OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"Defendam a justiça e a retidão. Livrem das mãos dos exploradores os que estão sendo roubados. Não maltratem nenhum residente estrangeiro, nem prejudiquem nenhum órfão ou viúva". Jeremias 22:1-30

segunda-feira, 31 de maio de 2021

Servidores do TJ-BA decretam greve sanitária contra retorno ao trabalho presencial

 

Os servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) iniciarão uma greve sanitária a partir da próxima segunda-feira (7) contra o retorno presencial e para manutenção do teletrabalho no período da pandemia. A decisão foi tomada em assembleia realizada pelo Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Judiciário (Sintaj) realizada no último sábado (29).

A manifestação, nomeada pelos servidores de “Estado de Mobilização com Teletrabalho em Defesa da Vida”, consistirá no exercício do teletrabalho como forma de protesto. Ao invés de irem para as unidades realizar trabalho interno, como exige a fase 2 implantada precocemente pelo TJ-BA, os trabalhadores permanecerão exercendo as suas atividades de maneira remota.

Para o Sintaj, a decisão do TJ-BA de retomar as atividades presenciais é arriscada neste momento da pandemia, tendo em vista uma possível terceira onda de contaminação da Covid-19.

Ainda na mesma assembleia, os trabalhadores elegeram, por aclamação, uma comissão de onze membros para debater o auxílio-saúde. A verba foi aprovada, na quarta-feira (26), no Tribunal Pleno do TJ-BA com a exclusão de aposentados e pensionistas. O grupo discutirá estratégias para reverter a não inclusão dessa parte da categoria. Fonte:Bahia Noticias

Serrinha e mais cinco municípios baianos serão beneficiados com mais de 1,3 mil empregos

 

Investimentos previstos em R$ 216,2 milhões e geração de 1,3 mil novos postos de trabalho foram anunciados durante a assinatura de protocolos na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), nesta quinta-feira (27). Seis municípios baianos (Jequié, Itaberaba, Camaçari, Serrinha, Amélia Rodrigues e Juazeiro) serão beneficiados com a implantação e ampliação de oito unidades industriais. Assim, serão promovidos 911 empregos diretos e mais 401 indiretos.

“Todos esses protocolos, que nós estamos assinando hoje foi fruto do trabalho do vice-governador João Leão. Tenham certeza, continuaremos trabalhando dia e noite, para transformar a matriz econômica da Bahia, pois precisamos interiorizar a industrialização, levar investimentos, empregos e melhorar a renda das pessoas que moram, sobretudo, nas cidades mais distantes”, destaca o secretário Nelson Leal.

Em processo de implantação, a empresa Mistura deve instalar, no município baiano de Jequié, empreendimento voltado à distribuição de produtos diversos, com investimentos estimados em R$ 1,8 milhão e pretensão de gerar 16 novos empregos diretos. Em Serrinha, a Explog Comércio e Logística em Explosivos deve investir R$ 4 milhões na instalação de sua unidade e pretende promover a geração de 180 empregos. Já a 2JBS Bahia implantará, em Amélia Rodrigues, uma indústria destinada à fabricação de fogão, cooktop, ventilador, liquidificador , sanduicheira e microondas, com investimentos de até R$ 80  milhões. A empresa preve a geração de 450 empregos diretos e mais 200 empregos indiretos.

“Primeiro gostaria de agradecer ao Estado da Bahia pelo suporte. É uma empresa que chega para atender o estado da Bahia e também o nordeste, vai gerar 450 empregos diretos e 200 indiretos, previsão de faturamento de R$ 400 milhões, e que vem forte para atender essa demanda do nordeste no segmento de eletrodomésticos”, ressalta Daniel Costa, representante da 2 JBS Bahia Indústria de Eletrodoméstico.

A Rudolf Industrial investirá R$ 1,2 milhão para instalar uma fábrica, em Camaçari, que produzirá cabos postensados para torres eólicas e insertos metálicos para torres eólicas. A previsão é de que sejam criados 180 empregos diretos. Já Jequié será beneficiada com a implantação da Vida Comércio e Industrialização de Alimentos, que é voltada para a produção de trigo para kibe, rações para pássaro, arroz , flocão de milho, creme de milho, fubá de milho, canjica amarela, milho de pipoca, chocolate em pó, sal,  açúcar em sachê, aveias e derivados, açúcares, feijões. A empresa deve investir até R$ 26 milhões e gerar 45 novos postos de trabalho.

Em processo de ampliação, a Ceramus Bahia deve investir R$ 87 milhões para ampliar e modernizar a sua unidade em Camaçari. A empresa é para fabricação de revestimentos cerâmicos e deve gerar 7 novos postos de trabalho. A Imperial Alimentos deve investir R$ 14,5 milhão na ampliação de sua fábrica localizada em Juazeiro e prevê a geração de até 74 empregos diretos. Já a EBL – Empresa Brasileira De Liofilização vai expandir a sua unidade fabril, no município de Itaberaba. A fábrica é destinada à produção de frutas liofilizadas e leite de coco em pó e tem o investimento aprovisionado em R$ 1,5 milhão, com a previsão de criar 42 empregos.

Fonte: SDE - GOVBA

Mês do meio ambiente: Prefeitura de Serrinha realiza plantio de árvores nativas e frutíferas

 

Neste sábado (29), a prefeitura de Serrinha, através da secretaria de Meio Ambiente em parceria com o Projeto Horizonte Verde, realizou a primeira ação do mês do meio ambiente com a plantação de mudas de árvores frutíferas e de vegetação nativa.

O plantio ocorreu na praça do Centro de Artes e Esportes (CEU) e na comunidade da Aparecida. Esse trabalho de reflorestamento tem o intuito de aumentar a área verde na zona urbana e rural, além de auxiliar na proteção da biodiversidade da flora da Caatinga.

Projeto Viva sem Dor: Prefeitura de Serrinha leva Pilates com fisioterapeutas para os 4 cantos da cidade.

 

A Prefeitura de Serrinha, através do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) com o projeto Viva sem Dor, leva Pilates com fisioterapeutas para os 4 cantos da cidade.

Preocupar-se com a saúde das pessoas é mais do que tratar doenças, é, principalmente, oferecer à população opções de cuidados com o próprio corpo, e é isso que a secretaria de Saúde, através do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), tem feito com a população de Serrinha.

Além de estimular o autocuidado, os profissionais têm oportunizado mais qualidade de vida aos moradores de diversas localidades. Na zona rural ou urbana a Prefeitura de Serrinha continua cuidando da saúde da população, isso é compromisso com o progresso!

Remédio teve 100% de eficácia contra covid em testes, diz empresa israelense

 

A empresa de biotecnologia israelense Bonus BioGroup disse ter tido 100% de sucesso na recuperação de pacientes graves internados com covid-19 que receberam seu medicamento, chamado de MesenCure. Segundo o grupo, 10 pessoas que desenvolveram a versão grave da doença deixaram o hospital, em média, um dia depois de iniciarem o tratamento com o remédio.

Os resultados preliminares do ensaio clínico de fase I/II foram apresentados na última semana em uma conferência internacional em Nova Orleans, nos Estados Unidos.

O CEO e diretor da empresa, Shai Meretzki, disse ao jornal Jerusalem Post que sua equipe está trabalhando na publicação desses resultados em um jornal especializado, para ser revisado por pares.

Saúde admite risco de colapso no Nordeste e anuncia envio de 5,1 mil aparelhos de oxigênio

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que a pasta vai enviar 5,1 mil concentradores de oxigênio para unidades de saúde que atendem pacientes com Covid-19 no Norte e no Nordeste do país. O anúncio foi feito em visita a Pernambuco, que receberá 148 aparelhos até o dia 10 de junho.

"Estamos visitando a região, pois sabemos que há ameaça de colapso no sistema de saúde, sobretudo em função do insumo oxigênio", admitiu o ministro. Ele não mencionou a quantidade que será enviada à Bahia.

De acordo com a Agência Brasil, ao ser questionado se havia risco de colapso por falta de oxigênio mesmo após o envio desses concentradores, ele disse que o governo trabalha para que isso não aconteça. “Só que lidamos com a imprevisibilidade biológica porque esse vírus sofre mutação e pode ter variantes que podem ter comportamento biológico diferente, o que leva pressão maior para o sistema de saúde. Mas as autoridades sanitárias estão empenhadas para que não haja falta de oxigênio”, acrescentou.

Ele ponderou, no entanto, que a distribuição e logística de oxigênio "é questão complexa", já que ele também é distribuído em cilindros, especialmente nos municípios de menor porte. Segundo o ministro, "há carência de cilindros", mas o ministério tem apoiado as secretarias municipais para que não falte o aparelho.

Ônibus intermunicipais têm aumento de tarifa a partir desta terça

 

As passagens em ônibus intermunicipais que cortam a Bahia terão aumento a partir desta terça-feira (1°). Assim, a tarifa dos transportes ficará 6,8% mais caras, segundo decisão da informou a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

Segundo a agência, o aumento tem como base a correção de uma cesta de índices, a exemplo da variação do diesel, IPCA e IGPM. Ainda segundo a instituição, a margem é determinada através de pesquisas que analisam o gasto das empresas com os funcionários, peças dos ônibus, combustível, entre outros insumos.

