OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE
ARENA SHOPPING SERRINHA. Muito boa a iniciativa de trazer mais uma opção de lazer para a nossa cidade, além de valorizar mais o local onde se encontra o referido empreendimento!!!!

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Foi em vão que golpeei os seus filhos.Eles não aceitaram a disciplina.A própria espada de vocês devorou os seus profetas,Como um leão destruidor. Vocês desta geração, prestem atenção à palavra de Jeová. Será que eu me tornei para Israel como um deserto ? Ou uma terra de densa escuridão? Por que eles, o meu povo, disseram: ‘Estamos andando livremente. Não voltaremos mais para ti.Será que a moça se esquece dos seus enfeites,Ou a noiva das suas faixas? No entanto, não é possível contar os dias em que o meu próprio povo se esqueceu de mim". Jeremias 2:1-37

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Intervenção militar não é varinha mágica, diz general Mourão

O general Hamilton Mourão, na reserva desde fevereiro deste ano, disse na manhã desta terça-feira 29, em Porto Alegre, que é contra a intervenção militar desejada por parte dos caminhoneiros que estão em greve desde a semana passada. Em entrevista exclusiva a VEJA (leia abaixo), Mourão disse que intervenção militar não é “solução imediata” e que não é “varinha de condão” que faz “plim, plim” e “está tudo resolvido”. “O país não tem que ser tutelado pelas Forças Armadas”, afirmou.

Mourão participou de almoço de militares da reserva no Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana. O general, que já chefiou o Comando Militar Sul (CMS), foi recebido com leitura de uma poesia, aplausos, pedido de autógrafo e fotografias. Ele aproveitou a ocasião para angariar apoio ao pré-candidato a deputado estadual tenente-coronel Luciano Zucco [ainda sem partido porque militares têm prazo diferenciado para filiação].

Zucco é um dos cerca de oitenta militares espalhados pelo país que vão disputar cargos nas eleições de outubro em uma “frente militar”. A frente conta com o general como divulgador das candidaturas. Recentemente, Mourão se filiou ao PRTB e apoia Jair Bolsonaro (PSL-RJ) à Presidência. Sua participação na chapa de Bolsonaro como vice não está descartada. “Caso ele opte que seria melhor me ter como vice, a gente está aberto a essa possibilidade”, disse à reportagem.

Embora rejeite a ideia dos caminhoneiros para uma intervenção militar, o general já se envolveu em polêmicas defendendo a medida anteriormente. Mourão também criticou o atual ministro da Segurança, Raul Jungmann, (“é incapaz de saber como se faz um plano”) e o presidente Michel Temer (“se for passar a mão em cima da cabeça de uma criança, a criança começa a chorar”).

Abaixo, a entrevista:

Havia a expectativa de que o senhor saísse candidato à Presidência da República após sua filiação ao PRTB. Como o senhor decidiu essa questão?

Deixei claro que não seria candidato. Considero que a candidatura do deputado Bolsonaro (PSL-RJ) é a candidatura que representa as ideias das quais comungo e bato por elas. Se eu fosse candidato, iria dividir. A pior coisa nesse momento é dividir o público que nós temos. Poderiam dizer ‘ah, mas por que o senhor não vai concorrer ao Senado, como deputado federal?’. Porque considero que o quadro político-partidário é muito fragmentado e o capital que eu tenho é o capital moral e não posso desperdiçar uma eleição dessa natureza.

Mas o senhor pode sair candidato a vice-presidente em uma chapa com Bolsonaro?

Hoje a ideia é que o Bolsonaro tenha um vice oriundo do meio político. Até pela questão das composições que ele tem que prosperar. Caso ele não consiga ou decida que seria melhor me ter como vice, a gente está aberto a essa possibilidade.

Então há chance de o senhor compor uma chapa com Bolsonaro?

Existe a possibilidade.

O senhor falou em capital moral. De que maneira o senhor pretende atuar na campanha eleitoral?

Estou assumindo o Clube Militar [do Rio de Janeiro], que não é uma instituição só social, muito pelo contrário. É um clube que participou intensamente da proclamação da República e tem uma história e uma tradição nas questões da nacionalidade. A partir daí, nossa ideia, com o grupo que tenho lá, é montar a plataforma de todos os nossos candidatos militares de forma que tenha uma estrutura coerente e que cada um deles vá adaptar ao local onde está concorrendo.

O senhor pode adiantar o conteúdo dessa plataforma? Quais são as ideias?

A plataforma vai tocar no combate à corrupção, nas reformas que têm que ser feitas para que o Estado efetivamente possa governar o país, para que o Estado tenha condições de se manter, para que o federalismo seja realmente implantado. A questão econômica, da disciplina fiscal. Também a questão de princípios, valores, tradições que estão sendo jogadas praticamente na lata do lixo. É dessa forma que vamos operar.

O senhor falou na sua apresentação antes do almoço que 2018 é muito diferente de 1964. Uma parcela da população junto à greve dos caminhoneiros está pedindo intervenção militar. Qual é o seu pensamento?

No presente momento não vejo que a solução para o país seja aquela intervenção militar clássica de afastar todos do poder e a partir daí as Forças Armadas tomarem conta do país. O país não tem que ser tutelado pelas Forças Armadas. O que as Forças Armadas têm que fazer é impedir que ocorra o caos. Neste presente momento, essa questão do movimento dos caminhoneiros [que pede intervenção] está fazendo um desserviço. Esse pacote aí, de querer provocar uma intervenção, querer provocar o caos, interessa ao pessoal da esquerda, dessa esquerda jurássica que pensa ‘nós temos que quer melar o processo [eleitoral]’ porque eles não têm mais candidato. A única pessoa que eles têm está presa.

O senhor é contra, então, a intervenção militar?
Dessa forma, sou.

De que maneira o senhor seria favorável?
Se tivesse que ocorrer, seria o país já sem rumo, sem condições de definir suas prioridades, a sociedade em embate constante, a violência campeando pelas ruas. A partir daí teria que ter uma intervenção, mas a intervenção teria que ser cívico-militar, tem que haver a participação do movimento civil.

É nesse sentido que o senhor defende uma frente de candidatos militares nessa eleição?
Os candidatos oriundos do meio militar trazem consigo os princípios e valores que caracterizam aquilo que a sociedade brasileira está buscando. Não são só os candidatos do meio militar que podem representar, eles são uma parcela.

O senhor acredita que é importante que os militares disputem as eleições?
Acho importantíssimo. Temos em torno de oitenta candidatos concorrendo aos mais variados cargos em disputa. Desde presidente, que é o Bolsonaro, até deputado estadual, como meu amigo tenente-coronel Zucco.

O senhor está apoiando o tenente-coronel Zucco no Rio Grande do Sul a deputado estadual. O senhor está fazendo isso em outros estados também?

Sim. Tenho gravado vídeos para os mais diversos candidatos que temos aí. Na Bahia, tem meu companheiro de turma, o Guilherme Galvão de Oliveira Pinto, tem no Ceará o coronel Bezerra, tem em Natal o general Monteiro e por aí vai. Todo mundo me manda mensagem pedindo que eu grave um vídeo [de apoio].

O foco dessa frente militar é o Legislativo?

Temos alguns candidatos ao Poder Executivo, a governador, como o general Paulo Chagas, lá em Brasília. O próprio general Monteiro, que pode ser candidato a governador no Rio Grande do Norte, mas o foco maior está no Legislativo.

Qual é a importância de formar uma bancada de militares no Legislativo?

Em primeiro lugar, a questão dos valores, dos princípios. Em segundo lugar, é gente que conhece os problemas brasileiros e vai estar lá representando uma parcela significativa da população em condição de participar desse processo de reforma e refundação do nosso país, que é mais do que necessário.

O senhor falou sobre valores. Essa parcela que pede intervenção militar compartilha essa visão. Qual é o seu recado aos manifestantes? O senhor considera que o pedido deles está errado?

O que eu vejo é que essas pessoas estão em momento de ansiedade porque existe aquele desejo de que a solução seja imediata, de que a solução ocorra desde já. Daí, esse clamor popular pela intervenção, como se fosse uma varinha de condão que faz “plim, plim” e está tudo resolvido, todo mundo limpinho e volta a funcionar da forma como eles pensam. Na realidade, a população deixou de lado a participação política, as pessoas vão votar simplesmente porque são obrigadas, porque se não fossem, não iam. Tem muita gente que não vai votar, viaja e justifica ou paga uma multa irrisória. Esse processo, essa situação vai obrigar as pessoas a entender que têm que participar, que têm que selecionar bem os candidatos e os partidos aos quais eles pertencem.

Recentemente, documentos da CIA que mostram que o ex-presidente Geisel autorizava execuções de seus opositores foi divulgado. O que o senhor pensa disso?

Todo relatório de inteligência tem um nível de credibilidade. Esse relatório de inteligência estava aberto desde 2015. Em uma reunião onde participou o presidente da República, o chefe do Centro de Informações do Exército, que estava saindo e o que estava entrando, e o chefe do SNI (Serviço Nacional de Informações), quem delatou o conteúdo dela para o embaixador americano? Havia um infiltrado da CIA lá? Temos que botar um grau de credibilidade. Nada do que foi falado era desconhecido. Já se sabe que no fim dos anos 1960 e início dos anos 1970 um grupo de brasileiros orientados e instruídos por centros de irradiação do comunismo internacional, como a Rússia, Cuba e China, buscou implantar uma ditadura comunista no Brasil. O estado respondeu violência com violência. Aí você pode me perguntar “houve excesso?”. Qualquer guerra tem excesso. Não existe fazer uma omelete sem quebrar os ovos. Eu canso de dizer uma coisa. O Brasil tinha 90 milhões de habitantes. Do lado das organizações terroristas, morreram em torno de 440 pessoas; do lado das pessoas da ordem, morreram 120. Foram 560 pessoas no universo de 90 milhões e num período de seis anos. Hoje se matam 60.000 pessoas por ano no Brasil e ninguém fica escandalizado.

