OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Se eu disser àquele que é mau: Você certamente morrerá, mas você não o avisar — se não falar com aquele que é mau a fim de avisá-lo para que ele abandone seu mau proceder e continue vivo —, ele morrerá por causa do erro dele, por ser alguém mau,mas o sangue dele exigirei de você.No entanto, se você avisar aquele que é mau, e ele não recuar da sua maldade e do seu mau proceder, ele morrerá por causa do erro dele, mas você certamente salvará a sua própria vida".Ezequiel 3:1-27

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

MP insiste em sugestão para retirar comerciantes do Feiraguay da Praça Presidente Médici

 

 O Ministério Público (MP) sugeriu através do promotor de justiça, Anselmo Lima, da 1ª Promotoria, que a prefeitura de Feira de Santana apresente um estudo técnico sobre uma possível relocação de comerciantes do Feiraguay para outro local, de forma que não haja prejuízos.

Segundo o Olá Bahia, a sugestão para a realização do estudo é parte da manifestação do Ministério Público (MP) na ação movida contra a Associação de Vendedores Ambulantes de Feira de Santana (Avamfs) e prefeitura. O MP questiona a utilização da área pelos ambulantes, cedida pela Prefeitura Municipal, depois da representação do Sindicato dos Camelôs de Feira de Santana que denuncia a privatização do espaço público na área onde funciona o Feiraguay.

Na ação do MP, de acordo com o site Olá Bahia, o órgão relembra o processo de remoção dos camelôs do calçadão da Sales Barbosa para a Praça Presidente Médici, com o objetivo de reordenar o centro comercial e questiona a escolha dos ocupantes dos boxes, bem como os critérios para a cessão da área a partir da legislação federal e ainda a privatização do local pela Avamfs e omissão da prefeitura municipal.

O juiz Nunisvaldo dos Santos deverá se manifestar a partir da sugestão do Ministério Público. Fonte:Acorda Cidade