumor sobre o término do programa foi “criminoso”. O mesmo vale, naturalmente, para o seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva, que saiu falando em “ato de vandalismo” e “brincadeira estúpida”, sem esquecer da titular da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, que atribuiu a boataria a uma “central de notícias da oposição” e precisou se retratar. Os fatos, na realidade, apontam para a clássica combinação de incompetência e tosca tentativa de acobertamento de seus resultados – no que a gestão Dilma é pródiga. Na segunda-feira seguinte aos dois dias de pânico disseminado, um alto funcionário da Caixa, o vice-presidente de Governo e Habitação, José Urbano Duarte, apareceu na TV Globo para dizer que, diante da aflição da clientela do Bolsa Família, a instituição decidiu liberar os pagamentos a todos os inscritos, quaisquer que fossem as datas autorizadas para os saques (conforme o último dígito dos respectivos cartões). A alegação se revelou falsa. No último sábado, a Folha de S.Paulo relatou que na véspera do caos, quando apenas os portadores de cartões com final 1 poderiam receber o benefício do mês, uma surpreendida dona de casa da região metropolitana de Fortaleza já tinha conseguido sacá-lo. Só então a Caixa reconheceu que os depósitos de maio, no valor total de R$ 2 milhões, precederam a corrida às agências – e não o contrário. A quebra da rotina correu de boca em boca, desencadeando o medo – característico em tais circunstâncias, como ensina a psicologia do rumor – de que a mudança era presságio de más notícias. No caso, o encerramento do programa que transfere R$ 151 mensais, em média, a 13,8 milhões de famílias pobres. (O Bolsa Família custa ao erário quase R$ 24 bilhões por ano.) Essa hipótese parece mais plausível do que a teoria conspiratória segundo a qual alguém, não se sabe quando, teria acionado uma empresa de telemarketing do Rio de Janeiro para difundir gravações mentirosas anunciando o fim do benefício. O que pressupõe, entre outras coisas, que a firma teria ou recebeu os números dos telefones de uma parcela, ao menos, da população assistida. Mas por que a Caixa resolveu mudar dessa vez o sistema de pagamento? Numa entrevista, anteontem, em que pediu desculpas pelo “erro” de sustentar dias a fio a versão desmascarada sobre a data da liberação antecipada do dinheiro, o presidente da Caixa, Jorge Hereda, deu uma resposta inverossímil. Segundo ele, o banco havia descoberto que 692 mil famílias assistidas tinham mais de um cadastro, o Número de Identificação Social (NIS), que serve para definir o dia de recebimento do Bolsa Família. Apenas o NIS mais antigo foi revalidado. “Para garantir que esses beneficiários não estivessem impedidos de buscar os seus benefícios nas datas que usualmente tinham por referência”, argumentou Hereda, escolheu-se liberar tudo para todos. O nexo entre uma coisa e outra é difícil de entender, assim como o fato de o órgão responsável pela decisão, o comitê operacional do programa, não ter se dado ao trabalho de avisar a tempo nem a direção da Caixa, muito menos a população interessada. Fica no ar a suspeita de que a instituição – antes por incompetência do que por malevolência – cometeu uma falha que se recusa a admitir e de cujos efeitos tenta se distanciar a todo custo. O Planalto, de seu lado, está numa enrascada. Tendo reagido pavlovianamente ao episódio, ao culpar a oposição pela boataria, sem procurar saber, primeiro, qual teria sido a verdadeira origem dos saques em massa, a presidente Dilma se vê mais uma vez no papel constrangedor de espectadora inerte da bagunça que reina no seu governo.FONTE:VEJA-Reinaldo azevedo

