OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE
ARENA SHOPPING SERRINHA. Muito boa a iniciativa de trazer mais uma opção de lazer para a nossa cidade, além de valorizar mais o local onde se encontra o referido empreendimento!!!!

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Foi em vão que golpeei os seus filhos.Eles não aceitaram a disciplina.A própria espada de vocês devorou os seus profetas,Como um leão destruidor. Vocês desta geração, prestem atenção à palavra de Jeová. Será que eu me tornei para Israel como um deserto ? Ou uma terra de densa escuridão? Por que eles, o meu povo, disseram: ‘Estamos andando livremente. Não voltaremos mais para ti.Será que a moça se esquece dos seus enfeites,Ou a noiva das suas faixas? No entanto, não é possível contar os dias em que o meu próprio povo se esqueceu de mim". Jeremias 2:1-37

domingo, 31 de março de 2013

Dilma cria ministério da micro e pequena empresa

A presidente Dilma Rousseff sancionou na última quinta-feira (28) a lei que cria o 39º ministério do governo: a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. A secretaria terá status de ministério, deverá auxiliar na elaboração de políticas de estímulo ao microempreendedorismo. A sanção deve ser publicada na edição de segunda-feira, 1º, do Diário Oficial da União, informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. A nova pasta vai absorver parte das competências do Ministério do Desenvolvimento e tem como objetivo incentivar e promover a competitividade e inovação em empresas de menor porte.

Estudantes negros têm maior probabilidade de insucesso na escola, dizem pesquisas

Duas pesquisas da Universidade de São Paulo apontam que alunos negros têm maior possibilidade de ter pior desempenho na escola do que os brancos. Para os pesquisadores, o menor êxito dos negros é resultado de condições socioeconômicas e fatores culturais, como o preconceito desenvolvido por professores e alunos. O conjunto de condições determina que, quando os estudantes chegam ao 6º ano do ensino fundamental, 7% dos alunos brancos tenham mais de dois anos de atraso escolar, e entre os negros, o indicador chega a 14%. Os números são apresentados no artigo Fracasso Escolar e Desigualdade do Ensino Fundamental da pesquisadora Paula Louzano, publicado no relatório De Olho nas Metas de 2012, lançado pelo movimento Todos pela Educação. O artigo é baseado no questionário socieconômico da Prova Brasil 2011, aplicada nacionalmente e respondido por 2,3 milhões de alunos do 5º ano. Dos alunos que responderam à questão de reprovação ou abandono da escola, um terço havia passado pela situação de insucesso na escola. Desses, 43% se autodeclararam pretos, 34% pardos e 27% brancos, segundo a denominação adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Informações da Agência Brasil.
A Bahia registrou 14 casos de ameaças contra magistrados, o que confere ao estado o terceiro lugar no ranking nacional, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) dos últimos 20 meses. São 30 ocorrências em Minas Gerais e 29 no Rio de Janeiro. Os números incluem os registros contra os juízes de base, dos Tribunais de Justiça, e dos Tribunais Regionais Eleitorais. A sensação de insegurança em vários juizados pode ter provocado debandada na carreira da magistratura em todo o país. Conforme dados da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), 538 juízes abandonaram a carreira em 2012. Informações do IG.
Os gastos para os pronunciamentos da presidente Dilma Rousseff na TV tiveram uma disparada nos últimos quatro meses. A mandatária já convocou emissoras de rádio e televisão para a transmissão de 12 programas, que custaram aos cofres públicos um total de R$ 855 mil, em valores corrigidos. O salto no valor pago foi de 37% entre o primeiro pronunciamento, quando Dilma apresentou o novo slogan do governo, em fevereiro de 2011, e o último, em março, no qual anunciou a desoneração da cesta básica.  Os valores pagos incluem despesas com produção, gravação e edição dos vídeos. A Presidência da República justifica que os preços não eram reajustados havia quatro anos. Caso siga o crescimento, o governo pode contabilizar em maio, com o tradicional pronunciamento do Dia do Trabalho, gastos de cerca de R$ 1 milhão com os anúncios de Dilma em rede nacional. Informações da Folha.
Metade dos presos das penitenciárias federais realiza visitas virtuais, de acordo com levantamento do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Em parceria com a Defensoria Pública da União (DPU), a iniciativa permite que detidos nas quatro cadeias federais tenham contato com parentes, cônjuges e amigos, em uma tentativa de manter vínculos afetivos e facilitar a ressocialização. O projeto também serve para a realização de audiências judiciais por videoconferência, que já superam em número as audiências presenciais. Só em 2012, 232 presos (52% do total) realizaram 870 visitas. Os detentos estão recolhidos em estabelecimentos federais de segurança máxima de alta periculosidade para a segurança pública. Durante a visita virtual, o preso permanece com algemas nos tornozelos, acompanhado por um agente penitenciário, que aparece nas imagens. Por segurança e sigilo, o Depen não divulga a lista dos presos no programa. Informações do Estadão.FONTE:BAHIA NOTICIAS

Vitória goleia o Feirense e segue 100%


Que venha o Bahia! Diante do Feirense, na tarde deste domingo (31), no Barradão, o Vitória mostrou porque era o único time com 100% de aproveitamento e venceu mais no Campeonato Baiano. O rubro-negro, com o resultado de 4 a 1, segue líder isolado do seu grupo no estadual.

Obina marca dois e Bahia arranca empate

Um primeiro tempo irreconhecível. Dois golaços do centroavante Rômulo e desvantagem no placar. Nos quarenta e cinco minutos finais, em dia inspirado do centroavante Obina, o Bahia conseguiu arrancar o empate em 2 a 2, na tarde deste domingo (31), no Estádio Joia da Princesa. 

Victor Ramos será titular no duelo contra o Feirense


O técnico Caio Júnior relacionou os jogadores que vão enfrentar o Feirense neste domingo, 31, no Barradão, pela terceira rodada da segunda fase do Baianão e o reforço começa na linha de zaga. Victor Ramos será o dono da camisa 3 e vai reeditar com Gabriel Paulista a dupla que foi destaque no acesso do Leão à Série A, em 2012.
Contratado por empréstimo do Standard de Liège, da Bélgica, Victor ainda não estreou na temporada. Após a sua chegada na Toca, o beque ficou duas semanas se recuperando de uma lesão na coxa. Cardoso será sacado do time titular para a reestreia do xerife.
"Eu tenho um carinho muito grande por este clube e não vejo a hora de reestrear já que meu último jogo foi na subida contra o Ceará. Estou muito ansioso e esta ansiedade vou botar em campo e se Deus quiser ajudar a minha equipe a conquistar os três pontos", comentou Victor Ramos após o treinamento deste sábado, 30.
Gabriel e Victor atuaram juntos em 27 das 38 partidas do Vitória na Série B de 2012. Dos 17 jogos no Barradão, foram 13 triunfos e nenhuma derrota sofrida .O retorno de Victor Ramos também será de grande utilidade ao ataque: o zagueiro fez seis gols naquela edição e será uma arma nas bolas aéreas.
Time pronto - Nos outros setores da equipe, o comandante não fez nenhuma mudança. O meio campo permanece com os armadores Escudero e Renato Cajá, enquanto o ataque será formado por Maxi Biancucchi e Marcelo Nicácio.
A principal novidade fica por conta do retorno de Marquinhos ao time, após duas rodadas de fora. O atacante será opção no banco de reservas. O meia Leílson também foi relacionado e retorna ao time após um mês se recuperando de lesão.
O Vitória é o líder do Grupo 2, com seis pontos ganhos nas duas rodadas da segunda fase. O Feirense é o terceiro do Grupo 1, com apenas um triunfo, conquistado sobre o Bahia de Feira na rodada passada, no último domingo, 24.

Sem Souza, Bahia enfrenta xará em busca da segunda vitória

É buscando a segunda vitória consecutiva no Campeonato Baiano que o Bahia enfrentará o xará Bahia de Feira na cidade de Feira de Santana (a 108 km de Salvador) neste domingo, 31. Para o jogo, válido pela terceira rodada da segunda fase do Baianão, o time da capital terá algumas mudanças, entre elas a ausência do atacante Souza, que não foi relacionado, e a volta do volante Hélder e do zagueiro Danny Morais. O jogador Diones, que jogará contra o ex-clube, é uma das armas do técnico Jorginho.
O Tricolor vem de uma vitória sobre o Juazeirense e ocupa a primeira posição do Grupo 1, com quatro pontos ganhos. O Esquadrão é seguido de perto pelo Juazeiro, com quem está empatado com o mesmo número de pontos, e pelo Feirense, que aparece em terceiro, com três pontos. Caso vença o confronto desse domingo e conte com um tropeço do Feirense, que enfrentará o rival Vitória no mesmo horário, o Tricolor poderá abrir três pontos de vantagem na liderança do grupo.
Com um empate e uma derrota nesta segunda fase do campeonato, o Bahia de Feira ocupa a última colocação do Grupo 2, com apenas um ponto ganho. O time, que busca a reabilitação, vem de uma derrota por 3 a 1 para o Feirense. Uma vitória sobre o xará da capital fará a equipe sair da incômoda lanterna do grupo e empurrar o Vitória da Conquista, que já jogou pela rodada e foi derrotado, na quarta, pelo Juazeiro.
Arma - O volante Diones, que vai enfrentar o seu ex-time, será uma das armas do Esquadrão para a partida em Feira de Santana. O jogador é o único atleta de todo o campeonato que poderá comemorar o título do Baianão pela terceira vez seguida.
Em 2011, jogando pelo Bahia de Feira, foi campeão ao derrotar, no Barradão, o Vitória por 2 a 1 na grande final. Um ano depois, já no time do Bahia, Diones voltou a levantar a taça, depois do empate em 3 a 3 contra o Vitória na decisão, no qual marcou um dos gols da partida, encerrando o jejum tricolor de 10 anos. Nesse ano, o volante, que já deu dicas para o técnico Jorginho sobre seu ex-time e sobre o palco da partida, tem a chance de ser tri.
Nesse sábado, 30, o Bahia fez o último treino antes do jogo de domingo. Além de Diones, Jorginho já confirmou a volta do volante Hélder para o lugar do meia Marquinhos. O zagueiro Danny Morais, que ficou de fora dos dois jogos do Tricolor no Baianão, também será titular no lugar de Demerson, que está lesionado.
Já o atacante Souza, que no treino da sexta-feira, 29, teve uma discussão com Jorginho, não foi relacionado para a partida e não vai viajar para o interior. Segundo o clube, o jogador foi poupado  por decisão do departamento médico porque teve pouco tempo para treinar e está retornando de uma lesão. Com dores musculares, o atacante Ryder também ficará de fora da partida.FONTE:ATARDE

