OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Estou para trazer sobre este lugar uma calamidade que fará tinir os ouvidos de quem ouvir falar dela. Farei isso porque eles me abandonaram e tornaram este lugar irreconhecível.Nele estão oferecendo sacrifícios a outros deuses, que nem eles, nem os seus antepassados, nem os reis de Judá conheciam, e encheram este lugar com o sangue dos inocentes. Eles construíram os altos sagrados de Baal para queimar no fogo seus filhos como ofertas a Baal, algo que eu não havia ordenado nem falado e que jamais havia ocorrido no meu coração". Jeremias 19:1-15

terça-feira, 18 de agosto de 2020

Maia diz que vai 'trabalhar contra' criação de impostos nos moldes da CPMF


Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou nesta terça-feira (18) que irá trabalhar no Congresso para que não haja o retorno de um imposto nos moldes do CPMF. De acordo com o jornal O Globo, ele disse que a Casa deve priorizar as reformas e atuar para que o Brasil “não entre nesse pesadelo”.

“Vou trabalhar contra. Vou trabalhar para que ela seja, inclusive, derrotada já na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para que o Brasil não entre nesse pesadelo de ficar criando imposto a cada crise. Vamos olhar o que deu certo no mundo e não vamos tentar criar o que a gente já fez de alguma forma”, comentou durante conferência promovida pelo Banco Santander.

A equipe do governo Bolsonaro tem defendido a criação de um imposto sobre movimentações financeiras. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já se posicionou contrário aos críticos e chegou a classificar como como “maldade” e “ignorância” chamar a tributação sobre pagamentos eletrônicos que ele quer implementar de “nova CPMF”. Mesmo com as afirmações de Guedes, Maia disse que continuar “achando que é CPMF” enquanto o governo não apresentar a proposta.

“Eu respeito que o Paulo diga que não é CPMF, mas enquanto não tiver proposta eu vou continuar achando que é CPMF. Não vamos fazer aquilo que não deu certo no Brasil. A gente sabe qual foi o impacto negativo da CPMF”, relembrou.