ACM Neto sinaliza apoio a Dilma e presidente do DEM acha prematuro

Após uma sinalização do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), de que uma virtual aliança que incluiria o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff não é completamente descartada pelo Democratas, o presidente da sigla na Bahia, deputado estadual Paulo Azi, preferiu não falar nas eleições de 2014 em entrevista à rádio CBN. De acordo com Azi, ainda é prematuro discutir o processo sucessório sem antes discutir o que ele batizou de “novo modelo político-administrativo” que deve ser proposto pelo DEM no próximo ano. “Nós estamos discutindo esse novo modelo político-administrativo que deve ser apresentado à população da Bahia em 2014”, avaliou o dirigente, que hesitou em responder sobre um eventual apoio à candidatura de Geddel Vieira Lima (PMDB) na tão falada união das oposições, como aconteceu no segundo turno das eleições de 2012. “Eu acho prematuro ainda discutir nomes. É claro que o ex-ministro Geddel Vieira Lima é respeitado, que é bem possível, que reúne todas as condições de receber o apoio do Democratas e dos outros partidos de oposição. Além do ex-ministro Geddel, tem outros nomes também, que têm condições de levantar essa bandeira”, evadiu-se Azi. Ex-líder da oposição na Assembleia Legislativa – deixou a função logo após assumir a direção estadual do DEM –, o deputado não perdeu o espírito de alfinetar o governo estadual quando o tema é a eleição de 2014. “O governo do PT na Bahia se dedica muito à pauta política. A gente vê quase que diariamente um desfile de candidatos e mais candidatos, não só do PT, mas da base do governo, e isso prejudica muito a administração. Até parece que o governador Jaques Wagner, que tem apenas dois anos e meio do seu segundo mandato, já está em fim do mandato, porque só se fala em eleição, só se fala em 2014, se esquecendo daquilo que é prioritário na administração, que é cuidar bem do estado”, provocou o presidente estadual do DEM. Para ele, a Bahia enfrenta outras prioridades, que não devem ser a eleição do próximo ano. “O que eu considerado mais importante nesse momento é exatamente discutir aquilo que vai ser apresentado à população. Nós temos uma clareza muito grande dos problemas que o estado hoje enfrenta e é preciso que, no momento que nós levarmos esse debate, das contradições do governo, daquilo que nós consideramos que não anda bem no governo, nós precisamos ao mesmo tempo propor e sugerir soluções para esses problemas”. Cenário nacional será decisivo Apesar do presidente estadual do DEM, deputado estadual Paulo Azi, evitar falar nas adesões na Bahia, é certo que as alianças formadas no cenário nacional serão fundamentais para definir quais são os partidos que devem construir o projeto de enfrentamento ao governo estadual como oposição. De clara situação oposicionista no plano estadual, o PMDB deve ser a chave para solucionar o enigma e, caso seja mantida a dobradinha entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), pode influenciar para o apoio sinalizado pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ao projeto de reeleição no Palácio do Planalto. A dificuldade tangível é afastamento obrigatório do PSDB caso seja confirmada a adesão ao projeto do peemedebista Geddel Vieira Lima. Os tucanos dão sinais claros que a candidatura do senador Aécio Neves (MG) é irreversível e, enquanto um candidato a presidente pode ter dois palanques num estado, é complicado vislumbrar uma chapa estadual dando guarida para dois presidenciáveis. Como o ex-ministro Geddel foi recém-eleito presidente estadual do PMDB na Bahia, a possibilidade de reverter sua consolidação como candidato a governador, como o fez em 2010, é cada vez mais remota e, com esses cenários múltiplos, a propagada união das oposições pode desfalecer antes mesmo do registro final das chapas, como aconteceu no primeiro turno do ano passado.

Geddel e Marcelo Nilo trocam farpas de olho na sucessão de Wagner em 2014

Ainda faltam alguns meses para as eleições de 2014, mas o clima já vem esquentando entre os pré-candidatos ao governo da Bahia. As trocas de farpas entre o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), e o dirigente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, por exemplo, tem chamado atenção. Após citação de um caso na Câmara de Vereadores de Alagoinhas como “ofensa à sociedade civil”, em que o pedetista teria desprezado a honraria de cidadão do município, Nilo rebateu a declaração afirmando que Geddel se “incomoda” com a candidatura dele. O mal-estar entre os pré-candidatos teria começado após o peemedebista ter acusado Nilo de montar “estratégia” para se projetar na possível candidatura, através de recebimento de títulos de cidadão de municípios do interior. O dirigente estadual do PMDB ainda ressaltou que a “tática” não é eficaz e lembrou um suposto “desprezo a honraria” cometido por Marcelo Nilo, na Câmara de Vereadores de Alagoinhas. Na época, o presidente da AL foi criticado por ter ido embora antes do término da cerimônia e ter deixado um representante para receber o título. Em defesa, Marcelo Nilo disse ao Bahia Notícias que sua candidatura deve “incomodar”, pois “ninguém bate em cachorro morto”. Irritado, o presidente ainda comentou o episódio de Alagoinhas e explicou o que teria acontecido no município. “Isso não é verdade. Quando terminou o evento eu tive que sair rapidamente para outro compromisso e um assessor da minha equipe, Salomão, que mora em Alagoinhas, preferiu levar para casa para depois me entregar”, contou. Nilo ainda completou ressaltando que “título de cidadão é uma oferta das pessoas. Mais importante do que receber é merecer”. Numa tentativa de amenizar a situação, o presidente do PMDB afirmou à Tribuna que as últimas declarações dadas foram mal interpretadas. “Não fiz crítica alguma a Marcelo Nilo. Só falei que acho difícil a candidatura dela, pois não é o preferido do governador, além de ser pouco conhecido. Apenas citei o episódio de Alagoinhas, o que toda a imprensa já havia divulgado. Não tenho hábito de chutar cachorro morto e nem quase morto. Tenho muito apreço e respeito pelo presidente da Assembleia. Desejo boa sorte no convencimento com o governador Wagner”, declarou.

Governador Mangabeira: Prefeita nega envolvimento em desvio de R$ 500 mil do Fundeb

A prefeita de Governador Mangabeira, na Região Metropolitana de Salvador, Domingas Souza da Paixão (PT), rebateu, em entrevista ao Bahia Notícias, os vereadores de oposição que a acusam de envolvimento no suposto desvio de R$ 500 mil do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), caso denunciado por ela mesma à polícia em abril. De acordo com relatório da prefeitura adquirido pelo Bahia Notícias, a gestão também tomou providências junto ao Ministério Público, Tribunal de Contas dos Municípios, à Vara da Fazenda Pública da Comarca Municipal, ao Conselho Municipal e, internamente, com abertura de Processo Administrativo Disciplinar. A petista nega envolvimento com o esquema ilícito e acusa o grupo de oposição, segundo ela, liderado pelo advogado dos edis, Marcelo Pedreira, de comandar uma “revanche”, já que ela foi trabalhadora doméstica da família do defensor e assumiu o posto máximo do Executivo Municipal. “Ele obcecou e não conseguiu resolver isso. Eles estão tentando colocar meu nome na lama e não conseguem”, acusou.FONTE:BAHIA NOTICIAS