IBGE: Governadores controlam 105 mil cargos sem concurso público; Bahia é 2ª colocada

Reportagem do Estadão traz resultados da primeira pesquisa completa sobre a estrutura burocrática dos Estados, realizada pelo IBGE. O estudo revela que os 27 governadores empregavam em 2012, em conjunto, um contingente aproximado de 105 mil funcionários que entraram na administração pública sem precisar fazer concurso público. De acordo com o Estadão, no governo federal há 4.445 servidores sem concurso em cargos de confiança na chamada administração direta, ou 0,7% do total dessa categoria. Já nos Estados, a proporção chega a 2,8%. Em números absolutos, Goiás lidera o ranking de estados com maior número de servidores não concursados. Do total de 105,5 mil do país, cerca de 10% estão em território goiano. O governador Marconi Perillo (PSDB) tem sob seu comando na máquina estatal 10.175 funcionários nomeados sem concurso. A Bahia ocupa a segunda posição, com 9.240 não concursados. Ainda segundo o jornal paulista, ao se ponderar os resultados pelo tamanho da população, os governadores que saltam para a liderança do ranking são os de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), com 937 e 263 cargos por 100 mil habitantes, respectivamente.

Grupo Gay da Bahia rebate declarações de Joelma sobre homossexuais

O Grupo Gay da Bahia (GGB) repudiou as declarações dadas pela cantora Joelma, vocalista da banda Calypso, à revista Época publicada neste sábado (30). Ela disse que que ser gay é "como um drogado tentando se recuperar". Em nota, a entidade considera a opinião da artista como um "desserviço e estimulo a intolerância coletiva contra cerca de 10% da população do Brasil". "Como se não bastasse à homofobia racista do deputado Marcos Feliciano, titular da Comissão de Direitos Humanos do Congresso Nacional, vem a cantora sob uma pseudo interpretação da Bíblia, acusar e discriminar os LGBTs", afirma Marcelo Cerqueira, presidente do GGB. "Como formadora de opinião, e ainda vangloriando-se de uma pseudo fé cristã, ela não tem o direito semear o ódio contra uma população que já sobre por tanta incompreensão", completa o ativista. Cerqueira ainda afirma que "a cantora praticou quase todos os pecados capitais. E é uma alma caída na escuridão das trevas, mas que pode ser regenerada. Ficou doente como relata por ser uma pessoa avarenta apegada ao dinheiro e aos bens materiais, vaidosa porque se preocupa com os atributos físicos para conquistar os outros e subordiná-los". Outro lado: Ainda neste sábado, Joelma voltou a tentar amenizar as declarações polêmicas. Ela afirma que tem amigos gays e que conhecem pessoas que conseguiram reverter a homossexualidade. "Meu melhor amIgo e confidente é gay e, apesar das nossas diferentes opiniões, somos amigos", escreveu. Mais polêmica Ainda no comunicado, o GGB pede à toda comunidade que envie protestos aos produtores do seriado 'Tapas e Beijos' para que eles substituam a música tema de abertura cantada pela banda Calypso, considerando que "a postura pública da cantora destoa com atores e a produção do programa". Matéria original: iBahia

Após 35 anos, termina a parceria entre Bombril e Washington Olivetto

0 publicitário Washington Olivetto, criador de um dos garotos-propaganda mais populares da publicidade brasileira, o Garoto Bombril, não fará mais as campanhas para a marca de esponjas de aço homônima. O fim da parceria com a agência W/McCann, em que Olivetto é sócio, ocorreu neste mês, após a Bombril realizar concorrência para definir qual empresa iria criar suas próximas ações publicitárias. A agência DPZ, controlada pelo grupo francês Publicis, saiu vencedora e responderá por todas as campanhas da companhia daqui para a frente. Nos últimos anos, as duas agências se revezavam no atendimento à empresa. Curiosamente, Olivetto e o publicitário Francesc Petit trabalhavam na DPZ quando criaram o personagem, interpretado pelo ator Carlos Moreno desde 1978. O Garoto Bombril figurou nas campanhas das esponjas de aço por mais de 30 anos. A longevidade do personagem levou-o às páginas do "Guinness" em 1994, como o garoto-propaganda com o maior tempo no ar. Desde 2011, porém, uma mudança estratégica fez com que Moreno perdesse relevância dentro da companhia. Para se aproximar das mulheres da nova classe média, um dos objetivos da Bombril, decidiu-se apostar em campanhas institucionais. A maior delas, lançada há dois anos, foi estrelada pelas humoristas Marisa Orth, Dani Calabresa e Mônica Iozzi. VIRAR A CHAVE "Decidimos que era preciso 'virar a chave' desse novo momento da companhia, com uma comunicação que representasse o rejuvenescimento da marca", diz Marcos Scaldelai, diretor comercial e de marketing da Bombril. A campanha "Mulheres Evoluídas" foi criada pela DPZ e ajudou a marca a ganhar espaço entre o público jovem, diz o executivo. Também criou polêmica: um grupo de homens pediu a suspensão das propagandas no Conar alegando discriminação contra o sexo masculino. Nos filmes, as comediantes satirizam os homens e ensinam lições de "adestramento" ao sexo oposto. A W/McCann, de Olivetto, no entanto, continuou responsável por ações esporádicas da esponja de aço Bombril ao longo de 2011 e 2012. A escolha por uma única agência, diz Scaldelai, está relacionada também ao tamanho da verba de marketing da empresa, entre R$ 60 milhões e R$ 70 milhões por ano. "Não é um valor tão grande. Por isso, é mais saudável ter só um parceiro." As próximas campanhas, que entram no ar neste ano, devem manter o mote "Mulheres Evoluídas".:FONTE:FOLHA

Apostadores de AM e RN dividem prêmio de R$ 46 mi da Lotomania de Páscoa 3

Dois apostadores, um de Manaus e outro de Mossoró (RN), acertaram as 20 dezenas do concurso 1.135 da Lotomania especial de Páscoa, realizado em Gramado (RS), e irão dividir a maior parte do prêmio de R$ 46.034.029,50. Cada um deles receberá R$ 20.626.601,34. Mais loterias Os 20 números sorteados pela Caixa Econômica Federal são: 02 - 03 - 11 - 24 - 28 - 29 - 31 - 40 - 52 - 53 - 56 - 60 - 61 - 75 - 76 - 81 - 83 - 90 - 92 - 93. Os donos dos 63 bilhetes que acertaram 19 números vão levar R$ 36.024,50 cada um. Outras 986 pessoas fizeram 18 acertos e vão levar R$ 2.301,77. Três apostas não acertaram nenhuma dezena e vão receber R$378.257,30. Cada bilhete possuia 100 dezenas, das quais 50 deveriam ser assinaladas pelo apostador.

Novos direitos de domésticos já abalam rotina de patrões e empregados

Os novos direitos dos empregados domésticos, que devem virar lei na próxima semana, já estão transformando a vida de aproximadamente 7 milhões de domésticos (dados da OIT), cerca de três quartos ainda sem carteira assinada. A expectativa deve persistir até o meio do ano, quando, segundo o Ministério do Trabalho, devem ficar prontas as novas regras de itens como adicional noturno, demissão por justa causa, seguro-desemprego e FGTS. Mas o custo vai aumentar (simulações feitas pela Folha com salários de nove entrevistados mostra acréscimo de no mínimo 6% e de até o dobro, nos casos mais extremos), e isso já está mexendo com a vida e as relações de empregados e empregadores e das famílias de lado a lado. Em 16 histórias ouvidas pela reportagem, pelo menos 4 --um quarto do total-- cogita demitir ao menos um empregado, por não ter como arcar com o aumento de custo. Outros empregadores pensam em mudar seu próprio horário de trabalho para evitar as horas extras ou em alterar a rotina da família, mandando a criança para a escola para evitar a necessidade de uma babá naquele período. Do lado dos domésticos, a expectativa é grande em relação aos novos benefícios --e as dúvidas também.

quinta-feira, 28 de março de 2013

A Sexta Feira Santa é Santa? Pode comer carne na Sexta feira Santa?



Olá meus amigos! espero que tenham uma semana Santa especial para reflexão,e que Jesus possa perdoar nossos pecados.Este Blog ficará sem atualizações até o próximo Domingo,em respeito ao sofrimento e morte de Jesus,filho do  nosso DEUS JEOVÁ.Por favor,leiam com atenção este artigo,e que todos possam compreender o verdadeiro significado da SEXTA-FEIRA SANTA.