O último reajuste nas passagens de ônibus concedido às empresas ocorreu em março de 2020.Fonte:Bahia Noticias

Estudo aponta que pandemia pode ser controlada com 75% de vacinados

Um estudo realizado pelo Instituto Butantan nos últimos quatro meses mediu os efeitos da imunização em larga escala. A cidade escolhida para o teste foi Serrana, no interior de São Paulo. As informações foram exibidas no Fantástico deste domingo (30).

A maioria dos adultos da cidade, que tem 45 mil habitantes, foi vacinada com duas doses da vacina CoronaVac. Serrana foi escolhida para a vacinação em massa porque tinha um alto índice de contágio.

Para o ensaio, a cidade foi dividida em 25 áreas que formaram quatro grupos. Com uma semana de diferença, os grupos foram vacinados um por vez.

Após aumento no número de casos, registrado durante o processo de vacinação em massa, o cenário mudou quando dois grupos ficaram imunizados com a segunda dose. Uma queda na incidência de Covid-19 foi observada, de 699 casos em março para 251 em abril. As mortes passaram de 20 para seis, no mesmo período.

Segundo os pesquisadores, o controle da pandemia foi identificado após três dos quatro grupos receberam a segunda dose, cerca de 75% da população. O estudo também mostrou uma queda de 80% no número de casos sintomáticos de Covid-19.

Nesta segunda-feira (31), de acordo com dados do Consórcio de veículos de imprensa, apenas 10,42% da população brasileira, pouco mais de 22 milhões de pessoas, está vacinada com duas doses de imunizantes.


Evasão escolar é maior em estados sem aula presencial

Estados, que ainda continuam sem aulas presenciais, já registravam, mesmo antes da pandemia, as mais altas taxas de adolescentes fora da escola.
 
Em todo o país, 18% dos jovens de 16 e 17 anos estavam sem estudar em 2019. No entanto, a situação já alcançava 27% no Maranhão.
 
Desde o início da pandemia, especialistas alertam sobre a necessidade de ações para evitar o aumento de alunos que saem da escola. A suspensão prolongada das aulas e a perda de renda das famílias são a combinação mais perigosa para afastar os jovens dos estudos.
 
Passados 14 meses da crise sanitária, os estados, que já tinham a maior proporção de alunos com menor condição socioeconômica e mais jovens fora da escola, ainda não reabriram suas escolas.
 
É o que mostram os dados do Indicador de Permanência Escolar, lançado nesta segunda (31) pelo Iede (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional). Com informações do Censo Escolar, o instituto calculou o percentual de estudantes que passaram pela escola e a abandonaram.
 
Diferentemente de outros indicadores, esse dado coloca na conta todos os estudantes que deixaram os estudos. Em geral, os cálculos de abandono escolar só identificam a evasão em relação ao ano anterior.
 
"Com essa nova forma de cálculo, conseguimos identificar todos os jovens que saíram da escola, em qualquer ano que ela possa ter abandonado os estudos. Nesse indicador, temos o acumulado de todos os alunos que perdemos ao longo do caminho", explica Ernesto Faria, diretor do Iede.
 
Os dados mostram que, enquanto, no Maranhão, 27% dos jovens de 16 e 17 anos já não estavam mais na escola. Em Santa Catarina, por exemplo, a taxa é bem menor, de 10%.
 
Para Faria, a enorme disparidade encontrada no Brasil é reflexo de um sistema educacional que não atua de forma eficaz para promover a equidade e dar suporte aos mais vulneráveis. Dos 15 estados com taxa de jovens fora da escola mais alta do que a média do país, 11 ainda não retornaram com aulas presenciais nas redes públicas.
 
"A pandemia atinge de forma mais cruel os mais vulneráveis. Os sistemas educacionais que já tinham problemas mais complexos, como o abandono escolar, tiveram menos capacidade de reação nesse período", diz Daniel de Bonis, diretor de políticas educacionais da Fundação Lemann.
 
Levantamento da Folha mostrou que 14 estados e o Distrito Federal ainda não retomaram as aulas presenciais. Eles dizem aguardar a redução do número de infecções de Covid-19 ou o avanço da vacinação.
 
"Precisamos de um esforço imediato de todas as esferas de governo para vacinar professores e garantir o retorno das aulas presenciais em todo o país. É só com essa volta que vamos saber o tamanho do prejuízo da pandemia, quantos alunos abandonaram o estudo, qual foi a perda de aprendizagem", diz Bonis.
 
Nesta sexta (28), depois de meses de apelo dos estados e municípios para incluir os profissionais da educação na vacinação, o Ministério da Saúde publicou nota técnica em que coloca o grupo na sequência da imunização.
 
Os governadores querem firmar um pacto nacional para que os profissionais de educação básica comecem a ser vacinados em junho para garantir a retomada das aulas presenciais em agosto.
 
A possibilidade de ter ao menos alguns meses de aulas presenciais no último ano da escola deu esperanças a Anna Theresa Vieira, 16. Aluna do 3º ano do ensino médio em um colégio estadual em São Luís, no Maranhão, ela está desde março do ano passado apenas com atividades remotas.
 
"Já pensei em desistir de estudar várias vezes. Passei alguns meses sem nem abrir as atividades porque cansei. Parece que não tem sentido continuar estudando em casa, sem saber quando voltar", diz.
 
Além de estar longe da escola, na pandemia, ela também passou a ter novas funções dentro de casa. É ela quem cuida da irmã de 9 anos e faz as tarefas domésticas para que a mãe possa trabalhar.
 
"Tem hora que eu não sei se assisto uma aula online, se preparo o almoço, se ajudo minha irmã com alguma dúvida. Sinto falta da minha rotina, de ter um tempo e espaço só para estudar", conta.Fonte:Folha


Médico brasileiro faz piada sexista e misógina com muçulmana e é preso no Egito

 

Autoridades do Egito prenderam médico brasileiro Victor Sorrentino neste domingo (30) depois que ele publicou um vídeo em que aparece importunando e assediando uma mulher muçulmana. A informação foi confirmada pela revista Marie Claire.

Sorrentino é conhecido também por ser influenciador digital e  publicou o vídeo no perfil do Instagram que soma quase um milhão de seguidores. No vídeo ele aparece fazendo comentários sexistas dirigidos a uma mulher que vendia papiro, um material parecido com papel que era usado pelos antigos egípcios para escrever.

Uma das frases ditas pelo médico, aos risos, no vídeo é: "Vocês gostam mesmo é do bem duro, né? Comprido também fica legal, né?”.

Victor fez os comentários sexistas em português e estava acompanhado de um amigo no momento. A vendedora não compreendeu e apareceu concordando e sorrindo, enquanto o médico e seu amigo dão risadas.

A reportagem da Marie Claire destaca que após a repercussão do caso e críticas, Victor tornou o perfil privado e postou um novo vídeo em que pede desculpas.

“Eu sou assim. Sou um cara muito brincalhão”, disse Sorrentino à mulher. Ele disse ainda que costuma fazer esse tipo de “brincadeira” com amigos e familiares, mas que não tinha o direito de fazer com uma desconhecida. “Como eu vi que tu é uma pessoa risonha e estava brincando junto com a gente, eu acabei brincando”, justificou.

O Ministério do Interior publicou um comunicado em sua página no Facebook informando a prisão do brasileiro. "O Ministério do Interior conseguiu prender um estrangeiro por assédio a uma menina depois de publicar um vídeo contendo o incidente de assédio nas redes sociais na Internet. Os serviços de segurança conseguiram identificar a vítima e o autor do incidente, e tomar as medidas judiciais contra ele e apresentar ao Ministério Público competente", disse o comunicado.

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Serrinha registra mais 03 óbitos e 23 novos casos de Covid-19

 

A Prefeitura de Serrinha informa que nesta quinta-feira, 27/05, foram confirmados 23 novos caso de coronavírus, 16 novas curas e 03 óbitos.

Com isso, a cidade atinge um total de 6.172 casos da Covid-19, 6.027 curados, 78 óbitos e 67 casos ativos.

O primeiro óbito ocorreu no dia 08/05, o paciente tinha 72 anos, era morador do povoado Sorocaba e portava Hipertensão Arterial Sistêmica. 

O segundo óbito ocorreu no dia 08/05, o paciente tinha 86 anos, era morador da Rodagem e portava Hipertensão Arterial Sistêmica e desnutrição. O terceiro óbito ocorreu no dia 21/05, o paciente tinha 46 anos, era morador da Santa e não possuía comorbidades.

Ainda segundo o boletim epidemiológico, Serrinha registra um total de 187 casos suspeitos da doença.

NOTA: A publicação está sem imagem por causa de um problema no servidor. Em breve será normalizado.

Att: Equipe do Portal Aílton Pimentel.

Homem de 46 anos e sem doenças morre por Covid-19 em Serrinha

 

Um homem de 46 anos, morador do bairro da Santa, sem registro de doenças crônicas, morreu em consequência da infecção pelo novo coronavírus, em Serrinha. O óbito ocorreu na última sexta-feira (21) e foi divulgado ontem (27), pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

Fora do grupo de risco, o caso reforça a importância das medidas preventivas, como higienização das mãos, uso de máscaras e isolamento social, recomendadas por especialistas e autoridades públicas de saúde.

Além dele, foram registradas mais duas mortes pela doença, uma ocorrida no dia 08/05, de um senhor de 72 anos, morador do povoado Sorocaba e portador de Hipertensão Arterial Sistêmica. O outro óbito registrado ontem aconteceu também no dia  08/05, o paciente tinha 86 anos, era morador da Rodagem e portava Hipertensão Arterial Sistêmica e desnutrição.