Fux nega recurso do partido de Feliciano contra casamento gay

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (28) o mandado de segurança impetrado pelo Partido Social Cristão (PSC) contra resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determina que todos os cartórios brasileiros celebrem a união estável ou casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Fux afirmou que o CNJ tem competência para regulamentar questões internas da Justiça de acordo com seus valores institucionais. Segundo o ministro, a Constituição dá poder ao CNJ para normatizar atos administrativos praticados por membros ou órgãos do Judiciário, com base na legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. O ministro destacou que a competência do CNJ já foi reconhecida pelo STF ao confirmar resolução do conselho que proibia a prática de nepotismo no Judiciário.  Para o ministro, o PSC errou ao optar por um mandado de segurança para questionar a “lei em tese”, e deveria ter optado por uma ação direta de inconstitucionalidade para tentar derrubar a matéria. O partido, no mandado de segurança, alegava que o CNJ havia cometido abuso de poder ao editar a resolução, e que ela não poderia ter validade sem passar pelo processo legislativo. Caso o PSC recorra da decisão, o plenário do STF analisará a matéria.

Após derrota no Senado, governo terá de buscar saída para manter luz mais barata


Governistas passaram esta terça-feira (28) tentando, sem sucesso, assegurar a votação, no Senado, de medidas provisórias que perderão a validade na segunda-feira (3). O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), se recusou a submeter a MP 605 (das tarifas de energia) e a MP 601 (que concede desonerações ao setor produtivo) a voto, ao alegar que a votação precipitada de medidas provisórias subtrai do Senado seu poder constitucional de revisor. Além do PMDB, partidos da base, como PSB, PR, PDT, PP e PTB não apoiaram a votação imediata. A MP 605 permite o uso de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para compensar descontos concedidos a setores e viabilizar a redução da conta de luz. "O governo lamenta muito a não colocação em votação de duas medidas provisórias importantes para a população brasileira", declarou a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, ao assegurar que "a população não precisa se preocupar", embora não tenha detalhado como o governo manterá a queda das tarifas. Informações da Agência Estado.

Senador elimina indenização a domésticos demitidos por justa causa


Relator da regulamentação dos novos direitos trabalhistas dos empregados domésticos, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) informou nesta terça-feira (28) que eliminou da proposta o pagamento de indenização a trabalhadores demitidos por justa causa. Inicialmente, o peemedebista propunha, na minuta do projeto, um pagamento de 40% do saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) em qualquer rescisão de contrato. “Estamos trazendo de volta a discussão sobre o que é justa causa e o que não é. Aquela intenção de pagar a indenização independente do fator de demissão, legalmente causaria uma série de embaraços”, argumentou o senador. Na última semana, Jucá disse a jornalistas que alteraria sua proposta com o objetivo de reter a indenização em casos de trabalhadores demitidos após a comprovação de crimes, como agressão ou furto. Informações do G1.

CANTORA DEVE UMA FORTUNA

A coluna de Léo Dias, no jornal O Dia, traz uma bomba com relação à cantora Claudia Leitte. De acordo com o jornalista, a artista, uma das mais bem-sucedidas da axé music, deve R$ 497 mil a seis empresas. As dívidas foram contraídas no Carnaval pela Ciel Empreendimentos Artísticos Ltda, que tem a cantora como sócia majoritária, e vão de impressão de publicidade, bebidas e confecção de abadás a consultoria financeira, caso do Banco Safra, credor que aguarda para receber R$ 310 mil. Segundo a publicação, o diretor de uma das empresas disse que até agora só ouviu promessas. “Fomos contratados em janeiro e até agora ela não pagou pelo trabalho. Ficam nisso de ‘hoje, amanhã’ e, até agora, nada de concreto”, declarou ele, pedindo anonimato. Paulo Sampaio, assessor da cantora, esclareceu por meio de nota que “restam algumas poucas pendências oriundas do período de Carnaval, consequência de divergências técnicas que estão sendo sanadas, além de recebíveis ainda não realizados e que comprometem toda a cadeia. Apesar dos problemas gerados, alheios à nossa vontade, os valores estão em fase final de liquidação”. A Ciel Empreendimentos declarou à Receita Federal um faturamento anual de R$ 24 milhões. Claudia tem 69% de participação na empresa, que estaria suja nos cadastros oficiais, como Serasa, segundo o colunista.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Relator muda texto de domésticos e retira indenização em demissão por justa causa