A tradição Católica da sexta feira santa é considerada tão sagrada pela grande maioria dos cristãos brasileiros que falar mal desse dia pode parecer um sacrilégio, uma blasfêmia, algo totalmente anticristão. Mas ousamos dizer que o que é anticristã é essa sexta feira santa profana que inventaram.

Originalmente Deus ordenou que Israel comemorasse a Páscoa, que em hebraico significa PASSAGEM. A festa era a comemoração da passagem pelo mar vermelho e a fuga cheia de milagres do Egito. Com o Cristianismo, a Páscoa se tornou símbolo da morte e ressurreição de Cristo. Com o advento da tradição católica, a sexta feira santa se tornou símbolo da morte de Cristo: dia negro e de tristezas, onde seria proibido comer carne e participar de festas. E o domingo de páscoa, se tornou o dia da felicidade e da ressurreição.

Porém, Deus não deu apenas 1 feriado para Israel. Ele deu 7 dia santos ou feriados. Era pecado deixar de participar dessas festas:

1 – Páscoa (Lev. 23:4 e 5): Festa instituída quando o povo de Israel foi libertado da escravidão do Egito (Ex. 12). Um cordeiro era morto no dia quatorze do primeiro mês (Abib) do calendário hebraico.
2 – Pães Asmos (Lev. 23:6 a 8): No dia seguinte à Páscoa (15 de Abib) começava um período de sete dias onde o povo deveria comer pão sem fermento e oferecer oferta queimada ao Senhor. No verso sete o texto diz que no primeiro dia, ou seja, o dia seguinte a Páscoa, o povo não poderia trabalhar.
3- Primícias (Lev. 23:9 a 14): Acontecia no dia imediato à festa dos pães asmos (16 de Abib) e festejava o início da colheita.
4- Pentecostes ou Festa das Semanas (Lev. 23:15 a 22):  Essa festa comemorava o fim da colheita, uma espécie de segunda festa das primícias.
5 – Trombetas (Lev. 23:24 e 25): No primeiro dia do sétimo mês era tocada a trombeta para anunciar o primeiro dia do ano civil, ou ano novo.
6- Dia da Expiação (Lev. 23:26 a 32): Acontecia no décimo dia do sétimo mês. O Santuário era purificado das transgressões daqueles que um dia sacrificaram um cordeiro e tiveram seus pecados transferidos simbolicamente através do sangue do animal que era aspergido no tabernáculo.
7- Tabernáculos (Lev. 23:33 a 44): No décimo quinto dia acontecia a última festa do ano religioso, a Festa dos Tabernáculos. Os israelitas, em memória ao tempo em que eram errantes no deserto e viviam em tendas, deviam voltar a morar em barracas durante sete dias. Ao contrário da contrição da festa anterior, havia muito júbilo e alegria nesta ocasião. O juízo havia passado e o perdão dos pecados estava garantido. Era uma festa de colheita também (uvas e azeitonas, ver William L. Coleman, Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos, 268 e 269), e havia um espírito de gratidão por tudo que o Senhor havia feito durante o ano.

Sabe o que isso significa? Se a Páscoa deve ser comemorada nos dias de hoje, as outras seis festas também devem ser observadas sob risco de incorrer em pecado!

O Grande problema disso tudo é que nenhuma igreja cristã observa as 6 demais festas, salvo um ou outro grupo bem restrito. Elas consideram que são festas que se cumpriram em si mesmas e não são aptas para os cristãos.  Do mesmo modo, não vemos a ordem de Jesus para observar as festas de Israel (nem mesmo a Páscoa). Jesus deu apenas 2 ordens e 1 observação específica:

1- A Ordem do Batismo – (Mateus 28:19) – Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

2- A Ordem da Ceia Sagrada: (I Corintios 11:25) -  Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, emmemóriade mim.

3- A Observação da sacralidade do Sábado numa perseguição: (Mateus 24:20) -  E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem nosábado;

Como podemos ver o Novo Testamento não fala da perpetuidade da Páscoa. A Igreja Católica também criou uma incoerência com a sexta feira santa: a proibição de comer carne. A páscoa judaica era justamente o contrário disso! Era a Festa que o cordeiro devia ser comido, sem guardar as sobras! Portanto é diabólico que essa igreja não permita comer carne na sexta feira santa (coisa que Deus não proibiu), mas não se importe que seus fiéis comam carne de porco (que Deus proibiu).

As Igrejas Evangélicas e até mesmo a Igreja Adventista ostentam o slogan de “semana santa” quando chega a Páscoa mais por uma razão mercadológica: “se una ao inimigo para conquistar mais fiéis”. E utilizam o periodo para orações, ensinamento do evangelho e batismos:

Apesar de alguns considerarem louvada essa idéia de semana santa, alguns grupos não acham a menor graça. Os judeus corretamente ensinam que a Páscoa é no pôr do sol do dia 14 do mês de ABIB. A Páscoa tem um dia FIXO no mês e cai em qualquer dia da semana: segunda, terça, quarta, etc. Eventualmente acaba coincidindo com o calendário católico e caindo na sexta feira, mas não é todo ano. As Testemunhas de Jeová não seguem o calendário católico. Nem os Ortodoxos. Vejamos a diferença de datas entre a Páscoa Católica e Ortodoxa:

Por qual razão os adventistas utilizam a Páscoa Católica para eventos e evangelismo? A resposta na verdade é apenas uma: a tradição dos anciãos. Aquela que Jesus condenou.

Outro ponto importante na Páscoa Católica, é que ela é feita para cair sempre no dia de domingo. Qual o problema com isso? O problema é que a igreja católica tornou todos os domingos dias santos. Mas Deus ensina na Bíblia que todos os sábados é que são santos. Transformar um domingo por ano na Páscoa, no dia da felicidade, foi um dos muitos golpes usados para rebaixar a guarda do sábado em definitivo.

Portanto, deixemos de olhar para a sexta feira católica como dia santíssimo: na Grécia, Rússia ou Ucrânia, países Ortodoxos, ela não tem significado nenhum. A Sexta feira sagrada para eles é outra. E seria bom que para que nós, nenhuma sexta fosse sagrada. Pois só há um mandamento referente a dias:

(Lucas 23:54) – E … começava o sábado.  E as mulheres, que tinham vindo com ele da Galiléia, seguiram também e viram o sepulcro, e como foi posto o seu corpo. E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento.

Atualmente a sexta feira santa é usada para espetáculos teatrais da morte de Cristo.

Um dos pontos interessantes desses teatros é que não convertem ninguem. Seguidores de Iemanjá os assistem, praticantes da sodomia, praticantes do espiritismo, profanadores do sábado etc. E essas pessoas não deixam de ser nada disso no dia seguinte. Não abandonam o pecado. A teatralização da morte de Cristo é quase uma festa da CARNE. Quase um carnaval. Não produz mudança de vida (salvo raras exceções). Não traz o processo de conversão, exceto um sentimentalismo momentâneo.

A Páscoa se tornou a festa do chocolate

Em todo o ocidente é vendido um produto que espiritualmente nada tem haver com a história de Cristo. Ou Jesus verteu chocolate na cruz ao invés de sangue?

Aliais a semana santa das igrejas protestantes não servem em nada para evangelismo. “Porque eu sairia da minha igreja que também tem semana santa para ir na sua?”

FONTE:adventismoemfoco.wordpress.com

quarta-feira, 27 de março de 2013

Wagner confirma presença de Dilma na Fonte Nova


O governador Jaques Wagner detalhou, nesta quarta-feira (27), como será a visita da presidente Dilma Rousseff a Salvador para a inauguração oficial da Arena Fonte Nova. Durante encontro de alinhamento e integração dos Planos Operacionais para a Copa das Confederações deste ano, o gestor estadual disse que a cerimônia está prevista para começar às 10h. "A Copa das Confederações é um primeiro passo para o sucesso da nossa Copa em 2014. Nós, que já fazemos o melhor Carnaval do mundo, faremos uma das maiores festas dentro da Copa das Confederações e Copa do Mundo", declarou. Na reunião desta quarta (27), a pauta é a integração entre as equipes responsáveis por questões consideradas cruciais para o êxito do megaevento, como segurança, controle de ingressos, transporte e mobilidade, acomodação e receptivo turístico, telecomunicações, vigilância sanitária e voluntariado.

