OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE

ARENA SHOPPING SERRINHA.: O MAIS MODERNO CAMPO SOCIETY DA CIDADE
ARENA SHOPPING SERRINHA. Muito boa a iniciativa de trazer mais uma opção de lazer para a nossa cidade, além de valorizar mais o local onde se encontra o referido empreendimento!!!!

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Foi em vão que golpeei os seus filhos.Eles não aceitaram a disciplina.A própria espada de vocês devorou os seus profetas,Como um leão destruidor. Vocês desta geração, prestem atenção à palavra de Jeová. Será que eu me tornei para Israel como um deserto ? Ou uma terra de densa escuridão? Por que eles, o meu povo, disseram: ‘Estamos andando livremente. Não voltaremos mais para ti.Será que a moça se esquece dos seus enfeites,Ou a noiva das suas faixas? No entanto, não é possível contar os dias em que o meu próprio povo se esqueceu de mim". Jeremias 2:1-37

terça-feira, 30 de junho de 2015

Serrinha:Concurso da rainha e peão da Vaquejada Parque Maria do Carmo

Moças e rapazes de todas as cidades da Bahia podem se candidatar ao título de Rainha e Peão da Vaquejada em Serrinha 2015. Desde o ano passado que a vaqueira ampliou para todo o estado a participação no concurso de beleza.  Anteriormente, apenas jovens de Serrinha podiam concorrer.

Para disputar os títulos, basta  ser natural de qualquer cidade da Bahia e ter de 18 a 25 anos de idade. Os jurados avaliam os candidatos nos seguintes requisitos: beleza, simpatia, elegância e desenvoltura. Os vencedores tem como premiação principal uma moto 0km (Rainha) ; R$ 2 mil reais (Peão); R$ 2 mil reais (1ª Princesa) e R$ 1 reais (2ª Princesa).

Os interessados devem enviar duas fotos, nome completo, data de nascimento, endereço e telefones de contato para o e-mail festarainha2015@hotmail.com . A Festa da Rainha será realizada na área coberta do Parque Maria do Carmo, em Serrinha, no dia 1º de agosto, a partir das 20h. Após o desfile, o evento será animado pelo som das bandas Seu Maxixe e Sintonia Bahia. Confira o regulamento completo no site www.vaquejadadeserrinha.com.br

Prefeito de Serrinha tem que ressarcir mais de R$ 11 mil ao erário

Na sessão desta terça-feira (30/06), o Tribunal de Contas dos Municípios imputou ao prefeito de Serrinha, Osni Cardoso de Araújo, o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$ 11.758,58, em razão de despesas indevidas com multas e juros por atraso no recolhimento do INSS no exercício de 2009.
O conselheiro José Alfredo Rocha Dias, relator do processo, ressaltou que a dívida já foi objeto de parcelamento em 05/08/2010, contudo, até o momento, o gestor não apresentou quaisquer comprovantes de quitação.
Cabe recurso da decisão.Fonte:Bahiajá

Neymar passa noite com filha de Renato Gaúcho, diz colunista

O atacante Neymar, em sua passagem pelo Rio de Janeiro, foi visto na companhia de Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho. Segundo informações da coluna de Leo Dias, do jornal 'O Dia', a dupla fez check-in no hotel Windsor, por volta das 7h15 da manhã do último domingo (28), onde teriam entrado pelos fundos, no carro do jogador.
Ainda de acordo com a coluna, Carol saiu do hotel por volta das 14h de táxi. Já Neymar foi para a casa dos amigos Thiaguinho e Fernanda Souza. Ele ainda teria ido ao Superstar e finalizado a noite curtindo o show da Anitta, sem a companhia da modelo.

Lula critica proposta aprovada pela Câmara que põe fim à reeleição

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta terça-feira (30), em reunião com senadores de PMDB e PT, a proposta de fim da reeleição aprovada no mês passado pelo plenário da Câmara dos Deputados, relatou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Em 27 de maio, como parte das votações do pacote de propostas para a reforma política, deputados aprovaram o fim da reeleição para presidente, governador e prefeito. A proposta de emenda constitucional da reforma política ainda terá de ser votada em segundo turno na Câmara e em outros dois turnos no Senado.

Nesta terça, Lula se reuniu com senadores na residência oficial da Presidência do Senado. Segundo Renan Calheiros, o ex-presidente veio “em missão de paz” e colaborou com a discussão sobre a reforma política.

“Ele disse que não achava oportuno o fim da reeleição. Ele entende que o mandato de quatro anos é um mandato muito curto para não ter reeleição. Se fosse um mandato de cinco, tudo bem”, afirmou.

Procurada pelo G1, a assessoria do Instituto Lula esclareceu que o ex-presidente considera o fim reeleição um "atraso" e que ele defende a possibilidade de reeleição, independentemente da discussão sobre o período do mandato.

Participaram do encontro com Lula nesta terça-feira os senadores peemedebistas Romero Jucá (RR), Eunício Oliveira (CE) e Edison Lobão (MA), o ex-senador José Sarney (PMDB-AP), além dos senadores petistas Jorge Viana (AC) e Delcídio do Amaral (MS).
O senador Jorge Viana, presidente da comissão especial do Senado destinada a discutir a reforma política, também relatou a fala do ex-presidente contra o fim da reeleição.

“O presidente Lula externou preocupação com o fim da reeleição. Ele acha que os importantes países do mundo têm a possibilidade da reeleição e só outros países, com menor importância, é que abriram mão”, afirmou.

Jorge Viana afirmou que há intenção de o Senado estudar temas complementares àqueles aprovados na Câmara. “Não vamos fazer uma confrontação das teses do Senado com as da Câmara. Achamos que não é produtivo. Queremos alterar regras eleitorais para que funcionem já no ano que vem”, disse.

Segundo ele, a intenção é fazer mudanças com alteração em leis ordinárias, e não na Constituição. “A Câmara aprovou financiamento de empresas a partidos. Podemos trabalhar qual o teto das doações. Podemos, em vez de discutir modelagem de financiamento, discutir custo das campanhas”, exemplificou.

Diretores da Globo se irritam com Zeca Camargo e temem boicote

Repercutiu muito mal nos bastidores da Globo a polêmica na qual se Zeca Camargo se envolveu no último domingo (28) ao analisar na Globo News o panorama cultural nacional a partir da morte do cantor Cristiano Araújo. Impressionado com o tamanho da cobertura da TV, o jornalista provocou a ira de fãs e cantores de música sertaneja ao afirmar que a idolatria a "uma figura relativamente desconhecida" revela a "pobreza da atual alma cultural brasileira".

Para executivos da Globo, Camargo foi no mínimo infeliz e inoportuno. Comprar uma briga com fãs e artistas sertanejos, às vésperas de estrear um novo programa, é péssimo para a emissora. Teme-se que uma legião gigantesca de telespectadores rejeitem o É de Casa, programa que terá Camargo como um dos apresentadores, no ar nas manhãs de sábado a partir de agosto. Isso sem contar o provável boicote de cantores sertanejos, que poderão recusar convites para se apresentarem no programa.

O gesto de Zeca Camargo de pedir desculpas no Vídeo Show de ontem não aliviou a situação do jornalista. Pelo contrário, só piorou. Isso porque Camargo se referiu a Cristiano Araújo como Cristiano Ronaldo. Para boa parcela dos fãs do cantor (e para profissionais da Globo também), pareceu que a gafe foi de propósito, para reforçar ainda mais a ideia de o sertanejo era um ilustre desconhecido, a ponto de ser confundido com jogador de futebol.

Zeca Camargo será o assunto de reuniões na emissora nos próximos dias. Suas declarações vão influenciar na estratégia de lançamento do novo programa. Há quem defenda que ele desapareça do ar até agosto. Os mais radicais acham que ele deveria ficar de fora do É de Casa, atração cuja principal missão será treinar novos apresentadores, como Tiago Leifert, Patricia Poeta e André Marques, entre outros.

Segundo um executivo da Globo ouvido pelo Notícias da TV, a análise de Zeca Camargo está sendo vista como um grande equívoco. Primeiro, Camargo criticou a cobertura da própria Globo. A emissora é a principal difusora da música sertaneja e tira proveito dela. Teve seu momento de Record ao derrubar a Sessão da Tarde da última quarta-feira (24) para exibir um Vídeo Show especial de duas horas e meia de duração sobre morte de Cristiano Araújo.

Ainda de acordo com essa fonte, que pede anonimato, Camargo demonstrou ignorância: a reação dos fãs e a audiência vigorosa da cobertura da morte do cantor mostraram que era a mídia que estava mal informada sobre Cristiano Araújo.

Zico diz que Dunga e Gilmar Rinaldi não têm preparo para a seleção

A comissão técnica da seleção brasileira ganhou um inimigo público de peso depois da eliminação nas quartas de final da Copa América: Zico, que já havia criticado a contratação de Dunga no passado, voltou a atacar o treinador e também o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi. Nesta segunda-feira, o maior ídolo da história do Flamengo afirmou que a dupla não tem preparo para assumir os cargos e citou o fato de Gilmar ter trabalhado como empresário de jogadores no passado como um dos motivos para a decadência da equipe nacional.

"Para estar numa seleção, é preciso ter títulos, números significativos, prêmios individuais, nem que seja de melhor jogador do bairro. Hoje é muito fácil ir para a seleção. Qualquer um vai. O cara faz três bons jogos, se torna conhecido, é vendido a peso de ouro. Temos que estar atentos a isso. Seleção não é um balcão de negócios. Mas temos lá um empresário do futebol comandando... Ou ele já não é mais empresário?" perguntou Zico em entrevista ao jornal O Globo.

A resposta de Gilmar não demorou. O ex-goleiro disse ao jornal Extra que estava decepcionado com as declarações de Zico, com quem trabalhou no Flamengo como dirigente, e prometeu processá-lo. "Na verdade, sinto uma grande decepção, até porque ele esteve num cargo executivo há pouco tempo e sofreu as mesmas acusações que está me fazendo. Ele sabe muito bem como é difícil trabalhar como executivo. Mas nada melhor do que a gente usar o caminho da Justiça para que ele prove as insinuações, que são levianas e irresponsáveis, na minha opinião."

Ainda na noite de segunda-feira, Zico voltou a falar sobre o tema e não demonstrou qualquer arrependimento. "Ao sair dali, espero que não volte a ser empresário. Eu vi de perto no Flamengo. Fui convidado por ele para jantar e a primeira pergunta que fiz foi se ele deixaria de ser empresário. Depois, quando saiu, ele estava trabalhando com Adriano, Juan e Reinaldo (destaques da equipe carioca na época). Eu não tenho que procurar ele. Seleção você tem que ter currículo. Hoje, não é mais isso", disse o ex-jogador, em entrevista ao Globoesporte.com.