Relator da emenda constitucional que ampliou os direitos dos empregados domésticos, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) recuou na decisão de propor o pagamento de multa do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para os trabalhadores que forem demitidos por justa causa ou que pedirem demissão. Jucá decidiu mudar sua proposta para determinar o pagamento da multa somente nos casos já previstos pela legislação brasileira de demissões sem justa causa. Pressionado por sindicalistas, o senador disse que o recuo foi provocado pela necessidade de garantir direitos iguais a todos os trabalhadores brasileiros. "Criar um ponto diferenciado para uma categoria de trabalhador seria um imbróglio jurídico muito grande. Todos os direitos estão iguais. Retomamos ao modelo original da proposta para não gerar conflitos no Judiciário", afirmou. Para viabilizar o modelo, Jucá vai propor o pagamento separado pelos patrões do FGTS dos empregados. Uma conta vai receber os 8% do fundo, enquanto outra vai reunir os 3,2% de contribuições mensais dos empregadores para bancar o pagamento da multa. Pelo projeto, a multa de 40% do saldo do FGTS, recebida por todos os trabalhadores demitidos sem justa causa, será substituída por contribuições mensais de 3,2% recolhidas pelos patrões. A legislação em vigor determina que os trabalhadores demitidos sem justa causa têm direito a receber multa de 40% do saldo do FGTS no momento da dispensa do emprego. Para os domésticos, Jucá mudou o sistema de recolhimento para contribuições mensais do patrão porque considera que os chefes de família nem sempre têm os recursos disponíveis para o pagamento da multa no ato da demissão. O valor pago pelos patrões nas contribuições mensais serão devolvidos, na proposta de Jucá, nos casos em que não houver o pagamento da multa aos empregados. JUSTA CAUSA: A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) prevê demissões por justa causa em casos de agressões, roubo, embriaguez e abandono de emprego, entre outras. Jucá também mudou a proposta para impedir que os empregados domésticos que pedirem demissão recebam o valor da multa, como havia anunciado na semana passada. O relator disse que a obrigatoriedade do recolhimento do FGTS para os empregados domésticos, que hoje é opcional, vai ampliar o universo de 100 mil para 3,5 milhões de empregados com direito ao fundo. A arrecadação para o governo com a ampliação, segundo o relator, será de R$ 2 bilhões por ano. Em contrapartida, Jucá reduziu a alíquota patronal do INSS de 12% para 8% dos domésticos, numa perda de arrecadação para o governo. Mas extinguiu da dedução do Imposto de Renda o pagamento do salário de um empregado doméstico por contribuinte, o que também amplia os ganhos da União. "Nós tiramos R$ 650 milhões mensais com a redução da alíquota, mas restabelecemos R$ 400 milhões com o fim da dedução do Imposto de Renda. Fica para o governo um saldo negativo de R$ 250 milhões, mas no futuro haverá ganhos com a regularização dos trabalhadores que dependeriam da União para sobreviver na aposentadoria", afirmou o relator. VOTAÇÃO: Jucá adiou a votação do seu relatório, marcada inicialmente para amanhã, na comissão do Congresso que discute a regulamentação da emenda das domésticas. O senador disse que vai incluir no texto mudanças sugeridas por sindicalistas, que serão apresentadas até a próxima terça-feira --quando o senador volta a se reunir com os representantes de cinco centrais sindicais. O grupo se reuniu com o senador para reclamar que os sindicatos não foram ouvidos na elaboração da proposta e também cobrou "direitos iguais" a todos os trabalhadores no texto final que for aprovado pelo Congresso. Entre as mudanças que serão sugeridas pelos sindicalistas, está a retomada do atual modelo de pagamento da multa de 40% do FGTS. "Todos os direitos dos trabalhadores em geral devem ser, também, os dos trabalhadores domésticos. Temos mais de 7 milhões de empregados domésticos no país", disse o presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas. A expectativa do senador é votar seu relatório na comissão na quinta-feira (6). O texto ainda precisa passar pelos plenários da Câmara e do Senado para que as mudanças entrem em vigor. Na reunião, os sindicalistas reclamaram da postura da presidente Dilma Rousseff e do governo federal nas negociações com os sindicatos. Jucá minimizou as críticas ao afirmar, que no caso das domésticas, o Executivo teve "boa vontade" com o Congresso e discutiu a proposta em conjunto com o Legislativo.FONTE:UOL

Darino Sena: se eu fosse Neymar...