Dilma defende reformas no Conselho de Segurança da ONU e no FMI

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta quarta-feira (27) reformas no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e no Fundo Monetário Internacional (FMI). Ela afirmou, durante a 5ª Cúpula do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), na África do Sul, que é necessário dar mais espaço aos países em desenvolvimento. “Nesses fóruns é importante que se reflita o peso do Brics e dos países em desenvolvimento para que a governança seja mais democrática”, discursou. Para o governo brasileiro, é necessário modificar a estrutura do FMI, para a modernização das linhas de pensamento em relação às economias mundial e domésticas. Para a presidente brasileira, a reforma do Conselho de Segurança, responsável pela definição de políticas de preservação da população civil e cuja estrutura é do final da 2ª Guerra Mundial, também deve ser revista. O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, declarou que a reforma do conselho deve ser voltada ao combate à pirataria e ao terrorismo. “Usando a sabedoria e a capacidade para ultrapassar esses desafios, reafirmando a importância que coloca o trabalho do Brics para o benefício dos povos do mundo”, disse. Informações da Agência Brasil.
Foi-se o tempo em que os índices de violência eram irrisórios e a criminalidade ficava bem longe dos passeios soteropolitanos. De um tempo para cá, a violência não só cresceu, como bateu na porta e invadiu condomínios e residenciais sem tomar conhecimento de guaritas e portarias (em vários casos são elas que facilitam). Com isso, a salvaguarda do morador tem dependido cada vez mais de um efetivo pequeno de profissionais, que muitas vezes sem preparação adequada e sem recursos suficientes caem diante dos delitos. Segundo o consultor de segurança patrimonial Luiz Breneken, nove anos na Bahia já foram suficientes para observar situação críticas que favorecem a escalada de crimes, e um fato é gritante. “Basta chegar de terno e gravata, com uma pasta e se apresentar com oficial de Justiça que você entra em qualquer condomínio”, disparou. Na entrevista que concedeu ao Bahia Notícias, Breneken falou também sobre crimes comuns em condomínios, discorreu sobre a importância dos recursos eletrônicos, deu orientação para condomínios populares, e comentou as polêmicas dicas da secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia

TCM multa ex-presidente da Câmara de Salvador por excesso de cargos comissionados

O Tribunal de Contas dos Municípios multou nesta terça-feira (26) o ex-presidente da Câmara de Salvador, Alan Sanches (PSD), atualmente deputado estadual, após constatar a existência, em 2010, de 804 funcionários em cargos comissionados na Casa. Relator da matéria, o conselheiro Paolo Marconi apontou que, dos 927 servidores do Legislativo soteropolitano, somente 193 são efetivos. Logo, 804 trabalhadores (o que representa 80,64% dos funcionários da Câmara) são comissionados, ou seja, contratados sem concurso público. Além de determinar multa de R$ 1,5 mil, o TCM pediu informações ao atual presidente da Casa, Paulo Câmara (PSDB), com o objetivo de regularizar a situação. O excesso de cargos comissionados foi detectado por meio de uma investigação realizada por técnicos da Inspetoria Regional de Controle Externo do tribunal, após um termo de ocorrência encaminhado à Corte. Informações do jornal A Tarde.
Para compensar parte do aumento dos custos com os novos direitos conquistados pelos trabalhadores domésticos, técnicos do governo estudam aliviar o peso da contribuição previdenciária para os empregadores, correspondente a 12% do salário bruto. Segundo a proposta em estudo, a alíquota poderia ser reduzida para 7% ou 8% e não haveria alteração nos percentuais recolhidos pelos trabalhadores, de 8%, 9% e 11%, de acordo com a faixa salarial. O benefício seria acompanhado do fim da dedução do gasto na declaração do Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas. Segundo os técnicos que realizam o estudo, o desconto não estimula a formalização e só beneficia quem tem renda maior, que faz a declaração completa, já que a classe B realiza declaração simplificada e a C, muitas vezes, é isenta. A dedução do gasto com serviço doméstico no IR vai até 2015 (ano-calendário 2014) e é limitada a um empregado, com teto atual de R$ 985,96 (12% sobre o salário mínimo). Informações de O Globo.
O Senado aprovou nesta terça-feira (26), em segundo turno, por 66 votos a favor e nenhum contra, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que garante aos empregados domésticos todos os direitos dos demais trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Conhecida como PEC das Domésticas, a proposta assegura à categoria o direito a ter recolhido o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a receber indenização em caso de demissão sem justa causa, entre outras coisas. A indenização, porém, deverá ser regulamentada mais tarde por um projeto de lei complementar. Com a aprovação, os empregados que trabalham em residências, como faxineiras, jardineiros, cozinheiras e babás, por exemplo, também passam a atuar em um regime de jornada máxima de trabalho de oito horas diárias e 44 horas semanais. Haverá o recebimento de horas extras de 50% superior ao preço da hora normal quando o tempo de serviço ultrapassar o limite estabelecido. No caso de o trabalhão acontecer depois das 22h, o empregado terá direito ao adicional noturno. Informações da Agência Brasil.
A Páscoa pode até ser uma dádiva ao estômago, mas quase sempre faz muito mal à saúde do bolso. Dados de uma pesquisa realizada pelo Procon-BA retratam, em números, quanto custa o simbolismo da festa que encerra a Semana Santa e comprovam a grande distância entre os preços dos ovos e das barras de chocolate. De acordo com o levantamento, ao optar pelo presente clássico do coelhinho, o consumidor paga até cinco vezes mais em comparação à compra de tabletes da guloseima. É o caso do chocolate Crocante, da Lacta, por exemplo. O equivalente a um quilo do produto em barras custa, nas Lojas Americanas, pouco mais de R$ 23 - bem menos que a mesma quantidade em formato oval, que sai a mais de R$ 111. Um pouco menos discrepante é a diferença se o parâmetro for o chocolate Classic ao Leite Nestlé. No Extra Paralela, um quilo do doce em tabletes custa R$ 27,50, enquanto em ovos o preço chega a R$ 104,13. Já para quem não dispensa o tradicional, a melhor opção é o Talento Castanha, da Garoto, que "apenas" dobra de valor quando transformado em ovo de Páscoa. No Hiperbompreço Iguatemi, ele sai a R$ 34,80 em barras e a R$ 74,40 em ovos.FONTE:BAHIA NOTICIAS

Análise Datafolha: Católicos são os mais liberais entre religiosos

A pesquisa feita pelo Datafolha sobre a eleição do papa Francisco consolida a impressão de que há uma grande diferença entre o que a igreja prega e o que os católicos brasileiros pensam ou praticam --com algumas nuances importantes. Em primeiro lugar, chama a atenção o fato de que, em temas polêmicos, ligados à moral sexual ou aos pilares do funcionamento da igreja, os católicos do Brasil são, com frequência, mais "liberais" que os membros de todas as demais igrejas cristãs. É no mínimo curioso, por exemplo, que num país onde já há "bispas" e "pastoras" com status de celebridade, mais católicos defendam que uma mulher pode celebrar a missa (64% deles) do que evangélicos pentecostais (56%) e entre os não pentecostais (58%). O contingente católico da população também é o grupo mais aberto, entre os membros das igrejas cristãs, à possibilidade de uniões homossexuais (41%). Esse número só não é maior do que o registrado entre espíritas (64%) e adeptos da umbanda (53%), os únicos grupos religiosos do país que têm uma maioria favorável a esse tipo de união, de acordo com o levantamento do Datafolha. E os resultados são parecidos quando se pergunta o posicionamento sobre a legalização do aborto. A questão, claro, é como explicar o abismo entre o Magistério (o ensinamento oficial da igreja) e a prática, coisa que pesquisas de opinião de larga escala não foram projetadas para fazer. Um primeiro aspecto importante provavelmente é o simples gigantismo e peso histórico da Igreja Católica no Brasil. O "catolicismo cultural", o hábito de batizar os filhos e ir à igreja apenas para casamentos e funerais, ainda é uma força considerável, embora esse tipo de católico esteja virando evangélico ou "sem religião" com frequência cada vez maior. PESO E TESOURO: Há ainda a influência duradoura do Concílio Vaticano 2º (1962-1965), encontro de todos os bispos do planeta que redefiniu a relação da igreja com o mundo moderno. Muitos sacerdotes e fiéis ainda interpretam as afirmações do concílio sobre a primazia da consciência de cada pessoa como uma abertura para tomar suas próprias decisões sobre temas que não afetariam o cerne da fé. (Por outro lado, o concílio também condenou o aborto como "crime abominável", e só 41% dos católicos do país aceitam abrir brechas para o procedimento.) Outro detalhe interessante é a diferença entre o que os fiéis acham correto e o que o papa deveria fazer a respeito. Nem todo mundo que é a favor da camisinha ou da pílula anticoncepcional acha que o papa deveria sair em defesa delas, por exemplo. E, apesar da associação entre celibato clerical e casos de abuso sexual envolvendo padres, metade dos católicos (52%) ainda prefere um clero celibatário. A tradição católica estaria, então, mais para um fardo ou para um tesouro? Para muita gente, talvez seja as duas coisas.FONTE:UOL

Cada deputado deve custar R$ 142 mil por mês

Salário de quase R$ 30 mil por mês. Ajuda de custo para mudar para Brasília. Verba de aproximadamente R$ 30 mil mensais para pagar alimentação, pesquisas, aluguéis, combustível, consultoria. Até 25 funcionários, um gabinete, apartamento funcional com telefone liberado. Tudo isso e muito mais são os direitos e benefícios que cada um dos 513 deputados federais no Brasil tem à sua disposição para desempenhar suas atividades, como apresentar projetos, relatar outras propostas, votar, aprovar, rejeitar, fiscalizar o governo, apoiar o governo, representar a sociedade, ou a parte dela que o elegeu. Como mostrou ontem (25) o Congresso em Foco, um deputado e seu gabinete custavam R$ 122 mil por mês até o início de 2011, quando o salário tinha acabado de subir para R$ 26.723,13. Mas, agora, com medidas tomadas no final da gestão de Marco Maia (PT-RS) e outras em curso na administração de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), um gabinete deve custar R$ 142 mil por mês. O salário dos deputados deve subir para R$ 28 mil por mês, graças à PEC da Bondade, negociada pelos parlamentares com o aval de Henrique Eduardo Alves. O “cotão”, a verba multiuso que paga da refeição à passagem de avião, vai passar de R$ 29 mil por mês em média, para R$ 33 mil. E o auxílio-moradia vai de R$ 3 mil para R$ 3,8 mil por mês. Quem não recebe o benefício geralmente mora em um dos 432 apartamentos funcionais que ficam na Asa Sul e na Asa Norte, áreas nobres de Brasília. O presidente da Câmara tem direito a residência oficial no Lago Sul. Com os aumentos em curso, a conta final para o contribuinte será de quase R$ 1 bilhão por ano. Carandiru e Amarelinho: Os gabinetes funcionam nos anexos III e IV da Câmara. Os primeiros têm 33,7 metros quadrados, mas não dispõem de banheiro privativo. Pela falta de conforto, os deputados apelidaram o edifício de “Carandiru”. O anexo IV é aquele prédio amarelo de dez andares, ao qual se tem acesso pelo subterrâneo por meio de uma esteira rolante. Lá tem restaurante na cobertura e vários elevadores. Os gabinetes têm banheiro próprio e possuem de 39 a 40 metros quadrados. Carro oficial não é como no Senado, onde cada um dos 81 parlamentares daquela Casa tem direito a um. Na Câmara, só 11 deputados têm esse benefício: o presidente, os outros seis membros da Mesa, como vice-presidente e secretários, o ouvidor-geral, o procurador parlamentar, a procuradora da mulher e o presidente do Conselho de Ética.