Com isso, a cidade atinge um total de 78 óbitos pelo novo coronavírus.

'Mandava corações e dizia que me amava', diz mãe de médico desaparecido

 

 Familiares do médico Andrade Santana Lopes, 32 anos, morador da cidade de Araci, que está desaparecido deste a última segunda-feira (24), chegaram ontem a Feira de Santana, vindos do Acre, e prestaram depoimento no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho.

A mãe do médico, Domitila Lopes, manteve contato com o filho no último domingo (23). Eles se falaram através do WhatsApp e ficou sabendo que nesse dia ele estava em casa bebendo com amigos.

De acordo com Domitila, o sofrimento ao saber que o filho está desaparecido está sendo muito grande, e desde então, ela não consegue pegar no sono.

“É muito triste, acho que é a última fase de uma mãe ter um filho desaparecido. A dor maior que uma mãe pode estar passando. Estou vivendo pela misericórdia de Deus, mas estou na esperança de que terei ele de volta. No domingo, a gente se falou por mensagem de WhatsApp. Eu só percebi nas mensagens que ele estava bebendo e daí, segundo meu sobrinho, ele estava bebendo em casa com colegas, só que eu não sei informar quem era. Ele tinha muitos amigos bons”, relatou.

Segundo Domitila Lopes, o filho desejava que a mãe viesse do Acre para visitá-lo. “Eu já vim a Feira uma vez, e ele queria comprar a passagem pra eu vir a Feira, mas devido à pandemia e meu esposo ter 73 anos, a gente tinha medo de eu pegar e levar a Covid, por isso eu não estava vindo, mas a gente se falava, ele me mandava corações e dizia que me amava”, disse.

A mãe de Andrade agradeceu ainda ao trabalho de investigação da polícia e o apoio das pessoas que o conheciam aqui na Bahia. E revelou a dor que está sentindo por não saber o paradeiro do filho.

“Estou muito feliz com a atuação da polícia e os amigos, quanto acolhimento das pessoas da Bahia. Muita gente boa que está nos ajudando. Chegamos ontem de viagem, e não durmo desde o dia que eu soube. Quero meu filho de volta, quem estiver com meu filho, por favor devolva. Sou mãe, ninguém sabe a dor que estou passando. Quero meu filho de volta, vivo, do jeito que ele estava. Sofri muito pra criar meu filho, pra ele estudar na Bolívia, foi sofrido, falta de dinheiro, tirar o sereno contando as moedas, e agora que ele estava bem ele era um bom filho, e perguntava o que eu estava precisando. É um filho ótimo, maravilhoso, um amigo amoroso. Não sei o que aconteceu com meu filho”, desabafou.

Segundo a tia do médico, Ivanilda Lopes, a família ficou sabendo do desaparecimento de Andrade através de notícias e mensagens enviadas via WhatsApp por amigos. Ela disse que há quatro anos o sobrinho trabalha em Araci, e fazia apenas um mês que ela manteve contato com ele.

“Faz quase um mês que eu tive contato com ele, mas meu sobrinho e minha sobrinha que já estavam com as passagens compradas pra vir passar o final de semana com ele, tiveram contato com ele no dia anterior. Inclusive, ele tinha mandado dinheiro pra eles trazerem algumas encomendas do Acre pra cá. Ele estava aqui sozinho”, afirmou a tia.

Investigações

O coordenador de Polícia Civil da 1ª Coorpin, delegado Roberto Leal, informou que na tarde de quarta-feira (26), colegas de trabalho do médico foram ouvidos informalmente na delegacia, e hoje foram colhidos os depoimentos dos familiares, que trouxeram informações relevantes ao ca

“Ainda é muito cedo para se traçar uma linha da real motivação desse crime, não há suspeitos nesse momento ainda. O que já temos, e que já é de conhecimento de todos, é a localização do veículo que era utilizado por Andrade, a constatação da subtração do aparelho celular, os documentos e outros objetos. Então, inicialmente, levamos em consideração a possibilidade de crime contra o patrimônio mediante roubo ou sequestro, e agora estamos aprofundando as investigações. A família também trouxe informações relevantes, que vão ser trabalhadas juntamente com todas as equipes pra que a gente consiga identificar realmente o que houve com Andrade. E colegas da cidade de Araci e da região próxima a Araci também trouxeram informações importantes. Todas serão trabalhadas”, esclareceu o delegado.

Ele reiterou que até o momento não há muitas informações sobre as causas do desaparecimento do médico de Araci, e ressaltou que ainda não há elementos suficientes que levem a polícia a acreditar que ele estaria sofrendo qualquer tipo de ameaça.

“Por enquanto a gente não tem muitas informações sobre ameaça ou outro tipo de ato que pudessem indicar que Andrade tenha sido vítima de vingança. São várias as informações que chegaram à Coorpin, e todas serão trabalhadas. Como é um fato notório, muitas dessas informações estão chegando também aos familiares e aos amigos. Contudo precisamos traçar uma linha correta, não desprezando as informações, mas o excesso delas muitas vezes acaba contribuindo para uma perda de tempo desnecessária e a gente acaba perdendo alguma prova”, destacou Roberto Leal.Fonte:Acorda Cidade

Testosterona baixa aumenta risco de casos graves da Covid-19 em homens, aponta estudo

Um estudo realizado pela Universidade de Washington e publicado nesta terça-feira (25) pela revista JAMA chegou à conclusão de que baixos índices de testosterona podem estar associados a casos mais graves de Covid-19 nos homens. As informações são da Veja.

A pesquisa avaliou amostras de material genético de 152 pessoas, dentre eles homens, mulheres e crianças, incluindo 143 que estiveram internados por causa do novo coronavírus em um hospital em Saint Louis, Missouri.

Os pesquisadores identificaram que 66 dos 90 homens que tiveram seus materiais genéticos analisados apresentaram quadros graves da doença e uma taxa de testosterona de 65% a 85% menor do que os outros 24 homens que apresentaram sintomas mais moderados. De acordo com os pesquisadores, índices como idade, Índice de Massa Corporal e comorbidades não tiveram interferência nos resultados.

Segundo os estudos, a taxa de testosterona em homens é considerada baixa se houver até 250 nanogramas por decilitro. Dentre os que deram entrada no hospital, aqueles que apresentaram quadros mais graves chegaram a apresentar uma média de 53 nanogramas por decilitro, ao mesmo tempo que os que apresentaram quadro moderado tiveram média de 151 nanogramas por decilitro.

Para Sandeep Dhindsa, endocrinologista da Universidade de Saint Louis e um dos autores do estudo, aqueles que apresentavam índices baixos do hormônio tinham mais chance de precisar de atendimento intensivo ou intubação nos dois ou três dias subsequentes. Já para as mulheres, não ficou clara a relação entre o hormônio e a gravidade da doença.

De acordo com a pesquisa, a redução nos níveis de testosterona pode ser explicada pela mudança repentina na condição de saúde do homem, que acaba por suprimir a produção de hormônio pelas glândulas presentes no testículo, consequentemente diminuindo a concentração no sangue.


Bolsonaro vai ao STF para derrubar lockdown e toque de recolher em três estados

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro André Mendonça (Advogado-Geral da União) ingressaram nesta quinta-feira (27) com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal) para derrubar decretos com medidas de lockdown e de toque de recolher adotadas por Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraná.

"O intuito da ação é garantir a coexistência de direitos e garantias fundamentais do cidadão, como as liberdades de ir e vir, os direitos ao trabalho e à subsistência, em conjunto com os direitos à vida e à saúde de todo cidadão, mediante a aplicação dos princípios constitucionais da legalidade, da proporcionalidade, da democracia e do Estado de Direito", informou a AGU em nota.
 
De acordo com a Advocacia-Geral da União, a ação não questiona decisões anteriores do STF, que reconheceram a competência dos entes subnacionais na adoção de medidas de enfrentamento da pandemia.
 
"Porém, considera que algumas dessas medidas não se compatibilizam com preceitos constitucionais inafastáveis, como a necessidade de supervisão parlamentar, a impossibilidade de supressão de outros direitos fundamentais igualmente protegidos pela Constituição e a demonstração concreta e motivada de que tais medidas atendem ao princípio da proporcionalidade", diz o comunicado divulgado na noite de quinta.
 
Bolsonaro chegou a ameaçar baixar um decreto contra medidas restritivas de governadores e prefeitos e até sinalizar que poderia acionar o Exército para o cumprimento da determinação.
 
A nova investida de Bolsonaro é resultado de uma recente conversa do mandatário com o presidente do STF, ministro Luiz Fux.
 
Na ocasião, Bolsonaro sondou Fux se haveria margem para que a corte flexibilizasse o entendimento de que governadores e prefeitos têm autoridade para determinar políticas restritivas, como a interrupção de atividades econômicas.
 
O magistrado, porém, deixou claro que não há chance de o tribunal reverter a própria decisão.
 
A decisão do STF que reconheceu a competência dos entes federados em medidas sanitárias de combate à Covid é alvo de queixas de Bolsonaro, que já acusou o tribunal de ter delegado superpoderes a governadores e prefeitos. Bolsonaro também argumentou que a decisão judicial impediu a União de tomar ações referentes à pandemia nessas cidades e estados, o que é falso.
 
Mais recentemente, o presidente criticou o julgamento do STF que permitiu que gestores locais fechem templos religiosos para evitar aglomerações e conter a disseminação do vírus.
 
