NOVA RÁDIO CLUBE SERRINHA 24 HORAS NO AR

RADIOS NET:MELHOR PLATAFORMA DE RÁDIOS

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Eles têm na boca uma língua falsa. Portanto, eu golpearei você e o ferirei, Deixando-o devastado por causa dos seus pecados. Você comerá, mas não ficará satisfeito; Haverá um vazio dentro de você. Você tentará colocar seus bens em lugar seguro, mas não conseguirá salvá-los; E o que você conseguir levar, eu entregarei à espada. Você semeará, mas não colherá. Pisará azeitonas, mas não usará o azeite; E pisará uvas, mas não beberá o vinho".Miqueias 6:1-16

terça-feira, 8 de março de 2022

Lula traça estratégia para reverter melhora de Bolsonaro nas pesquisas, diz jornal.

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) informou a aliados do PT que já esperava a melhora do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas pesquisas de intenção de voto.

Segundo Lula, no entanto, o cenário será revertido a partir de março, quando ele pretende intensificar as agendas políticas "de rua" pelo Brasil. As informações são da coluna Igor Gadelha, do Metrópoles.


Um aliado próximo teria recebido uma ligação do ex-presidente há cerca de três semanas e ele previu que sua vantagem em relação a Bolsonaro cairia "um pouco".

Na avaliação de Lula e de dirigentes do PT, essa melhora do atual chefe do Palácio do Planalto nas pesquisas é reflexo de quatro fatores principais. São eles:

Otimismo da população motivado por uma sensação de que o fim da pandemia está próximo; auxílio emergencial de R$ 400 e ação das redes bolsonaristas para reforçar que o valor é maior do que o Bolsa Família pago pelos governos petistas; a liberação de emendas parlamentares pelo Palácio do Planalto para parlamentares do Centrão; aumento da propagação de “fake news” contra Lula e contra o PT entre evangélicos.

Como ainda não pode fazer campanha, a estratégia de Lula será participar de uma série de atos isolados com militantes do PT e de partidos de esquerda nos estados.

Pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) no final de fevereiro mostrou Lula estável com 42% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro subiu de 25,6% para 28%.