O ataque de Zico, no início era voltado a Dunga, que, ainda no Chile, no mesmo dia em que escorregou ao falar sobe "afrodescendentes", disse que fez parte de uma "geração ruim, mas com sorte", por ter sido campeão mundial em 1994, enquanto outros eram "bons, mas com azar" (em referência aos times de Zico, Sócrates e companhia, que nunca venceram a Copa).

Na noite desta terça, Zico voltou a atacar Dunga, que, segundo ele, é uma pessoa rancorosa e com pouco preparo. "Ele deveria sempre se preparar melhor, mas sempre fica com rancores, fala de gerações anteriores que foram perdedoras. Ele tem que curtir a vida, o que ganhou, o que tem pela frente, a responsabilidade que tem... Essa é a função dos treinadores. Passar uma borracha no passado. Não pode ficar se remoendo quando acontece algo desagradável." Aos 62 anos, Zico segue trabalhando como treinador - voltará a dirigir o Goa, da Índia, no segundo semestre - e anunciou recentemente que concorrerá ao cargo de presidente da Fifa.Fonte:Veja

Lula toma café com políticos do PT e do PMDB e diz não achar oportuno fim de reeleição

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu-se para um café da manhã, nesta terça-feira (30), na residência oficial parlamentares do PT e do PMDB, incluindo o presidente do Senado, Renan Calheiros. De acordo com Renan, Lula deu sugestões e defendeu pontos de vista sobre a reforma política, como a manutenção do instituto da reeleição. “Entre outras coisas, ele disse que não achava oportuno o fim da reeleição. Ele entende que o mandato de quatro anos é um mandato muito curto para não ter reeleição. Se fosse um mandato de cinco, tudo bem, mas ele acha difícil a extensão dos mandatos para cinco anos”, disse Renan ao chegar ao Senado. A proposta de reforma política aprovada na Câmara prevê o fim da reeleição para os cargos do Poder Executivo (presidente, governador e prefeito), além da duração de cinco anos para todos os cargos eletivos (vereadores, deputados, prefeitos, senadores, governadores e presidente) a partir de 2022, com regra de transição para senadores.

Citado como possível egresso do PT, Pinheiro não participou de reunião com Lula

Apontado como uma das possíveis perdas da bancada do PT no Senado, o baiano Walter Pinheiro não participou do encontro entre senadores petistas e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, realizado na noite desta segunda-feira (29). “A reunião foi ontem e eu tomei a decisão de não vir”, minimizou Pinheiro, em entrevista ao Bahia Notícias, nesta terça (30). O baiano foi evasivo ao ser questionado sobre os motivos. “Além de minha agenda em Salvador, achei que não deveria vir. Não vejo nada demais, não quis participar”, declarou o petista. Quando ainda era deputado federal, houve um tensionamento claro entre Pinheiro e o então presidente Lula, quando o baiano criticou a condução do processo do mensalão no âmbito do Partido dos Trabalhadores. Pinheiro mostrou ainda desconhecimento sobre o café da manhã entre o ex-presidente e a bancada do PMDB e do PT, na manhã desta terça. Em processo gradual de afastamento do PT – o senador não participou de atos solenes dos congressos estadual e nacional do partido em Salvador, durante o mês de junho -, o PSB é um dos destinos citados como novo berço de Pinheiro, apesar de não haver nenhuma declaração oficial de desfiliação ou de convite.

Serrinha:Homem é preso pela PM na Zona Rural

No início da noite de 29 de junho de 2015, por volta das 18h 15min, a Guarnição da CETO do 16˚ BPM/Serrinha, ao efetuar ronda no Povoado do Regalo da cidade de Serrinha, ao abordar Ailton Santos Cruz, 34 anos, residente a rua Bahia, n.˚75, bairro Oséas, Serrinha – BA, e checar os Antecedentes Criminais, verificou que havia Mandado de Prisão em aberto contra o mesmo. A prisão foi efetuada próximo a fazenda Guanabara do povoado acima, tendo sido conduzido e apresentado a Delegacia de Polícia local. O mesmo é suspeito por homicídios nessa cidade e de abastecer com Drogas o bairro da Santa. No início do mês o Departamento de Repressão e Combate ao Crime - DRACO já havia empreendido diligência no intuído de efetuar sua prisão, porém sem sucesso.
Fonte:DÉCIMO SEXTO BATALHÃO
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Delator deixa Jaques Wagner e Paulo Souto em saia justa

Com doações de R$ 5 milhões para os dois candidatos mais bem pontuados nas pesquisas eleitorais para o governo da Bahia em 2010 e 2014, a UTC/ Constran teve R$ 6,2 milhões em contratos com o executivo baiano no mesmo período. As doações de campanha, agora sob a polêmica da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, dentro da Operação Lava Jato, foram registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o então candidato à reeleição em 2010, Jaques Wagner (PT), R$ 2,4 milhões, e para Paulo Souto (DEM), R$ 300 mil. Em 2014, também de acordo com o TSE, os valores foram mais altos para o democrata, R$ 800 mil, e menos generosos para o candidato eleito, Rui Costa (PT), R$ 1,5 milhão, comparado com o padrinho político Jaques Wagner. As relações entre Wagner e Pessoa preocupavam o Palácio do Planalto, que temia a presença do ministro da Defesa na delação premiada do sócio-presidente da UTC/ Constran. Dados disponíveis na Transparência Bahia apontam que a empresa de Pessoa teve melhoradas as participações nos contratos com o governo baiano desde 2010. De acordo com o Senha Aberta, do governo baiano, houve uma evolução da presença da Constran em obras estatais: enquanto não há registro de contrato em 2010, em 2014 a empresa recebeu R$ 5,4 milhões em oito pagamentos, de requalificação de equipamento cultural e construção de ponte. De 2011 a 2013, os valores evoluíram gradativamente: R$ 32 mil em 2011, R$ 289 mil em 2012 e R$ 470 mil em 2013. O sistema do TSE referente a prestação de contas de campanha de 2006 não estava disponível para a consulta. Durante a gestão do atual governador, Rui Costa, ainda não há registro de pagamentos para UTC/ Constran.Fonte:Bahia Noticias

Vice-presidente do Vitória quer torcida mista no Ba-Vi do próximo ano

Manoel Matos, vice-presidente do Vitória, defende um setor com torcida mista para o clássico Ba-Vi, a partir do próximo ano. A ideia era para ser colocada em prática já no confronto deste sábado (4), no Barradão, pela 10ª rodada da Série B. Porém, o projeto não pôde ser executado.  “O Vitória quer torcida mista. A gente conversou com Marcelo Sant’Ana [presidente do Bahia] e ele também se mostrou favorável. Queríamos já neste Ba-Vi, mas a Polícia Militar nos orientou que não haveria tempo, pois é preciso fazer algumas adequações e também conscientizar o torcedor que não é favorável. Vamos colocar um setor só para torcida mista e a ideia é ser implantado no clássico Ba-Vi do próximo ano”, disse Matos, em entrevista ao Bahia Notícias.

Zeca Camargo causa revolta ao criticar o cantor Cristiano Araújo

Zeca Camargo começou a segunda-feira como o assunto mais comentado nas redes sociais, mas não por um bom motivo. O jornalista causou revolta em muitas pessoas com o comentário veiculado na noite de domingo no canal Globo News (confira o vídeo aqui). Inclusive, ele precisou se desculpar ao vivo no programa Vídeo Show desta segunda.

Em sua crônica, Zeca questiona a comoção nacional causada pela morte do cantor Cristiano Araújo, "ao mesmo tempo tão famoso e tão desconhecido". Ao longo do texto, o apresentador comenta que "fãs e pessoas que não faziam ideia de quem era Cristiano Araújo partiram para o abraço coletivo".

Um fenômeno recente do sertanejo e em ascensão: quem era Cristiano Araújo

Mais adiante, enquanto imagens mostram os shows lotados de Cristiano Araújo e outros jovens sertanejos em ascensão, Zeca Camargo fala sobre o fenômeno de "artistas de uma música só". Segundo ele, "qualquer um pode, ainda que por um dia, ser uma estrela maior".

Em determinado momento do texto, Zeca chega a comparar os novos ídolos sertanejos à "modinha" dos livros de colorir para adultos. Ou seja, são fenômenos que "empobrecem" a cultura brasileira.

Zeca finaliza a crônica dizendo que o Brasil "precisa de novos heróis" e de "ídolos de verdade". Ele alega que os "verdadeiros artistas" como Cazuza e Michael Jackson, estes sim merecem ser exaltados e fazem falta no cenário musical.

Polícia investiga vazamento de imagens do corpo de Cristiano Araújo
Fátima Bernardes se confunde e chama cantor sertanejo morto de Cristiano Ronaldo

Bastaram poucos minutos no ar para que o comentário de Zeca Camargo repercutisse na internet. Uma enxurrada de críticas revoltadas circula pelas redes sociais, a maioria exigindo retratação pública do jornalista. Por outro lado, há algumas pessoas apoiando cada palavra de Zeca, alegando que ele falou aquilo que muitos não tiveram coragem de falar nos últimos dias.

Alguns famosos também não gostaram nada das palavras de Zeca. Sertanejos como Eduardo Costa, Sorocaba, Henrique e Juliano, Munhoz e Mariano entraram na campanha online #QuemÉZecaCamargo.

Gugu exige domingo de volta para renovar contrato com a Record

Para renovar seu contrato e continuar na Record em 2016, Gugu Liberato está exigindo o domingo de volta. O apresentador quer retornar ao ar no ano que vem com um programa dominical porque nesse dia o faturamento com merchandising é maior. O Notícias da TV apurou que Gugu está praticamente pagando para se manter no ar durante a semana. Além disso, sua audiência está em queda. Em junho, perdeu a vice-liderança para o SBT. Seu atual contrato vence em setembro, quando seu programa sairá do ar e será substituído por A Fazenda.

A exigência de Gugu Liberato gerou um impasse com a direção da emissora. O problema é que o horário que ele deixou em 2013, quando rescindiu com a emissora, foi ocupado com sucesso por Rodrigo Faro. O vice-presidente artístico da Record, Marcelo Silva, já mandou avisar que para o horário de Faro ninguém mexe.

Além de estar com boa audiência, vencendo a maioria das disputas com Eliana, do SBT, Faro gera à emissora uma receita mensal de R$ 6 milhões somente com merchandising. Ele faz dez ações de merchandising aos domingos, enquanto Gugu tem só uma durante a semana.

Se quiser mesmo voltar aos domingos, Gugu terá que tentar puxar o tapete de outro apresentador, Geraldo Luís, que ocupa a faixa das 11h às 15h30. Seu trunfo é o temor da Record de perdê-lo para SBT e Band, que já manifestaram interesse em seu passe.