Doação eleitoral deveria ser crime inafiançável, diz Lula

Falando para uma plateia de cerca de 150 executivos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu ontem que o financiamento privado de campanhas eleitorais se torne crime inafiançável. Em resposta a uma pergunta sobre o papel dos partidos no mundo, Lula defendeu uma reforma no sistema político brasileiro e a adoção do financiamento público exclusivo de campanha eleitorais. "No Brasil nós precisamos priorizar uma reforma política. Eu sou defensor do financiamento público de campanha como forma de moralizar a política. E mais ainda: não só se deveria aprovar o financiamento público como tornar crime inafiançável o financiamento privado." Hoje são inafiançáveis crimes como a tortura, o tráfico de drogas e todos os hediondos, como o sequestro. Depois de ter chegado ao Planalto, em 2002, o PT foi o partido que mais recebeu doações em disputas nacionais. Em valores corrigidos, Lula arrecadou R$ 114,8 milhões em 2006 e Dilma Rousseff, R$ 158,4 milhões em 2010. As empresas que mais financiaram campanhas de todos os partidos desde 2002 mantêm negócios com o poder público. A lista é encabeçada por quatro construtoras: Camargo Corrêa, OAS, Andrade Gutirrez e Queiroz Galvão. O financiamento público de campanha é uma bandeira antiga do PT. Mas a declaração de Lula foi a condenação mais veemente feita por ele em discursos recentes contra as doações eleitorais privadas -tema sensível ao PT devido ao mensalão. No julgamento do escândalo, em 2012, petistas defenderam a tese de que o dinheiro pago a congressistas era doação eleitoral irregular, por meio de caixa dois. O discurso foi utilizado -sem sucesso- para tentar atenuar a acusação de que se tratava de compra de apoio político. A fala de Lula atacando o financiamento privado ocorre também após a Folha revelar que empreiteiras pagaram quase a metade de suas viagens ao exterior desde que ele deixou a Presidência. Após sair do Planalto, em 2010, o petista tem dito que trabalhará para viabilizar uma reforma política. A Câmara criou uma comissão especial para discutir o assunto, mas o relatório do petista Henrique Fontana (RS) pouco avançou. O texto também prevê o financiamento público, mas não fala sobre transformar doações em crime inafiançável. Fontana disse que pretende que alguns pontos sejam votados até abril. Apesar disso, Lula disse acreditar que o projeto não deve avançar no Legislativo e defendeu a criação de uma Assembleia Constituinte para tratar o tema. "Não acredito que o Congresso vote a reforma. Quem está lá quer continuar com o status quo. Se o Congresso não fizer uma reforma política, nós teríamos que ter uma Constituinte só para fazê-la." O petista disse ainda que a eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República em 1994 foi "um avanço para a democracia". Citando a campanha de Jânio Quadros à Prefeitura de São Paulo em 1985, pediu que as pessoas "tomem cuidado" com "todo mundo que usa [o combate à] corrupção como bandeira de campanha": "Ele pode ser pior do que quem está acusando", afirmou. Lula participou, ao lado do ex-premiê espanhol Felipe González, de seminário organizado pelo jornal "Valor Econômico" sobre a crise econômica mundial.

Desemprego sobe para 10,4% em fevereiro, segundo Dieese

A taxa de desemprego total subiu de de 10%, em janeiro, para 10,4%, em fevereiro, de acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego divulgada nesta quarta-feira (27) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos). A pesquisa mostra que, em fevereiro, o total de desempregados nas sete regiões onde a pesquisa é realizada (Belo Horizonte, Distrito Federal, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo) é de 2,3 milhões de pessoas, 82 mil a mais do que em janeiro.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Está na hora do prefeito Osni cumprir promessas de campanha

Um Professor na gestão dos negócios públicos pode ser bom indício de eficiência administrativa, mas não é, necessariamente, indicação de competência em questões que exigem, sobretudo, sensibilidade política e social. Estamos assistindo, no município de Serrinha, ao agravamento diário da violência e abandono do patrimônio publico sem que o prefeito Osni Cardoso(PT) mostre disposição e vontade política de enfrentar o problema de acordo com as expectativas da população. Uma febre obreirística parece estar mobilizando o prefeito em tempo integral, de tal modo que o drama diário da violência enfrentado pela população - nas ruas e nas próprias residências - vem figurando em plano secundário na agenda da administração municipal,isso sem se falar no sofrimento na hora de atendimento médico. Nada contra obras, evidentemente. O município precisa delas para crescer. Mas é preciso conciliar interesses e listar prioridades para que, cobrindo-se um santo, outro não fique descoberto. E a questão da violência,saúde e educação que estão em último plano, e que deveriam ser prioridades. O município não pode, em hipótese alguma, fugir às suas responsabilidades no enfrentamento dos problemas. O trabalho de um administrador sensível,humano,não só rende bons frutos, objetivamente falando,como transmite à população a sensação de segurança. Nada de excepcional, nada de projetos mirabolantes ou de forte impacto é necessário para dar tranqüilidade a uma comunidade assolada pela violência e abandono da "coisa publica" O be-a-bá já basta. E em que consiste esta lição básica de gestão do problema da violência? Simples: exige a adoção de ações coordenadas com o Estado e a busca de apoio da população. Em síntese, um bom planejamento e a mobilização de pessoal capacitado para dar sentido prático às medidas previstas. O que não se admite, no caso de Serrinha, é a omissão. Ou a tomada de decisões em cima do laço, de improviso. A população está assustada com o aumento da violência e decepcionada com a falta de vontade política da atual administração. Por isso, ela tomou em suas mãos a iniciativa de tirar a prefeitura do marasmo. Reuniões comunitárias sucessivas vêm acontecendo, como fui informando, e uma lista de medidas preventivas já foi elaborada para ser entregue às autoridades. Espera-se que, apesar de até agora, ter-se mostrado alheio à questão, o prefeito Osni desperte de sua letargia e comece a agir em consonância com o que pensam aqueles que o elegeram.E a câmara de vereadores de Serrinha,deixe de ser tão submissa aos caprichos do executivo.Que os vereadores verdadeiramente cumpra com sua obrigação:REPRESENTAR A POPULAÇÃO. Texto:Radialista-José Ribeiro(desde 1980)

Apresentadora Rachel Sheherazade causa indignação entre artistas do SBT

Um grupo de funcionários do SBT, entre eles alguns artistas da emissora, está descontente com alguns comentários feitos pela âncora Rachel Sheherazade no "SBT Brasil". Segundo o jornal Folha de S.Paulo, os funcionários pensam em um abaixo-assinado batizado de "Rachel não nos representa", que será encaminhado à direção da emissora. O SBT diz não conhecer a iniciativa. À publicação, o diretor de jornalismo do SBT, Marcelo Parada, disse que qualquer âncora da emissora tem plena liberdade para emitir opiniões. Entre os motivos que podem ter despertado a revolta dos funcionários, está a defesa da jornalista à nomeação do deputado federal Marcos Feliciano à Comissão dos Direitos Humanos.

E ainda estremeço ao ouvir Dilma.