Já teria ligado pra Rivaldo, Ronaldo, Ronaldinho e Romário. Perguntaria tudo sobre o Barça. Diretoria, torcida, imprensa, jogadores, vestiário. Tudo! Também ligaria pro ‘parça’ Daniel Alves pra pegar informações, as mais atuais, mas com o filtro ligado. Só assimilaria as coisas boas. Descartaria toda e qualquer cornetada a quem quer que fosse. Nada de comprar a briga dos outros. Chegaria desarmado, na paz. De coração aberto. Por mais que doesse, e sei que vai doer muito, terminaria com Bruna Marquezine. Foco no trabalho, moleque. Você não vai ter outra chance dessas. Já outra Bruna, em Barcelona... Ai, ai. E esse negócio de namoro a distância, na moral: namoro bom mesmo é ao vivo. Sim, voltando. Se eu fosse Neymar, no desembarque, chegaria com um terno preto, o cabelo no corte atual, mais discreto, sem luzes. Cumpriria todos os compromissos burocráticos e publicitários e, na apresentação, no Camp Nou lotado, diria aos torcedores: “Cheguei pra aprender. Posso ajudar. Preciso de vocês”. Não beijaria o escudo, ainda. Pode soar falso. Ia me reunir com Puyol, Xavi e Iniesta, os mais antigos no vestiário grená. Pediria a eles uma espécie de manual de conduta: de como ser um atleta do clube, dentro e fora de campo. Seguiria todas as orientações. Todas. Aboliria as farras públicas. Nada de boates. A carreira termina daqui a uns 10 anos. Não é muito pra quem vai ter o resto da vida, e muita grana, pra curtir tudo intensamente. Deixa pra depois. Só viria ao Brasil nos próximos anos pra jogar pela Seleção e nas férias. Foco na adaptação a Barcelona, o que não deve ser tão difícil assim, mas é bom não vacilar. O Brasil ficou pequeno pra mim... digo, pra Neymar. Chamaria o técnico Tito Vilanova pra conversar. Perguntaria o que ele esperava de mim e a forma com que queria que eu jogasse. Seguiria as ordens. Nem todas... Mas marcaria mais. Soltaria mais a bola. Cairia menos. Por fim, convidaria Messi pra minha casa. Depois do jantar, pra entrosar as famílias e descontrair o ambiente, chamaria o cara pra um canto reservado. Diria que ele é minha maior inspiração. O meu Ronaldinho. Que eu queria ser como ele um dia, mas que tinha plena consciência: o posto de melhor do pedaço já tinha dono e eu sabia disso. Minha meta ali era outra. “Entonces, ¿qué es, Galo?”. Eis o gancho pra dar um bico na humildade (ufa!): ser o maior parceiro de ataque que você jamais sonhou ter, Léo. Comigo ao seu lado, você vai bater ainda mais recordes. Passar da marca dos 100 gols num ano. Chegar a um patamar inatingível na artilharia do Barça. Ganhar tudo o que você já ganhou de novo... muitas vezes! Seríamos a antítese de Pelé e Maradona. Em vez de levar a vida competindo e se odiando, podemos passar a eternidade sendo lembrados pelo que fizemos juntos. Inigualáveis! A maior dupla de ataque de todos os tempos. Você, o protagonista, eu, o coadjuvante do Barça. Depois de quebrar a resistência do gringo, não tiraria os olhos dele. Nos treinos, nos jogos. Fora de campo, nem tanto. A vida de Messi parece ser um porre... Mas, dentro das quatro linhas, tentaria assimilar tudo. Desenvolver com o argentino uma comunicação instintiva. Sem precisar de palavras. Só pelos gestos. Pelos pés. Consagraria ainda mais o gringo. Jogaria por ele e pra ele. Evoluiria por mim. A recompensa a tanta dedicação viria na Copa. Mais maduro, mais tático, mais solidário, mais consciente, mais resistente e mais eficiente, brilharia na campanha do hexa. Na festa da Fifa, no fim de 2014, levantaria a Bola de Ouro e, é claro, a dedicaria a Messi, que, certamente, me indagaria: “Você não disse que ia ser o coadjuvante, Galo?!”. Disse que seria o coadjuvante no Barça. Desculpe, Léo, mas o Barça não é o mundo... Se eu fosse Neymar, ampliaria meu lema: ousadia e alegria... humildade e malandragem. Vai Neymar. Arrebenta, moleque!FONTE:CORREIO DA BAHIA

PEC que limita poderes do MP deve ser votada no final de junho

A Câmara dos Deputados deve votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37, que limita o poder de investigação do Ministério Público (MP), no final de junho. A previsão é do presidente da Casa, deputado Henrique Alves (PMDB-RN). De acordo com a Agência Brasil, ele atendeu ao pedido do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de mais prazo para discussão entre representantes do MP e delegados de polícia. Segundo Alves, o ministro pediu 30 dias para que seja construído um acordo sobre a PEC. “Recebi uma ligação do ministro José Eduardo Cardozo, interpretando um sentimento positivo, otimista, das reuniões dos delegados e do Ministério Público, e eles pediram mais 30 dias”, explicou o peemedebista. A PEC 37 foi apresentada em junho de 2011 pelo deputado federal e delegado de polícia Lourival Mendes (PTdoB-MA). O texto altera trecho da Constituição para indicar que a apuração das infrações penais é função privativa das polícias Civil e Federal. Na prática, a medida impedirá o Ministério Público de assumir investigação de crimes, prática usual desde que teve seus poderes ampliados na Constituição de 1988. A proposta polêmica divide os próprios deputados e coloca em lados opostos o MP e as polícias Civil e Federal.

Nota oficial de MGF contradiz artigos do Estatuto do Bahia

A nota divulgada pelo presidente do Esporte Clube Bahia, Marcelo Guimarães Filho, nesta segunda-feira (27), contém pontos que estão em desacordo ao que foi divulgado pelo próprio clube em outros momentos. As divergências são em relação aos critérios de elegibilidade para que o sócio tenha direito a votar e ser votado. Além disso, artigos do próprio estatuto se contradizem entre si. 
Na declaração, MGF afirma que “de acordo com o estatuto em vigor, após doze meses como Sócio Patrimonial, o torcedor, estando em dia com suas obrigações para com a instituição, tem o direito de votar nas eleições e escolher o Conselho Deliberativo e o Presidente do Clube. Depois de 24 meses como Sócio Patrimonial, ele conquista o direito de ser candidato a Conselheiro e a Presidente".
No entanto, a versão do documento no site oficial do clube contém divergências em relação ao divulgado na nota desta segunda. Enquanto o artigo 43 fala em 24 meses para ser votado e 12 para votar, o artigo 10 descreve que são necessários 24 meses para participar, de qualquer modo, da assembleia.