O contrato de Gugu com a Record é por temporada e em regime de sociedade. Como coprodutor do programa, Gugu divide despesas e receitas. O horário tardio, que não é favorável para donas de casa, e o conteúdo policial têm afastado anunciantes. Segundo uma alta fonte na emissora, o lucro do programa é muito pequeno.
No ar às terças, quartas e quintas, Gugu tem rendido boas audiências para a Record, principalmente entrevistando presos famosos. Mas seu ibope está em queda. Em abril, ele teve 9,6 pontos de média na Grande São Paulo, contra 7,5 do SBT. Em maio, caiu meio ponto (9,1), mas ainda se manteve um ponto à frente do SBT (8,1). Neste mês, até a última quinta (25), tinha 8,2, contra 8,3 do SBT.

Procurados, Gugu e Record não se pronunciaram até a conclusão deste texto.Fonte:Na Telinha

Lula acha que o que está faltando ao PT é um pouco mais de radicalismo

Oba! Agora vai! Luiz Inácio Lula da Silva esperou que os gatos fossem aos EUA para ir a Brasília e se reunir com as bancadas do PT da Câmara e do Senado. Foi lá passar instruções. Como se a sua própria campanha em 2006 não estivesse sob investigação na Lava Jato, decidiu pregar o que chamou “enfrentamento político” da operação. Quem traduziu, com a habilidade habitual, o espírito da coisa foi o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE). Como o próprio Lula vinha criticando o partido e o governo até anteontem, Guimarães resumiu: “Isso é página virada. Ele falou da necessidade de a bancada atuar como um coletivo na defesa do governo e do PT, de enfrentar a oposição com o mesmo radicalismo que eles nos enfrentam”.

Ah, entendi melhor. Lula acha que o que está faltando ao PT é um pouco mais de radicalismo, um pouco mais de confronto, um pouco mais crispação. Eu aplaudo! Acho que esse é caminho mais curto para o partido se enterrar. E não serei eu a tentar evitar.

Lula tem a fórmula mágica para resolver as dificuldades. Ciente de que ele próprio tem batido em Dilma e no PT, teria dito aos parlamentares que é chegada a hora de “virar a página do ajuste fiscal” e exaltar os aspectos que considera positivos da gestão: Plano Safra, retomada do Minha Casa Minha Vida e o programa de concessões. Que pena que a inflação está em 9%.

Ah, sim: se Paulo Paim (PT-RS) entendeu direito o encontro, Lula também pregou a necessidade de o partido se reaproximar dos movimentos sociais — alguém já ouviu isso antes ou não? Assim, teria dito o chefão, “o PT tem tudo para ressurgir com força”. Paim só se esqueceu de dizer como se opera isso quando o caixa está vazio. Nesta terça, Lula toma café da manhã com Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado.

Imaginem uma radicalização à esquerda do partido em São Paulo, por exemplo. Lula já era. Morreu politicamente e se nega a reconhecer. A trilha sonora é “The Walking Dead”

Então vamos ver
Eu não gosto do PT e acho que o partido, hoje, faz mal ao país e o conduz ao atraso. Espero que seja batido nas urnas. Logo, quando seus líderes cometem erros no que diz respeito à economia interna da legenda, não ao país, eu aplaudo. Assim, petistas não precisam acreditar no meu juízo objetivo.

Mas este segue sendo um juízo objetivo: é evidente que Lula jamais poderia ter feito essas reuniões quando Dilma está fora do Brasil. Quando menos, está tentando, e conseguindo, dividir com ela a ribalta. E a troco de quê? De nada! Ele foi a Brasília dizer uma porção de banalidades, que só serviram para desautorizar a sua sucessora.

Mais: há um vice-presidente da República, presidente em exercício e também pessoa encarregada da coordenação política. Ainda que possa alegar que foi lá cuidar de questões partidárias, é claro que estava tratando também de temas relevantes para o governo. Lula não tem a menor ideia de institucionalidade.

É ele o fundador dessa República da bandalheira, ainda que fosse um santo. Entendam: quando escrevo isso, não estou necessariamente apontando seu comportamento doloso — vamos ver o que diz a Operação Lava Jato. Afirmo que o modo desassombrado com que atua no espaço público estimula a informalidade, o voluntarismo e o improviso. E isso, meus caros, resulta no que estamos vendo aí.

Pode não parecer, mas este senhor que foi expelir regras em Brasília continua no seu esforço para dizer que não tem nada a ver com a crise que vivemos. Enquanto Dilma se encontra nos EUA, ele se oferece como a solução. Notem: ela está longe, e ele surge como a suposta resposta. Até parece que o desastre em curso não é o desmoronamento de um sistema de que é ele o criador.

O mal que este senhor faz ao país é muito maior do que a gente pode perceber à primeira vista. The Walking Dead.

Por Reinaldo Azevedo:Fonte:Veja

Após críticas ao PT, Lula pede que partido 'vire a página'

Enquanto Dilma cumpria agenda oficial nos Estados Unidos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontrou com petistas na noite desta segunda-feira, em Brasília, para articular uma reação à crise política que atinge o partido e o Planalto. Depois de mais de quatro horas de reunião, parlamentares do PT que participaram do encontro disseram que Lula pediu para a legenda "virar a página" do ajuste fiscal - alvo de ataques recentes dos petistas e do próprio ex-presidente - e responder às críticas da oposição "com radicalismo". Os celulares dos deputados e senadores foram deixados fora da sala de reunião para evitar vazamentos da conversa.

O encontro em um centro de convenções da capital reuniu 66 dos 76 parlamentares petistas e também serviu para Lula tentar atenuar o mal-estar causado por suas críticas recentes ao governo e ao partido. Além de classificar como 'um erro' determinadas medidas do ajuste fiscal da equipe econômica de Dilma, o ex-presidente chegou a dizer, nas últimas semanas, que o PT "só pensa em cargos" e está "abaixo do volume morto".

Segundo o líder do partido no Senado, Humberto Costa, Lula pediu que os petistas 'esqueçam' o ajuste e defendam o governo Dilma. "O presidente chamou atenção que é preciso virar a pagina do discurso político", afirmou. "Temos que esquecer esse discurso de ajuste e passar para a defesa do programa de crescimento, da retomada do emprego e do controle da situação econômica do país."

O senador negou que as últimas revelações da Operação Lava Jato tenham sido discutidas na reunião. "Nós não entramos especificamente em nenhum desses temas", disse Costa. Conforme revelou VEJA, o presidente da UTC Ricardo Pessoa afirmou em sua delação que as campanhas de Lula em 2006 e de Dilma em 2014, além das de outros petistas, contaram com dinheiro sujo do petrolão.
Outra liderança petista a participar do encontro, deputado José Guimarães disse que a reunião tentou alinhar as ações da bancada do PT na Câmara em defesa do governo e do partido. "(Vamos) enfrentar a oposição com o mesmo radicalismo que eles nos enfrentam", afirmou.

Agenda - Lula chegou em Brasília no início da tarde de segunda e também teve um encontro com o marqueteiro João Santana para acertar detalhes do programa partidário do PT que vai ao ar em agosto. Nesta terça, Lula tem um café da manhã com o presidente do Senado Renan Calheiros.
(Com Estadão Conteúdo)

Joaquim Barbosa critica 'investida política' de Dilma contra delação

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa comentou na madrugada desta terça-feira as declarações da presidente Dilma Rousseff, em Washington, sobre o depoimento demolidor do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia, segundo quem a campanha da petista foi abastecida com dinheiro desviado de contratos da Petrobras. Barbosa afirma que nunca viu um chefe de estado tão mal assessorado como Dilma - e lembra a presidente que "zelar pelo respeito e cumprimento das leis do país é uma das mais importantes missões constitucionais de um presidente da República".

Questionada sobre as declarações de Pessoa, trazidas à luz por VEJA, Dilma proferiu a seguinte declaração: "Eu não respeito delator. Até porque eu estive presa na ditadura e sei o que é. Tentaram me transformar em uma delatora". Depois, a presidente recorreu aos livros de História. "Há um personagem que a gente não gosta, porque as professoras nos ensinam a não gostar dele. E ele se chama Joaquim Silvério dos Reis, o delator. Eu não respeito delator", afirmou, mencionando o homem que traiu os inconfidentes em Minas Gerais.

"A assessoria da presidente deveria ter-lhe informado o significado da expressão 'law enforcement': cumprimento e aplicação rigorosa das leis", escreveu o ex-ministro.

Barbosa classificou a resposta da presidente como uma tentativa de "'investir politicamente' contra as leis vigentes, minando-lhes as bases". "Caberia à assessoria informar a presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade!", afirmou o ex-presidente do STF, que encerra: "Reflitamos coletivamente: vocês estão vendo o estrago que a promiscuidade entre dinheiro de empresas e a política provoca nas instituições?". "Esqueci de dizer: 'colaboração' ou 'delação' premiada é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil! Lei!!!".

Lobista ligado a Dirceu faz acordo de delação premiada

O empresário Milton Pascowitch, preso em maio na 13ª fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal, celebrou acordo de delação premiada e prometeu contar às autoridades o que sabe sobre o escândalo do petrolão. Pascowitch é ligado ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no julgamento do mensalão e também investigado em um inquérito sobre o esquema de corrupção que envolve a Petrobras, que pode ter movimentado mais de 6 bilhões de reais. Sua delação, já homologada pelo juiz Sergio Moro, pode contribuir para que a força-tarefa consiga novos indícios da participação do ex-homem forte do governo Lula no propinoduto que sangrou os cofres da estatal.

Milton Pascowitch é o 18º delator da Lava Jato. Além de dar informações sobre o possível envolvimento de Dirceu com o esquema, as revelações do lobista podem abrir e reforçar novas linhas de investigação, principalmente sobre o bilionário mercado de exploração do pré-sal. Em depoimento, o ex-vice-presidente da construtora Engevix, Gerson Almada, disse ter pago até 0,9% para Pascowitch por contratos de sondas de exploração de petróleo da Petrobras com a empresa Sete Brasil.

Pascowitch foi preso no final de maio pela Polícia Federal. Com a delação, ele foi autorizado a cumprir prisão domiciliar com o uso de uma tornozeleira eletrônica. O empresário pagou parte da sede da JD Assessoria e Consultoria, empresa do ex-ministro José Dirceu, apontada pelos investigadores do petrolão como um dos possíveis propinodutos para lavar dinheiro desviado da Petrobras. A empresa Jamp Engenheiros Associados, de propriedade do empresário, desembolsou 400.000 reais dos 1,6 milhão de reais utilizados na aquisição do imóvel que sediava a JD, em São Paulo. Mais: uma empresa de Milton Pascowitch também comprou um imóvel em nome de Camila, filha de Dirceu, no bairro da Saúde, na capital paulista.