Três anos de dilmês intensivo – em carga horária que me credenciaria a um pós-doutorado no estudo desse dialeto – e ainda estremeço ao ouvir Dilma. A reprodução que ela fez do diálogo privativo com o Papa Francisco, na coletiva depois do encontro, beira a insanidade narrativa — como o Augusto demonstrou magistralmente em post anterior. Não importa o que ele efetivamente disse a ela — certamente num português mais escorreito que o da presidente do Brasil — ou o que ela tentou dizer a ele, em dilmunhol. O grande problema é o que ela disse que ele teria dito. Não bastando dizer o que diz, Dilma ainda põe palavras suas nos lábios dos outros – e justo do papa!
Ao transcrever a conversa — que heresia — Dilma fez o novo papa falar dilmês: “Ele estava me dizeno que ele espera uma presença grande dos jovens na medida em que ele é o primeiro papa, ele é várias coisas primeiro”.
Em dilmês é assim: a conversa já tinha acabado, Dilma dava entrevista à imprensa, mas o papa ainda estava dizendo alguma coisa lá dentro. Deve ter ficado falando sozinho. E, segundo Dilma, além de sua beatitude natural, o papa tem também uma imensa platitude – a ponto de afirmar que espera grande presença de jovens numa jornada mundial de jovens. Francisco, que é “várias coisas primeiro”, é também o primeiro papa a se tornar ventríloquo de Dilma Rousseff.
Se o papa falasse como Dilma o transcreve, Jorge Mario Bergoglio não seria sacristão da capelinha da Villa 31, o bairro mais pobre de Buenos Aires. Ela empobrece e vulgariza tudo o que passa por sua fala – dos sentimentos mais nobres a uma receita de omelete. Dilma, que se diz economista e só não é doutora porque descobriram que não era, é a única usuária desse estranho patois que é o dilmês – expressão verbal que parece não ter passado por um processo completo de aquisição da linguagem. Imagine qualquer brasileiro presente na Praça de São Pedro no dia da entronização descrevendo uma hipotética conversa com o papa — nenhum diria as coisas que Dilma disse, como disse.
Assista ao vídeo de novo: a senhora que fala baixinho, dizendo em voz beatífica as maiores bobagens para soar como uma chefe de governo sintonizada espiritualmente com o pontificado de Francisco, parece uma estadista? Só se for pela pompa e pela circunstância de sua comitiva pagã – donos de agências de turismo calculam em 500 mil dólares, no mínimo, fora a parte aérea, os gastos com o beija-mão papal em Roma. Dilma não mediu custos. Foram 52 suítes no The Westin Excelsior e não se fala mais nisso. É aquela história – país rico é pais sem pobreza.
Mas não foi, em absoluto, uma viagem perdida. Na conversa com o papa, a presidente teve uma visão extraordinária, dela extraindo os Três Segredos de Dilma, a saber:
1. O papa é muito normal
2. O papa é muito modesto
3. O papa é muito importante para o momento em que vivemos
Este terceiro segredo de Dilma, como o terceiro de Fátima, ainda tem uma aura de mistério: queria ela referir-se, como mandaria a lógica, ao “momento que vivemos”, indicando uma quadra específica da vida humana na Terra; ou, como de fato disse, ao “momento em que vivemos”, o qual situa os sete bilhões de seres viventes da Terra em torno da descoberta de que estamos todos vivos, e ao mesmo tempo?
Mas há um quarto segredo, esse ainda insondável – quando for enfim revelado, virá à tona, em seus bastidores espantosos, o maior escândalo da história da República. Sempre que abre a boca, não importa o assunto, Dilma Rousseff passa a impressão de ser alguém que chegou à Presidência por um terrível engano. Os auxiliares mais próximos descobriram isso faz tempo. Não são burros — longe disso. Quando constataram o erro de pessoa, no dia mesmo em que Dilma começou a falar, ainda na pré-campanha (“Pra mim sê pré”), temeram pelo pior, temeram pelo fim do lulopetismo e das lulomamatas, com a derrota nas urnas. Mas, como nada se contrapunha ao notório engano, nem da parte da oposição nem por iniciativa da mídia, a turma relaxou e a farsa acabou vingando.
A presidente revelou-se logo tão ou mais desastrosa que a candidata, mas, de novo sem contestação, as forças que colocaram Dilma na Presidência assumiram Dilma como ela é. Atualmente, o Portal do Planalto transcreve suas falas na íntegra, sem pentear um anacoluto ou disfarçar uma verruga sintática. São peças históricas – pela ousadia e pelo deboche.
Porque simplesmente não é possível, não é normal, não é aceitável que uma pessoa investida da condição de presidente da República tenha essa dificuldade patológica de expressar uma ideia, um conceito, uma opinião, uma analogia, um sentimento, uma sensação… uma conversa amena, descontraída e privilegiada com um papa que faz questão de deixar tudo e todos muito à vontade.
O que leva alguém a supor que uma pessoa com esse nível de estrato verbal tenha competência para ser presidente da República? Que entenda e processe convenientemente, por meio de argumentos bem articulados, sem platitudes contraproducentes ou pastiches de clichês, a miríade de temas nacionais que mobiliza um presidente da República?
O quarto segredo de Dilma ainda está longe, muito longe, de ser desvendado – haja vista sua extraordinária popularidade e a certeza quase estatística de que será reeleita no primeiro turno de 2014.
Será que o Papa Francisco já está habilitado a desfazer milagres?
FONTE:VEJA-CELSO ARNALDO ARAÚJO

Brasil enfrenta a Rússia e Kaká ganha última chance

O jogo contra a Rússia, nesta segunda-feira, no estádio Stamford Bridge, em Londres, seria apenas mais um amistoso para a seleção brasileira, mas a equipe precisa vencer para mostrar que o trabalho de Luiz Felipe Scolari está no caminho certo, adquirir confiança e conquistar a torcida. Para Kaká é a oportunidade de provar que pode fazer parte do grupo da Copa das Confederações, que começa em 15 de junho. A partida desta segunda-feira será às 16h30.

O problema é que Feliciano garante que não sai.

Henrique Eduardo Alves inicia a semana decidido a resolver a encrenca do deputado pastor Marco Feliciano. Aos mais próximos, Alves não se cansa de repetir que o homofóbico e desastrado pastor “perdeu as condições mínimas para presidir uma comissão da Câmara”. Diz Alves em conversas privadas: - Ele não consegue nem iniciar as sessões. Alves reclama que Feliciano não seguiu seu conselho de submergir quando a confusão decorrente de suas posições ganhou as manchetes. Assim, na visão de Alves, teria atiçado mais ainda seus barulhentos opositores. O que o presidente da Câmara fará? Se reunirá com Feliciano, provavelmente amanhã, e fará um apelo para que o pastor dê bye bye à comissão. O problema é que Feliciano garante que não sai.

Feliciano diz que só a morte o tira de comissão

O deputado-pastor Marco Feliciano (PSC-SP) não exibe a mínima intenção de deixar a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Em entrevista a Sabrina Sato, ele disse: “Uma renúncia minha agora é como se eu assinasse um atestado de confissão.” Como não se considera nem racista nem homofóbico, Feliciano deseja “provar isso” mantendo-se na poltrona. “Fui eleito por um colegiado”, ele declarou. “É um acordo partidário. E acordo partidário não se quebra. Só se eu morrer.” A conversa foi gravada na semana passada e levada ao ar na noite deste domingo (24). Decidido a deixar claro que não mudou de ideia, Feliciano convidou os seus seguidores no Twitter a assistir à entrevista. Fez mais: pendurou em seu site um texto no qual informa que “prepara viagem oficial à Bolívia”. Coisa para os “próximos dias”. Feliciano irá interceder em favor dos 12 corintianos recolhidos a uma cadeia boliviana depois da morte de um adolescente na partida do Corinthians contra o San Jose, no dia 20 de fevereiro. Para preparar a viagem, informa o texto, o deputado esteve com o embaixador da Bolívia no Brasil, Jerjes Justiano Talavera. Tomado pela movimentação, Feliciano vai remar na contramaré de compromissos assumidos por dirigentes do seu partido com Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara. Reuniram-se com Henrique o deputado André Moura (SE) e o pastor Everaldo Pereira –respectivamente líder e vice-presidente do PSC. A dupla comprometeu-se com o presidente da Câmara a providenciar no final de semana a saída negociada de Feliciano. Desde que foi alçado ao comando da Comissão de Direitos Humanos, o deputado-pastor não consegue realizar sessões. Militantes de movimentos gays não permitem. No dizer de Henrique Alves, chegou-se a uma situação que é “ruim pra todo mundo: para o Feliciano, para o PSC, para a comissão e para a própria Câmara.” Ele espera receber uma resposta dos dirigentes do partido de Feliciano até esta terça (26). Do contrário, levará a encrenca à reunião que costuma realizar semanalmente com todos os líderes partidários. Há um entrave regimental para a destituição de Feliciano. O pastor foi eleito pela maioria da comissão. Não pode simplesmente ser arrancado da cadeira à revelia. Der resto, nunca é demasiado recordar que as grandes e médias legendas da Câmara –PT, PMDB, PSDB e PSB, por exemplo— foram cúmplices no descalabro. Mais: PT e PMDB chegaram mesmo a ceder ao PSC assentos que detinham na comissão, permitindo que se formasse a maioria que ratificaria o nome de Feliciano. Pior: PT, PCdoB e o bloco PV-PPS tiveram a oportunidade de indicar um de seus deputados para cuidar dos Direitos Humanos. Preferiram escolher outras comissões. Com isso, um colegiado que há 18 anos era comandado por legendas ditas de esquerda caiu nas mãos do Partido Social Cristão. O PSC ambicionava outra comissão, a de Fiscalização e Controle. De repente, ganhou de presente a possibilidade de levar à vitrine seu conservadorismo religioso em matéria de costumes. Cometeu, porém, um equívoco. Ao indicar Feliciano, esqueceu de maneirar.FONTE:UOL

domingo, 24 de março de 2013

Contra seca, Bahia terá aumento de carros-pipa e Bolsa Estiagem

Mais carro-pipa, Bolsa Estiagem e transporte para a ração animal. Essas foram algumas das ações que o governador Jaques Wagner (PT) anunciou na sexta-feira (23) para combater os efeitos da seca, após reunião com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília. O encontro, que teve a participação da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e do comandante do Exército, Enzi Peri, teve como finalidade desenhar um programa emergencial do governo federal de combate à seca, que será lançado oficialmente por Dilma no dia 2 de abril, no Ceará. “A Bahia deu importante contribuição na reunião e foi chamada por ser o estado com mais contingente de pessoas sofrendo com a seca”, pontuou o governador. Uma das sugestões acatadas pela presidente foi a de financiar “cisternas de produção”, que prevê a instalação de criatórios de galinha e codornas ao lado das cisternas para melhorar a renda das famílias atingidas pela seca. Para a Bahia, segundo o governador, foi assegurado abastecimento com a ajuda do Exército, por meio de carros-pipa, para 63 cidades que ainda estavam desabastecidas e o reforço em 44 municípios que estão com fornecimento irregular. Outra demanda atendida foi a ampliação do Bolsa Estiagem — 9 parcelas de R$ 80 para os agricultores prejudicados. Não foi informado o valor total do auxílio para a Bahia. A presidente ficou de analisar o pedido para que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) transporte milho para servir de ração animal em áreas que sofrem com o desabastecimento.