A segurança é uma das questões que vai pautar essa eleição. Que medidas o senhor acha que o Executivo deve adotar para diminuir a violência?

O Executivo pode trabalhar em conjunto com os estados, em plano efetivo de segurança. Muitas vezes se fala em plano, mas o atual ministro da Segurança Pública [Raul Jungmann] gosta de encher a boca para falar de plano, mas se mandar fazer plano ele não fala “ré com cré”, é incapaz de saber como se faz um plano. Então, [tem que ter] um planejamento e cada estado receberá o seu quinhão dentro do princípio da descentralização de recursos para, em um primeiro momento, poder equipar suas polícias, armar suas polícias, valorizar mais a atividade policial com melhoria salarial e estabelecer o primeiro combate á criminalidade. Mas isso não cessa a violência. Essas ações têm que ser acompanhadas por outras ações do poder público nas outras esferas, que sejam educação, saúde e infraestrutura.

Qual sua opinião sobre a gestão do presidente Michel Temer (MDB)?

O presidente Temer iniciou sua gestão com excelentes ideias, que deveriam ser implementadas face ao desastre econômico que nós passamos sob a tutela da dupla Lula e Dilma. No entanto, ele e os demais executores dele estavam atolados, não digo até o joelho nem até a cintura, mas até o peito lá no lamaçal da corrupção. A partir daí, não tinha credibilidade para levar adiante suas boas intenções. Esse é o grande problema dele. E falta a confiança da população. Além de ele ser uma figura que não transmite simpatia para ninguém. É aquele que se for passar a mão em cima da cabeça de uma criança, a criança começa a chorar.FONTE:VEJA

Prefeitura de Serrinha inicia aragem de terra na zona rural do município


A Prefeitura de Serrinha, através da Secretaria de Agricultura, está desenvolvendo um grande trabalho de aragem de terra na zona rural do município.

As primeiras chuvas que caíram em Serrinha molharam bem o solo em muitas regiões. Por essa razão, o prefeito Adriano Lima, determinou à Secretaria de Agricultura o início dos serviços de aragem de terras nas comunidades.

Segundo o chefe do Executivo, as últimas primeiras chuvas devolveram a esperança ao homem do campo. “Desde o início da nossa gestão, sempre demos esse apoio aos nossos agricultores. Agora não poderia ser diferente. Com o serviço, eles poderão plantar na expectativa da continuidade das chuvas e de uma boa colheita”, frisou.

De acordo com o Secretário de Agricultura, Silvaney Santiago, já foram beneficiadas 27 comunidades, e a meta é chegar em torno de 50 comunidades, beneficiando, assim, aproximadamente 1500 famílias.

A ação irá acontecer em diversas localidades e tem um custo zero para os produtores rurais. A ação é mais uma iniciativa da Administração que visa a valorizar o homem do campo e a produção rural do município que é fonte de renda para muitas famílias, pontuou o secretário.

Além dessa ação de aragem de terra, está previsto para os próximos dias distribuição de sementes de palma para plantio, distribuição de mudas de planta frutíferas e florestais e colocação de alevinos (peixamento) nas aguadas públicas do município.Fonte:Fernando Lima Repórter

Governo de Michel Temer é desaprovado por 91,1% dos baianos, aponta Paraná Pesquisas

Após dois anos no comando do Palácio do Planalto, o governo do presidente Michel Temer (MDB) é desaprovado por 91,1% dos eleitores baianos. Esse número é do levantamento feito pelo Paraná Pesquisas, da última quarta-feira (23) a segunda (28). O instituto ouviu 1.540 pessoas, espalhadas em 68 municípios do Estado.

O índice de aprovação de Temer é de 6,9% enquanto 1,9% não responderam à questão. Quanto à avaliação do governo, 75,8% dizem que a gestão do emedebista é péssima. Outros 10% consideram que ela é ruim e 10,1% dizem que é regular.

 A avaliação positiva é feita por apenas 3,2% dos baianos, sendo que 2,6% afirmam que a administração é boa e 0,6% acreditam que ela é ótima. Com margem de erro de 2,5%, a pesquisa tem margem de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº BR-09710/2018.Fonte:Bahia Noticias

Sem Lula, Bolsonaro empata com Marina Silva na Bahia

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) é o pré-candidato a presidente da República com maior percentual de intenção de votos entre os eleitores baianos. Um levantamento divulgado nesta quarta-feira (30) pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que o parlamentar possui 19,6% das intenções de votos em um cenário sem o ex-presidente Lula.

No entanto, o número do pré-candidato empata com o registrado pela segunda colocada, Marina Silva (Rede), que tem 18%. O terceiro lugar ficou com Ciro Gomes (PDT), que aparece com 13,5%.

Pré-candidato pelo PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin vem em quarto lugar com 5%.

Quando o estudo avalia a presença do ex-presidente Lula na corrida presidencial, o petista lidera o cenário com 43,4% das intenções de voto.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 28 deste mês de maio e entrevistou 1.540 eleitores.

Após empate fora de casa, Vitória enfrenta a equipe do Internacional no Barradão

Após o empate fora de casa com o Botafogo, o Vitória agora volta suas atenções para a partida contra o Internacional, que acontece às 19h30 desta quarta-feira (29), no Barradão. Esse duelo é válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O rubro-negro atualmente é o 14º colocado na tabela, com oito pontos, enquanto o colorado tem 11 pontos e atualmente ocupa a 8ª posição.

Para essa partida o técnico Vagner Mancini não poderá contar com os meio-campistas Rhayner e Yago, que receberam o terceiro amarelo na última partida e cumprirão suspensão. Além deles, os volantes Willian Farias e Fillipe Soutto e o zagueiro Walisson Maia, lesionados, também desfalcam o Leão neste duelo. Por outro lado, o comandante contará com o retorno do zagueiro Kanu, que cumpriu suspensão na última partida.

Pelo lado da equipe visitante, o técnico Odair Hellmann terá os desfalques do lateral-esquerdo Iago, do meia D’Alessandro e do atacante Leandro Damião, que estão suspensos, além do lateral-direito Fabiano que se recupera de lesão. Em contrapartida ele terá os retornos do zagueiro Cuesta, do lateral-esquerdo Uendel e do atacante Rossi, todos que cumpriram suspensão e já devem voltar à equipe como titulares.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Internacional – Campeonato Brasileiro da Série A – 8ª Rodada
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data e horário: Quarta-feira, 30 de maio de 2018, às 19h30
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Adicionais: Thiago Duarte Peixoto (SP) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Escalação do Vitória:
Elias; Lucas, Kanu, Aderllan e Jeferson; José Welison, Rodrigo Andrade, Nickson e Wallyson; Neilton e Denilson.
Técnico: Vagner Mancini

Escalação do Internacional:
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, Lucca e Rossi; William Pottker.
Técnico: Odair Hellmann

87% dos brasileiros apoiam a paralisação, mas rejeitam pagar a conta

O brasileiro apoia maciçamente a paralisação dos caminhoneiros e defende sua continuidade, apesar de não estar disposto a pagar a conta que o governo federal aceitou receber dos manifestantes para tentar encerrá-la.

A conclusão é de pesquisa telefônica feita pelo Datafolha com 1.500 pessoas na terça (29). A margem de erro do levantamento é de três pontos para mais ou para menos.

Aprovam o movimento, que chega a esta quarta (30) ao décimo dia arrefecido mas ainda com bloqueios de estradas, 87% dos entrevistados. São contrários 10%, enquanto 2% se dizem indiferentes e 1% não souberam opinar.

Já 56% dos entrevistados acham que a paralisação deve seguir, contra 42% que são a favor de seu fim.

O apoio aos caminhoneiros é bastante homogêneo levando em conta as regiões do país, baixando um pouco entre os mais ricos e os mais velhos.

A origem da paralisação é o preço do diesel regulado pela Petrobras, que acompanha a variação internacional do combustível. Com o aumento recente do petróleo, aliado à alta do dólar, uma série de reajustes levou ao protesto.

Dando razão à análise de que há uma solidariedade difusa com o sentimento de injustiça tributária, consideram o pleito dos caminhoneiros justo 92%, índice que é de 57% mesmo entre aqueles que são contra o movimento.

Ainda assim, para 50% os caminhoneiros são mais beneficiados do que prejudicados pelo que eles chamam de greve --o governo trabalha com a hipótese de parte do movimento ter sido estimulado por donos de transportadoras. Esses, por sua vez, têm mais prejuízos, na visão de 60% dos ouvidos.

Já o cidadão se vê mais prejudicado (43% a 33% dos que se acham mais beneficiados) pessoalmente. Acham que o "brasileiro em geral" é mais prejudicado 56% dos ouvidos.

A pesquisa aferiu que o brasileiro não concorda em ser penalizado com aumento de impostos e corte de gastos federais para atender às reivindicações dos caminhoneiros.

Aprovam tais medidas, anunciadas de forma genérica dentro de uma paleta bastante variada de itens, apenas 10% dos entrevistados. São contrários 87%. Os entrevistados consideram que o governo vai favorecer empresários e caminhoneiros, e prejudicar mais a população.

Como seria esperado em relação ao governo de Temer, o mais impopular da história da redemocratização brasileira, a condução da negociação até aqui é aprovada só por 6% dos ouvidos, contra 77% que a desaprovam. Para 16%, ela foi regular, e 2% disseram não saber avaliar.