"Lamento superpoderes que o STF deu a governadores e prefeitos para fechar inclusive salas e igrejas de cultos religiosos. É o absurdo dos absurdos", disse Bolsonaro, em abril deste ano.
 
Na conversa com Fux, Bolsonaro ouviu que a interpretação da "competência concorrente" da União, estados e municípios na área da saúde está consolidada no Supremo, mas disse que o governo poderia provocar o tribunal com novas solicitações e argumentos.
 
Em conversas reservadas, ministros avaliam que há espaço para discutir uma determinação para que gestores sejam obrigados a fundamentar suas decisões de fechamento de comércios e outras atividades.
 
Os magistrados acreditam que isso já é feito na maioria dos casos e que essa nova regra não atrapalharia governadores e prefeitos no enfrentamento da Covid-19.
 
Auxiliares de Bolsonaro, por sua vez, avaliaram que obrigar governadores e prefeitos a fundamentar suas ações seria uma saída intermediária, com alguma chance de sucesso entre os integrantes do tribunal.
 
A apresentação de ação no Supremo também seria uma forma de Bolsonaro acenar a sua base mais radical e dizer que cumpriu suas promessas de agir contra as ações de governadores e prefeitos.

Em discursos nas últimas semanas, o presidente afirmou que poderia editar um decreto que garantisse a abertura de atividades econômicas. Ele também já ameaçou determinar que o Exército vá às ruas para garantir o cumprimento desse decreto, mesmo contra normas estaduais e municipais.
 
"O que está em jogo e alguns [governadores e prefeitos] ainda ousam por decretos subalternos nos oprimir? O que nós queremos do artigo 5º [da Constituição] de mais importante? Queremos a liberdade de cultos, queremos a liberdade para poder trabalhar, queremos o nosso direito de ir e vir, ninguém pode contestar isso", declarou o presidente, no início de maio.

Em um recado ao STF, Bolsonaro emendou: "Não ouse contestar [o decreto], quem quer que seja. Sei que o Legislativo não contestará".
 
Caso concretize o envio da ação, não será a primeira vez que Bolsonaro contesta medidas de governadores e prefeitos no STF.

Em meados de março, ele pediu que a Corte suspendesse decretos editados por três estados e argumentou que governadores e prefeitos não poderiam tomar medidas do tipo. O ministro Marco Aurélio, do STF, rejeitou as argumentações do governo.
 
Medidas restritivas têm se multiplicado no interior do estado de São Paulo diante do avanço da Covid. Várias cidades decretaram lockdown, fechando até farmácias e supermercados.

Diante do quadro crítico em Pernambuco, o governo estadual decretou medidas restritivas mais rígidas em 65 municípios localizados no agreste do estado.

De 26 de maio ao dia 6 de junho, escolas públicas e privadas estão proibidas de funcionar nessas cidades. Também foram fechados clubes sociais, shoppings centers e galerias comerciais. No Recife e na região metropolitana, as medidas valem apenas para os dois próximos fins de semana. Praias e parques, incluindo os calçadões, não vão funcionar.

O governo do Rio Grande do Norte determinou toque de recolher das 22h às 5h, entre os dias 22 de maio e 6 de junho, em 37 municípios da região do alto oeste. Houve proibição de venda de bebidas alcoólicas e de consumo em espaços públicos.


'Desespero' por pai recusar assumir paternidade antecedeu abandono bebê em SSA

“Retrato total do desespero”. Assim descreve a delegada titular da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Contra Criança e o Adolescente (Dercca), unidade especializada da Polícia Civil da Bahia (PC-BA) que apura o caso de uma recém-nascida deixada pela mãe, uma mulher de 27 anos, no banheiro da Terminal de Ônibus Acesso Norte, em Salvador, nesta quarta-feira (reveja). A mulher foi presa em flagrante nesta quinta (27), por abandono de incapaz, após ser identificada quando caminhava na Estrada das Barreiras, no bairro Mata Escura.

Nascida no dia 18 de maio, na maternidade do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), no bairro Tancredo Neves, são estes os primeiros relatos da vida da bebê, ainda sem nome, que foi encontrada numa poça de urina em um banheiro por uma preposta da Transalvador que atua no terminal, antes de retornar ao local de seu nascimento, onde permanece sob cuidados médicos. Os detalhes prévios ao desfecho trágico não são, no entanto, menos angustiantes.

Em depoimento, a mãe da criança relatou que só soube da gravidez no último dia 17, quando, acometida por dores abdominais, que acreditava ser uma versão mais severa de cólicas menstruais, deslocou-se para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do HGRS e, por dificuldade de atendimento, migrou para a maternidade daquela mesma unidade hospitalar. A mulher, então, foi atendida, a gestação constatada e o parto feito no dia seguinte.

É somente neste momento que entra em cena a terceira figura essencial da história, o pai da criança. Segundo a mãe, o homem, que é casado, ao saber da existência da filha fora de sua relação oficial prometeu uma ajuda financeira, a qual deveria ocorrer em segredo. De acordo com Simone Coutinho, com base no depoimento prestado pela mãe, o pai da criança, apesar de ter explicitado que não cumpriria suas obrigações legais, foi buscar a mulher e a criança quando da alta hospitalar e chegou a tentar “dissuadir” a mãe da ideia de “livrar-se da bebê”, mas sem êxito.

“O pai da minha filha é casado, não quis assumir o relacionamento comigo, me disse para eu criar a filha sozinha e que ele ajudaria em segredo. Que não estava disposto a romper a relação dele para ficar comigo”, contou a mãe, emendando que a partir daí se desesperou e decidiu deixou a criança no boxe do banheiro da Acesso Norte. Junto com a criança foi encontrado um cartão de vacinação no qual constavam os dados da mãe. A informação facilitou a identificação da mulher, porém, o endereço registrado na maternidade era falso.
 
À polícia, a mulher afirmou que, após deixar o bebê na estação, ficou perambulando pelas ruas e retornou para casa a pé. Ela vive com a mãe e um outro filho de três anos em uma residência localizada nas imediações do local onde foi encontrada pela equipe da Dercca. Segundo a mulher, sua mãe - avó da criança - também não tinha conhecimento da gravidez. Ao retornar para casa, ela justificou que a hospitalização ocorreu por consequência de uma cirurgia para retirada de “pedra no intestino”.

Na manhã desta quinta, horas antes de a mãe da criança ser presa, o pai da criança teria feito contato com ela por telefone, pedindo para que “não o prejudicasse com a Justiça”. Ela respondeu que “iria correr atrás”. A investigação policial também está a procura do homem.

Ao Bahia Notícias, a delegada Simone Moutinho relatou ter ficado em choque ao ouvir da mãe da criança questionamentos sobre o motivo da prisão. Afirmou que “isso [abandonar o bebê] é uma coisa muito comum, corriqueira”.

A delegada alerta para a possibilidade de que mulheres que têm gravidez não programadas e que não desejam ficar com as crianças podem, já no hospital, falar com a assistente social ou ainda procurar os conselhos tutelares durante a gravidez, informando que não pretendem ficar com as crianças para que elas sejam encaminhadas a órgão da rede de proteção.

“Isso é muito importante. Vai ajudar a mulher naquele momento da sua vida que não está preparada para tanto. E também a proteger a vida e a integridade física dessas crianças advindas desses momentos peculiares de seus genitores”, pontua Simone Moutinho.     

A recém-nascida já está sob cuidados do Conselho Tutelar para que sejam continuados os trâmites legais. Caso a guarda da criança não seja reclamada por nenhum familiar, ela deverá ser encaminhada para adoção. Fonte:Bahia Noticias


Governo da Bahia prorroga restrições ao comércio e toque de recolher em 15 cidades

 

Em decorrência do agravamento da pandemia, as restrições de locomoção noturna e a estabelecimentos comerciais foram prorrogadas até a próxima terça-feira (4) em 15 cidades da Bahia. Os municípios atingidos são Adustina, Antas, Banzaê, Cícero Dantas, Cipó, Coronel João Sá, Fátima, Heliópolis, Nova Soure, Novo Triunfo, Olindina, Paripiranga, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal e Sítio do Quinto, no nordeste baiano.

O decreto assinado pelo governador Rui Costa e publicado no Diário Oficial desta sexta (28) indica, que a partir de sábado (29), o toque de recolher passa a ser das 19h às 5h nessas cidades. A medida libera apenas as pessoas em deslocamento para serviços de saúde ou farmácia, compra de medicamentos ou situações em que fique comprovada a urgência, além de funcionários e colaboradores "no desempenho de suas funções" ligadas às unidades públicas ou privadas de saúde e segurança.

Quanto ao comércio, os estabelecimentos não enquadrados como essenciais, a exemplo de bares e restaurantes, só podem funcionar por delivery até às 24h do dia 4 de junho. Os mercados só poderão comercializar produtos alimentícios, bebidas não alcoólicas e produtos de limpeza e higiene, assim como as farmácias só poderão vender medicamentos e produtos voltados à saúde. Esses espaços deverão isolar seções, corredores e prateleiras de produtos com outra tipificação.

Além disso, as feiras livres devem ocorrer, preferencialmente, nos dias úteis, e as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, também não enquadrados como essenciais, ficam suspensas.

EVENTOS RELIGIOSOS E OUTROS

Este decreto suspende ainda a realização de atos religiosos litúrgicos nos municípios abarcados. Anteriormente, em todo o estado, a regra seguia uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que permitia esses eventos, desde que limitada a capacidade dos locais a 25% do total.