Dia do Hambúrguer: Saiba quais são os sanduíches mais calóricos vendidos no Brasil

O dia 28 de maio é especialmente dedicado a uma das iguarias mais universais que existem. Por isso, apesar de ainda ser terça-feira, é hora de esquecer a dieta e se dar de presente bons momentos ao lado de um hambúrguer, de preferência, bem grande. Para ajudar na escolha certa e evitar a culpa, porém, o BN conta para você quais são os sanduíches mais calóricos comercializados no Brasil, com base em informações divulgadas pelas redes de fast food mais populares do país, McDonald’s, Bob’s, Giraffas e Burguer King. Em primeiro lugar, a verdadeira bomba de calorias em forma de hambúrguer é o Double Grill Bacon, vendido pelo Bob’s. A guloseima tem nada menos do que 1.314 kcal, quase metade do que um homem adulto precisa ingerir diariamente para se manter ativo (3.000 kcal). Já o BK Stacker Quádruplo, do Burguer King, ocupa a segunda posição, com 1.018,7 kcal. A companhia, maior concorrente do McDonald’s, também aparece na terceira e quarta colocações, com seus Whooper Duplo com Queijo e Steakhouse Burguer, que tem 978 kcal e 936 kcal, respectivamente. O Giraffas só dá as caras no 5º lugar, com as 917 kcal do Megaclone. Em seguida, aparecem o Whooper Duplo (895 kcal), do Burguer King, Bob’s Pincanha (851 kcal), Big Tasty (839 kcal), do McDonald’s, BK Stacker Triplo (819,8 kcal) e MegaGringo (799 kcal), do Giraffas. 
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) expandiu o rol de procedimentos obrigatórios que terão de ser ofertados pelas operadoras a partir de janeiro de 2014. Entre as novidades apresentadas nesta terça-feira (28) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o presidente da ANS, André Longo, e o diretor da ANS, Jorge Sobral, está a inclusão de 36 medicamentos orais para tratamento oncológico, usados pelos pacientes em casa. O Rol de Procedimentos e Eventos de Saúde está disponível para consulta pública nosite da agência e receberá contribuições entre 7 de junho a 7 de julho. A lista inclui 80 procedimentos médicos e odontológicos, entre medicamentos, exames, cirurgias e terapias, e expande as indicações de outros 30 itens já ofertados. Após aprovadas, as novas incorporações deverão ser comunicadas aos beneficiários pelos próprios planos de saúde. “A grande novidade aqui é a incorporação do tratamento oral domiciliar para pacientes com câncer. Isso é fruto da inovação tecnológica para a doença. É muito importante a consulta pública para estimular o debate no congresso e dar visibilidade a essas medidas para a sociedade”, explicou o ministro.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

PREFEITURA DE SERRINHA ENTREGOU ÔNIBUS ADAPTADO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.

A Prefeitura de Serrinha, através da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer,entregou no último sábado (25) às 09:00h a população serrinhense,um ônibus escolar adaptado para pessoas com deficiência. O veiculo, que chegou na cidade terça-feira (21), foi adquirido através do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb,  atende toda a educação básica, da creche ao ensino médio.O prefeito Osni Cardoso estava bastante satisfeito em poder entregar o veiculo a população."é preciso oferecer transporte de qualidade a população,facilitar sua ida e vinda para o trabalho",disse Osni.

Serrinha é verde e branco. ACEC é o campeão 2013


Neste domingo, 26 de maio, 653 desportistas acordaram mais cedo e fizeram questão de pagar o seu ingresso,
pelo preço unitário de R$ 5,00, para prestigiar o confronto de gigantes, realizado no tapete verde
do estádio municipal de Serrinha, válido pela 13ª rodada geral da décima primeira edição da Copa Masters,
o certame que é o xodó do desportista do município e da região,
gerando a renda de R$ 3.265,00 (Três mil, duzentos e sessenta e cinco reais).
Da renda líquida ficou 50% (cinquenta por cento) para cada equipe, como premio de incentivo pela participação,
além de mais R$ 2.000,00 (dois mil reais) que foram arrecadados com a inscrição das 10 equipes.


O jogo, em comum acordo, começou pontualmente às 9h30.
O Acec por ter feito a melhor campanha nas fases anteriores
adentrou ao gramado carregando a vantagem do empate para conquistar o título.
O Santa Fé, novo representante do antigo bairro do Matadouro participando pela primeira vez
de uma edição da Copa Masters precisava fazer o que fez com o time do Copo na fase semifinal,
que também necessitava só manter o resultado.


Só que apesar das inúmeras tentativas,
e das boas chances que surgiram o escore continuou virgem durante os setenta minutos.
O Acec também teve algumas oportunidades, mas na verdade os setores defensivos de ambas as equipes
superaram os atacantes e mandaram na partida não permitindo que os seus guarda-metas fossem vazados.


Além de que o arqueiro Gordinho e o goleiro Bidão estavam pegando tudo que passava pelos zagueiros.
Justamente por esses motivos o zero a zero terminou estampado no placar,
depois do apito final do árbitro Héber Lima Oliveira.
Resultado que deu ao Acec o seu terceiro título da competição,
igualando ao feito do Trem d’Alegria que foi soberano em 2004, 2006 e 2007.