Para 96%, o presidente demorou para negociar, contra 3% que acham que ele o fez no momento certo.

Uma das principais críticas ao governo desde que o movimento eclodiu foi a falta de informação prévia acerca de sua gravidade potencial.

A alta taxa de apoio à manifestação dos caminhoneiros pode estar associada ao relativamente baixo impacto que ela teve até aqui no cotidiano dos entrevistados pelo Datafolha sobre a paralisação.

Dos ouvidos, 51% relataram ter deixado de fazer algumas das atividades apresentadas na pesquisa, contra 49% que mantiveram a rotina.

O número acompanha a proporção daqueles que disseram ter tido problemas para abastecer o automóvel: 53% ao todo, com 37% relatando ter tido muita dificuldade --o maior índice registrado no Norte/Centro-Oeste (42%).

ROTINA
Já o desabastecimento de alimentos, um dos aspectos mais temidos desse tipo de crise, ainda não é percebido. Apenas um quarto dos entrevistados disse ter tido dificuldade para comprar comida.

No dia a dia, o impacto ainda não se fez notar, segundo aponta o Datafolha. Deixaram de ir ao trabalho 15% dos entrevistados, contra 73% que mantiveram a assiduidade.

Já a visita ao médico só foi evitada por 13%, enquanto 83% a mantiveram. À escola, foram 69% dos alunos, com 19% preferindo ficar em casa. Atividades de lazer nem tampouco foram prejudicadas, sendo mantidas por 73%.

Viagens, algo sensível quando o tema é a falta de combustível provocada em postos de gasolina e aeroportos pela paralisação, ainda não foram afetadas.

Dos entrevistados, 26% relataram cancelamentos e 28% disseram que não irão viajar no feriado de Corpus Christi, nesta quinta (31). Já 67% seguiram com seus planos anteriores e 61% aproveitarão a folga.

Quando questionados acerca da responsabilidade pelo movimento, a maior parte dos entrevistados (42%) apontou para os motoristas autônomos de caminhão.

Já 31% concordaram com a tese do governo federal de que as empresas transportadoras são as responsáveis. O Palácio do Planalto diz que pelo menos parte do movimento é um locaute, greve ilegal estimulada por patrões a fim de auferir vantagens econômicas.

Uma minoria de 7% crê em autoria compartilhada do movimento e 5% aderem à ideia de que o próprio presidente Michel Temer e políticos são responsáveis pela paralisação.

Caso o movimento não acabe, apesar do acordo feito pelo governo, 88% defendem a continuidade das negociações e 9%, usar Forças Armadas e polícias.

PESQUISA TEM LIMITES, MAS APONTA TENDÊNCIAS
A pesquisa telefônica feita pelo Datafolha, a única possível no contexto, procura representar o total da população adulta do país, mas não se compara à eficácia de levantamentos presenciais nas ruas ou nos domicílios.

Por isso, apesar de 90% dos brasileiros possuírem acesso ao menos à telefonia celular, o Datafolha não adota o método em pesquisas eleitorais.

Ao telefone, é preciso questionamento rápido, sem estímulos visuais, e o contato com quem não pode atender em horário comercial é prejudicado. Os limites impostos não prejudicam as tendências apuradas, pela amplitude dos resultados e pelos cuidados adotados. Foram entrevistados 1.500 adultos em todas as regiões. A margem de erro é de três pontos percentuais.Fonte:Bocão News

Detran encerra Maio Amarelo e anuncia operação especial no São João

Festival de música e gincana em escolas públicas, blitzes educativas e operações de fiscalização marcaram as atividades do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) no “Maio Amarelo”, mês dedicado ao movimento mundial pela segurança viária. Quase 30 mil pessoas foram alcançadas por ações da campanha de conscientização sobre os riscos de acidentes, em Salvador e municípios do interior.

Equipes da Escola Pública de Trânsito (Eptran) abordaram baianos e turistas, que receberam material informativo da Lei Seca e fizeram a simulação do teste do bafômetro. Houve também a distribuição de livros e jogos alusivos ao tráfego, além de oficinas pedagógicas e eventos culturais, para estudantes de 63 colégios.

Na operação “Paz no Trânsito”, dos 2,3 mil condutores submetidos ao teste do etilômetro, 106 se recusaram a soprar o aparelho e 26 estavam embriagados. Mais de 350 veículos foram removidos das vias. O Pró-Vítimas, programa que acolhe vítimas de acidentes, registrou 219 atendimentos no período.

“Fechamos bem o 'Maio Amarelo', com um maior envolvimento das escolas, e já estamos voltados para as ações no São João. Vamos realizar uma operação especial de fiscalização, em parceria com outros órgãos de trânsito e segurança, nos acessos aos destinos juninos mais procurados. Na próxima semana, teremos a reunião de planejamento estratégico, onde serão traçadas as atribuições de cada instituição”, declarou o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes.

terça-feira, 29 de maio de 2018

Greve dos caminhoneiros: 9º dia

Protestos seguem nesta terça em AL, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP e TO
Abastecimento de combustíveis melhora, mas ainda é ruim em alguns estados
Falta combustível em 10 aeroportos do país, diz Infraero
Maia contraria governo e diz que Congresso não aprovará aumento de tributos
AGU orienta autoridades de segurança a identificar manifestantes que promovem bloqueios nas estradas.

Amando Santos:O assunto do momento é a paralisação dos caminhoneiros

Amigos do face. Vou tentar ser o mais sucinto possível, mas são tantos fatos acontecendo ultimamente, que na condição de homem de imprensa que sou, olha que já se vão 39 anos, eu disse 39 anos, fazendo comunicação, não poderia me omitir de expor meu pensamento. Deixando muito claro que respeito todos que não concordarem comigo.

O assunto do momento é a paralisação dos caminhoneiros, que muito tem monopolizado as atenções de toda a sociedade brasileira. Que fique certa uma coisa: sou totalmente favorável ao movimento, isso já devia ter acontecido há muito tempo. A coisa está sendo pacífica e seguindo as leis.

O problema meus amigos é que infelizmente enquanto tivermos nos nossos lares uma tv que mente, distorce fatos, manipula informações, como a Rede Globo por exemplo, pouca coisa mudará para melhor nesse país. Porque digo isso da Globo? Vamos citar alguns casos: A própria emissora admitiu anos depois da redemocratização que apoiou o golpe de 64. Pediu desculpas, mas apoiou. Favoreceu Collor no debate eleitoral do 2º turno da eleição de 89 contra Lula.

 No livro de Boni, que foi durante muitos anos o homem forte da emissora, ele também admite que houve favorecimento ao collorido. Nós vimos no que deu depois. Naquele comício gigantesco em 84 em São Paulo em favor das Diretas Já, mais uma vez a Globo, como é de costume, disse que a multidão estava nas ruas comemorando o aniversário da cidade de São Paulo, quando sabemos que o povo queria votar para presidente. Quem duvida pesque no google. Ou boicotamos essa tv elitista e conveniente, ou continuaremos não tendo forças para nada.

Voltando ao problema dos caminhoneiros, estão rodando muitos vídeos, áudios, muitos verdadeiros e outros totalmente fake news. Alguns componentes da categoria gritam: Fora Temer, governo comunista. Meus amigos, se Temer fosse comunista, eu seria o papa Francisco. Primeiro vamos esclarecer o que significa comunista. Essa palavra vem do latim "comunis"",que significa comum. Só que no regime comunista de verdade, o governo do regime privilegia o estado forte, em detrimento da atividade privada.

Temer é altamente capitalista, só visa lucro, tanto que está vendendo o país a preço de banana. Em nenhum país do mundo os combustíveis variam de preço diariamente ao sabor do mercado internacional, como quer esse desgoverno. O que ele fez? Em 2016 mudou a política da nossa produção de petróleo, diminuiu o refino no Brasil, pra que? Pra importar diesel dos EUA gastando bilhões de dólares, quando nós temos reservas do pré-sal estimadas em 5 bilhões de barris.

O que fizeram com o pré-sal? Acontece que o Sr. Pedro Parente, presidente da Petrobrás é banqueiro, segundo diz setores da imprensa ele tem ligações com o alguém do JP Morgan, um dos maiores bancos privados do mundo.De que país? Estados Unidos. Estão entendendo?

Pra não me alongar mais, assisti um vídeo do vereador Nininho, onde ele tece comentários sobre a paralisação dos caminhoneiros e coitado dele, levou porrada de todo lado. Sou amigo e tenho admiração por Nininho, mas acho que ele não foi feliz na maneira como se expressou. Eu teria usado outros termos mais apropriados para o momento. Só que hj também recebi e compartilhei um outro vídeo onde o Pastor Silas Malafaia, ou Malafeia, como acharem melhor, onde ele critica e pede até a prisão de alguns motoristas.

Quem não viu, aconselho ver. Nesse mesmo vídeo ele pede votos pra Aécio Neves (argh) e abençoa quem? Temer! E tem mais, num outro vídeo, a jornalista do SBT, a queridinha da direita, Raquel Sherazade, detona sem nenhum constrangimento todos os caminhoneiros que estão participando da mobilização. Pergunto: pq ninguém se manifestou contra o pastor ou contra a jornalista, só bateram em Nininho? Seria interessante que esses videos também rodassem o Brasil e chegassem aos cabeças do movimento.
Acho que é como diz o ditado: o pau que dá em Chico, tem que dar em Francisco, caso contrário soa como preconceito ou discriminação. É bom que se frise que o vídeo da Raquel foi ela que fez, não foi no SBT. Lá o patrão não permite que ela fale o monte de asneiras, pra não dizer outra palavra, que ela disse!