O Ministério Público Federal investiga há meses a Jamp, considerada uma empresa de fachada suspeita de ser usada para lavar dinheiro do escândalo do petrolão. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o vice-presidente da Engevix, Gerson Alamada, disse que Dirceu fazia "lobby internacional" em nome da empreiteira, enquanto Pascowitch atuava como mediador das "relações partidárias" da construtora. A Engevix pagou pouco mais de 1 milhão de reais à JD Assessoria e Consultoria, empresa de Dirceu, conforme mostrou o site de VEJA. Pascowitch já havia sido detectado também na lista de supostos clientes da "consultoria" de José Dirceu. No rol de contratantes compilados pela Receita Federal, aparece a Jamp - ela pagou 1,457 milhão de reais para Dirceu.

Sigilos - Condenado no julgamento do mensalão por corrupção ativa, José Dirceu é alvo de inquérito na Lava Jato e teve os sigilos fiscal e bancário quebrados em janeiro após o Ministério Público, em parceria com a Receita Federal, ter feito uma varredura nas empreiteiras investigadas na Lava Jato em busca de possíveis crimes tributários praticados pelos administradores da OAS, Camargo Correa, UTC/Constran, Galvão Engenharia, Mendes Junior, Engevix e Odebrecht. Os investigadores já haviam suspeitado que as empreiteiras cujas cúpulas são alvo de investigação, unidas em um cartel fraudaram contratos para a obtenção de obras da Petrobras, utilizavam empresas de fachada para dar ares de veracidade à movimentação milionária de recursos ilegais.

Ao site de VEJA, o advogado Roberto Podval, que integra a banca de defesa do ex-ministro da Casa Civil, disse que a delação do executivo "não muda nada" para o ex-ministro José Dirceu. "Dirceu não tem nenhuma ligação com a Petrobras", afirmou. "Para se fazer justiça e prender o Zé Dirceu é necessário prender todos os outros que foram citados". O advogado de Pascowitch, Theo Dias, declarou que não poderia comentar o caso.

Dilma e Obama devem anunciar plano para combater aquecimento global

O encontro que os presidentes Dilma Rousseff e Barack Obama terão nesta terça-feira em Washington deverá terminar com o anúncio de um ambicioso programa bilateral de reflorestamento no Brasil, que contribuirá para a redução de emissões de carbono e sinalizará o compromisso do país com o sucesso da conferência do clima marcada para dezembro em Paris. Dilma deve anunciar que o Brasil pretende zerar o desmatamento ilegal na Amazônia em 10 anos. Para Obama, a pauta também é vantajosa.

Concluir a visita com uma declaração forte sobre o assunto é um ponto positivo para o governo americano, pois Obama pretende deixar um legado no combate ao aquecimento global - um assunto delicado na política americana, que conta com lobby contrário de indústrias bilionárias e é muito questionado pelos republicanos. Os detalhes do programa bilateral de reflorestamento ainda não são conhecidos e não se sabe se os Estados Unidos vão auxiliar com fundos ou com recursos técnicos.

Dilma indicou ontem que poderia ir além e aceitar o anúncio de metas de redução de emissões. "Este ano temos a COP 21 e nós pretendemos fazer anúncios conjuntos, o Brasil e o governo americano", declarou, usando a sigla pela qual a conferência do clima de Paris é conhecida. Questionada se haveria a divulgação de metas específicas, respondeu: "Essa é a ideia". Em seguida, ressaltou: "Veja bem o que eu disse: ideia". No encontro, Dilma pretende antecipar também alguns pontos do plano de contribuição voluntária para conter o aquecimento global. A expectativa era de que essas contribuições fossem informadas apenas em outubro, quando os países vão apresentar suas reduções voluntárias.

O Brasil ainda não apresentou seus compromissos de corte de emissões para a conferência e resistia a fazer isso no âmbito de uma reunião bilateral com os EUA. Os americanos pressionam para que a visita de Dilma termine com um anúncio semelhante ao realizado no ano passado por Estados Unidos e China, os maiores poluidores do mundo. Durante viagem de Obama a Pequim, os dois países assumiram o compromisso de reduzir emissões de gases que provocam o efeito estufa. Mas integrantes do governo observam que não faz sentido o Brasil apresentar um compromisso multilateral em uma visita de Dilma aos EUA.

Os dois presidentes terão uma reunião de trabalho na manhã de hoje, na Casa Branca. Em seguida, darão entrevista coletiva na qual devem anunciar os acordos fechados. Os americanos fizeram um gesto de boa vontade ontem, ao anunciar a abertura do mercado às importações de carne in natura do Brasil, colocando fim a bloqueio de 15 anos.

Também deve ser adotada uma série de medidas de simplificação e facilitação do comércio bilateral. Na estimativa do governo brasileiro, as mudanças têm potencial de elevar em 10% os embarques do Brasil para a maior economia do mundo. Em 2014 o comércio bilateral foi de US$ 62 bilhões (mais de 180 bilhões de reais), uma fração dos quase US$ 600 bilhões (mais de 1,8 trilhão de reais) registrados entre EUA e China. Cooperação em educação e ciência e tecnologia será tema de alguns dos acordos a serem anunciados, o que reflete a visão do governo Dilma de que os EUA são fundamentais para fomentar a inovação no Brasil.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Sesab registrou 27 casos de síndrome que paralisa membros:Serrinha tem um caso confirmado

A Bahia já registrou, neste ano, 27 casos da Síndrome de Guillain-Barré, segundo informações da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Doença autoimune, a síndrome é caracterizada por sintomas como perda de reflexos e paralisia nos braços e pernas, dores na face e hipotensão. Salvador apresentou o maior número de casos, com 10 pacientes, seguida de Valença, com dois. Outros casos foram registrados nos municípios de Alcobaça, Camaçari, Camamu, Cândido Sales, Ibicuí, Irará, Itabuna, Itajuípe, Monte Santo, Matuípe e Serrinha. De acordo com a pasta, não existem dados relativos há anos anteriores, devido à ausência de notificação compulsória da doença, exigida apenas para menores de 15 anos. No entanto, casos decorrentes da infecção por Zika Vírus fizeram com que a Vigilância Epidemiológica passasse a solicitar notificação compulsória. A Sesab ressaltou que nem todos os casos registrados estão ligados à zika.Fonte:Bahia Noticias(foto-Hospital Couto Maia)

Procurador-geral pode pedir afastamento de Eduardo Cunha por envolvimento na Lava Jato

O procurador-geral da República Rodrigo Janot pensa em apresentar uma medida cautelar pedindo o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara, por conta de seu envolvimento nas investigações da Operação Lava Jato. De acordo com a coluna de Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo, até o mês passado, delatores que poderiam apresentar elementos contra o parlamentar se mantinham calados, a ponto de sofrerem ameaças dos investigadores de terem os benefícios da colaboração anulados caso omitissem informações. Por conta disso, a defesa de Cunha alega que Janot tenta coagir testemunhas. O deputado diz ainda que as motivações do procurador-geral são políticas e que ele escolhe a quem investigar.

Serrinha teve festejos juninos em Paz!

Encerrou na madrugada deste dia, 29 de junho de 2015, os festejos do Pedrinho de Serrinha, onde foram empregados 90 (noventa) Policiais Militares nos 03 (três) dias do evento, em Patrulhamento à Pé, e com a Supervisão em loco do Ten Cel PM Nilton Paixão, comandante da Unidade. Durante todo o período festivo faram realizadas Operações de Intensificação de abordagens no entorno e periferia da cidade, visando coibir práticas delitivas e proporcionar a população tranquilidade com a presença efetiva do policiamento. Estas Operações foram comandadas por Oficiais com um efetivo aproximado de 16 (dezesseis) policiais, divididos em quatro viaturas de quatro rodas. Como resultado das ações, esta Unidade não obteve nenhuma ocorrência de monta, sendo registrado apenas no circuito festivo ocorrências envolvendo vias de fato.Fonte:DÉCIMO SEXTO BATALHÃO

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Serrinha:Para festejar e encerrar o ciclo dos festejos juninos, o terceiro e o último do Pedrinho 2015

Fortalecendo a tradição que faz parte da cultura do nosso povo, o forró de raiz mostrou sua força em três dias de festas.
Apresentação de quadrilhas juninas, forró pé de serra, atrações locais e regionais, marcaram a sétima edição do tradicional São Pedro de Serrinha, que reuniu muita música, manifestações artísticas e culturais e muita gente bonita, um retrato da cultura nordestina, cheio de cores e ao som das sanfonas que pulsaram no palco montado ao lado do centenário coreto da Praça Luiz Nogueira na Cidade Nova.
A abertura aconteceu na sexta-feira (27), com a apresentação das belas e coloridas quadrilhas serrinhenses, seguido do show do cantor Jauperi, da banda Capitães do forró e dos artistas locais Saul Baldivieso e banda Forró do Luiz e claro muito forró com Betinho e Sua Gente no coreto.
O Grupo Cultural Pavão Dourado se apresentou na segunda noite do Pedrinho, o grupo que há décadas mantém viva a tradição do canto de trabalho do povo da zona rural abriu as apresentações do sábado (28), que contou com os shows do forrozeiro Olivan Monteiro, Celia Mares, Leandro Rocha e Isaias Moreno.
Para festejar e encerrar o ciclo dos festejos juninos, o terceiro e o último do Pedrinho 2015, aconteceu no Bairro da Cidade Nova, local em que os moradores tradicionalmente realizam todos os anos os festejos em comemoração a São Pedro. E mesmo sob um clima de fim de festa, a animação não parava, todos dançaram ao som do cantor Del Led, do forrozeiro Vitor Lopes e de Day do Acordeom. Fonte: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Lula vai a Brasília brincar de presidente. A decadência do mito custa caro ao Brasil

A presidente Dilma Rousseff está nos EUA, e Lula vai a Brasília nesta segunda para discutir com os petistas a crise política. Ou por outra: enquanto a titular viaja, ele se dirige ao centro do poder para se comportar como uma espécie de presidente informal da República. Finge não ser ele próprio parte da crise. Aliás, em certa medida, é um dos seus protagonistas. Neste fim de semana, reportagem da Folha informou que o ex-presidente estimulou José Múcio Monteiro, ministro do TCU, a cobrar Dilma pelas pedaladas fiscais. Vale dizer: comporta-se como sabotador.

O Babalorixá de Banânia vai se encontrar com as bancadas do partido na Câmara e no Senado. Na pauta, uma reação à Operação Lava Jato e as relações do PT com o PMDB. Mas qual reação? Na sexta passada, ele e Rui Falcão, presidente da legenda, se encontraram. O resultado foi uma resolução da Executiva Nacional que se insere entre as mais alopradas da história.

O encontro estava marcado antes de vir a público parte da delação premiada de Ricardo Pessoa, dono da UTC e ex-amigo pessoal de… Lula! O homem confessou ter doado R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma do ano passado depois de se sentir ameaçado por Edinho Silva e afirmou ter doado R$ 250 mil, por fora, para a campanha de Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo em 2010. Edinho e Mercadante estão entre os ministros considerados fortes de Dilma.