Por outro lado, assim como outros decretos, este também proíbe a realização de eventos e atividades, independente do número de participantes e ainda que previamente autorizados, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica, a abertura e funcionamento de zoológicos, museus, teatros e afins, durante o período de 29 de maio até 04 de junho de 2021. 

Auxílio emergencial: R$ 700 milhões foram devolvidos ao governo em abril

Cerca de R$ 4,5 bilhões foram devolvidos aos cofres federais por pessoas que haviam recebido indevidamente o auxílio emergencial. O secretário do Tesouro, Jeferson Bittencourt, afirmou nesta quinta-feira (27) que o montante pode chegar a R$ 4,7 bilhões.

O valor corresponde aos ressarcimentos feitos ao governo nos quatro primeiros meses de 2021. Em abril deste ano, cerca de R$ 700 milhões foram devolvidos.

Neste ano, quem recebeu parcelas do auxílio emergencial em 2020 e tiveram rendimento tributável superior a R$ 22.847,76 no ano tiveram que preencher a declaração do Imposto de Renda e são obrigados a devolver o valor do auxílio.

A regra está disposta na lei que determina o benefício e foi aprovada em março do ano passado pelo Congresso.

É necessário observar o número referente aos rendimentos tributáveis do ano, sem fazer a soma do valor recebido de auxílio emergencial. Ele não é considerado rendimento tributável.
 


Araci: Médico que teve carro encontrado segue desaparecido; familiares chegam a Feira

As buscas pelo médico Andrade Lopes continuam nesta sexta-feira (28). Para acompanhar as investigações, familiares dele vieram do Acre para Feira de Santana e chegaram nesta quinta-feira (27), informou o G1. 


O profissional está desaparecido desde a última segunda-feira (24). Ele saiu de Araci – na região sisaleira e onde reside – com destino a Feira de Santana onde trabalharia no mesmo dia (ver aqui).  

O veículo dirigido pelo médico foi achado por policiais rodoviários  em um trecho da BR-101 de Conceição do Jacuípe, na mesma região de Feira de Santana. Segundo o coordenador da Polícia Civil de Feira de Santana, Roberto Leal, por enquanto, o caso é tratado como crime contra o patrimônio.

Na investigação, a polícia também tenta localizar câmeras de segurança de postos de combustíveis e de estabelecimentos da região. Andrade Lopes é natural do Acre, mora em Araci e trabalha em outros municípios, como Tucano, Caldas do Jorro e São Domingos, além da própria Araci.

Contra Bolsonaro, FHC e Lula vivem novo capítulo em relação de 45 anos

Em meados de 1978, a antiga cantina Leão de Ouro, na cidade de São Bernardo do Campo (SP), reuniu numa mesma mesa o professor Fernando Henrique Cardoso e sindicalistas liderados por Luiz Inácio Lula da Silva.

Estavam ali fechando o apoio dos metalúrgicos à campanha de FHC para o Senado, na eleição que seria disputada em novembro daquele ano.

Ao fim da refeição, os dois futuros presidentes da República e os outros comensais comemoraram o acordo num coro de "Pra Não Dizer que Não Falei das Flores", hino informal contra a ditadura, de Geraldo Vandré.

A história é relembrada pelo ex-sindicalista Djalma Bom, amigo de Lula, um dos que estavam sentados à mesa. "A gente via o Fernando Henrique como um aliado na defesa de pautas salariais e da democratização. Num comício em Osasco dias depois, Lula o chamou de reserva moral da nação", diz Bom.

Na semana passada, uma foto de Lula e FHC durante almoço na casa do ex-ministro Nelson Jobim surpreendeu o mundo político (veja aqui).

Houve diversos elogios à civilidade de ambos, unidos contra as atitudes antidemocráticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas também críticas de petistas e tucanos contrários ao gesto de aproximação com o respectivo adversário político.

Se analisado num horizonte maior, no entanto, o almoço foi apenas mais um lance da montanha-russa que tem sido a ligação entre os dois líderes políticos ao longo de 45 anos de convivência.

A primeira década dessa relação foi indiscutivelmente de grande afinidade entre os dois. Em 1978, FHC acabaria não se elegendo (ficou como suplente, segundo as regras da época), mas o convívio com Lula se manteve próximo.

Dois anos após a cantoria no restaurante, eles se encontraram em junho de 1980 no jornal Folha de S.Paulo, num debate promovido pelo Folhetim, antigo suplemento dominical do jornal.

O tema eram as negociações salariais entre trabalhadores e patrões, e os dois concordaram praticamente sobre tudo. Analisaram as dificuldades de que isso fosse viável num contexto de ditadura e, num clima amistoso, trocaram provocações bem-humoradas.

Fernando Henrique Cardoso, acadêmico por natureza, fez uma longa digressão teórica sobre o assunto, citando exemplos de outros países, ao que Lula gracejou: "O professor Fernando Henrique Cardoso foi curto na sua explanação e, se fosse contar tudo, acabaria cansando o plenário".

O troco veio em seguida, quando o professor elogiou a coragem do sindicalista, que acabara de passar 31 dias preso pelo regime. "Está aí um dos comandantes [da resistência à ditadura], vivo e ao nosso lado. Apesar da cadeia, que aliás fisicamente fez bem a ele."

Terminado o debate, Lula saiu do jornal e parou num boteco ao lado do prédio da Folha, na alameda Barão de Limeira, centro de São Paulo, onde pediu uma cerveja e ficou conversando com apoiadores e jornalistas. FHC chegou alguns minutos depois, mas não entrou.

"Os dois se falaram rapidamente na calçada, e o Fernando Henrique disse a Lula que depois precisavam conversar com mais calma", lembra Edgard Alves, que trabalhava na seção de esportes do jornal.

Apesar da camaradagem, FHC não se filiou ao PT, embora tivesse participado de reuniões em São Bernardo do Campo para discutir a criação do partido, o que ocorreria em fevereiro de 1980.

"O Fernando Henrique tinha uma visão de que o país naquele momento precisava de um partido popular, porém amplo, não um partido classista como nós queríamos. E que esse partido já era o PMDB, onde ele estava", afirma Bom.

Ambos seguiram do mesmo lado na campanha das Diretas, em 1983 e 1984, e depois começaram a se distanciar politicamente, conforme suas ambições políticas cresciam.

O cientista político Francisco Weffort, que conviveu de perto com os dois, afirma que o afastamento foi muito mais político do que ideológico.

"A política de pequena escala confunde a política de grande horizonte. O cara quer um lugar, o outro quer o mesmo lugar, aí complicou", diz Weffort, que foi secretário-geral do PT e ministro da Cultura no governo FHC.

Segundo ele, o que diferencia os dois é basicamente a origem social, porque a essência dos governos de um e de outro, afirma, foi bem parecida.

Em 1993, PT e PSDB ensaiaram uma união para a disputa da eleição do ano seguinte, mas que acabou fracassando à medida em que o Plano Real era concebido e que o PT apostava na dianteira de seu candidato nas pesquisas.

Com a vitória de FHC, Lula e a esquerda grudaram no tucano o rótulo de "neoliberal", algo que ele nunca aceitou. "Na verdade, o Fernando Henrique não fez um governo neoliberal, mas sim liberal-democrata, com ênfase no social. Assim como foi o governo do Lula", afirma Weffort.

Os 16 anos de mandatos presidenciais de FHC e Lula (1995-2010) foram o ápice da agressividade mútua, com acusações que muitas vezes extrapolavam o campo programático e resvalavam para o da ética. O tucano falava de mensalão, e o petista de privataria.

"A grande ruptura foi quando o Lula assumiu a Presidência e disse de ter recebido uma herança maldita. É como se tivesse apunhalado o Fernando Henrique pelas costas", diz Xico Graziano, que foi secretário particular e ministro de FHC.

Segundo ele, o tucano nunca escondeu essa mágoa. "O FHC passou o bastão ao Lula até com um certo gosto de ver um operário na Presidência. E não era herança maldita coisa nenhuma, o Lula colheu no seu governo as laranjas que o FHC plantou", afirma Graziano.

Para Djalma Bom, se ocorreram atritos entre ambos, não foi por causa do petista. "O Fernando Henrique sempre teve um pouco de vaidade, parecia um galã de cinema. O carisma e a inteligência do Lula o incomodavam", diz.

Houve pequenos períodos de trégua neste período de ânimos exaltados entre os dois. Um deles foi em 2002, quando o Brasil precisou recorrer ao FMI e o tucano, ainda presidente, chamou os candidatos à sua sucessão para conversas em Brasília. Lula foi o único a ter a deferência de um bate-papo a sós.

Em 2005, o petista fez um gesto de boa vizinhança e incluiu FHC e o ex-presidente José Sarney em sua comitiva para o funeral do papa João Paulo 2º, em Roma.

Em 2013, já com Dilma Rousseff na Presidência da República, os ex-presidentes fizeram outra viagem juntos, dessa vez para o velório de Nelson Mandela, na África do Sul. Foram 20 horas de contar causos nas viagens de ida e volta, disse o tucano na época ao jornal Valor Econômico.

"Lembramos de muita coisa do passado, coisas de São Bernardo [do Campo], das quais eu participei muito e Lula lá era o líder", afirmou FHC na ocasião.