Um abraço.

Fonte:Texto-Amando Santos

Maia diz que Congresso não aprovará aumento de tributos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira que o Congresso não vai aprovar um aumento de tributos para compensar a redução no preço do diesel. Ele ainda chamou de "irresponsável" a fala do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, que nesta segunda (28) disse que poderia haver uma alta de tributos para fazer a compensação.

A redução do preço do diesel foi uma das medidas anunciadas pelo governo federal para encerrar a paralisação de caminhoneiros. O desconto é de R$ 0,46 por litro de diesel por um período de 2 meses.

“Não vai ter [aumento de imposto] porque isso aqui é uma democracia e ele [Guardia] não manda no Congresso Nacional. Aliás, o que ele fez ontem foi muito irresponsável, num momento de crise em que se está tentando debelar, diminuir a mobilização, tentar colocar o Brasil no eixo novamente, ele vem falar em aumento de imposto”, afirmou Maia.

Segundo Maia, Guardia "sabe muito bem que no Congresso não haverá aumento de impostos" e deveria ter proposto outras saídas.

"De jeito nenhum [a Câmara vai aprovar aumento de imposto]. Não tem a menor chance. Enquanto eu for presidente da Câmara não se vai votar nenhum aumento de imposto. Os brasileiros pagam impostos demais, ninguém aguenta pagar mais imposto. Vamos discutir a redução do tamanho do Estado", disse.

Guardia argumentou que quando faz um gasto não previsto no Orçamento, ou, como no nesse caso, abre mão da receita com imposto, o governo precisa fazer uma compensação.

Para o presidente da Câmara, há outras maneiras de reequilibrar a conta, que não seja o aumento de tributos.

"Ele tem receita do fundo soberano, ele tem receita da cessão onerosa, que está tramitando em um projeto na Câmara. O que nós não podemos é que na hora que as coisas começam a caminhar para uma solução se colocar mais gasolina nesse problema. Então, eu acho que ele errou ontem. Não adianta falar apenas para os investidores, tem que começar a falar para os brasileiros", disse.

Para Maia, "não há a menor chance" de a Câmara aprovar aumento de imposto e defendeu a redução do tamanho do estado.

Protestos de caminhoneiros continuam em 11 trechos de estradas estaduais da Bahia

Pelo menos 11 pontos continuam ativos nesta terça-feira (29) em estradas estaduais na Bahia com protesto de caminhoneiros. Os protestos em todo país chegam ao décimo dia e cobram, principalmente, a redução do preço do diesel e diminuição do valor do frete.

Segundo balanço da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), mesmo com as manifestações não há bloqueios de pista para carros pequenos. A exceção fica para caminhões de carga, que são interditados.

A rodovia estadual com mais piquetes é a BA-052, a Estrada do Feijão. Há manifestações nos km 294, na entrada de Cafarnaum, no km 268, em Morro do Chapéu e no km 76 em Ipirá. A BA-535, a Via Parafuso, na Região Metropolitana de Salvador, tem atos nos kms 8 e 10.

Com dois trechos ativos, a BA-210 registra protestos nos kms 438 em Sobradinho, e no 373 na Ponte do Boqueirão. Outros protestos ocorrem na BA-220, entre Antônio Gonçalves e Campo Formoso; na BA-416 Valente-São Domingos; na BA 409, entrada de Coité, km 30; na BA 522, São Francisco do Conde, km 03.

"Não interessa, acredito eu, para quem quer a democracia, o caos agora", diz Bolsonaro

O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente da República pelo PSL, afirma que o movimento grevista dos caminhoneiros deve "refluir". Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o presidenciável disse que não interessa a ninguém o caos neste momento, se referindo a eventual derrubada do presidente Michel Temer.

O deputado afirmou que, se fosse ele o presidente, a greve não teria ocorrido. "Caso eu fosse presidente, isso não teria acontecido, pois há dois anos eu acompanho o movimento dos caminhoneiros. Estive com eles em Gramado, no Rio e em Brasília", contou.

"Se eu puder dar um recado para o movimento, a corda esticou, todos vão perder. Até o que o caminhoneiro vai ganhar com o diesel, vai perder com o empurrão na inflação. [...] A coisa chegou num ponto que precisa refluir. Aí entra o aspecto político. Não interessa, acredito eu, para mim, para o Brasil, para quem quer a democracia, o caos agora", disse o pré-candidato.

Bolsonaro ainda comentou o fato de alguns caminhoneiros levantarem a bandeira pró-intervenção militar."Isso vem de um grupo pequeno. No desespero, cara, você pede qualquer coisa. Na minha opinião, dos meus amigos generais, se tiver de voltar um dia, que volte pelo voto. Aí chega com legitimidade, não dá essa bandeira para o PT dizer “Abaixo a ditadura” ou “Foi golpe”, porque aí foi golpe mesmo. Não passa pela minha cabeça e eu não vi isso passar pela cabeça de nenhum general", minimizou.

Governo pressiona PF por prisões para acabar greve

Sem conseguir acabar com a greve dos caminhoneiros, o governo Michel Temer pressiona a Polícia Federal a acelerar investigações e prender suspeitos de dar suporte ilegal ao movimento.

A ofensiva atípica em cima da PF ignora o fato de os inquéritos serem sigilosos e estarem em fase inicial e se dá em meio a diversas tentativas frustradas de interromper a paralisação.

Em reunião no Palácio do Planalto, o diretor-geral da polícia, Rogério Galloro, chegou a ter de fazer uma explicação básica de como as prisões ocorrem no Brasil, segundo apurou a reportagem.

A explanação se deu como resposta a diversas cobranças feitas durante uma das reuniões do fim de semana, de que as detenções seriam importantes para colocar fim na mobilização. À cúpula do governo, Galloro esclareceu que isso só pode acontecer em casos de flagrante ou com ordem judicial.

Carlos Marun (Secretaria de Governo) e Eliseu Padilha (Casa Civil) são os maiores entusiastas das prisões, de acordo com pessoas que participam das reuniões desde a semana passada.

Até o presidente Temer questionou e ouviu explicações do chefe da PF, no encontro da manhã desta segunda (28), de que as prisões não poderiam ser tratadas como uma realidade, já que não havia decisão judicial.

Procurada, a direção da PF não respondeu aos pedidos de entrevista até o fechamento desta edição. A pressão começou na sexta (25), após o governo constatar que o acordo anunciado na noite anterior com representantes da greve não teve sucesso.

Foi no fim daquele dia que Galloro enviou comunicado para todas as superintendências da PF abrirem inquéritos caso verificassem suspeitas de locaute. O ofício levava uma explicação do ponto de vista legal sobre o que é a prática, que consiste na ação de patrões que tentam impedir funcionários de trabalharem.

Em menos de 24 horas, Marun já anunciava em entrevista para a imprensa a suposta existência de pedidos de prisões, que, segundo ele, estavam apenas dependendo de autorização judicial.

Naquele momento, contudo, não havia pedidos de prisão, segundo a Folha apurou, e muitos Estados nem sequer tinham inquéritos abertos.

Ainda segundo autoridades ouvidas pela reportagem, Galloro teve de explicar, em um dos poucos momentos que falou nas reuniões, que as investigações têm ritmos próprios e que não era possível ter controle do andamento delas, já que estavam espalhadas pelo país.

A pressão também envolveu a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que acompanha in loco a mobilização. Como resposta, o diretor-geral do órgão, Renato Dias, concedeu entrevista nesta segunda, afirmando ser possível prisão em flagrante nas rodovias, de quem impedir caminhoneiro de voltar à atividade.

OUTRO LADO

Procurado pela reportagem, o Palácio do Planalto informou que não há pressão sobre a PF e que a investigação ocorre em ritmo normal. A apuração dos fatos enquanto eles ocorrem, segundo a assessoria, permite melhores conclusões.

Marun negou que exista uma cobrança do governo sobre as prisões. "Confiamos no trabalho da polícia. Tem que deixar cada um fazer o seu trabalho", disse.

Por meio da assessoria de imprensa, Padilha informou que solicitou à Polícia Rodoviária Federal e à PF que investigassem a denúncia de infiltração de pessoas estranhas ao movimento dos caminhoneiros, que estariam ameaçando e constrangendo motoristas que tentavam voltar a estrada com seus caminhões.

"Portanto, o ministro Padilha pediu apenas investigação sobre um fato objetivo e não solicitou nada sobre locaute", disse a Casa Civil, em nota.

Paraná Pesquisas: Rui venceria Zé Ronaldo em segundo turno com 65,3%

A pesquisa divulgada pelo instituto Paraná Pesquisas nesta terça-feira (29) sobre o cenário eleitoral na Bahia mostra que o governador Rui Costa (PT) teria facilidade para vencer um eventual segundo turno.

Na pesquisa estimulada para o Palácio de Ondina, o petista venceria o primeiro turno com 58,3% das intenções de voto.

No cenário de segundo turno, Rui Costa venceria Zé Ronaldo com 65,3%. O democrata teria apenas 14,7%. 14,8% dos entrevistados não votariam em nenhum, e 5,2% não sabem em quem votar.

A pesquisa contratada pelo próprio instituto Paraná Pesquisas foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com número BA-08989/2018 e ouviu 1.540 eleitores na Bahia entre 23 e 28 deste mês de maio.