É evidente que é um despropósito Lula viajar a Brasília quando Dilma está fora do país. Evidencia, sim, que os dois estão distantes, mas também dá conta da bagunça institucional que o PT promove no país. Por mais que se queira dizer que ele pode cuidar dos interesses do partido, enquanto ela se atém às questões nacionais, todos sabem que não é assim que as coisas funcionam na prática.

De resto, cumpre indagar: quais são as orientações que Lula tem dado ultimamente ao petismo? Elas têm concorrido para facilitar ou para dificultar a vida da presidente Dilma? A resposta, como sabemos, é óbvia. O chefão petista ajudou a mobilizar o partido contra o ajuste fiscal e praticamente forçou a presidente a enterrar o fator previdenciário, uma conta que fatalmente será paga pelos brasileiros.

Lula vai conversar com os petistas como se ele fosse um elemento capaz de solucionar a crise, o que é falso. As suas intervenções têm servido, ao contrário, para potencializar os problemas e para reforçar a imagem de uma presidente fraca, incapaz de governar o país e de dar uma resposta eficiente à crise política.

A decadência do mito Lula está custando caro ao Brasil.

Por Reinaldo Azevedo(Veja)

UTC pagou 15 milhões de reais ao PT por um único contrato com a Petrobras

Uma parte da delação premiada de Ricardo Pessoa se dedica exclusivamente ao sistema de arrecadação de propina montado por João Vaccari Neto, que está preso em Curitiba sob a acusação de operar a coleta do "pixuleco" que as empreiteiras do petrolão reservavam ao partido do governo. O empreiteiro conta que só por uma única obra da Petrobras, a construção do Comperj, no Rio de Janeiro, a UTC destinou nada menos que 15 milhões de reais ao caixa clandestino do PT. Pessoa diz que o pagamento da propina era condição para que a empreiteira fosse escolhida para tocar o empreendimento. O Comperj, um complexo petroquímico projetado para ampliar a capacidade de refino da Petrobras, começou a ser construído em 2006. Foi orçado inicialmente em 6,1 bilhões de dólares, mas a conta já passa de 30 bilhões - e não há nem sinal de quando vai funcionar. O pacote de obras foi dividido. A UTC de Ricardo Pessoa ficou com o maior contrato, de 11,5 bilhões de reais, em consórcio com a Odebrecht e com a japonesa Toyo.

Pessoa contou também aos investigadores que o pagamento das "comissões" ficou a cargo dos integrantes do consórcio. A UTC foi encarregada de pagar ao PT. A Odebrecht, segundo ele, ficou responsável pelo suborno entre aos políticos do Partido Progressista (PP), representado nas negociações pelo então diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e pelo doleiro Alberto Youssef. Os pagamentos de propina ao PT não se limitavam ao período eleitoral. Eram feitos, segundo o empreiteiro, "de modo contínuo", seja por meio de doações oficiais, seja por repasses de dinheiro vivo. Nessa segunda modalidade, a transação era pilotada diretamente com Vaccari nos encontros realizados na sede da UTC e retratados na reportagem anterior.

 Nos documentos que anexou ao processo, Ricardo Pessoa incluiu ví­deos das câmeras de segurança da empresa que colocam o tesoureiro petista na cena do crime.

As planilhas em poder do Ministério Público demonstram que os repasses eram cuidadosamente contabilizados pelo empreiteiro, como se fosse uma conta-corrente. Havia a coluna dos "créditos" que o tesoureiro recebia como propina das obras da Petrobras e a dos "débitos" com as deduções de pagamentos solicitados por Vaccari ou pelo PT, como as "consultorias" fajutas do ex-ministro José Dirceu (veja a matéria na pág. 46). Sob o título "JVN-PT" (João Vaccari Neto-PT), o documento traz valores pagos entre 2008 e 2013. Pessoa também informou os números dos telefones celulares a que Vaccari costumava atender - e listou encontros em hotéis de Copacabana, no Rio de Janeiro, onde se reuniu com o petista para tratar do rateio da propina. "Nas principais obras da Petrobras existia um arranjo entre empresas concorrentes, que funcionava por intermédio de um pacto de não agressão e de fixação de prioridades na obra." O empreiteiro disse que pagava a propina ao PT para "evitar dificuldades no futuro e para manter a engrenagem funcionando".Fonte:Veja

domingo, 28 de junho de 2015

Aos 95 anos, ‘Seu Peru’ é internado em hospital no Rio

O ator e dublador Orlando Drummond (95), famoso por interpretar o personagem “Seu Peru”, na Escolinha do Professor Raimundo, deu entrada no Hospital Quinta D'or, no Rio de Janeiro, na tarde deste sábado (27). O motivo do internamento não foi divulgado pela unidade de saúde, mas, de acordo com informações do EGO, a secretária do artista informou que a ida ao hospital se deve a uma queda sofrida há alguns dias. "Ele caiu já tem mais de uma semana, só que ele é muito discreto e não reclamava de dor. Nós notamos que ele estava incomodado com essa dor e hoje ele acabou pedindo para ser levado até o hospital para passar por alguns exames. Não acredito que ele vá ficar internado por muito tempo não, apenas para verificar se está tudo bem", disse ela. Ainda segundo o EGO, uma fonte presente no local teria notado que o artista estava aparentemente cansado e abatido, ao chegar de ambulância ao hospital.

Serrinha:Cidade tem casos da doença que provoca paralisia nos músculos respiratórios

Este ano, foram registrados no estado 27 casos da Síndrome Guillain-Barré — apenas um paciente não apresentou antes os sintomas do Zika Vírus. Os pacientes apresentam dores e fraquezas nas pernas de forma ascendente, que podem provocar paralisia nos músculos respiratórios.

Salvador apresenta o maior número de casos: 10. Valença tem dois casos. Alcobaça, Camaçari, Camamu, Cândido Sales, Ibicuí, Irará, Itabuna, Itajuípe, Monte Santo, Mutuípe e Serrinha tiveram uma ocorrência cada. De quatro pacientes não há informação de onde residem. Duas pessoas seguem internadas no Hospital Couto Maia. Não há dados relativos a 2014. A doença não tinha de notificação compulsória. As informações são do Correio24h.

Veja:Não é a primeira vez que Lula puxa o tapete de Dilma

No dia 4 de março, escrevi um post em que afirmava que Lula era o principal agente sabotador do governo Dilma. Voltei ao ponto no dia 27 de maio.

Leio em reportagem de Marina Dias, na Folha, que o Babalorixá de Banânia, em pessoa, estimulou José Múcio Monteiro, o ministro do TCU que é o relator das contas do governo Dilma, a cobrar explicações sobre as pedaladas fiscais. Múcio foi líder de Lula na Câmara e depois ministro das Relações Institucionais. Quando o ministro se manifestou sobre as manobras contábeis, muita gente estranhou. Houve até quem comentasse que o ex-conservador, convertido ao lulismo, já estava mudando de barco. Parece que a coisa não era bem assim.

Sim, é claro que as pedaladas existiram e que Dilma tem de se explicar. Mais: pedisse Lula a Múcio ou não que enroscasse com as contas, o ministro tinha o dever funcional de fazê-lo. Mas que tenha estimulado… Ah, meus caros, aí é sabotagem da brava mesmo.

Não é a primeira vez que ele puxa o tapete de Dilma, mas é, sim, a primeira que o faz por puro sentimento de vingança. Lula comandou a reação dos petistas ao ajuste fiscal e à terceirização e estimulou as alas sindicais do partido a votar pelo fim do fator previdenciário. Vá lá: ainda que estivesse sabotando Dilma, pode-se argumentar que ele estava tentando recuperar um pouco do espírito do velho petismo.

Nesse caso da pedalada, é diferente. O PT não ganha nada com isso. A sugestão não serve de grito de guerra a unir as esquerdas. Então pra quê? Ora, isso faz parte do esforço de se descolar do governo, procurando circunscrever as dificuldades de Dilma à sua própria gestão. Segundo informa a Folha, ao perceber que a questão tomou uma proporção muito maior do que um simples susto, Lula recuou. Mas o estrago já estava feito.

O Poderoso Chefão do petismo também estimula a formação de uma frente de esquerda. Neste sábado, reuniram-se em São Paulo partidários do PT, do PSOL e do PCdoB e representantes de movimento sociais. Segundo consta, trata-se de uma tentativa de articular uma reação ao suposto avanço de forças conservadoras no país. Na prática, é Lula tentando viabilizar a sua candidatura em 2018, descolado tanto quanto possível de Dilma — na hipótese, claro!, de que ela fique até o fim, coisa na qual muita gente não aposta.

Ora, criada tal frente, é claro que um dos alvos acabará sendo o próprio governo. Eis aí: o criador agora quer matar a sua criatura.

Por Reinaldo Azevedo(Veja)

A campanha de Lula à reeleição recebeu dinheiro sujo das empreiteiras envolvidas no petrolão

Em 2006, Lula conquistou um novo mandato ao derrotar, em segundo turno, o tucano Geraldo Alckmin. Com a vitória, ele adotou como prática zombar dos efeitos eleitorais do mensalão, descoberto um ano antes e até então o maior esquema de corrupção política da história do país. As denúncias de compra de apoio parlamentar, dizia o líder petista, não haviam sido capazes de conter o projeto de poder do partido. Também pudera. Sem que ninguém soubesse, na campanha à reeleição, Lula contou com a ajuda do petrolão e recebeu uma bolada desviada dos cofres da Petrobras.

 Segundo o empreiteiro Ricardo Pessoa, a UTC contribuiu com 2,4 milhões de reais em dinheiro vivo para a campanha à reeleição de Lula, numa operação combinada diretamente com José de Filippi Júnior, que era o tesoureiro da campanha e hoje trabalha como secretário de Saúde da cidade de São Paulo. Para viabilizar a entrega do dinheiro e manter a ilegalidade em segredo, o empreiteiro amigo de Lula e o tesoureiro do presidente-can­didato montaram uma operação clandestina digna dos enredos rocambolescos de filmes sobre a máfia.

Pessoa contou aos procuradores que ele, o executivo da UTC Walmir Pinheiro e um emissário da confiança de ambos levavam pessoalmente os pacotes de dinheiro ao comitê da campanha presidencial de Lula. Para não chamar a atenção de outros petistas que trabalhavam no local, a entrega da encomenda era precedida de uma troca de senhas entre o pagador e o beneficiário. Ao chegar com a grana, Pessoa dizia "tulipa". Se ele ouvia como resposta a palavra "caneco", seguia até a sala de Fi­lip­pi Júnior.