As mortes das respectivas mulheres também amainaram ressentimentos entre os dois ex-presidentes. Lula esteve no velório de Ruth Cardoso, em 2008, e FHC visitou o hospital onde morreu Marisa Letícia, em 2017.

Mas foi a presença de Jair Bolsonaro na cadeira presidencial que já foi de ambos que serviu para mais uma vez juntar os dois rivais políticos.

"Eles estiveram juntos no fim do período militar e logo depois, na campanha das Diretas. O Bolsonaro não é um candidato dentro do corpo da democracia, e ele provoca essa união. É o mesmo princípio de antes", afirma Weffort.

Graziano, que achou "lamentável" a foto do antigo chefe com Lula, diz que os dois políticos mantêm uma relação complexa. "No fundo, eles têm uma certa admiração um pelo outro".

FHC agora diz que, ao contrário de 2018, optaria por Lula num hipotético segundo turno contra Bolsonaro na eleição do ano que vem.

Com as pesquisas apontando para este cenário, a cena de uma nova união, quatro décadas e meia depois da refeição festiva na cantina de São Bernardo, está no horizonte, em que pesem os anos de críticas pesadas de parte a parte.

Neste cenário, o tucano poderá tornar realidade o desejo que expressou em entrevista ao cineasta Fernando Grostein em 2018, publicada no jornal Folha de S.Paulo. "Se eu pudesse reviver a história eu tentaria me aproximar não só do Lula, mas de forças políticas que eu achasse progressistas em geral", disse FHC. Fonte:Folha


quinta-feira, 27 de maio de 2021

Em Brasília, Prefeito se reúne com a coordenação da Rede de Urgência e pede qualificação para o SAMU de Serrinha

 

O prefeito de Serrinha, Adriano Lima, esteve nesta quarta-feira (26), nas dependências do Ministério da Saúde, para uma reunião com a coordenação da Rede de Urgência para falar sobre a qualificação do SAMU de Serrinha. Com esse processo, segundo o gestor, vai melhorar a assistência prestada aos usuários no contexto do atendimento pré-hospitalar na região Sisaleira.

Além disso, Adriano tratou do fortalecimento da ampliação de frota vinculada ao SAMU Regional de Serrinha, com aquisição de novas ambulâncias para as cidades  de Barrocas, Teofilândia, Lamarão, Conceição do Coité e Valente.

"Continuamos trabalhando para melhorar a qualidade do serviço do SAMU para Serrinha e para toda região Sisaleira. É assim que se trabalha, sem olhar bandeira partidária. O nosso compromisso é com o povo, vamos pra cima!", pontuou o prefeito.

Em 24h, Serrinha regista 23 novos casos e 37 curas de Covid-19

 

A Prefeitura de Serrinha informa que nesta quarta-feira, 26/05, foram confirmados 23 novos casos de coronavírus, 37 novas curas e nenhum óbito.

Com isso, a cidade atinge um total de 6.149 casos da Covid-19, 6.011 curados, 75 óbitos e 63 casos ativos.

Ainda segundo o boletim epidemiológico, Serrinha registra um total de 178 casos suspeitos da doença.

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em outubro nesta quinta-feira

 

Trabalhadores informais nascidos em outubro recebem nesta quinta-feira (27) a segunda parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Segundo a Agência Brasil, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 8 poderão sacar o benefício nesta quinta (27).

No último dia 13, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da segunda parcela. O calendário de depósitos, que começou no último dia 16 e terminaria em 16 de junho, teve o fim antecipado para 30 de maio.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da segunda parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 18 e segue até o dia 31. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

 

Ministério da Saúde negocia antecipar 10 milhões de doses da vacina da Janssen

O Ministério da Saúde negocia a antecipação do envio de 10 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson, a Janssen. As informações são do jornalista Kenzô Machida, da CNN.

Segundo a apuração, a pasta prevê a entrega de 38 milhões de doses do imunizante para o quarto trimestre do ano. Durante a negociação, a empresa mostrou que pode antecipar as 10 milhões de doses solicitadas pelo Ministério da Saúde para julho.

A vacina Johnson & Johnson requer uma única dose, diferente das outras vacinas que são aplicadas no Brasil. Caso a confirmação se concretize, 10 milhões de brasileiros seriam vacinados em julho de 2021.
 


Convocação de governadores na CPI é 'embaraço constitucional', avalia Flávio Dino

A aprovação de convocação de nove governadores, um ex-governador e uma vice-governadora para prestarem depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia vai acabar em um debate no Supremo Tribunal Federal, na visão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Ele vê o ato como um “embaraço constitucional, legal e até regimental”.

Nesta quarta-feira (26), a comissão aprovou a convocação dos governadores Wilson Lima, do Amazonas; Ibaneis Rocha, do Distrito Federal; Waldez Góes, do Amapá; Helder Barbalho, do Pará; Marcos Rocha, de Rondônia; Antônio Denarium, de Roraima; Carlos Moisés, de Santa Catarina; Mauro Carlesse, de Tocantins; e Wellington Dias, do Piauí.

Segundo Flávio Dino, que além de governador é professor de Direito Constitucional da Universidade Federal do Maranhão há quase 30 anos, “é muito difícil compatibilizar esse ato com a Constituição e com o próprio regimento interno do Senado”. O governador concedeu entrevista ao programa Isso é Bahia, uma parceria da A Tarde FM 103,9 com o Bahia Notícias, nesta quinta-feira (27).

Ele argumenta sob dois aspectos. O primeiro é no sentido de que todas as pessoas que determinam uso de dinheiro público têm que prestar contas e classifica esse como um princípio basilar da estrutura do estado brasileiro. “Sou absolutamente a favor de haja controle, fiscalização, cobrança”, acrescentou.

“A segunda reflexão diz respeito a forma como isso se dá, qual procedimento legítimo para que isso ocorra. E aí nós temos o embaraço constitucional legal e até regimental”, sinalizou, ao falar da convocação de governadores.

O governador do Maranhão citou o princípio federativo ou forma federativa de estado. Que prevê que essa transparência e prestação de contas por parte dos estados seja feita por parlamentos estaduais, Ministérios Públicos Estaduais e Tribunais de Contas dos Estados

“Temos decisões, inclusive do STF, que entendem que os governadores e prefeitos não podem ter suas atividades objeto de coação ou fiscalização por parte da esfera nacional”, completou Flávio Dino.

terça-feira, 25 de maio de 2021

Quatro hospitais de Salvador atingem 100% de ocupação nas UTIs Covid

 

Salvador registra na manhã desta terça-feira (25) sete hospitais operando com ocupação de UTI adulto Covid-19 maior que 90%. Desses, quatro já atingiram a capacidade máxima: Maternidade Professor José Maria Magalhães Neto, Hospital de campanha do Centro de Iniciação Esportiva, o de campanha do Itaigara e o Eladio Laserre.

O Hospital Salvador e o Municipal têm taxa de 95% e o do Subúrbio opera com 92%. Na casa dos 80%, que já é um índice de alerta, estão o Hospital Sagrada Família (88%), o de campanha da Fonte Nova (84%) e o Alaíde Costa (85%).

Os dados estão disponíveis na plataforma de acompanhamento de leitos da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab).  

A taxa de ocupação na cidade nas unidades contratualizadas pela prefeitura e governo do estado registram 80% na manhã desta terça.

A capital tem 789 pacientes graves com a Covid-19. 280 estão em ventilação mecânica, ou seja, respiram com a ajuda de aparelhos. Fonte:Bahia Noticias

CPI da Pandemia vai votar convocação de 9 governadores e 12 prefeitos

 

Governadores e gestores municipais devem ser ouvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 nas próximas semanas. Os senadores vão votar nesta quarta-feira (26) o requerimento para convocação de nove governadores e 12 prefeitos e ex-prefeitos.

De acordo com o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM) o foco será nos mandatários dos estados e capitais onde a Polícia Federal (PF) investiga suspeitas de desvio de recursos no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

A informação foi divulgada no Twitter por alguns integrantes da CPI, além de Aziz, também divulgaou  a informação o senador  e vice-presidente do colegiado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Conforme apurado pela GloboNews, devem ser convocados os governadores Wilson Lima (Amazonas), Waldez Goes (Amapá), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Helder Barbalho (Pará), Claudio Castro (Rio de Janeiro), Marcos Rocha (Rondônia), Antonio Denarium (Roraima), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul) e Carlos Moisés (Santa Catarina).
 

Serrinha regista 26 novos casos e 32 curas de Covid-19

 

A Prefeitura de Serrinha informa que nesta segunda-feira, 24/05, foram confirmados 26 novos casos de coronavírus, 32 novas curas e nenhum óbito.

Com isso, a cidade atinge um total de 6.071 casos da Covid-19, 5.951 curados, 75 óbitos e 45 casos ativos.

Ainda segundo o boletim epidemiológico, Serrinha registra um total de 110 casos suspeitos da doença.

Conheça o Centro de Especialidades de Referência Municipal de Serrinha

 

A Prefeitura de Serrinha segue cuidando da saúde da população. O Centro de Especialidades de Referência Municipal funciona na Cidade Nova, na antiga UPA, e realiza uma média de 2.500 atendimentos por mês.