Notícia relacionada:

Rui Costa seria reeleito em primeiro turno com 58,8%, aponta Paraná Pesquisas

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Greve de caminhoneiros afeta abastecimento de oxigênio em hospitais na Bahia

A greve nacional dos caminhoneiros, em seu quarto dia nesta quinta-feira (24), afeta o abastecimento de oxigênio em hospitais da Bahia. Em dois deles, só há oxigênio para esta sexta-feira (25). Devido aos bloqueios, caminhões carregados com 180 e 200 cilindros ou tiveram de retornar para as empresas distribuidoras do produto ou estão parados nas rodovias estaduais e federais.

A situação mais grave é em Juazeiro, cidade de 221 mil habitantes no norte baiano, e onde os dois principais hospitais da cidade só têm oxigênio para até esta sexta-feira. No Hospital Materno-infantil (gestão municipal) há apenas um tubo de 1.500 metros cúbicos de oxigênio e 120 cilindros de 8 a 25 metros cúbicos, segundo a Prefeitura. A direção do Hospital Regional (gerido pelo Estado), que aguarda a chegada de 4 mil metros cúbicos de oxigênio, não informou a quantidade atual, mas garantiu que só dá para ficar até o meio dia de amanhã.

A empresa que abastece os hospitais de Juazeiro, a Diox Distribuidora de Oxigênio, informou que o caminhão com 10 mil metros cúbicos de oxigênio saiu nesta quinta de Simões Filho (Região Metropolitana de Salvador), a 509 km de Juazeiro. O trajeto mais rápido entre Simões Filho e Juazeiro é pelas BRs 324 e 407. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-324 há bloqueios parciais ou totais nos quilômetros 542, 600, 613 e 617, na Região Metropolitana de Salvador. Na BR-407, os bloqueios ocorrem nos quilômetros 131 (próximo a Senhor do Bonfim) e 230 (imediações de Capim Grosso).

 Nos bloqueios das duas rodovias os caminhões de carga estão proibidos de passar. "Estamos tentando ver com a PRF um apoio para que o caminhão possa passar por essas barreiras. Apoiamos a manifestação, mas os caminhoneiros têm de entender que os hospitais precisam ser atendidos", declarou o administrador do segmento medicinal da Diox Jorge Henrique Santos. Em nota, a Prefeitura de Juazeiro comunicou que "espera que essa situação seja resolvida o mais rápido possível e não interfira o atendimento à saúde da população." No total, a empresa precisa fazer entregas em 30 hospitais públicos e particulares de 15 cidades da Bahia. Em Brumado, no sudoeste, há outro caminhão da empresa que está parado num bloqueio. Nas outras cidades, o oxigênio que tem dá para ficar até o final de semana", informou Santos, que solicitou ainda apoio do Ministério Público Federal para tentar fazer com que a passagem dos caminhões da empresa seja possível.

 Em Vitória da Conquista, no sudoeste do estado e a terceira maior cidade baiana, com 348 mil habitantes, o Hospital Geral (gestão estadual) está com dois caminhões de oxigênio presos nos bloqueios desde esta quarta-feira. Segundo a direção da unidade hospitalar, a maior do município, os caminhões da empresa White Martins estão nos bloqueios de Brumado e Santo Estevão. A quantidade de oxigênio do hospital dá para ficar até o final de semana. A White Martins ficou de enviar nota sobre o assunto, mas isso não ocorreu. Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia, "não existe desabastecimento em nenhuma unidade estadual" e "os fornecedores estão comprometidos com o fornecimento regular". "Se necessário, serão escoltados pela Polícia Militar a fim de garantir o suprimento das unidades", diz a nota do governo.

A Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo enviou um e-mail aos presidentes da República, da Câmara e do Senado "alertando para o iminente desabastecimento dos hospitais e serviços de saúde, caso persista a greve dos caminhoneiros". Segundo o presidente, Yussif Ali Mere Junior, os hospitais podem ficar sem o abastecimento de oxigênio, materiais, medicamentos e insumos em geral, como suprimentos para diálise. "Precisamos garantir com urgência o abastecimentos das redes de saúde para manter o atendimento à população. Trabalhamos com estoques reduzidos e necessitamos de abastecimentos regulares, como por exemplo, de 2 em 2 dias, 3 em 3 dias, no caso de reposição de oxigênio, afirmou. A Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) também se pronunciou sobre os protestos.

Em nota, afirmou que farmácias e drogarias de todo o País já sofrem com o desabastecimento de produtos essenciais. "Um dos principais problemas referem-se aos medicamentos termolábeis, que devem ser mantidos refrigerados e necessitam de temperatura estável até o seu destino final - algo impossível de ser garantido com um veículo travado nas estradas", diz Sergio Mena Barreto, presidente executivo da associação. Segundo ele, na manhã desta quarta-feira, dia 23, veículos que transportavam medicamentos dos distribuidores e centros de distribuição até os pontos de venda chegaram a ser apedrejados, e seus motoristas agredidos fisicamente.Fonte:Bahia Noticias

Bahia tem 28 pontos de interdições em BRs; veja mapa em tempo real

Pelo menos 28 pontos de rodovias federais estão interditadas na Bahia, de acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Informações apresentadas pela PRF, em tempo real, também apontam a quantidade de horas que cada rodovia está fechada por conta dos protestos dos caminhoneiros. A BR-116, que passa por Feira de Santana, já está interditada há mais de dois dias. Já a BR-324 conta com mais de 12 horas de interdição em Salvador, e chega há mais de dois dias em Riachão do Jacuípe. Até o momento a BR-407, que liga Capim Grosso a Senhor do Bonfim, já dura mais de três dias.  Para acompanhar em tempo real o andamento das interdições.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

70% dos brasileiros fazem uso de medicamentos sem recomendação médica, aponta pesquisa

O brasileiro ainda tem pouco conhecimento sobre os impactos ocasionados pela automedicação e diagnose. É o que mostra uma pesquisa que constatou a prevalência de automedicação em 18,3% dos indivíduos investigados. As informações são do relatório “Fatores predisponentes para a prática da automedicação no Brasil: resultados da pesquisa nacional de acesso, utilização e promoção do uso racional de medicamentos (PNAUM)”, publicado na 21º edição do Boletim Científico. Foram entrevistadas 31.573 pessoas com idade igual ou superior a 20 anos.

A pesquisa mostra que 73,6% dos entrevistados afirmaram ter usado algum medicamento sem recomendação médica – caso eles já tivessem usado anteriormente esse mesmo produto; 73,8% declararam ter usado medicamentos não prescritos quando o medicamento já estava presente em casa; e 35,5% afirmaram ter usado alguma medicação não prescrita quando conheciam alguém que já havia tomado a mesma medicação.

O principal problema na automedicação e diagnose, aponta a professora Vera Lucia Pereira dos Santos, coordenadora do curso de Gestão da Vigilância em Saúde do Centro Universitário Internacional Uninter, é o risco de intoxicação ou uma reação alérgica. “A pessoa que se automedica já apresenta sintomas que indicam um estado alterado de saúde; se ocorrer a intoxicação pelo medicamento não indicado, o paciente pode inclusive não distinguir a reação e não procurar ajuda a tempo ou ainda ter uma reação alérgica, que poderá trazer sérias consequências”, avalia a especialista.

Por serem medicamentos que são de fácil acesso, os pacientes tendem a subestimar seus efeitos ou não seguir corretamente a prescrição da bula. “A automedicação revela, na verdade, um cenário de pouco acesso à saúde. As pessoas se medicam porque consideram difícil o acesso a uma consulta médica”, explica. Para consultas de emergência no SUS, em que os pacientes são classificados de baixo risco, a espera para atendimento pode chegar a 4 horas. “Essa dificuldade leva o paciente a achar que, sozinho, pode se ajudar. Aliada à falta de informação, eles tomam decisões sem aval médico achando que não vão se prejudicar”, afirma.

Dr. Google: as dez pesquisas sobre saúde mais procuradas no buscador em 2017

O processo de automedicação normalmente está associado a auto diagnose, explica Vera Lucia. Com maior acesso à informação, é comum que pacientes, ao sentirem sintomas diversos, tentem encontrar respostas nos buscadores de pesquisa. “O procedimento é incorreto e pode oferecer riscos à saúde de crianças e idosos, os mais afetados pela intoxicação medicamentosa”, alerta a especialista. Confira as dez pesquisas sobre saúde mais realizadas no Google, em 2017.

1. O que causam soluços?

2. Como faço para parar de roncar?

3. O que causa pedra nos rins?

4. Por que eu me sinto tão cansado?

5. Qual a duração de uma gripe?

6. Qual a pressão sanguínea normal?

7. Como diminuir colesterol?

8. O que causa pressão alta?

9. O que é TDAH?

10. O que é lupus?

De acordo com levantamento do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciatox) da Unicamp, em Campinas, 33% dos casos de intoxicação no Brasil se deram por ingestão de medicamentos, em 2017. “Para acabar com a automedicação, é preciso não só de informação, mas aumentar os pontos de contato da população com os hospitais”, finaliza.

Lateral, zaga e meio: Tite começa a definir Seleção da Copa nesta quarta-feira

A bola vai rolar nesta quarta-feira, na Granja Comary. Até agora, apenas três jogadores “brincaram” com ela no gramado: Neymar, Gabriel Jesus e Danilo. Mas a partir de hoje, Tite poderá começar a clarear alguns cenários ainda amarrados em sua cabeça.

Em três posições, a trajetória de opções e escalações do técnico desde agosto de 2016 até aqui sugere dúvidas: a lateral direita, abalada pela ausência de Daniel Alves, a zaga e o meio-campo.

Além disso, determinar quanto tempo Neymar jogará nos amistosos contra Croácia e Áustria, nos dias 3 e 10 de junho, será possível a partir da evolução do craque nos treinamentos. Ele não atua desde 25 de fevereiro, quando fraturou o quinto metatarso do pé direito e precisou ser operado no dia 3 de março.