 A escolha da senha e da contrassenha foi feita por Pessoa com emissários do tesoureiro da campanha de Lula numa choperia da Zona Sul de São Paulo. Antes de chegar ao comitê eleitoral, a verba desviada da Petrobras percorria um longo caminho. Os valores saíam de uma conta na Suíça do consórcio Quip, formado pelas empresas UTC, Iesa, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão, que mantém contratos milionários com a Petrobras para a construção das plataformas P-53, P-55 e P-63. Em nome do consórcio, a empresa suíça Quadrix enviava o dinheiro ao Brasil. A Quadrix também transferiu milhares de dólares para contas de operadores ligados ao PT.

Pessoa entregou aos investigadores as planilhas com todas as movimentações realizadas na Suíça. Os pagamentos via caixa dois são a primeira prova de que o ex-presidente Lula foi beneficiado diretamente pelo petrolão. Até agora, as autoridades tinham informações sobre as relações lucrativas do petista com grandes empreiteiras investigadas na Operação Lava-Jato, mas nada comparável ao testemunho e aos dados apresentados pelo dono da UTC. Depois de deixar o governo, Lula foi contratado como palestrante por grandes empresas brasileiras.

 Documentos obtidos pela Polícia Federal mostram que ele recebeu cerca de 3,5 milhões de reais da Camargo Corrêa. Parte desse dinheiro foi contabilizada pela construtora como "doações" e "bônus eleitorais" pagos ao Instituto Lula. Conforme revelado por VEJA, a OAS também fez uma série de favores pessoais ao ex-presidente, incluindo a reforma e a construção de imóveis usados pela família dele. UTC, Camargo Corrêa e OAS estão juntas nessa parceria. De diferente entre elas, só as variações dos apelidos, das senhas e das contrassenhas. "Brahma", "tulipa" e "caneco", porém, convergem para um mesmo ponto.Fonte:Veja

sábado, 27 de junho de 2015

Estudante admite que repassou vídeo de corpo de Cristiano Araújo

O estudante de enfermagem Leandro Almeida Martins, de 24 anos, admitiu em depoimento que enviou o vídeo da preparação do corpo do cantor Cristiano Araújo para duas tias, seugndo a Polícia Civil. A Justiça já solicitou que as imagens sejam retiradas da internet. Em nota, a Clínica Oeste afirmou que os funcionários já foram demitidos. "A Clínica Oeste existe há quatro anos e reitera seu compromisso com a ética, a transparência, o zelo pela prestação do serviço e o respeito às famílias, e se solidariza com todos os que, como ela, repudiam tal ato", destacou o texto. Eli José de Oliveira, investigador responsável pelo caso, disse que o jovem será indiciado pelo crime de vilipendiar cadáver (desrespeito ao corpo), com pena que vai de um a três anos de prisão. "O Leandro não soube explicar o motivo de ter divulgado o vídeo para as tias, disse apenas que recebeu da Márcia e divulgou. Mas ele falou que apagou logo em seguida e não sabe como essas imagens chegaram a tantas pessoas", contou. As duas tias serão ouvidas na próxima semana para saber se elas repassaram o vídeo para mais pessoas. "Informações antecipadas que nós tivemos por parte do Leandro é que elas não teriam passado para mais ninguém. Mas ainda é cedo concluir se ele só passou para as duas, se elas realmente não repassaram ou até mesmo se a Márcia não enviou para outras pessoas também", disse Oliveira.

Ex-assistente de palco da Globo, Russo sofre AVC e é internado em estado grave

Assistente de palco da Rede Globo por 46 anos, Antônio Pedro de Souza, conhecido como Russo, está internado no hospital Pasteur, do Rio de Janeiro, em estado grave. O ex-assistente de palco, que completa 84 anos no próximo dia 7, trabalhou na emissora por 46 anos, até ser afastado em março de 2014. Russo começou como animador de plateia de Chacrinha e trabalhou em programas de apresentadores como Faustão, Luciano Huck, Angélica e Xuxa. Segundo a neta de Russo Bruna Bergamin, ele sofreu um AVC. "A única coisa que sabemos é que ele está em coma induzido, sedado e entubado. Vão tentar tirar o sedativo dele para ver como se comporta. Mas quando ele acorda fica nervoso demais", disse ela. Ao jornal Extra, ela contou que ele sentiu câimbras nas mãos nesta sexta (26) e teve uma convulsão. De acordo com Bruna, o avô está muito estressado. "Coisa normal da idade, ele se estressa com tudo e com todos", contou ela. Ainda não se sabe se o ex-assistente de palco sofrerá com alguma sequela do AVC.

A vida de Marcelo Odebrecht na prisão: bilhetes e visita de familiares

Em meados de 2014, meses após o estouro da Operação Lava Jato, emissários da construtora Odebrecht, a maior da América Latina, procuraram discretamente integrantes do Ministério Público. Com o cerco se fechando contra as empreiteiras e as concorrentes já encrencadas com acusações de corrupção, cartel e lavagem de dinheiro, a empresa apresentou linhas gerais de uma proposta de delação premiada. Com o acordo, poderia blindar o presidente e herdeiro do grupo, Marcelo Odebrecht, e assegurar que a companhia pudesse tocar uma carteira de investimentos de 12,8 bilhões de reais.

A temida delação premiada de funcionários da Odebrecht acabou não acontecendo. Marcelo endureceu o discurso e defendia até a semana passada que não havia "nada de ilegal ou imoral" nos generosos empréstimos do BNDES a países que contrataram a empresa para obras no exterior. Na última sexta-feira, porém, 459 dias depois do início da Lava Jato, o empresário recebeu das mãos da própria advogada Dora Cavalcanti, em sua mansão no Morumbi, o mandado de prisão preventiva redigido pelo juiz Sergio Moro. O príncipe dos empreiteiros passaria os próximos dias na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Neste final de semana, nove dias depois de ter chegado à capital do Paraná, Marcelo Odebrecht ainda aguarda que seus advogados derrubem a prisão preventiva imposta por Moro. Entre os defensores, prevalece a avaliação de que ele não permanecerá preso pelos longos meses impostos a outros empreiteiros, mas ainda assim dão como praticamente certo que o empresário não conseguirá reverter a prisão preventiva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, para onde foi encaminhado na quinta-feira o primeiro pedido de habeas corpus.

Nas palavras de um dos defensores, o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do caso, "não concede habeas corpus nem para a filha". Uma das possibilidades é pedir em benefício de Marcelo a extensão de um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao chefe do clube VIP de empreiteiras, Ricardo Pessoa, ele próprio um dos mais recentes delatores da Lava Jato.

Enquanto aguarda a movimentação dos advogados, Marcelo Odebrecht escreve. Passa o dia sentado redigindo bilhetes, alguns para consumo próprio, outros entregues aos advogados. Na quarta-feira, às 8h26 da manhã, a esposa Isabela chegou para a primeira visita. Estava com Mônica Odebrecht, irmã de Marcelo e advogada da empresa. Para policiais que acompanham o dia a dia do empreiteiro na cadeia, a ficha de Marcelo Odebrecht tinha começado a cair um dia antes.

Três dias depois de chegar à prisão, o executivo recebeu material de limpeza para cuidar da própria cela. A água potável, escassa já àquela altura, foi providenciada às pressas por auxiliares. "Se ele bebesse água da torneira, poderia passar mal e ainda teríamos de levá-lo ao hospital", relatou um agente. Em sacolas de uma loja de café gourmet, auxiliares repassaram ao executivo itens de necessidade mais imediata: kits de barbear, casacos para os 6 graus na madrugada curitibana e toalhas de banho.

Sem uniforme de presidiário, como todos os demais presos preventivamente na Lava Jato, Marcelo Odebrecht passa a maior parte do tempo de agasalho. Tem direito a duas barras de chocolate de 200 gramas por semana. Não há rádio ou televisão e é proibido fumar. Jornais e revistas, trazidos pelos familiares, são partilhados entre os presos. Nas marmitas diárias, a refeição se resume a arroz, feijão, salada e carne ou linguiça.

Entre os policiais, a aposta é que, se as preventivas perdurarem, parte dos executivos deve pedir transferência para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Embora seja um presídio de fato, as instalações são mais espaçosas. No presídio, os réus da Lava Jato ficam em uma ala reservada, sem contato com os demais detentos.Fonte:Veja

Depois de internação, Levy viaja para os EUA neste sábado

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que foi internado na noite desta sexta-feira no Hospital do Coração de Brasília, com quadro de embolia pulmonar leve, vai manter sua agenda e viajar aos Estados Unidos na noite deste sábado. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda à Agência Reuters. Levy vai viajar a Nova York, em voo comercial, para juntar-se à comitiva da presidente Dilma Rousseff em uma visita oficial ao país.

"Está tudo bem", disse Levy, de 54 anos, a um grupo de repórteres, quando deixou o hospital por volta de 1h20 deste sábado. O ministro procurou transmitir tranquilidade e saiu sorrindo. O blog Radar, do jornalista Lauro Jardim, informa que um médico passou pela residência do ministro na manha deste sábado para avaliá-lo.

Levy deixou o hospital acompanhado de seu secretário executivo-adjunto, Fabrício Dantas. Segundo a assessoria, Levy foi ao hospital achando que o mal-estar era algo relacionado ao coração. No entanto, após exames, nenhum problema cardíaco foi detectado. Nos últimos dois dias, assessores disseram que ele estava bem mais nervoso que o normal, atitude que chamou atenção de pessoas próximas. Levy tem tido uma sobrecarga de trabalho e não sai antes das 2h da manhã do ministério.
(com Estadão Conteúdo)

O tesoureiro do PT e a República do pixuleco

Homem do dinheiro, João Vaccari Neto é citado em diferentes trechos da delação de Ricardo Pessoa. O tesoureiro do PT aparece cobrando propina, recebendo propina, tratando sobre propina. O empreiteiro contou que conheceu Vaccari durante o primeiro governo Lula, mas foi só a partir de 2007 que a relação entre os dois se intensificou. Por orientação do então diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, um dos presos da Operação Lava-Jato, Pessoa passou a tratar das questões financeiras da quadrilha diretamente com o tesoureiro.

 A simbiose entre corrupto e corruptor era perfeita, a ponto de o dono da UTC em suas declarações destacar o comportamento diligente do tesoureiro: "Bastava a empresa assinar um novo contrato com a Petrobras que o Vaccari aparecia para lembrar: 'Como fica o nosso entendimento político?'". A expressão "entendimento político", é óbvio, significava pagamento de propina no dialeto da quadrilha. Aliás, propina, não. Vaccari, ao que parece, não gostava dessa palavra.

Como eram dezenas de contratos e centenas as liberações de dinheiro, corrupto e corruptor se encontravam regularmente para os tais "entendimentos políticos". João Vaccari era conhecido pelos comparsas como Moch, uma referência à sua inseparável mochila preta. Ele se tornou um assíduo frequentador da sede da UTC em São Paulo. Segundo os registros da própria empreiteira, para não chamar atenção, o tesoureiro buscava "as comissões" na empresa sempre nos sábados pela manhã.

