OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS:"O que seus antepassados viram de errado em mim para que se afastassem tanto de mim,e seguissem ídolos sem valor, e se tornassem eles mesmos sem valor? Os que lidam com a Lei não me conheceram,os pastores se rebelaram contra mim,os profetas profetizaram em nome de Baal e foram atrás daqueles que não podem ajudar ninguém. Por isso continuarei a fazer acusações contra vocês diz Jeová,E farei acusações contra os filhos dos seus filhos". Jeremias 2:1-37

quinta-feira, 25 de março de 2021

Bruno Reis diz que até fim de maio Salvador deve confirmar uma data para retomar eventos

 

Com o avanço de uma nova onda ainda mais agressiva da Covid-19 no Brasil, as tratativas para a retomada do setor de entretenimento voltaram à estaca zero, na capital baiana. A criação de evento teste para nortear este retorno - demanda apresentada pelo empresariado e já negociada com a prefeitura - acabou sendo paralisada. Questionado sobre este tema durante entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (25) (saiba mais aqui e aqui), o prefeito Bruno Reis foi categórico: “Enquanto a gente não tiver uma segurança mínima, não dá para a gente retomar”.

Lembrando que Salvador está na segunda fase do plano nacional de imunização, o gestor municipal estimou que “até final de maio, início do segundo semestre” a prefeitura terá uma data para retomar os eventos. “Vacinou os públicos prioritários mais vulneráveis, a gente admite a retomada dos eventos em Salvador”, disse Bruno, em referência à conclusão das três fases do plano de vacinação, que contemplam os trabalhadores da saúde, idosos acima de 60 anos e pessoas com comorbidades.

“Já dá para fazer eventos testes ou até mesmo retomar pequenos eventos, mas, pelo menos, a gente livrando com a vacina o público mais vulnerável. Esse público não vai para festa, mas o filho vai, o neto vai e traz pra casa”, concluiu.Fonte:Bahia Noticias