Na parte disciplinar do confronto o registro de dois cartões amarelos para cada equipe.

Vale registrar ainda uma curiosidade.
Coincidentemente o duelo de abertura dessa edição da Copa Masters terminou sendo repetido na fase final.


Acec: Gordinho; Zé Carlos Nascimento, Zé Carlos Ramos, Nenen e Lulinha (Granfuzí); Gi, Gilson (Ninho)
e Beleza; Cleilton, Geo Coco (Jorge Uzzo) e Nenga Matos. Técnico: Joaquim Pimentel.


Próximo evento (Sábado, 08/06, às 16h00) – Cerimônia de Premiação.

Confira os dados estatísticos da XI Copa Masters de Serrinha
Raio-X:
Jogos Realizados: 54
Gols Marcados: 149
Média de Gols: 2,76
Gols Mandantes: 85
Gols Visitantes: 64
Empates: 13
Vitórias da Casa: 22
Vitórias Visitantes: 19
Total Vitórias: 41
Cartões Amarelos: 156
Cartões Vermelhos: 9
Atos de Indisciplina: 2
Total Público: 24.137 expectadores.
Média de Público: 447
Maior Público: 1.800 (Jogo 53: Acec 2x1 Lagoa de Fora) Árbitro: Héber Lima Oliveira. (12ª rodada)
Menor Público: 170 (Jogo, 38: Sucam 0x1 Sukatão). Árbitro: Arivaldo Moura. (8ª rodada)
Jogadores Inscritos: 260






Justiça já pode retirar MGF da presidência do Bahia

Já a partir desta semana o presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, pode ser novamente forçado a deixar a direção do clube por determinação da Justiça. Isso porque a ação, que será julgada pela desembargadora Lisbete Maria de Almeida César Santos, da 2ª Câmara, está em andamento processual. O Bahia já foi ouvido em sua defesa, em documento enviado na última sexta-feira. Caso haja intervenção, o professor de direito Carlos Rátis assume o posto de administrador, em tempo de convocar novas eleições e reformar o conselho deliberativo do clube. Em outras duas ocasiões ele já foi designado pela Justiça para o posto, ficando menos de uma semana no cargo. A ação contra o mandato de Marcelo Guimarães Filho é movida pelo ex-conselheiro Jorge Maia. Ele atribui erros na formação do conselho do Bahia e na segunda eleição de Guimarães Filho para pedir a saída do cartola. Esta decisão já foi dada favorável a intervenção em primeira instância, expedida pelo magistrado Paulo Albiani. Marcelo Guimarães conseguiu permanecer no poder por meio de uma medida cautelar que barrou a sentença. Protesto na Paulista - No último domingo, cerca de 30 torcedores do Bahia foram a uma das avenidas mais famosas do País - a Paulista, coração de São Paulo - protestar contra a atual gestão de Marcelo Guimarães Filho. A manifestação, liderada pela embaixada "Bahêa Sampa", mostrou apoio ao movimento "Bahia da Torcida", que clama por democratização no Bahia e saída do presidente.FONTE:ATARDE

Amado Batista diz que 'mereceu' ter sido torturado na ditadura militar


O cantor Amado Batista afirmou, em entrevista ao programa "De Frente com Gabi", do SBT, desta segunda-feira (27), que foi torturado durante o período de ditadura militar, mas que "mereceu". Segundo ele, antes de se tornar músico profissional, quando tinha entre 18 e 19 anos, ajudou intelectuais a ter acesso a livros considerados subversivos e enviou somas de dinheiro a um professor universitário do Maranhão envolvido em ações de grupos de esquerda. Batista foi preso por dois meses e torturado. "Me bateram muito. Me deram choques elétricos. (...) Um dia me soltaram, todo machucado. Fiquei tão atordoado. Queria largar tudo e virar andarilho", relembrou. Apesar disso, o artista acha que as agressões "o corrigiram, assim como uma mãe que corrige um filho". "Acho que eu estava errado por estar contra o governo e ter acobertado pessoas que queriam tomar o país à força. Fui torturado, mas mereci", considerou.