Bebê encontrado em caixa de sapato é transferido para maternidade

O bebê recém-nascido encontrado abandonado dentro de uma caixa de sapato no bairro do Lobato foi transferido para a maternidade a Maternidade Albert Sabin na manhã deste sábado (23). A criança, encontrada por policiais militares em um ponto de ônibus, ainda estava com o cordão umbilical e parte da placenta. O recém-nascido é um menino e foi levado pelos policiais para o Hospital do Subúrbio na noite desta sexta (22). A equipe médica de plantão informou que ele passa bem e não corre risco de vida.

"Não imaginei que ia me prejudicar", diz Hudson ao deixar prisão 55

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu o habeas corpus na tarde deste sábado (23) ao cantor Hudson, preso desde quarta no interior de São Paulo por porte ilegal de armas. A informação foi confirmada pela assessoria do órgão. Por volta das 17h20, o cantor deixou o complexo penitenciário de Tremembé, para onde foi transferido na tarde da última sexta-feira (22). Ao deixar o local, Hudson falou com os jornalistas. "Fui tão inocente que não me preocupei, não imaginava que isso ia me prejudicar. Acabei me prejudicando mais do que imaginava", disse. O cantor poderá responder em liberdade pelo crime de porte de armas de fogo. "A gente vai vivendo e aprendendo. Nunca fui assassino, traficante, ladrão. Minha vida foi só trablhar, mas infelizmente aconteceu essa tragédia". O músico havia conseguido liberdade provisória por porte ilegal de armas e posse de munição de uso restrito, mas um juiz da 2ª vara criminal de Limeira, Luiz Augusto Barrichello, decidiu decretar prisão preventiva. Hudson deixa a cadeia apór ter habeas corpus decretado De acordo com o delegado José Henrique Ventura, a liberdade provisória conquistada por Hudson, após pagamento de uma fiança de R$ 12 mil, estava relacionada às armas e munições de uso restrito das Forças Armadas encontradas na casa do cantor. No entanto, um outro processo foi aberto quando o músico foi autuado em flagrante com duas armas, uma pistola e um revólver calibre 38 em seu carro. No momento do flagrante, Hudson, de acordo com o boletim de ocorrência, se dirigia à casa da ex-mulher, Giovana Higa. No documento em que decreta a prisão preventiva de Hudson, o juiz Luiz Augusto Barrichello Neto explica que o cantor praticou nova infração penal grave pouco tempo depois do primeiro delito, e por isso sua liberdade provisória foi revogada. O juiz também afirma que a posse ilegal de várias armas de fogo traz risco potencial à paz social e é conduta perigosa.

Lula levou diretor da Odebrecht em viagem oficial à África

Na única viagem internacional em que o ex-presidente Lula foi designado representante oficial do governo Dilma Rousseff, o petista pôs entre os membros da delegação um diretor da Odebrecht. Como a Folha revelou anteontem, a relação de Lula com empreiteiras é próxima: elas pagaram quase a metade de suas viagens internacionais como ex-presidente. O pedido, ocorrido em 2011, para a inclusão do diretor da construtora na delegação que iria a Guiné Equatorial causou estranhamento no Itamaraty, que cobrou informações sobre o caso à assessoria do ex-presidente. Na Guiné Equatorial há quatro empresas brasileiras com grande atuação: ARG, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e OAS. A Odebrecht entrou no país após a visita de Lula, sendo favorita para obras na parte continental, onde está sendo construída uma capital administrativa. Em telegrama de 27 de junho de 2011, a embaixada brasileira em Malabo informou ter solicitado informações à assessoria de Lula sobre Alexandrino Alencar, que integraria a comitiva. Alencar é diretor da Odebrecht e não estava na lista oficial enviada ao Itamaraty. Seu nome apareceu "em mensagem recente enviada a esta embaixada por aquela assessoria [de Lula]", informou Francisco Chaves do Nascimento Filho, encarregado de negócios da embaixada. Hoje Alencar é o responsável pelo Desenvolvimento de Negócios da Odebrecht. A relação dele com Lula é antiga. No livro "Mais Louco do Bando", Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, relata uma viagem em 2009 que Alexandrino fez a Brasília com Emílio Odebrecht, presidente do conselho de administração da empresa. Na época, Lula pediu ajuda à Odebrecht para o Corinthians construir seu estádio. Hoje a empresa é responsável pela obra. DILMA: Por meio de sua assessoria, Dilma afirmou que não é possível deduzir que Lula teria atuado em suas viagens a favor das empreiteiras. "Eu me recuso a entrar nesse tipo de ilação sobre o presidente Lula. O presidente Lula tem o respeito de todos os Chefes de Estado da África e deu grande contribuição ao País nessa área." A fala da presidente foi publicada ontem pelo "Estado de S. Paulo" e confirmada pela assessoria do Planalto. OUTRO LADO: A assessoria de Lula disse que ele é acompanhado em suas viagens por "diretores do Instituto Lula, lideranças políticas, sindicalistas, empresários e intelectuais". A Folha questionou o Instituto Lula e a Odebrecht sobre Alexandrino Alencar. Nenhuma assessoria disse quem pediu sua inclusão na lista. Segundo a empresa, "assuntos de interesse da Odebrecht não constaram da pauta dos encontros e das reuniões das quais o ex-presidente Lula participou". O Itamaraty diz que a lista oficial da comitiva continha os nomes de Lula e dos embaixadores. FONTE:FOLHA

Grupo 'sem religião' cresce especialmente entre jovens e se torna desafio a igreja

Quando desembarcar no Rio de Janeiro em julho deste ano para participar da Jornada Mundial da Juventude, principal evento internacional da Igreja Católica voltado para o público jovem, o papa Francisco talvez se sinta um tanto deslocado. E não apenas pela forte presença de evangélicos no Rio (uns 25% da população do Estado), mas também porque a periferia carioca é um dos lugares do país onde há mais gente que diz não ter religião. As periferias de cidades como Recife, Salvador e São Paulo também abrigam um contingente de não religiosos superior à média nacional, de acordo com estudo da FGV (Fundação Getulio Vargas). A orientação não religiosa está se tornando cada vez mais comum entre os jovens, o que leva especialistas a apontar o fato como um desafio tão ou mais importante que o avanço evangélico para o catolicismo. "O movimento mais preocupante para a igreja não é o de quem muda de religião, mas o de quem simplesmente não se interessa por ela", diz Dario Rivera, professor da Universidade Metodista de São Paulo que coordena o grupo de pesquisa Religião e Periferia na América Latina. "O que nós estamos vendo é que, nos mesmos bairros de baixa renda onde há uma proliferação de igrejas pentecostais [evangélicas], uma quase colada na outra, há muita gente que diz não ter religião", conta. São lugares aparentemente improváveis, como bairros rurais de Juiz de Fora (MG), a favela do Areião, em São Bernardo do Campo, e os pontos mais pobres do bairro de Perus, na capital paulista. Improváveis, isto é, quando se assume a equação entre baixa renda e alta religiosidade. "A verdade é que essa é uma hipótese consensual que nunca foi testada", declara Rivera. Para o pesquisador, essas comunidades de baixa renda têm uma relação muito pragmática com a religião, escolhendo a igreja que lhes oferece assistência ou, no caso das mulheres, o culto onde podem achar um marido "direito", por exemplo. Resolvidos esses problemas, a frequência religiosa não é mais necessária. "TOTALFLEX" Desse ponto de vista, a flexibilidade das igrejas evangélicas acaba fazendo com que elas abocanhem mais ovelhas desgarradas do rebanho católico, diz André Ricardo de Souza, professor do Departamento de Sociologia da UFScar (Universidade Federal de São Carlos). "Além do discurso mais objetivo, como o uso de slogans do tipo 'aqui o milagre acontece', essas igrejas estão abertas todos os dias da semana, praticamente o dia todo. Você entra e resolve seu problema, enquanto a igreja católica da paróquia passa a maior parte do tempo fechada", afirma o pesquisador. Segundo Rivera, os sem religião nas comunidades pobres também se explicam pela revolução nos costumes: grande liberdade sexual, uniões provisórias e outros elementos que não batem com a moralidade religiosa tradicional. A situação do Brasil é única por combinar um grande avanço dos evangélicos com o dos sem religião. No caso dos evangélicos, o fenômeno também é importante no Chile e na Guatemala, mas em menor grau, diz Rivera. Já os não religiosos têm representação expressiva na Argentina (11%) e no Chile (8,3%). A questão levantada por quase todo mundo, claro, é que diferença um papa latino-americano pode fazer nesse cenário. "É claro que um papa latino-americano tem um impacto. Não digo que reverta o aumento dos evangélicos, mas talvez faça o ritmo diminuir", afirma Souza. Rivera é mais pessimista. "Podem até acontecer mudanças na liturgia [nos rituais]. Mas o problema é que nada no perfil do papa Francisco indica que ele mudará a relação da igreja com a modernidade, e esse que é o grande problema." FONTE:UOL

