NOVA RÁDIO CLUBE SERRINHA 24 HORAS NO AR

RADIOS NET:MELHOR PLATAFORMA DE RÁDIOS

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Portanto, eu esmagarei vocês onde vocês estão, Assim como uma carroça carregada de feixes de cereal esmaga o que está embaixo dela. O ligeiro não terá para onde fugir, O forte não manterá a sua força, E nenhum guerreiro escapará com vida. O arqueiro não manterá a sua posição, O que tem pés ligeiros não escapará, E o cavaleiro não escapará com vida. Até mesmo o guerreiro mais corajoso fugirá nu naquele dia’, diz Jeová".Amós 2:1-16

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Diesel terá aumento de 8,89% a partir desta quarta-feira (29)

 

A Petrobras anuncia um aumento de 8,89% no preço médio de venda do diesel tipo A para distribuidoras. A medida ocorre após um período de 85 dias sem ajustes nos valores dos combustíveis.

Com a mudança, que entra em vigor a partir desta quarta-feira (29), o preço médio do diesel A passa de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro.

Por conta de uma determinação da legislação brasileira, o diesel automotivo vendido no Brasil deve ser misturado com biodiesel, dando origem ao óleo diesel tipo B, que é revendido em postos.

Devido a alteração, a parcela da estatal no valor do combustível na bomba passa a ser de R$ 2,70 por litro em média, o que representa uma variação de R$ 0,22.

De acordo com o especialista em direito tributário, Fábio Ferraz, o valor que vai ser cobrado nos postos ainda deve ser influenciado por outros tributos e taxas.

Para o porta-voz do Rio Ônibus, sindicato que representa as empresas de ônibus do Rio, o reajuste pode impactar a operação do setor. Segundo Paulo Valente, os aumentos os vilões de quem utiliza e opera transporte público.

Neste ano, o diesel acumula alta de 51%. Em nota, a Petrobras afirmou que tem evitado o repasse imediato para os preços internos. Ainda segundo a companhia, o ajuste é importante para garantir que o mercado siga sem riscos de desabastecimento.

Na segunda (27), em entrevista coletiva, o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, descartou mudanças na política de preços da empresa.