Os primeiros trabalhos talvez não sejam tão conclusivos, em razão da necessidade de equilibrar as condições físicas de todos os convocados, mas todas as observações serão importantes.


Danilo larga na frente de Fagner por causa da lesão muscular na coxa direita do corintiano, que não atua desde 29 de abril. Mas a expectativa é que os amistosos ofereçam tempo de jogo suficiente a ambos para se mostrarem merecedores da vaga do lesionado Daniel Alves.

Danilo tem a seu favor a altura e o jogo construído pelo meio, além de uma ultrapassagem com vigor físico na linha de fundo. Fagner, por sua vez, é muito bom na linha de quatro defensiva que Tite tanto preza. Eles trabalharam juntos no Corinthians.

Zaga

Marquinhos e Thiago Silva disputam uma vaga ao lado de Miranda. O primeiro começou com tudo a era Tite e agarrou todas as oportunidades da melhor maneira, mas o técnico era louco para dar mais tempo de jogo ao veterano. Isso foi feito nos últimos amistosos contra Rússia e Alemanha.


Ambas foram testadas em março. Diante da Rússia, Coutinho foi escalado e se destacou no segundo tempo, quando se adiantou e passou a receber as bolas entre as linhas adversárias de marcação.

Contra a Alemanha, Fernandinho foi peça importante na marcação adiantada. O gol da vitória, marcado por Gabriel Jesus, teve origem num desarme do jogador, inclusive.Fonte:G1

Prefeitura de Serrinha inicia aragem de terra na zona rural do município

A Prefeitura de Serrinha, através da Secretaria de Agricultura, está desenvolvendo um grande trabalho de aragem de terra na zona rural do município.

As primeiras chuvas que caíram em Serrinha molharam bem o solo em muitas regiões. Por essa razão, o prefeito Adriano Lima, determinou à Secretaria de Agricultura o início dos serviços de aragem de terras nas comunidades.

Segundo o chefe do Executivo, as últimas primeiras chuvas devolveram a esperança ao homem do campo. “Desde o início da nossa gestão, sempre demos esse apoio aos nossos agricultores. Agora não poderia ser diferente. Com o serviço, eles poderão plantar na expectativa da continuidade das chuvas e de uma boa colheita”, frisou.

De acordo com o Secretário de Agricultura, Silvaney Santiago, já foram beneficiadas 27 comunidades, e a meta é chegar em torno de 50 comunidades, beneficiando, assim, aproximadamente 1500 famílias.

A ação irá acontecer em diversas localidades e tem um custo zero para os produtores rurais. A ação é mais uma iniciativa da Administração que visa a valorizar o homem do campo e a produção rural do município que é fonte de renda para muitas famílias, pontuou o secretário.

Além dessa ação de aragem de terra, está previsto para os próximos dias distribuição de sementes de palma para plantio, distribuição de mudas de planta frutíferas e florestais e colocação de alevinos (peixamento) nas aguadas públicas do município.

Em meio à greve, Bahia busca alternativas para atrair público ao jogo contra o Blooming

Com a greve dos rodoviários em Salvador, o torcedor do Bahia terá problemas para se locomover até a Arena Fonte Nova nesta quarta-feira (23), quando o Tricolor enfrenta o Blooming pela segunda partida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

 Segundo apuração da reportagem, para conseguir levar o público para o confronto, o clube conseguiu a extensão do horário do metrô até 0h30 na Estação Campo da Pólvora. As demais estações estarão abertas para o desembarque.

Além disso, o Bahia vai disponibilizar um código promocional de um aplicativo de transporte. Para avançar na competição internacional, o Esquadrão de Aço precisa vencer por dois gols de diferença, já que perdeu o primeiro jogo por 1 a 0.

Ministério Público investiga concurso da PM e dos Bombeiros

Após ter recomendado a suspensão do concurso da Polícia Militar da Bahia, o Ministério Público do Estado (MP-BA) abriu inquérito civil para apurar supostas irregularidades na aplicação de prova de ingresso nas carreiras da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do estado.

A denúncia, realizada em 2017, já foi previamente investigada pelo MP, que solicitou documentos para o Comando Geral da PM, para o Centro de Apoio de Operação Criminal (Caocrim) e para a Delegacia de Crimes Econômicos e contra a Administração Pública (Dececap).

O concurso está sendo investigado pela área de Defesa de Moralidade Administrativa e do Patrimônio Público do órgão e está nas mãos da promotora Heliete Viana. A conversão de procedimento investigativo para inquérito civil foi realizada no último dia 18 e publicada no Diário Oficial de Justiça nesta quarta-feira (23).Fonte:Bahia Noticias

Eduardo Azeredo, ex-governador de Minas Gerais, é considerado foragido pela polícia

O ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, passou a ser considerado foragido pela Polícia Civil do estado na manhã desta quarta-feira (23).

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os policiais ainda não conseguiram contato com os advogados e não sabem a localização de Azeredo.

 O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) determinou nesta terça (22) a prisão do ex-governador por peculato (desvio de dinheiro público) e lavagem de dinheiro no esquema do mensalão tucano, após todos os recursos da defesa serem esgotados.

Ele foi condenado a 20 anos e 1 mês de prisão. Ainda segundo a Folha de S. Paulo, a Polícia Civil faz buscas por Azeredo em Belo Horizonte e tem equipes em frente ao apartamento dele. No entanto, o tucano não aparece no local desde a tarde de terça.

Fachin autoriza visita de deputados a Lula em Curitiba

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou uma comissão de deputados federais a visitar Lula na prisão. Desde que o ex-presidente foi preso, em abril, uma comissão externa formada por parlamentares do PT, PC do B, PDT, PSB e Psol tenta visitá-lo, sob o pretexto de fazer uma vistoria nas dependências da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde ele está detido.

A juíza da execução penal, Carolina Lebbos, negou o pedido por duas vezes. Os deputados recorreram ao STF, e Fachin autorizou a visita. A negativa da magistrada de piso gerou tensão na Câmara dos Deputados, já que a lei determina que parlamentares podem entrar em qualquer estabelecimento público para fazer fiscalização.

Lebbos, em sua fundamentação, afirmava que senadores já tinham visitado Lula e que uma nova vistoria, portanto, não seria necessária. "Finalmente a lei será cumprida", diz o deputado Orlando Silva (PC do B-SP), que participará da comissão.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Serrinha:Microempreendedor individual é a categoria de entrada para o empreendedorismo

A Prefeitura de Serrinha, em parceria com o SEBRAE, realizou na CDL de Serrinha, a OFICINA do MEI, com o objetivo de que o microempreendedor individual fortaleça cada vez mais seu comércio e promova mudanças em seus negócios. A oficina contou com a participação de muitos comerciantes do município e foi ministrada pelo mediador do SEBRAE Dilson Abreu.

A agente de desenvolvimento Cícera Santos disse que “os microempreendedores receberam orientações sobre boas vendas e bons resultados nos negócios. A oficina, oferece ferramentas, conceitos e práticas que vão desenvolver a capacidade de administração e planejamento, além de ajudar o empreendedor a melhorar o desempenho das vendas por meio da utilização dos conceitos e técnicas de marketing”.

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Hermano Amador, disse que o MEI é um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento da economia local e, por isso, se faz importante a sua qualificação. “Entendo que hoje o segmento do microempreendedor individual já representa uma parcela significativa da nossa economia.

E entendo também que é um grande instrumento para geração de ocupação e distribuição de renda e, consequentemente, para promover o desenvolvimento local. Nesse sentido, é fundamental a ação do Sebrae de capacitação, qualificação desses empresários, visando que, no futuro, eles se tornem micro e pequena empresa e promovam ainda mais o desenvolvimento do nosso país”, afirma.
MEI – Microempreendedor individual é a categoria de entrada para o empreendedorismo. Estão nessa definição as pessoas que trabalham por conta própria de forma regulamentada com CNPJ, podendo emitir nota fiscal e contratar até um funcionário.

A categoria MEI está enquadrada no Simples Nacional, um regime tributário diferenciado para pequenas empresas que têm por objetivo simplificar a taxação e pagamento de impostos. A partir do Simples, os impostos para o MEI são unificados em uma taxa mensal que dá acesso a benefícios como aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade por tempo de contribuição.Fonte:Blog de Fernando Lima

Serrinha:Os melhores cantores do Brasil estarão no Parque Maria do Carmo

Gusttavo Lima e Unha Pintada são algumas das atrações da Vaquejada de Serrinha, que acontece no município há 51 anos. O evento acontece no espaço Parque Maria do Carmo, entres os dias 6 e 9 de setembro.

Os ingresos variam entre R$ 35 a R$ 325 e estão à venda no site vendas.vaquejadadeserrinha.com.br. Outra forma de pagamento é por carnê, que pode ser adquirido presencialmente no escritório do espaço.

O evento é considerado como um dos principais projetos de valorização da cultura sertaneja, que movimenta a região sisaleira do estado da Bahia. A programação do evento mescla atrações musicais e competições esportivas.

Confira a programação:

Quinta-feira (6) - abertura oficial

Missa do vaqueiro, às 13h. Em seguida, cavalgada na cidade e abertura das competições esportivas. Entrada gratuita.