PF investiga desvio de R$ 5 milhões; Operação Sertão-Veredas atinge Bahia


Empresários, políticos e servidores públicos de cidades de Minas Gerais são alvo de operação da Polícia Federal, nesta segunda-feira (27), suspeitos de fraudar licitações de obras públicas. Segundo as investigações, o esquema desviou R$ 5 milhões e atinge cidades da Bahia e do Espírito Santo. A Operação Sertão-Veredas vai cumprir 14 mandados de prisão e já foi solicitada a indisponibilidade dos bens das pessoas envolvidas, que devem responder por crimes contra a administração pública, formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Segundo a PF, o grupo fraudava os processos de licitação e direcionava os resultados para empresas integrantes do esquema. Os contratos eram para obras de construção civil, pavimentação de vias públicas, manutenção de estradas e de locação de máquinas para a limpeza urbana. Após a formalização dos contratos, a administração não fiscalizava o serviço prestado. Em alguns casos, os servidores envolvidos atestariam a conclusão de obras incompletas ou mesmo inexistentes. Informações do Estadão.
Uma consulta feita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de parlamentares migrarem para partidos em processo de fusão pode ser a última etapa para esvaziar por completo a regra da fidelidade partidária. Fixada pelo Judiciário em 2007, a fidelidade previa que o parlamentar que mudasse de partido sem justa causa perderia o mandato. Apesar de ter sido recebida como um avanço de costumes e fortalecimento dos partidos, os números mostram que a regra não pegou. Na legislatura passada, após o Supremo Tribunal Federal confirmar – em outubro de 2007 – que os mandatos pertenciam aos partidos, 38 deputados trocaram de legenda. Na composição atual da Câmara, desde 2011, já foram 70 os deputados que mudaram de partido. A consulta feita pelo deputado Sérgio Brito (PSD-BA) chegou ao TSE no início do mês e questiona se os parlamentares de determinado partido poderiam migrar para uma legenda formada pela fusão de outros dois partidos sem correrem o risco de serem cassados. Informações do Estadão.
O governo Dilma Rousseff não solucionou níveis miseráveis de acesso a emprego e educação, apesar do aumento da renda dos pobres, aponta um indicador utilizado pelo próprio governo federal para avaliar a pobreza no país. Chamado de Índice de Desenvolvimento da Família (IDF), ele é aplicado ao Cadastro Único (banco de dados federal sobre famílias de baixa renda) e torna possível uma análise detalhada da situação dos pobres. O índice divide a pobreza em seis dimensões, e não a define somente pela renda, como a propaganda oficial. De acordo com a Folha, são levados em conta vulnerabilidade da família, disponibilidade de recursos (renda), desenvolvimento infantil, condições habitacionais, acesso ao trabalho e acesso ao conhecimento. Cada um desses itens recebe uma nota, que varia de 0 a 1. Juntas, as seis notas criam uma média geral, que era de 0,61 em dezembro de 2012.
Morreu na noite deste domingo (26), aos 76 anos, o empresário Roberto Civita, filho de Victor Civita, fundador do Grupo Abril. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e veio a óbito às 21h41 devido à falência de múltiplos órgãos. De acordo com nota do Grupo Abril, ele estava internado para a correção de um aneurisma abdominal. Civita foi operado durante o carnaval para a colocação de uma prótese na aorta, mas teve complicações causadas por uma hemorragia. O quadro foi revertido, mas o estado de outros órgãos se complicou até chegar à falência múltipla. Roberto Civita estava no comando da companhia havia mais de duas décadas, período em que a empresa diversificou seus negócios e tornou-se um dos maiores conglomerados de comunicação da América Latina. O grupo é responsável pela publicação das revistas Veja, Exame, Nova e Quatro Rodas, entre outras.FONTE:BAHIA NOTICIAS
Embora considere "precipitada" o que chama de "antecipação" da disputa presidencial, o prefeito ACM Neto (DEM) se diz aberto a dialogar com todas as correntes que postularem o Palácio do Planalto em 2014. Apesar da ligação com o grupo que se opõe ao atual governo federal, em entrevista exclusiva ao Bahia Notícias, o gestor soteropolitano declarou que o seu apoio não está definido  para uma eventual candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG). "Evidentemente que eu tenho uma história, eu tenho amigos e eu tenho um ambiente político no qual me forjei. Tudo isso vai ser pesado, mas eu não posso me negar a conversar com ninguém", avisou, ao não descartar dialogar com tradicionais adversários e até mesmo subir no palanque da presidente Dilma Rousseff e do PT: "Quando eu digo 'com ninguém', é com ninguém". Mesmo cotado à sucessão do governador Jaques Wagner, ele utiliza o argumento de que um ano e três meses é pouco tempo para promover a transformação que pretende na cidade e de que quer "colher os frutos" do seu trabalho para reiterar que não será candidato, mesmo que haja clamor popular."Não há hipótese", resumiu.FONTE:BAHIA NOTICIAS

Wagner nega ter orientado bancada a derrubar CPI do Futebol Baiano: 'Desafio qualquer um'

O governador Jaques Wagner nega ter orientado a bancada governista da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) a retirar assinaturas que protocolariam a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol Baiano, embora não conteste ter opinado a favor de um colegiado de investigação apenas no Esporte Clube Bahia. “Eu não pedi a ninguém para tirar [os nomes]. Desafio a qualquer deputado ou mesmo o [líder do governo na Casa] deputado Zé Neto [PT], até porque essa questão não é uma questão de governo. Dei minha opinião quando lançaram o [movimento] 'Bahia da Torcida' porque sou torcedor também”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. A proposta da comissão foi arquivada na última terça-feira (21) após sete parlamentares da base aliada mudarem de posição e desistirem de dar apoio ao projeto. Legisladores da oposição e da própria ala da maioria afirmaram, à época, que a ordem da retirada das assinaturas teria vindo do governo, já que contratos da Embasa com clubes da Federação Baiana de Futebol (FBF) e da Arena Fonte Nova seriam investigados. “O lugar onde tem problema é o Bahia. Se tiver problema objetivo na Sudesb [Superintendência de Desportos do Estado da Bahia], no Vitória ou, como alguns já andaram falando, na Fonte Nova – que está toda auditada por TCU [Tribunal de Contas da União] e TCE [Tribunal de Contas do Estado] –, façam uma CPI. Porque está cheio de gente falando bobagem como é próprio de quem não tem argumento”, criticou Wagner.FONTE:BAHIA NOTICIAS