OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

OS ENCANTOS DA ZONA RURAL:FOTOS-JOSÉ RIBEIRO

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

RÁDIO CLUBE SERRINHA .NET  MUSICA DE QUALIDADE 24 HORAS

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE

BEIJO FRIO:A MELHOR SORVETERIA DA BAHIA E O MELHOR SORVETE
Endereço: Av. Dep. Manoel Novaes, 670 - Centro, Serrinha - BA, 48700-000 Telefone: (75) 3261-1889

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Estou para trazer sobre este lugar uma calamidade que fará tinir os ouvidos de quem ouvir falar dela. Farei isso porque eles me abandonaram e tornaram este lugar irreconhecível.Nele estão oferecendo sacrifícios a outros deuses, que nem eles, nem os seus antepassados, nem os reis de Judá conheciam, e encheram este lugar com o sangue dos inocentes. Eles construíram os altos sagrados de Baal para queimar no fogo seus filhos como ofertas a Baal, algo que eu não havia ordenado nem falado e que jamais havia ocorrido no meu coração". Jeremias 19:1-15

quinta-feira, 4 de junho de 2020

Após recurso do Prefeitura, TJ-BA volta a cobrar dívida de R$ 20 mil de IPTU a Xanddy


Através da Quinta Câmara Cível, o segundo grau do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) voltou a cobrar a dívida de R$ 19.075, 41, referente ao exercício de 2011, de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) ao cantor Xanddy, vocalista da banda Harmonia do Samba. O processo foi aberto em 2013. 

Na sessão presidida pelo desembargador Raimundo Sérgio Sales Cafezeiro ficou acordado que é nula a setença de primeiro grau assinada pelo juiz Eduardo Carvaljo, da 10ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, em que foi determinada a extinção da cobrança, sob alegação do tempo passado. 

No recurso, a Prefeitura alegou que se surpreendeu com a sentença de primeiro grau, uma vez que o processo estava suspenso após acordo de parcelamento firmado entre as partes. No entanto, segundo o Município, a paralisação do curso da ação se deu para que se aguardasse a comprovação dos pagamentos das parcelas fixadas, o que não aconteceu. Desta forma, o recurso questiona a retomada do processo com a posterior alegação de prescrição do débito. 

Em nota, a assessoria do baiano, através de seus advogados, informou que o "não pagamento do tributo está relacionado ao aumento desproporcional do imposto, praticado pela Prefeitura". 

"A majoração excessiva do IPTU é fato público e notório na cidade de Salvador-BA. Não foi apenas o nosso cliente que discordou da cobrança indevida, mas diversos outros contribuintes, inclusive moradores da mesma localidade, ingressaram com ações na justiça pleiteando a revisão do imposto e a declaração da inconstitucionalidade do aumento”.As informações são do Bahia no Ar. Vale dizer que Xanddy está travando na Justiça outra briga pela dívida de R$ 3 milhões de um imóvel adquirdo em Lauro de Freitas. Fonte:Bahia Noticias