OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Estou para trazer sobre este lugar uma calamidade que fará tinir os ouvidos de quem ouvir falar dela. Farei isso porque eles me abandonaram e tornaram este lugar irreconhecível.Nele estão oferecendo sacrifícios a outros deuses, que nem eles, nem os seus antepassados, nem os reis de Judá conheciam, e encheram este lugar com o sangue dos inocentes. Eles construíram os altos sagrados de Baal para queimar no fogo seus filhos como ofertas a Baal, algo que eu não havia ordenado nem falado e que jamais havia ocorrido no meu coração". Jeremias 19:1-15

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Serrinha: Vereadora Edylene Ferreira propõe Projeto de Lei que visa oferecer “cachê emergencial” aos músicos


A vereadora Edylene Ferreira, propõe o Projeto de Lei que visa oferecer um “cachê emergencial” aos músicos de Serrinha-Ba, durante a crise sócio econômica inevitável por conta da pandemia do COVID-19.

Desde o dia 19 de março de 2020, os bares e casas de show tiveram seu funcionamento suspenso por meio de Decreto Municipal, sem previsão de retorno das atividades até o presente momento, impossibilitando os músicos de ganharem seus cachês, que muitas vezes é sua única fonte de renda.

O Projeto de Lei já protocolado, segue em pauta para apreciação dos demais vereadores, que acontecerá na próxima sessão da Câmara Municipal quinta-feira (23), às 16h. Em seguida, será avaliado pelas comissões internas e após aprovação, o Prefeito Adriano Lima poderá sancionar, tornando Lei Municipal.

Se a cidade se fecha para evitar disseminação do vírus, a renda deles vai embora, pois suas atividades dependem das aglomerações. Quantas alegrias estes profissionais nos proporcionam. São verdadeiros artistas que fazem do talento sua fonte de renda nos diversos bares e casas de show da nossa cidade. Seria injusto o Poder Público não implantar um fundo de amparo para eles, nesse momento de colapso da economia, concluiu Edylene Ferreira.