A estrutura é composta por um posto de coleta do LACEN, um centro de fisioterapia e dispondo de mais de 15 especialidades médicas:

✅ Psicologia

✅ Pediatra

✅ Urologia

✅ Psiquiatra

✅ Otorrinolaringologia

✅ Psiquiatria pediátrica

✅ Nutricionista

✅ Ultrassonografia

✅ Oftalmologia

✅ Gastrenterologia

✅ Ginecologia

✅ Cirurgião pediátrico

✅ Ortopedia

✅ Neurologia

✅ Dermatologia

✅ Endocrinologia

✅ Fisioterapia

A saúde de Serrinha continua sendo tratada com respeito e compromisso!

Insumos para produção da Coronavac chegam ao Brasil nesta terça

O avião com cerca de três mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção da Coronavac chega ao Brasil nesta terça-feira (25). Ele vai pousar no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, vindo de Pequim, na China.

Esse novo lote vai permitir que o Instituto Butantan retome a produção de vacinas, suspensa desde o último dia 14. Segundo a CNN Brasil, a expectativa do instituto paulista é de produzir mais cinco milhões de doses do imunizante para serem entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A publicação lembra que, até o final de dezembro, a nova fábrica do Butantan deverá ser finalizada. Isso vai possibilitar a produção integral de doses da Coronavac em território nacional a partir de dezembro deste ano, sem necessidade de importação da matéria-prima.

Claudia Leitte se pronuncia após polêmica com Covid-19 no Altas Horas: 'Quero me redimir'

 

A cantora Claudia Leitte reapareceu nas redes sociais para se defender de sua fala que gerou polêmica no último sábado (22) durante a participação no programa 'Altas Horas'.

Com dois dias de atraso, a artista divulgou em seu perfil no Instagram um vídeo sobre o assunto no qual se desculpa pela resposta positiva ao ser questionada sobre sua indignação na pandemia do coronavírus, afirmando que tinha um coração pacificador e não conseguia pensar em lado ruim (veja aqui).

"Vim aqui pedir desculpas por isso, porque eu não usei da ferramenta que tenho para fazer alguma diferença. E eu quero me redimir disso, eu não quero fazer mais isso. Quero dar espaço, sim, para que coisas diferentes aconteçam. Eu posso ser um agente de mudança, eis me aqui".

Claudia, que na internet recebe o título de artista isenta ao lado da colega de profissão, Ivete Sangalo, assumiu que deveria ter aproveitado o espaço para usar sua voz e influência e protestar contra o descaso com a doença no país.

"Mais que um desabafo, esse era um momento eu precisava ter muita consciência do meu papel social e eu não tive. Não sei porque, cargas d’água, dei uma resposta evasiva naquele momento e, desde que saí do programa, estou reflexiva", disse.

Em um vídeo de pouco mais de 2 minutos, a cantora afirmou que precisava tomar consciência do papel que ocupa como pessoa pública e cidadã.

"Quando saio do palco, em qualquer situação, continuo sendo cidadã, mas se tenho o microfone ligado, continuo representando aquelas pessoas, servindo aquelas pessoas. Eu precisava ter falado das minhas indignações para levantar questões, discussões saudáveis, conversas a respeito daquilo, mudanças de atitudes, comportamentos dentro da sociedade".

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Prefeitura de Serrinha inicia pavimentação de ruas do Bairro Cruzeiro

 

Dando continuidade as obras de infraestrutura, a Prefeitura Municipal de Serrinha, por meio da Secretaria Municipal de infraestrutura , iniciou o calçamento de mais seis ruas no bairro do Cruzeiro, nesta terça-feira (18).

As ruas contempladas são: Presidente Médice, São José, Paulo Jackson, Monte Santo, São Marcos e a Avenida Castelo Branco.

O calçamento dessas vias colocará fim a poeira no tempo seco, e na lama nos períodos chuvosos.

Mesmo com a escassez de recursos, a atual gestão já pavimentou diversas ruas no município, melhorando as condições de tráfego, dando comodidade e melhorando a qualidade de vida da população.

Hospital Municipal de Serrinha ganha nova lavanderia com máquinas de última geração

 

A Prefeitura de Serrinha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está equipando o Hospital Municipal com novas e modernas máquinas para sua lavanderia, uma vez que, os antigos equipamentos já não atendiam mais a demanda de lavagem de roupas do hospital.

A nova lavanderia, indicada para uso industrial e hospitalar, dispõe de máquinas de alta produtividade, fácil operação e baixo índice de manutenção. De acordo com a diretoria do hospital as novas máquinas possibilitarão mais economia, eficácia e consequentemente melhor qualidade no atendimento prestado aos pacientes.

Para o prefeito Adriano Lima, tudo tem sido feito para resolver os problemas do Hospital, bem como, de todos os setores da saúde, com responsabilidade e com a maior brevidade possível.  “Nós temos um compromisso constante com a população de procurar oferecer uma saúde cada vez melhor e estamos empenhados nesse desafio", afirmou o prefeito.

Serrinha regista 33 novos casos e 23 curas de Covid-19

 

A Prefeitura de Serrinha informa que nesta terça-feira, 18/05, foram confirmados 33 novos casos de coronavírus, 23 novas curas e nenhum óbito.

Com isso, a cidade atinge um total de 5.954 casos da Covid-19, 5.835 curados, 75 óbitos e 44 casos ativos.

Ainda segundo o boletim epidemiológico, Serrinha registra um total de 108 casos suspeitos da doença.

CPI da Covid: Comissão vai ouvir ex-ministro Eduardo Pazuello nesta quarta-feira

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pauzello, deve prestar depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia nesta quarta-feira (19). Entre os questionamentos que devem ser levantados pelos senadores durante a comissão está a demora em negociações com a Pfizer para contratação de vacinas e o desabastecimento de oxigênio em Manaus.

Com habeas corpus concedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF),  Ricardo Lewandowski, na última sexta-feira (14), Pazuello poderá ficar em silêncio para perguntas que possam incriminá-lo. Entretanto, o ex-ministro da Saúde terá que responder a perguntas sobre conduta de outros membros do governo, a exemplo de Bolsonaro.

RELEMBRE
Eduardo Pauzello passou a integrar o Ministério da Saúde coordenando a transição entre os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Ele assumiu a pasta em maio do ano passado, de forma interina, após Teich deixar o cargo. Em setembro do mesmo ano, foi efetivado como ministro da Saúde.

Em 10 meses no cargo, acumulou algumas polêmicas. Foi durante sua gestão que o governo fez investimentos em remédios como a cloroquina, considerado sem eficácia comprovada pela OMS. A divulgação de tratamento precoce nas redes sociais da pasta também deve ser assunto questionado pelos senadores.

Eduardo Pazuello também terá que explicar sobre o desabastecimento de oxigênio em Manaus. Ele é investigado por omissão diante do cenário caótico vivido em Manaus-AM entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

CPI DA COVID
Eduardo Pazuello será o oitavo a depor na comissão. Antes dele, os senadores ouviram depoimentos do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, do atual ministro Marcelo Queiroga, do diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, do gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, e do ex-secretário especial de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten.
 


Ricardo Salles e Ministério do Meio Ambiente são alvos de busca e apreensão da PF

A Polícia Federal realiza na manhã desta quarta-feira (19) busca e apreensão em endereços do ministro Ricardo Salles e no Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com a PF, a ação tem o objetivo de apurar crimes de corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando que teriam sido praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro.

A Polícia Federal cumpre, ao todo, 35 mandados de busca no Distrito Federal, São Paulo e Pará por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). O Supremo determinou quebra de sigilo fiscal e bancário do ministro Ricardo Salles.

Ainda segundo a Polícia federal, a decisão suspende um despacho do Ibama de 2020, que permitia exportação de produtos florestais sem a emissão de autorizações.
 
De acordo com as investigações, o despacho foi elaborado a pedido de empresas que tiveram cargas apreendidas no exterior e resultou na regularização de 8 mil cargas de madeira ilegal.
 

Amigo de MC Kevin diz que viu momento exato da queda que causou a morte do funkeiro

O cantor Victor Elias Fontenelle, mais conhecido como MC VK, relatou à polícia em depoimento dado na última segunda-feira (17), que viu o momento em que o cantor MC Kevin caiu do 5º andar do hotel onde estavam hospedados no Rio de Janeiro.


Segundo o rapaz, ele teria tentado se afastar do prédio ao cair, mas acabou batendo a cabeça em algo antes de atingir o chão.

"Que o declarante viu quando as mãos de Kevin escorregaram; Que o declarante esclarece que Kevin não caiu "reto", que ele foi se distanciando do prédio; Que o declarante viu que Kevin bateu em algo, como se fosse um telhado antes de cair no chão", é dito em trecho do documento divulgado pelo portal G1.

Victor estava no quarto com Kevin e a modelo Bianca Dominguez, com quem teve relações sexuais antes do acidente. A moça alega que iria receber R$ 2 mil da dupla pelo serviço prestado no quarto (confira o relato).

O amigo do funkeiro afirmou também que a única motivação para Kevin tentar fugir do quarto seria a chegada da esposa Deolane Bezerra, no local. Porém, a advogada não estava no mesmo andar que eles.

MC VK confirmou que houve conflito entre Kevin e Deolane antes da traição com Bianca Dominguez. A história contada por Victor se aproxima da versão dada pela viúva do cantor (veja a versão).

No relato do amigo de Kevin, o casal teria discutido por causa do gasto de dinheiro, o funkeiro teria pedido para um segurança buscar o valor suficiente para renovar a diária no hotel em que estavam hospedados.

