OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Estou para trazer sobre este lugar uma calamidade que fará tinir os ouvidos de quem ouvir falar dela. Farei isso porque eles me abandonaram e tornaram este lugar irreconhecível.Nele estão oferecendo sacrifícios a outros deuses, que nem eles, nem os seus antepassados, nem os reis de Judá conheciam, e encheram este lugar com o sangue dos inocentes. Eles construíram os altos sagrados de Baal para queimar no fogo seus filhos como ofertas a Baal, algo que eu não havia ordenado nem falado e que jamais havia ocorrido no meu coração". Jeremias 19:1-15

quarta-feira, 8 de abril de 2020

São João cancelado é um baque não só para economia, mas para alma do nordestino


Alento para a economia de cidades do interior, o São João em 2020 não será como no passado. A pandemia do novo coronavírus impede a realização dos tradicionais festejos, que levam milhares de pessoas para pequenos centros e injetam milhões no comércio e na prestação de serviços. Quem não aproveita uma ida no interior para aproveitar as promoções típicas de uma boa feira? Porém, como evitar aglomerações é uma regra primordial para diminuir a disseminação da Covid-19, o próximo mês de junho será bem menos radiante.

Algumas dezenas de municípios já confirmaram o cancelamento da festa. Mesmo o famoso São João de Campina Grande, na Paraíba, com duração de quase um mês, informou que em junho é inviável manter a festa. Consequências da crise que não bateu à porta: simplesmente a arrombou. E o impacto disso não será sentido em um pouco tempo. Para cidades como Ibicuí, por exemplo, que praticamente depende dos festejos juninos para dar fôlego à economia local, será um ano perdido. Por enquanto, inclusive, não haverá um plano de contingência para abarcar os sofridos municípios.

A principal preocupação das autoridades públicas é conter o avanço da pandemia. Estão certos. Ninguém vai discordar em alocar todo e qualquer recurso para tentar evitar que muitas pessoas morram por Covid-19. Mas é preciso lembrar que, mesmo com a hipótese de transferência de renda em prática, como o “coronavoucher”, o benefício não vai atingir produtores rurais, por exemplo, e comerciantes informais do interior do interior da Bahia. Não porque o governo não quer, mas porque essas pessoas seguem invisíveis durante todo o ano e só aparecem na época das festas juninas. Além do alento dos festejos, a celebração de Santo Antônio, São João e São Pedro serve como a gordura adquirida para o restante do ano. Em 2020, isso não vai acontecer.

Se municípios maiores, que concentram outros serviços ao longo do ano, como Irecê, vão sentir o impacto do coronavírus, imagina Amargosa, que vive sob a expectativa do São João? É doloroso não apenas no bolso, mas na alma dos nordestinos, especialmente dos interioranos. Nenhuma festa resume tão bem o sertanejo forte, o espírito do interior quanto a fogueira reunindo a família e os amigos e os shows, da invasão sertaneja ao trio pé-de-serra. Para além dos lamentos por causa do novo coronavírus, teremos muita tristeza para administrar. Só nos cabe, qual Luiz Gonzaga, perguntar a Deus do Céu: por que tamanha judiação?.Fonte:Bahia Noticias