OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Defendam a justiça e a retidão. Livrem das mãos dos exploradores os que estão sendo roubados. Não maltratem nenhum residente estrangeiro, nem prejudiquem nenhum órfão ou viúva". Jeremias 22:1-30

terça-feira, 23 de novembro de 2021

'Quero ver Moro discursando num carro de som', ironiza Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (22), em tom irônico, que quer ver Sergio Moro subir num carro de som e falar com o povo. O ex-ministro da Justiça é seu potencial adversário em 2022. "Quero ver ele num carro de som, falando com o povo. Só isso, mais nada", afirmou nesta noite.
 
O mandatário respondeu a comentários de apoiadores no cercadinho, que criticavam o ex-juiz da Lava Jato.
 
Bolsonaro disse ainda que não tem acompanhado Moro, que se filiou no último dia 10 ao Podemos com discurso de candidato ao Palácio do Planalto. O ex-juiz sempre disse que não entraria para a política.
 
Moro atuou à frente dos principais casos da Operação Lava Jato e determinou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista ficou detido por mais de 500 dias, até ser solto por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal).
 
Em uma derrota para Moro em março deste ano, a Corte depois considerou-o parcial e anulou os processos contra o ex-presidente.
 
O ex-juiz entrou para a política a convite de Bolsonaro, em 2018, ao aceitar convite para comandar o Ministério da Justiça. Lá ficou até romper o governo, sob acusação de interferência na PF pelo presidente, em abril de 2020.
 
Um apoiador questionou ainda Bolsonaro, nesta segunda-feira, se as privatizações não estariam "atrasadas", depois de três meses de governo.
 
"Privatizar não é botar na prateleira. Quem quer compra aí. Grande parte delas passa no Parlamento. Estamos brigando pelos Correios, pela Telebrás.. Eletrobrás", disse o presidente.

O projeto de desestatização dos Correios está parado no Senado. De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o governo pretende privatizar a estatal em julho do ano que vem.
 
O presidente retomou ainda, nesta segunda-feira, uma acusação antiga, ao conversar com um apoiador da Noruega. "Noruega bate tanto na gente na questão ambiental. Continua matando baleia por lá ou não?", disse o chefe do Executivo.
 
Em 2019, ele chegou a compartilhar um vídeo sobre caça de uma caça tradicional realizada em uma ilha dinamarquesa para criticar a Noruega, que havia anunciado a suspensão de repasse de recursos ao Fundo Amazônico.