Victor conta que a advogada se irritou com o gasto "desnecessário" e deixou Kevin aborrecido, que com raiva jogou uma garrafa de cerveja no chão. Logo após isso, a dupla foi na companhia de outros três amigos para a praia, onde encontraram Bianca e lá foi combinado o encontro no hotel. Toda situação aconteceu por volta das 17h.

Um terceiro amigo do funkeiro, Jhonatas Augusto Cruz, de 26 anos, que atua como produtor de Kevin, relatou que os quatro consumiram álcool e drogas no dia do acidente.

O produtor conta que tentou participar do ato sexual com Bianca, mas foi impedido pela modelo. Jhonatas afirma que não estava presente na hora que Kevin caiu do hotel.

De acordo com o laudo de necropsia divulgado pelo Instituto Médico-Legal na última terça (18), a causa da morte do cantor foi traumatismo craniano.

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Serrinha: O programa Riquezas da Terra já beneficiou mais de 700 famílias em 31 comunidades

A Prefeitura de Serrinha, através da Coordenação de Trânsito e Transporte, realizou neste sábado (15), uma blitz educativa na Praça Luiz Nogueira para alertar motoristas e motociclistas dos perigos do trânsito.

A ação faz parte da campanha Maio Amarelo – Atenção Pela Vida, movimento que tem por objetivo reduzir o número de acidentes e feridos no trânsito.

Durante as atividades, os educadores abordaram os condutores alertando-os sobre o respeito à sinalização e os cuidados no trânsito. A equipe de educação ainda distribuiu panfletos aos motoristas.

Maio Amarelo: Prefeitura de Serrinha realiza blitz educativa para orientar condutores:



 A Prefeitura de Serrinha, através da secretaria de Educação, realizou mais uma formação para os estagiários que atuam na educação infantil.

O momento que aconteceu no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) e contou com a presença da secretária de educação, Betânia Pereira, que ressaltou a importância da interação com os alunos neste período de pandemia.

O momento também foi aproveitado para reforçar os protocolos de biossegurança adotados na entrega das atividades do ensino remoto e na distribuição dos livros da formação Fluir das Emoções.

Comando do 16° BPM realiza reunião sobre implantação da Ronda Maria da Penha em Serrinha:

Na manhã desta sexta-feira, 14 de maio, o Comando do 16° BPM reuniu-se com representantes do Centro de Referência em Atendimento à Mulher  (CRAM), as Sras. Riviane Ribeiro e Ângela Varjão, além da Cabo PM Rita Santos, para tratativas visando à  implantação da RONDA MARIA DA PENHA em Serrinha.


Obedecendo aos parâmetros e procedimentos da Operação em Salvador, seu marco inicial no Estado, suas ações visam atender prioritariamente às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, que necessitam de medida judicial protetiva, cujo suporte cabe à  Polícia  Militar.

PMBA, uma Força a serviço do cidadão!

Fonte: Assessoria de Comunicação do 16° BPM

Serrinha: O programa Riquezas da Terra já beneficiou mais de 700 famílias em 31 comunidades:


A Prefeitura de Serrinha, através da secretaria de Agricultura, está realizando a aração, instrução e qualificação para preparar à terra para o plantio, dando suporte as famílias da zona rural através do Projeto Riquezas da Terra.
Sem nenhum custo para os agricultores, a Prefeitura de Serrinha disponibiliza tratores e mão de obra qualificada para aração das áreas que vão ser cultivadas.

A agricultura, principalmente a familiar, é um pilar muito importante para o desenvolvimento econômico local, além de ser uma forma de subsistência.





Toque de recolher é prorrogado até 25 de maio em toda a Bahia

 

O Governo do Estado decidiu prorrogar, mais uma vez, o toque de recolher. Com isso, a locomoção noturna de pessoas permanece restrita das 21h às 5h da manhã até o dia 25 de maio.

Em 227 municípios (ver lista abaixo), cuja situação é mais crítica, o toque de recolher vale das 20h às 5h. Já nos municípios integrantes de região de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI vier a se manter igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos, a restrição na locomoção será válida das 22h às 5h, como é o caso de Salvador.

O decreto com as regras foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na noite deste domingo (16), com validade a partir da publicação.

Ele abarca também a restrição para venda de bebida alcoólica aos finais de semana. Por enquanto, essa comercialização permanece proibida, inclusive por sistema de entrega em domicílio, das 18h da próxima sexta-feira (21) até 5h da próxima segunda (24). A venda só será permitida na capital e nas demais cidades com taxa de ocupação até 75%, por cinco dias consecutivos, nos leitos de UTI.

TRANSPORTE

Quanto ao transporte, a circulação dos meios metropolitanos continua suspensa no período das 22h30 às 5h até 25 de maio. Também segue proibida a circulação dos ferry boats das 22h30 às 5h, ficando vedado o funcionamento nos dias 22 e 23 de maio. Da mesma forma, a circulação das lanchinhas deve ser suspensa também das 22h30 às 5h até 25 de maio, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação no sábado (22) e domingo (23).

AULAS

Como já autorizado, as unidades de ensino públicas e particulares podem manter as atividades de forma semipresencial, desde que a taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid fique abaixo de 75% por cinco dias consecutivos nas respectivas regiões de saúde. Além disso, essas atividades devem ficar condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos.

EVENTOS E SHOWS

Os eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas continuam proibidos, em todo o território da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados. Segue suspensa ainda a realização de shows, festas, públicas ou privadas, e afins, independentemente do número de participantes, em todos os municípios baianos, até 25 de maio. Fonte:Bahia Noticias

Wagner e Lula na onda vermelha e ACM Neto na busca por candidato a presidente

 

A pesquisa Datafolha da última semana animou os petistas em todo o Brasil. E serviu como uma injeção de ânimo ainda maior para o PT da Bahia, onde o partido completa um ciclo de 16 anos no poder em 2022. É a aposta do chamado “efeito Lula”, que em 2006 virou a maré para garantir a vitória de Jaques Wagner contra o candidato à reeleição Paulo Souto (DEM). Luiz Inácio Lula da Silva é um puxador de votos por essas bandas e aliados e adversários têm noção disso. Tanto que haverá um esforço grande para tentar não nacionalizar a disputa baiana por parte do principal adversário do petismo: o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto.

Apresentado como nome do grupo político de Rui Costa para suceder o atual chefe do Executivo, Jaques Wagner larga em vantagem na corrida. Cumpriu dois mandatos bem avaliados, fez um sucessor que trilhou o mesmo ritmo e ainda mantém Lula como uma espécie de “padrinho”. Não é maior do que o ex-presidente, porém no âmbito local é uma das poucas figuras com o mesmo status dele. Então vai vincular o próprio nome ao do ex-presidente, quando o petista-mor tentará um terceiro mandato no Planalto.

Os aliados do petismo na Bahia também reconhecem essa ascendência de Lula na eleição local. Tanto que um dos nomes mais fortes desse segmento, o senador Otto Alencar (PSD), foi um dos primeiros a falar publicamente que apoiaria uma virtual candidatura do ex-presidente assim que ele recuperou os direitos políticos. Além de senso de oportunidade, Otto sabe fazer uma leitura coesa sobre o cenário que se rascunha para a disputa. Ainda mais em um contexto em que o próprio Otto é candidato à reeleição e deve estar na chapa com Wagner.

Do tripé de apoio a Rui, falta apenas o Progressistas se manifestar. Todavia, uma declaração recente de Mário Negromonte Jr. sobre a relação da legenda com gestões de diferentes matrizes ideológicas é um sinal claro do governismo intrínseco aos correligionários: “O que a gente busca, na verdade, é dar governabilidade a qualquer governo que esteja", disse Negromonte Jr. Caso se desenhe mais uma vitória do PT na Bahia, já se sabe em qual barco o PP estará.

Resta ao opositor do grupo, ACM Neto, tentar se desvencilhar da eleição nacional. Sem um candidato competitivo para chamar de seu, o ex-prefeito de Salvador deve tentar construir musculatura para um integrante do DEM, como Luiz Henrique Mandetta, ou até mesmo se alinhar com Ciro Gomes e o PDT. Isso em meio a um esforço para controlar o seu entorno para não aderir ao bolsonarismo e reeditar o segundo turno de 2018, quando acabou por embarcar na candidatura de Jair Bolsonaro para não optar pelo adversário histórico, o PT. Ou seja, ou “desfederaliza” o pleito ou Neto pode não ter o desempenho que almeja.

Lula tão bem numa pesquisa apenas dois meses após recuperar os direitos políticos é um feito e tanto. E mesmo que estejamos tão longe das urnas, o petista se torna favorito, no mínimo, ao segundo turno. E, de quebra, ainda dá um empurrãozinho extra para aliados. Wagner agradece. ACM Neto com certeza não. Fonte:Bahia Noticias

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial nesta segunda

 

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em dezembro podem sacar nesta segunda-feira (17) a primeira parcela do auxílio emergencial de 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 29 de abril.

Os recursos poderão ser transferidos para uma conta corrente, sem custos para o usuário. Com a retirada, a Caixa Econômica Federal conclui o pagamento da primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial. A segunda rodada começou a ser depositada ontem (16) para os trabalhadores e inscritos no CadÚnico nascidos em janeiro.

Em caso de dúvidas, o beneficiário pode entrar em contato com a central telefônica 111 da Caixa, de segunda a domingo, das 7h às 22h, ou consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Em 2021, a nova rodada de pagamentos prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, durante quatro meses, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

REGRAS

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.