 Ele chegava com seu Santa Fé prata, pegava o elevador direto para a sala de Ricardo Pessoa, no 9º andar do prédio, falava amenidades por alguns minutos e depois partia para o que interessava. Para se proteger de microfones, rabiscava os valores e os porcentuais numa folha de papel e os mostrava ao interlocutor. O tesoureiro não gostava de mencionar a palavra propina, suborno, dinheiro ou algo que o valha. Por pudor, vergonha ou por mero despiste, ele buscava o "pixuleco". Assim, a reunião terminava com a mochila do tesoureiro cheia de "pixulecos" de 50 e 100 reais. Mas, antes de sair, um último cuidado, segundo narrou Ricardo Pessoa: "Vaccari picotava a anotação e distribuía os pedaços em lixos diferentes". Foi tudo filmado.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Tasso Franco:"Da forma como a cidade está abandonada, a tendência é que este prédio da antiga Prefeitura vá todo ao chão."


 Parte do frontispício direito da antiga Prefeitura e Câmara de Serrinha, um dos monumentos mais importantes da cidade, local onde existiu a casa de Bernardo da Silva, o fundador do povoamento, vila e depois município, desabou nesta madrugada de quarta-feira, 24, por pouco não acontecendo mortes no local pois este é ponto de concentração de ambulantes no dias normais e de feira livre.

   De qualquer forma, uma tragédia para o patrimônio histórico de Serrinha, cidade que já permitiu a destruição da maioria dos prédios antigos da Praça Luiz Nogueira, mancha matriz do município, um dos mais antigos da região Nordeste, com capela erguida à Senhora Santana em 1780. Da forma como a cidade está abandonada, a tendência é que este prédio da antiga Prefeitura vá todo ao chão.

   Na primeira gestão do prefeito Osni Cardoso (PT) este anunciou um convênio que seria assinado com a Caixa Federal com o objetivo de restaurar este monumento para que nele fosse instalado um equipamento cultural. Mas, o convênio nunca foi pra frente, o dinheiro nunca saiu e o prédio foi se deteriorando até que começou a desabar.

   É o prédio que contém toda a história antiga da cidade, os prefeitos despachavam aí, a Câmara de Vereadores funcionavam neste local, os antigos bailes, as solenidades cívicas e tudo o mais que representa a história da cidade. Infelizmente, como história e patrimônio arquitetônico não têm a mínima prioridade dos gestores, lá se vai na enxurradas as chuvas de junho tudo para o ralo.

   Ao lado deste prédio está a matriz de Senhora Santana com a fiação exposta em alguns pontos de forma que pode provocar um curto circuito a qualquer momento, templo religioso que está precisando de uma reforma. À frente da antiga Prefeitura está o coreto, também precisando de uma reforma, e o palacete da familia Nogueira, que já foi sede da Prefeitura até a gestão de Claudionor Ferreira da Silva (Ferreirinha) também precisando de reforma.

 A comoção em Serrinha - pelo menos em alguns segmentos da sociedade - é total. Várias pessoas têm ido ao local tirar fotos, filmar o desabamento, e a área foi isolada pela Prefeitura com tonéis e fitas amarelas. Mas, não havia nenhum guarda municipal sinalizando o local, evitando que as pessoas passem por perto, pois, o prédio pode desabar sua parte frontal a qualquer momento. Fonte:Bahiaja

Procurador diz que Operação Lava Jato ainda não alcançou 25% de investigação

O procurador da República Carlos Fernando Lima afirmou, em entrevista ao jornal O Globo, que a Operação Lava Jato ainda não alcançou nem 25% dos investigados pela Polícia Federal nas diretorias básicas da Petrobras, de Serviços e Abastecimento. “Ainda temos a parte das sondas, da área internacional do (Nestor) Cerveró e (Jorge Luiz) Zelada. Temos que fechar uma investigação na área de comunicações, que teve informações prestadas pela (ex-gerente) Venina Velosa. E temos a parte de investigação que resultou na prisão do (ex-deputado) André Vargas e do (publicitário) Ricardo Hoffmann, envolvendo a comunicação da Caixa e do Ministério da Saúde. E ainda a questão do cartel em Angra 3 e algo semelhante em Belo Monte”, declarou. De acordo com Lima, é provável que surjam nomes de mais políticos nas investigações, pois sempre que eles apuram um novo esquema criminoso, é revelada a participação de políticos com foro privilegiado. O procurador ainda minimizou o pedido de habeas corpus antecipado para o ex-presidente Lula e o bilhete de Marcelo Odebrecht, escrito dentro da prisão, em que ele solicita a “destruição de e-mails sondas”.

Funcionários que filmaram corpo de Cristiano Araújo são demitidos e indiciados

Dois funcionários da Clínica Oeste, que filmaram a preparação do corpo do cantor Cristiano Araújo para o funeral, foram demitidos por justa causa da empresa e indiciados pela Polícia Civil de Goiás nesta sexta-feira. Segundo o delegado do 4ª Distrito Policial de Goiânia, Eli José de Oliveira, os empregados irão responder pelo artigo 212 do Código Penal Brasileiro, por vilipêndio a cadáver.

No vídeo, que acabou circulando pelas redes sociais e por aplicativos de mensagem nesta quinta-feira, uma das funcionárias filma com o celular o colega preparando o corpo e até mesmo o processo de retirada dos órgãos. Por fim, ela vira a câmera para si mesma. Oliveira afirma que, em depoimento, a responsável pela filmagem diz ter sido um "ato impensado" e que nunca tinha feito isso durante seus quatro anos na empresa.

O inquérito partiu de uma investigação sobre a possibilidade de o vídeo ter saído do Instituto Médico Legal (IML). Porém, foi comprovado que o IML não estava envolvido na gravação. De acordo com Oliveira, a clínica funerária tem um regimento rigoroso em relação a filmagens e fotos, que são proibidas durante a prestação do serviço.

Em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira, o delegado Eduardo Prado, da Delegacia do Consumidor (Decon), falou sobre o caso e condenou a atitude dos profissionais. "As pessoas serão punidas e a investigação já está sendo feita. A clínica pode até ser interditada", afirmou. Se forem condenados, os dois empregados podem ser sentenciados de um a três anos de prisão e multa. "A pena é branda, mas que sirva de exemplo para outros casos no futuro", diz Prado.

Segundo o depoimento da funcionária, o vídeo teria sido divulgado por um amigo, que pediu para ver a gravação. Oliveira conta que este terceiro envolvido também será investigado.

Terror islâmico ataca em três países e deixa dezenas de mortes

Três ataques terroristas nesta sexta-feira, aparentemente não ligados entre si, deixaram dezenas de vítimas na Europa, no Norte da África e Oriente Médio, e aumentaram as preocupações sobre o avanço do terror islâmico em países considerados pacíficos, como França, Kuwait e Tunísia.

Na França, dois terroristas invadiram uma fábrica de produtos químicos industriais próxima de Lyon, no sudeste do país, decapitaram uma pessoa e explodiram cilindros de gás. Um terrorista e um suspeito foram presos. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas. Não há informações se o outro terrorista é o segundo suspeito detido, um dos feridos ou se ele fugiu do local.

O autor do atentado, Yassin Salhi, foi fichado pelas autoridades em 2006 por causa de sua radicalização islâmica. Ele não tinha antecedentes criminais, mas tinha sido fichado como um "sujeito que merece atenção" por suas ligações com movimentos radicais, disse o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

Na Tunísia, dois homens armados com fuzis Kalashnikov abriram fogo em um complexo de resorts litorâneos em Sousse, matando pelo menos 27 pessoas, inclusive turistas ocidentais, disseram autoridades. Pelo menos um dos terroristas foi morto por forças de segurança. O balneário de Sousse é um dos mais populares do país, atraindo visitantes da Europa e de países vizinhos do norte africano. Com as férias de verão no hemisfério norte, os hotéis estavam com a capacidade quase toda lotada.

A Tunísia está em alerta desde março, depois que homens armados entraram ao Museu Bardo, o maior do país, localizado na capital Túnis, e mataram 22 estrangeiros, em um ataque que foi considerado um dos piores em uma década. Depois do atentado ao museu, o setor do turismo, um dos motores da economia tunisiana, teve resultados muito ruins em abril, com uma queda de 25,7% do número de turistas em relação ao ano anterior.

E no Kuwait, o Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade por uma explosão em uma mesquita na capital do país, chamada de Cidade do Kuwait. De acordo com imprensa local, ao menos 25 pessoas morreram e mais de duzentas ficaram feridas.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Deputado baiano propõe Lei Cristiano Araújo para obrigar instalação de detector de cinto

Pegando carona no acidente que tirou a vida do cantor sertanejo Cristiano Araújo, nesta quarta-feira (25), o deputado federal baiano Jorge Solla (PT) propôs que o alerta sonoro e visual para o uso do cinto de segurança nos bancos dianteiros e traseiros seja obrigatório. Como forma de “homenagem”, Solla quer  que a lei se chame “Lei Cristiano Araújo”. “Há 18 anos o Código de Trânsito está em vigor e mesmo a fiscalização e a aplicação de multa não foram suficientes para mudar uma cultura de não usar o cinto no banco traseiro.

 O clamor popular para a morte do Cristiano Araújo pode nos deixar como legado a adoção de medidas que ajudem a reduzir o espantoso número de vítimas em acidentes de trânsito no país”, destaca Solla. A medida visa reduzir o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito decorrentes do desuso do item de segurança, como foi o caso do cantor sertanejo Cristiano Araújo, de 29 anos, e sua namorada, Allana Moraes, de 19.

 Os dois morreram em acidente na BR-153, em Goiás, na madrugada de quarta (24) e poderiam ter sobrevivido caso estivessem utilizando o cinto de segurança. O dispositivo do alerta para cinto de segurança emite sinais sonoro e visual intermitentes cada vez que sensores identificam a presença de passageiros no veículo sem o devido uso do item. O acessório já é utilizado em carros de luxo no Brasil e na maioria dos carros do mundo. “É um custo muito baixo perto do impacto positivo que irá trazer na redução do número de vítimas fatais em acidentes”, destaca o deputado.Fonte:Bahia Noticias

Deputado quer vetar candidato que quebrar promessas de campanha

O deputado federal Índio da Costa (PSD-RJ) quer que acabar com as falsas promessas de campanha que candidatos fazem no período eleitoral. De acordo com projeto de lei complementar protocolado na última quarta-feira (24), os candidatos seriam obrigados a registrar as promessas e, ao final de seus mandatos, apresentar uma prestação de contas sobre o que conseguiram executar. Caso não atinjam pelo menos 50% do proposto, ficarão impossibilitados de tentar a reeleição. De acordo com a coluna Expresso, de Época, a lei seria aplicada ao poder Executivo e ao Legislativo. O projeto atribui aos tribunais eleitorais o acompanhamento da avaliação e o espaço para defesa dos candidatos que não atingirem o patamar determinado. O projeto precisa ser aprovado na Câmara dos Deputados, revisado pelo Senado e novamente aprovado pela Câmara antes de seguir para sanção presidencial.

