NOVA RÁDIO CLUBE SERRINHA 24 HORAS NO AR

RADIOS NET:MELHOR PLATAFORMA DE RÁDIOS

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.

A BIBLIA É A PALAVRA DO DEUS VIVO JEOVÁ.
DISSE JEOVÁ DEUS: "Portanto, eu esmagarei vocês onde vocês estão, Assim como uma carroça carregada de feixes de cereal esmaga o que está embaixo dela. O ligeiro não terá para onde fugir, O forte não manterá a sua força, E nenhum guerreiro escapará com vida. O arqueiro não manterá a sua posição, O que tem pés ligeiros não escapará, E o cavaleiro não escapará com vida. Até mesmo o guerreiro mais corajoso fugirá nu naquele dia’, diz Jeová".Amós 2:1-16

terça-feira, 14 de abril de 2020

Moro: é preciso evitar exageros contra quem não cumprir isolamento


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse hoje (13) que é preciso tomar cuidado com exageros cometidos por autoridades para punir as pessoas que descumprirem medidas de isolamento social para combater o novo coronavírus (covid-19). Segundo Moro, a prisão deve ser usada somente em último caso.

Durante entrevista ao portal jurídico Jota e transmitida ao vivo, Moro disse que as autoridades sanitárias e policiais devem optar pelo diálogo e orientar as pessoas a cumprirem as medidas.

“As pessoas têm que seguir as orientações que forem necessárias para debelar essa pandemia e nós temos que tomar cuidado com exageros, com atos que possam representar alguma espécie de abuso”, disse.

Moro também afirmou que o ministério não usa mecanismos de geolocalização para monitorar pessoas que foram colocadas em isolamento por apresentarem sintomas da doença. O monitoramento de celulares é utilizado por alguns estados para verificar se a população está cumprido as medidas de isolamento social.

“É algo que nós temos que nos preocupar e evitar que o combate à epidemia possa gerar abalos em outras áreas com consequências imprevisíveis, mas isso [monitoramento] não tem sido feito pelo governo federal”, garantiu.

No mês passado, os ministérios da Saúde e da Justiça publicaram uma portaria disciplinando providências compulsórias e a responsabilização das pessoas que não cumprirem essas medidas determinadas pelo Poder Público para prevenir e conter o avanço do covid-19.