Sexta-Feira (7) - Festa do Bezerro Manhoso

Ingressos: Pista Meia - R$ 35; Pista Inteira - R$ 70; Camarote VIP - R$ 75;

Sábado (8) - Festa da Vaca Atolada

Ingressos: Pista Meia - R$ 60; Pista Inteira - R$ 120; Camarote VIP - R$ 125;

Domingo (9) - Festa do Boi Malandro

Ingressos: Pista Meia - R$ 60; Pista Inteira - R$ 120; Camarote VIP - R$ 125;

Passaporte para todos os dias:

Pista: Meia - R$ 155; Inteira - R$ 310;

Camarote VIP: R$ 325;

Vendas: vendas.vaquejadadeserrinha.com.br

Mais informações: Tel. (71) 9.9956.2455 / (75) 3261-3444.Fonte:G1

Aposentadoria por idade só poderá ser pedida por telefone ou internet a partir do dia 21

A partir da próxima segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar atendimento presencial para pedidos de aposentadoria por idade e salário-maternidade. Os dois benefícios só poderão ser solicitados por telefone ou internet.

A análise para concessão da aposentadoria por idade e do salário-maternidade já é feita automaticamente, com base nos dados disponíveis nos sistemas do INSS e do governo, desde setembro de 2017. Mas até então também era possível fazer o pedido pelo modelo de agendamento, que agora ficará indisponível.

Os benefícios poderão ser solicitados no site do instituto ou pelo telefone 135. O segurado receberá um número de protocolo e só será chamado a uma agência do INSS em casos excepcionais, como na falta de documentos.

De acordo com o INSS, a mudança deve reduzir o tempo de análise dos pedidos. Segundo o órgão, outros benefícios também passarão a ser solicitados dessa forma "em breve".

Serviços agendados

A partir do dia 24, serviços antes atendidos por ordem de chegada nas agências poderão ser agendados pela internet e telefone.

São eles:

Alterar meio de pagamento

Atualizar dados cadastrais do beneficiário

Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes

Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País

Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de DIRF

Cadastrar Declaração de Cárcere

Cadastrar ou atualizar dependentes para Salário-família

Cadastrar ou Renovar Procuração

Cadastrar ou Renovar Representante legal

Desbloqueio do Benefício para Empréstimo

Desistir de Aposentadoria

Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados à

Pensão por Morte

Emitir Certidão para saque de PIS/PASEP/FGTS

Reativar Benefício

Reativar Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência suspenso por inclusão no mercado de trabalho

Renunciar cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão

Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido

Solicitar Valor não Recebido até a Data do Óbito do Beneficiário

Suspender Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência para inclusão no mercado de trabalho

Transferir Benefício para outra Agência.Fonte:G1

Bahia registra 114 casos de H1N1 com 15 óbitos, aponta boletim da Sesab

Boletim da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), divulgado nesta terça-feira (15), apontou um aumento no número de casos de Influenza do subtipo A H1N1: foram confirmados 114, com 15 evoluções para morte. Até o último sábado (12), foram notificados 752 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 57 mortes. Destes, 132 foram confirmados para Influenza. Foram confirmados casos de H1N1 em 27 municípios, e os óbitos ocorreram em seis deles: Salvador (10), Camaçari (1), Lauro de Freitas (1), Retirolândia (1), Saúde (1) e Serrinha (1). Foi registrada maior ocorrência entre os menores de cinco anos e maiores de 60 anos, sendo que 63,1% dos óbitos ocorreram nesse grupo.

Leão acha que Wagner disputará Senado e espera Rui definir se ele continua na vice

Mesmo avaliando que é possível o ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) ser candidato à Presidência da República em substituição ao ex-ministro Luiz Inácio Lula da Silva, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), acredita que isto não deve ocorrer. Com este fato, não haveria mudança na composição da chapa majoritária, como o próprio Leão chegou a aventar, em entrevista à coluna Satélite, do jornal Correio.

“O PT fechou questão em Lula e Wagner quer ser mesmo candidato a senador. Wagner é um baiano arretado”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. O vice-governador disse na ocasião que, caso Wagner fosse candidato a presidente, ele ocuparia a vaga do petista para o Senado na chapa majoritária do governador Rui Costa à reeleição, enquanto a senadora Lídice da Mata poderia concorrer a um espaço na vice (relembre).

Sobre a declaração que causou certo rebuliço, Leão explicou. “Fui perguntado: ‘Se Lula não for candidato, Wagner pode ser?’ Eu respondi: ‘Poderá, pô. Tanto ele quanto o cara lá de São Paulo, o Haddad’. Mas aí criou aquela coisa toda”, relembrou. Leão também aproveitou para reafirmar seu desejo em continuar como vice de Rui na disputa por mais quatro anos no Palácio de Ondina. No entanto, ele aguarda que o próprio governador bata o martelo sobre o assunto.

“Estamos aguardando que o governador marque conversa entre todos nós, mas minha preferência o governador já sabe, que vai ser ficar ao lado dele para a gente continuar produzindo essas obras todas. A coisa está acontecendo e eu me entusiasmo muito com isso”, reiterou. Em relação à disputa pela reeleição, Leão pregou cautela e pediu que se evite o clima de “já ganhou”, após a desistência de ACM Neto em concorrer ao governo. “Vamos partir para a luta, mas respeitando a oposição. Você não pode dizer já ganhei.

 Da última vez, eles disseram ‘já ganhei’, e a gente veio lá e crau. A oposição é feita para ser respeitada. Eleição é eleição. Cada uma tem um porém, tem um fator decisivo. O que nós precisamos é tocar o barco da maneira que estamos”, aconselhou. Um dos maiores defensores de que Neto continuasse na prefeitura de Salvador (relembre), o vice-governador também avaliou que ele “acertou” em não concorrer. E ainda fez um pedido ao prefeito de que melhore as relações com o governo do Estado. “Tem que acabar com essas picuinhas, essa briga besta, tanto de um lado quanto do outro. O povo não quer isso, quer progresso, desenvolvimento, isso que a Bahia está vendo.

E nós estamos dispostos. Fizemos essa parceria com o metrô e estamos dispostos a outras parcerias”, afirmou, em relação aos embates públicos entre Neto e o governador Rui Costa. Ele ainda usou uma analogia entre a melhoria das relações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com a Coreia do Norte para pregar a “pacificação” entre os gestores. “Pô, até o Trump quer pacificar com o povo da Coreia do Norte. Então, por que a gente vai ficar brigando no nosso canteiro?”, brincou.Fonte:Bahia Noticias

Manifestantes criticam Moro na entrada de premiação em Nova York

Há uma semana, do outro lado do Central Park, fãs babavam por celebridades desfilando pelo tapete vermelho do tradicional baile de gala do Metropolitan. Mas diante do Museu de História Natural, o clima foi outro.

Sob forte chuva, com protesto e batuque na porta, uma parte endinheirada do establishment político e econômico do Brasil e dos Estados Unidos subiam os degraus para o jantar do prêmio Pessoa do Ano, que homenageia Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York, e o juiz federal Sergio Moro, alvo de parte do ódio que se concentrava ali.

Eles eram cerca de 60 manifestantes e gritavam “golpista”, “vergonha”, “Moro salafrário, juiz partidário” com faixas dizendo “Lula livre”. Queriam azedar o banquete oferecido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Moro, a estrela da noite, entrou por uma porta fora do campo de visão, mas seu nome e o do ex-presidente que ele condenou no caso do tríplex ecoavam pelo Upper West Side num grito de guerra que ainda separa coxinhas e mortadelas.

Não faltaram barracos. Uma mulher no protesto chamava todas que entravam de “cafona”, “ridícula” e “decadente”, às vezes de “pobre de direita”. E as mulheres de salto e vestidos que pareciam de madrinha de casamento perdiam a compostura, revidando com o dedo do meio em riste. Umas atiraram objetos difíceis de distinguir na tempestade em direção aos manifestantes.

Dois homens quase saíram no braço. O motorista de uma Mercedes preta, que acabava de deixar um convidado da festa do museu, xingou e foi xingado de volta. De brinde, levou uma cusparada que diz ter arruinado seu blazer “Brooks Brothers de US$ 100” —ele é brasileiro e conta estar há 30 anos em Nova York.

Outro chofer, enquanto ajudava uma mulher de longo e salto a navegar pelo furdunço na porta, mandou os manifestantes irem trabalhar. “Trabalhar ninguém quer, protestar que é bom”, dizia em português. “Volta pro Brasil, cambada.”

Vitória enfrenta Sampaio Corrêa pelas quartas da Copa do Nordeste

O Vitória enfrenta a equipe do Sampaio Corrêa no estádio do Castelão, nesta quarta-feira (16), às 19h15, em jogo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste.

O técnico Vagner Mancini optou pelo mistério absoluto para o duelo, escondendo até a lista de relacionados para o confronto. O zagueiro Kanu e o atacante Rhayner foram poupados da última atividade do rubro-negro, que aconteceu na terça-feira, em Salvador. O defensor com certeza não viajou para São Luís-MA e existe uma forte tendência de o atacante também não ter acompanhado a delegação.

Os desfalques certos ficam por conta do zagueiro Aderllan, do meia-atacante Lucas Fernandes e do atacante Wallyson, todos por não terem sido inscritos pelo Vitória na competição. Já Guilherme Costa e Fillipe Soutto também estão fora do duelo contra o Sampaio Corrêa por terem sido vetados pelo departamento médico.

FICHA TÉCNICA:
Sampaio Corrêa x Vitória - Quartas de final da Copa do Nordeste (Ida)

Data: 16 de maio de 2018 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Local: Castelão, em São Luís-MA
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)

Sampaio Corrêa: André Luiz; Bruno Moura, Fredson, Maracás e Alyson; César Sampaio, Diego Silva, William e João Paulo; Alvinho e Bruninho. Técnico: Roberto Fonseca

Vitória: Caíque; Lucas, Ramon, Bruno Bispo e Jeferson; Willian Farias, Uillian Correia (José Welison), Yago e Denilson; Neilton (Luan) e André Lima. Técnico: Vagner Mancini.Fonte:Bocão News

Lula ficará impossibilitado de votar se continuar preso na sede da PF

Se o ex-presidente Lula (PT) continuar preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, não poderá votar, já que o local não é uma unidade prisional e não receberá urnas. 