Acusado de matar policial militar em Caldas do Jorro é preso no Clériston Andrade

Um dos suspeitos de matar o policial militar José Robson dos Santos Costa, 41 anos, na noite de quarta-feira (24), quando ele participava de uma festa junina na casa de familiares em Caldas do Jorro, na cidade de Tucano, foi preso no final da tarde desta quinta-feira (25) no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana.

De acordo com a delegada Dorean dos Reis Soares, Maurício Silva Santos, 22 anos, foi reconhecido por uma testemunha como um dos autores, e que, inclusive ele seria o homem que estava que uma arma longa e que teria disparado contra o soldado José Robson.

Segundo a delegada, Maurício Silva Santos deu entrada no Clériston Andrade na madrugada de hoje, vindo da cidade de Araci, que fica a cerca de 30 km do distrito de Caldas do Jorro. No hospital, ele não soube explicar como tinha sido baleado.

“Uma guarnição do Cipe Litoral Norte, por determinação do comando, saiu da cidade de Conceição do Jacuípe e deu início a perseguição dos elementos e houve a informação de que um deles teria dado entrada no Clériston, vindo de Araci. O tenente Cajado se deslocou até o hospital e após apuração, que chegou da cidade de Tucano e uma testemunha reconheceu Maurício como um dos autores do homicídio, imediatamente a guarnição deu voz de prisão e ele está sendo autuado na delegacia de Feira de Santana”, disse.

Dorean dos Reis Soares informou que ele foi ouvido preliminarmente e informou que ia se encontrar com a namorada em uma estada escura e que ouviu um estampido de uma bomba. Logo depois, ele percebeu que estava ferido. Ela afirma que Maurício nega participação no crime, mas que as investigações e o reconhecimento da testemunha, levou a polícia até o suspeito.

“O outro suspeito também já está identificado e a polícia não sossegará enquanto não prendê-lo. É questão de tempo e de honra, pois nossa resposta é aplicando a lei. Não podemos trazer a vida do policial, mas a justiça está sendo feita. Vale ressaltar que o diretor do Depin, Dr. Ricardo Brito, determinou e deslocou uma equipe para a cidade de Araci e junto com a polícia militar foi apreendido um casaco usado por um dos autores e um boné vermelho. Esse material está sendo trazido para ser periciado junto com a arma do policial”, destacou.

A mãe de Maurício não acredita que o filho tenha envolvimento na morte do policial. Ela informou que o filho saiu da casa dela, que fica em Araci, no dia 23, por volta das 19h30, e que ele disse que ia participar dos festejos juninos da cidade, porém ele não retornou para casa. A mãe dele contou que na quarta-feira a noite outra filha dela chegou em casa e avisou que Maurício tinha sido baleado, não sabendo informar onde e de que forma.

As informações são do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

PM realiza mais de 7 mil abordagens a veículos nas rodovias estaduais

A Operação São João 2015 nas rodovias estaduais, realizada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária e Companhias Independentes de Polícia Rodoviária da PMBA, abordou 7.641 veículos nos seis dias de operação, que teve início na última sexta-feira (19) e seguiu até a manhã de hoje (25).

Dos veículos abordados, 1.948 foram autuados e 67 retidos, além do recolhimento de 21 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) e 78 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Comparando ao mesmo período no passado, houve aumento no número de abordagens a veículos de 134,74% e na extração de autos de 158,35%, aumentando a produtividade em relação aos anos anteriores.

Nas abordagens a 11.371 pessoas, uma delas foi encaminhada à delegacia por dirigir sob o efeito de bebida alcoólica, após exame comprobatório. O infrator transitava na BA-409, no trecho entre as cidades de Serrinha e Conceição do Coité. Ao todo, foram registrados 75 acidentes, sendo que destes 38 envolveram vítimas.

Das 56 vítimas de acidentes, 35 tiveram ferimentos leves, dez tiveram ferimentos graves e 11 foram fatais.
Entre os acidentes com vítimas fatais, sete foram resultado de colisões, uma de capotamento, uma vítima após atropelo de animal, outra de atropelamento e uma após cair numa ribanceira.

O número de vítimas fatais aumentou em comparação ao período junino de 2014, quando houve apenas uma vítima fatal. Foram conduzidas sete pessoas às delegacias, sendo apreendida uma adolescente por tráfico de drogas, um homicida com mandado de prisão em aberto e por porte de pistola calibre 40. Também foram lavrados termos circunstanciados e realizadas prisões em flagrantes por porte ilegal de arma de fogo, embriaguez ao volante, falsificação de placa de identificação de veículo e tráfico de drogas.

Santaluz é a segunda cidade com melhor gestão fiscal do Território do Sisal.

Segundo dados divulgados pela Federação de Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Santaluz é a segunda cidade com melhor gestão fiscal do Território do Sisal. Trezentos e oitenta e sete municípios baianos foram avaliados em um estudo que considerou aspectos como receita, gastos com funcionários, investimentos, liquidez e a divida de prefeituras de mais de cinco mil cidades brasileiras, entre os anos de 2012 e 2013.

 Na região sisaleira, Santaluz aparece atrás apenas de Barrocas, que tem 15.624 habitantes – segundo o IBGE. Portanto, considerando municípios de porte semelhante, seja em população, seja em receitas totais, Santaluz – que possui população de 36.690 habitantes – aparece em primeiro lugar na região, com o indicador de IFGF 0.4745, índice superior a média nacional, que foi 0.4545. Queimadas obteve IFGF 0.1390 – um dos piores índices do país – e aparece como o município da região sisaleira que menos investiu em gestão fiscal.

Queimadas obteve o pior índice de gestão fiscal entre os municípios da região sisaleira

Dos municípios que compõem a região sisaleira da Bahia, segundo dados do Sistema Firjan, o IFGF de Araci é de 0.2374; Barrocas 0.5965; Biritinga 0.1923; Cansanção 0.3257; Conceição do Coité 0.3640; Ichu 0.2891; Itiúba 0.2572; Monte Santo 0.2851; Nordestina 0.3001; Queimadas 0.1390; Quijingue 0.1429; Retirolândia 0.3775; Santaluz 0.4745; São Domingos 0.4298; Serrinha 0.3120; Teofilândia 0.1714 e Valente 0.2031. Candeal, Lamarão e Tucano não apresentaram informações ou estavam com dados inconsistentes e não foram avaliadas, de acordo com a Firjan.

O estudo - Lançado em 2012, o Índice Firjan de Gestão Fiscal traz o debate sobre um tema de grande importância para o país: a forma como os tributos pagos pela sociedade são administrados pelas prefeituras. O índice é construído a partir dos resultados fiscais das próprias prefeituras – informações de declaração obrigatória e disponibilizadas anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

 O IFGF varia de 0 a 1. Quanto maior a pontuação, melhor a situação fiscal do município. Segundo a Firjan, o objetivo do estudo é avaliar a qualidade da gestão fiscal dos municípios brasileiros e fornecer informações que auxiliem os gestores públicos na decisão de alocação dos recursos.

Fonte: noticiasdesantaluz.com.br

É claro que habeas corpus preventivo em favor de Lula não tem origem no PT.

Maurício Ramos Thomaz, que mora em Campinas, impetrou na Justiça Federal do Rio Grande do Sul, um habeas corpus preventivo em favor de Lula, pedindo que ele não seja preso pela Operação Lava Jato. A assessoria do ex-presidente nega que ele tenha algo a ver com isso. E acredito que não mesmo. Até porque Thomaz é o que a molecada chama um “causão”. Parece que adora aparecer em casos, digamos, ruidosos. Ele já fez o mesmo, entre outros, com Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, e com Simone Vasconcelos, ex-secretária de Marcos Valério e uma das pessoas condenadas no mensalão.

Segundo nota do PT, Lula já instruiu seus advogados a que requeiram à Justiça o não-conhecimento do HC. Em nota à Folha, o Instituto Lula disse estranhar que a divulgação de tal fato tenha partido do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), um dos mais duros críticos do petismo. Bobagem! É mera teoria conspiratória. Basta ver a atuação pregressa do autor e a linguagem em que vaza o pedido. É “um deles”, embora me pareça certo que Lula nada tem a ver com isso.

O chefão petista tem dito por aí que se considera o próximo alvo. Ainda assim, é pouco provável que entrasse com um HC preventivo ou que instruísse outro a fazê-lo, especialmente do modo como a coisa vem a público.

Num dado momento, escreve o tal Thomaz:
“As decisões de Sérgio Moro que alguns chamam de doutor estão para a Justiça do mesmo que as masturbações estão para uma relação sexual. A qualidade das suas decisões está no mesmo patamar que a ração wiskas está para a alta culinária. Nada de espantar. Afinal, o judiciário paranaense é o pior do Brasil, e a judiciária da roça iluminada de Curitiba é o pior de todos.
(…)
Ele [Sérgio Moro] não é um juiz e nem um justiceiro. É apenas um sujeito moralmente deficiente, como Joaquim Barbosa a quem ele auxiliou certamente naquela pornografia jurídica chamada AP 470, que a escória vil e vadia chama de “mensalão”.

O autor compara Moro ao “Mulo”, personagem da “Trilogia da Fundação”, de Isaac Asimov. E dispara:
“O que Moro escreve e nada é (sic) a mesma coisa; é juridicamente estéril. Nada tem real valor jurídico. Como o Mulo, ele é um aborto, é alguém que deve ser detido, pois, como o Mulo, ele acha que pode fazer história, e prendendo o paciente seria um meio disto. Por enquanto, matematicamente, ele não representa um grande perigo, pois, como o Mulo, ele é estéril do ponto de vista do Direito, e o julgamento de Clio será severo com ele. Mas é uma anomalia que cria variáveis demais, e não há, até agora, nenhum “Primeiro Orador” – inimigo do Mulo — para detê-lo.”

O texto vem aos borbotões, com a pontuação estropiada, recheado de citações e até com uma sacada ou outra interessantes. Ele chama o titular da 13ª Vara Federal de Curitiba de “Sérgio Futuro do Pretérito Moro”, numa alusão à frequência com que o magistrado apela a esse tempo verbal em suas decisões: “teria, faria, poderia…” O diabo é quando se decreta a prisão de alguém na base do “seria”. E se não for?

A íntegra do pedido de habeas corpus está aqui. É evidente que Lula não tem nada a ver com essa coleção de muitos insultos e poucos argumentos. Os petistas são muito mais profissionais do que isso.

Por Reinaldo Azevedo(Veja)