Brasileiro aprova novo papa, mas quer Franscisco mais liberal, diz Datafolha

A grande maioria dos brasileiros aprovou a escolha do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio para chefiar a Igreja Católica. Ao mesmo tempo, boa parte deles gostaria que a igreja liberalizasse suas posições em temas como contracepção e divórcio. Esse é o resultado de pesquisa nacional feita pelo Datafolha em 20 e 21 de março, uma semana depois do conclave que elegeu o papa Francisco -primeiro latino-americano e primeiro jesuíta no comando da Santa Sé. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais. Dos 2.653 entrevistados pelo Datafolha em 166 municípios, a maioria, 58%, definiu-se como católica -número próximo dos últimos dados do IBGE, de 2010, segundo os quais 64,6% da população brasileira professa o catolicismo. Outros 21% se disseram evangélicos pentecostais. A eleição de Bergoglio foi considerada ótima ou boa por 74% das pessoas ouvidas pelo instituto e regular por 9%; só 2% dos entrevistados a acharam ruim ou péssima. O levantamento revela também em que medida boa parte dos brasileiros -incluindo os que se dizem católicos- discorda de uma série de posições tradicionais da igreja. A divergência mais acentuada diz respeito ao uso de métodos artificiais para evitar a concepção. Para 83% dos entrevistados, o papa Francisco deveria orientar a igreja a se posicionar a favor do uso de preservativos; 77% defendem que faça o mesmo em relação à pílula anticoncepcional. A pesquisa mostra ainda que 61% dos brasileiros são favoráveis a que o papa aceite o uso, pelas mulheres, da "pílula do dia seguinte" contra a gravidez. O método é considerado abortivo pela igreja. Desde a encíclica "Humanae Vitae", divulgada pelo papa Paulo 6º em 1968, a Igreja Católica define os métodos artificiais de contracepção como "intrinsecamente maus", mas vê os métodos naturais como moralmente permissíveis -orientação reiterada por todos os papas seguintes. Em 2010, Bento 16 chegou a declarar que o uso de preservativo, em casos especiais, era uma espécie de mal menor, por evitar a contaminação pelo vírus HIV. Na época, porém, o Vaticano se apressou em esclarecer que a posição doutrinária não mudara. A maioria das pessoas ouvidas pelo Datafolha também acha que Francisco deveria orientar a igreja a se tornar favorável ao divórcio (58%), permitir que mulheres sejam ordenadas e possam rezar missas (58%) e acabar com o celibato dos padres (56%). Aborto e casamento gay, por sua vez, são os tópicos em que a maior parte dos brasileiros está de acordo com a orientação católica: 54% e 57%, respectivamente, defendem que a igreja continue se posicionando contra os dois. FONTE:FOLHA

sábado, 23 de março de 2013

Hora do Planeta pede que luzes se apaguem às 20h30 deste sábado

A organização socioambientalista WWF-Brasil promove pela quinta vez a Hora do Planeta neste sábado, 23 de março, às 20h30. Pessoas, empresas, comunidades e governos são convidados a apagar suas luzes pelo período de uma hora para mostrar seu apoio ao combate ao aquecimento global. Na primeira edição, realizada em 2007 na Austrália, dois milhões de pessoas desligaram suas luzes. Em 2008, mais de 50 milhões de pessoas de todas as partes do mundo aderiram à ação. Em 2009, quando o WWF-Brasil realizou pela primeira vez a Hora do Planeta no Brasil, quase um bilhão de pessoas em todo o mundo apagaram suas luzes. Em 2012, o movimento atingiu mais de sete mil cidades em 152 países. Em São Paulo, ponte Estaiada, Obelisco, mercado municipal, Pacaembu, monumento das Bandeiras, Theatro Municipal de São Paulo, arco do Anhangabaú e biblioteca Mário de Andrade apagarão as luzes. os céticos do clima, Bjorn Lomborg, é contra a ação. Para ele, apagar as luzes por uma hora passa a impressão errada sobre as mudanças climáticas. "O aquecimento global é um problema real, mas a Hora do Planeta não é a resposta", diz. "Levada à sua conclusão lógica, se desligar as luzes por uma hora é uma boa ideia, por que não para todas as outras 8.759 horas do ano?", pergunta. "Eletricidade e energia acessível abundante é a alma da civilização moderna e da prosperidade. Se você desligar as luzes, faça em solidariedade com os 1,3 bilhão de pessoas no mundo que vivem no frio e miséria porque não têm acesso à eletricidade. Faça isso para comemorar os benefícios da inovação e tecnologia", disse. Para um dos maiores pensadores do aquecimento global, a briga só será vencida com investimento em energias limpas e baratas. Em fevereiro, Lomborg deu uma entrevista exclusiva para o UOL onde explicou sua linha de busca por soluções simples e inteligentes e também deu dicas de o que poderia fazer para São Paulo ser uma cidade melhor.

Dilma defende Lula e diz que ex-presidente não atuou a favor de empreiteiras

A presidente Dilma Rousseff saiu em defesa de seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva após a Folha revelar que o petista teve quase metade de suas viagens ao exterior pagas por empreiteiras desde sua saída do Palácio do Planalto, em 2011. De acordo com documentos oficiais obtidos pela reportagem, as viagens de Lula foram feitas para países na África e na América Latina, nos quais as empreiteiras tinham interesses. As duas regiões foram prioridades da política externa do petista em seus dois mandatos. Dilma afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não é possível deduzir que Lula teria atuado a favor das empreiteiras. Ela destacou que o ex-presidente tem prestígio internacional. "Eu me recuso a entrar nesse tipo de ilação sobre o presidente Lula. O presidente Lula tem o respeito de todos os Chefes de Estado da África e deu grande contribuição ao País nessa área". O ex presidente Lula durante encontro com o chanceler turco Ahmet Davutoglu no Qatar De acordo com documentos oficiais obtidos pela Folha, Lula essas viagens foram feitas para países na África e na América latina, nos quais as empreiteiras tinham interesses. As duas regiões foram prioridades da política externa do petista em seus dois mandatos. A assessoria do ex-presidente diz que ele trabalha para promover "interesses da nação" e não das empresas que bancam suas atividades. Mas políticos e empresários familiarizados com as andanças de Lula disseram à Folha que ele ajudou a alavancar interesses de gigantes como Camargo Corrêa, OAS e Odebrecht nesses lugares. Desde 2011, Lula visitou 30 países, dos quais 20 ficam na África e América Latina. As empreiteiras pagaram 13 dessas viagens. Na última terça-feira, Lula iniciou novo giro africano, começando pela Nigéria, e patrocinado por Odebrecht, OAS e Camargo Corrêa. GASTOS: A Folha revela na edição de hoje que o governo teve gastos com as viagens do ex-presidente. Em parte dos deslocamentos, Lula recebeu apoio de embaixadas, por meio de funcionários locais ou diplomatas enviados do Brasil para acompanhá-lo. Há também pagamento de almoços e aluguéis de material para a comitiva. Segundo advogados e procuradores da República, gastos não previstos na legislação podem gerar ações para ressarcir os cofres públicos. A lei que trata dos direitos de ex-presidentes não prevê apoio diferenciado no exterior --como no Brasil, são previstos oito assessores pagos pelo governo, como seguranças e motoristas. Mas a tradição diplomática costuma considerar isso uma cortesia.FONTE:UOL

"Somos irmãos", diz papa Francisco a Bento 16 durante encontro

O encontro do papa Francisco com o papa emérito Bento 16 em Castel Gandolfo (30 km de Roma) neste sábado (23) começou com um abraço dos dois religiosos ainda no heliponto, segundo o Vaticano. O helicóptero no qual o papa embarcou no Vaticano aterrissou no heliponto da residência pontifícia às 12h15 locais (8h15 de Brasília). Depois das saudações, os religiosos entraram em um carro na companhia do prefeito da casa pontifícia, Georg Gänswein, que os levaram do heliponto à residência. Por lá, foram direto à capela. Bento 16 ofereceu ao papa o seu genuflexório (onde se ajoelha para rezar), mas Francisco recusou-se a usá-lo sozinho e disse "Nós somos irmãos". Então, os dois rezaram juntos sobre ele. Às 12h30 locais, os religiosos fizeram uma reunião privada na biblioteca da casa, onde Bento 16 costuma receber convidados importantes, que durou por volta de 45 minutos. Como cortesia, Francisco presenteou Bento 16 com uma imagem de uma santa dentro de uma caixa dourada. Durante a chegada do papa, a praça principal de Castel Gandolfo estava lotada de simpatizantes que tinham a esperança de ver o encontro histórico. Eles gritavam "Francesco, Francesco!" Alguns balançavam a bandeira da Argentina. O porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, disse que Bento 16 ofereceu a sua promessa de obediência ao novo papa, e afirmou que Francisco agradeceu ao papa emérito por seu ministério. Segundo Lombardi, ambos vestiam branco, embora Bento 16 usasse batina simples por debaixo de um casaco branco, sem o cinto tradicional e a capa usada por Francisco. Bento 16 foi viver na casa de campo de verão papal desde que renunciou ao cargo em 28 de fevereiro, por motivos de saúde, sendo o primeiro papa a renunciar em 600 anos. O papa emérito disse que pretende viver os seus últimos anos em oração e permanecer "escondido do mundo." Trata-se de um evento inédito na história da Igreja Católica, já que é a primeira vez que um papa emérito e outro em plenos poderes se reúnem. E esta é a primeira vez que Francisco e Bento 16 estarão juntos desde que o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, 76, foi eleito papa, em 13 de março, embora já tenham conversado por telefone em várias ocasiões recentemente. Francisco ligou para o agora papa emérito após ser eleito pelos cardeais no conclave e também no último dia 19, festa de São José, já que o nome de batismo de Bento 16 é Joseph (José).