De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S.Paulo, se Lula for transferido para um presídio, poderá votar porque seu caso ainda não foi transitado em julgado. No entanto, se a unidade for no Paraná, ele só poderá votar em presidente, já que não transferiu o título no prazo.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Prefeitura anuncia obras de pavimentação de seis ruas do bairro da Santa, em Serrinha


 Para dar melhores condições de trafegabilidade, acesso, conforto e comodidade à população serrinhense, a Prefeitura Municipal de Serrinha, por meio da Secretaria de Infraestrutura, anunciou as obras de pavimentação em seis ruas do bairro da Santa, nesta sexta-feira (11).

A pavimentação vai beneficiar moradores das ruas Vitória, Palmeiras, Travessa Palmeiras, Fluminense, Péricles Nogueira e Campo Grande. “A Prefeitura tem investido na pavimentação de ruas, facilitando o deslocamento de moradores e usuários.

Além de significar mais qualidade de vida aos cidadãos, a chegada do pavimento em vias, que não contavam com esse importante benefício, também garante um novo visual ao lugar e, consequentemente, a valorização dos imóveis”, disse o secretário de Infraestrutura, Misael Cunha Neto.O investimento para realização das obras é de R$ 399.921,29.

"As obras de pavimentação vão garantir mais qualidade de vida para a população. A pavimentação das vias era uma reivindicação antiga dos moradores, que reclamavam das condições precárias de tráfego e dos transtornos provocados por poeira e lama", pontuou o Prefeito Adriano Lima.

Estiveram presentes, além do Prefeito, o Chefe de Gabinete, Gustavo Pastor; o Procurador do Município, Dr. Cyro Novais; os Secretários Alexandre Tahim, Willian Henrique e Misael Cunha Neto. Além desses, estavam também os vereadores Alex da Saúde, Sargento Jean, Zé Raimundo e Sedex do Ovo. Anderson Pereira e Negrão da Santa foram representar a comunidade.Fonte:Blog Fernando Lima Repórter

Gualberto e Zé Ronaldo são 'pegos' em aplicativo "Detector de Corrupção"

Dois pré-candidatos ao governo da Bahia não passaram pelo filtro do aplicativo "Detector de Corrupção". A ferramenta foi lançada pelo site Reclame Aqui e usa reconhecimento facial para identificar os políticos e fornecer informações completas sobre quais crimes foram praticados por eles.

Dentre os aspirantes ao cargo de governador da Bahia, apenas três estão cadastrados no aplicativo. Os pré-candidatos José Ronaldo (DEM), ex-prefeito de Feira de Santana, e o deputado federal João Gualberto (PSDB) respondem a processos e foram "pegos" no detector.

Ronaldo, conforme mostra o aplicativo, é alvo de uma ação por contratar terceirizados para uma unidade de saúde de forma irregular. Gualberto, por sua vez, responde a um inquérito por suposto crime de lei de licitações.

O outro pré-candidato ao governo é o atual governador da Bahia, Rui Costa (PT), que não possui processo relacionado no aplicativo.



Os pré-candidatos Marcos Mendes (Psol), João Santana (MDB), João Henrique (PRTB), Celia Sacramento (Rede), Marcos Mauricio (PSDC) e Valdir Santos (PV) não constam na ferramenta.Fonte:Bocão News

Monge visita Lula na prisão e os dois rezam juntos

Segundo religioso a visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula na Silva na prisão, o monge Marcelo Barros relatou em carta nesta segunda-feira (14) detalhes de seu encontro com o petista.
Barros disse no texto ter encontrado Lula sentado à mesa, diante de livros recebidos pelo teólogo Leonardo Boff, que o visitou no dia 7 de maio.

"De saúde, estou bem, sereno e firme no que é meu projeto de vida que é servir ao povo brasileiro como atualmente tenho consciência de que eu posso e devo. Você veio para me trazer um apoio espiritual", disse Lula ao monge, segundo seu relato. "E o que eu preciso é saber como lidar cada dia com uma indignação imensa contra os bandidos responsáveis por essa armação política da qual sou vítima, sem dar lugar ao ódio."

Na conversa, Lula contou histórias de sua infância. Entre elas, o dia em que resistiu à tentação de roubar uma maçã para não decepcionar a mãe, escreveu o Monge. "E aí ele prosseguia com lágrimas nos olhos: 'Agora esses moleques vêm me chamar de ladrão. Eu passei oito anos na presidência e nunca me permiti ir com Marisa [Letícia, sua mulher, já falecida] a um restaurante de luxo, nunca fiz visitas de diplomacia na casa de ninguém. Fiquei ali trabalhando sem parar quase noite e dia. E agora, os caras me tratam dessa maneira'", disse Lula durante a visita de Barros.

Antes de encerrado o tempo do Monge na cela, o petista mostrou fotos de família e os dois oraram de mãos dadas. Lula mandou ainda um recado aos apoiadores acampados em vigília. "Diga que estou sereno, embora indignado com a injustiça sofrida. Mas, se eu desistir da campanha, de certa forma estou reconhecendo que tenho culpa. Nunca farei isso. Vou até o fim", disse.

E continuou: "Creio que na realidade atual eu tenho condições de ajudar o Brasil a voltar a ser um país mais justo e a lutar para que, juntos, construamos um mundo no qual todos tenham direitos iguais."

Delator da Lava Jato é preso novamente por lavagem de dinheiro de tráfico internacional de drogas

A Polícia Federal (PF) prendeu  na manhã desta terça-feira (15), oito pessoas,  em uma operação contra lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas. Carlos Alexandre, conhecido como Ceará, doleiro da Lava Jato foi preso novamente.

De acordo com o G1, além dele, outros dois operadores financeiros atuam no esquema. Um deles, Edmundo Gurgel Junior, foi investigado anteriormente pela PF no caso Banestado, na Operação Farol da Colina, segundo a Polícia Federal.

Segundo a PF, Carlos Alexandre firmou acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), que foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Contudo, conforme a PF, ele voltou às atividades ilegais.

A PF informou que vai comunicar a PGR e o STF sobre a prisão do réu colaborador para que a quebra do acordo firmado seja avaliado.

Efeito Dominó

Batizada de Efeito Dominó, a operação é um desdobramento da Operaçãp Spectrum, deflagrada em 2017. Na ocasião, Luiz Carlos da Rocha – o Cabeça Branca, um dos maiores traficantes da América do Sul, segundo a PF – foi preso em Sorriso (MT).

Ao todo, são 26 mandados judiciais. Há 18 de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva (que é por tempo indeterminado) e três de prisão temporária. Os presos serão levados para a Superintendência da PF, em Curitiba.

Os mandados são cumpridos no Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e em São Paulo.

Crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes são apurados pela Operação Efeito Dominó.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Petistas, tucanos e emedebistas não são opção de voto da maioria dos brasileiros, diz pesquisa

Alvos constantes das operações sobre casos de corrupção no país, PT, MDB e PSDB estão longe da preferência dos eleitores brasileiros. O levantamento feito pelo Paraná Pesquisas mostra que 50,8% dos 2.002 brasileiros entrevistados não pretende votar em um candidato do PT para deputado federal ou senador. Para 27,7%, isso vai depender do candidato enquanto 17,6% confirmam a possibilidade de votar em um petista.

Realizada de 27 de abril a 2 de maio, em 154 municípios do país, a pesquisa apurou que 49,5% dos brasileiros também não pretende escolher um nome do MDB. Já 36% dizem que depende do candidato enquanto 9,4% confirmam a pretensão de eleger um emedebista. Quanto ao PSDB, 46,2% não pretendem votar em um tucano para o Congresso Nacional.

Outros 39,4% afirmam que depende do político e 7,7% dizem que votariam em um tucano. O levantamento apurou ainda a perspectiva dos eleitores quanto à eleição presidencial, cuja maioria respondeu não ver impacto na influência de um desses partidos na hora de escolher o candidato (saiba mais aqui). A pesquisa foi registrada sob o número BR-02853/2018 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Feira: vereador cumpre promessa e vai a cavalo para a Câmara

O vereador Edvaldo Lima (PP), de Feira de Santana, cumpriu sua promessa e foi trabalhar a cavalo na manhã desta segunda-feira (14). O gesto foi um protesto contra o aumento do preço do combustível.

“Destruíram a Petrobras e estamos pagando o preço. Quem tem que pagar a conta é quem roubou”, bradou o legislador, conforme publicação do site Política in Rosa.

Polícia procura homem que rouba, estupra e corta cabelo de mulheres em Feira de Santana

A polícia procura por um homem que rouba, estupra e corta o cabelo de mulheres em Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador. De acordo com o G1, que entrevistou a delegada do município, o número de vítimas subiu de 7 para 9. Os registros aconteceram entre abril e maio deste ano.

Os casos ocorrem desde 2016 e são mais frequentes no bairro de Asa Branca. De acordo com Clélia Vasconcelos, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), as investigações sobre os crimes estão avançando.

"Ele é um homem de estatura mediana, altura de 1,70. Não é gordo, mas é relativamente forte, de fala mansa, de nariz avantajado, sobrancelhas espessas e cor parda", detalha o perfil relatado pelas vítimas.

Informações sobre suspeitos podem ser passadas em sigilo para a polícia por meio do telefone: (75) 3602-9091.Fonte:Bocão News